Sie sind auf Seite 1von 26
Instituto de Comunicação e Artes ALVES, Lílian Guimarães Fornazier ARAÚJO, Tarsila Silva CARVALHO, Felipe Augusto

Instituto de Comunicação e Artes

ALVES, Lílian Guimarães Fornazier

ARAÚJO, Tarsila Silva

CARVALHO, Felipe Augusto Oliveira de

FERREIRA, Matheus Felipe Matos

SANTOS, Raniery

Tribos Urbanas;

As várias vertentes da tribo Nerds

Belo Horizonte

2º sem./2012

ALVES, Lílian Guimarães Fornazier

ARAÚJO, Tarsila Silva

CARVALHO, Felipe Augusto Oliveira de

FERREIRA, Matheus Felipe Matos

SANTOS, Raniery

Tribos Urbanas;

As várias vertentes da tribo Nerds

Trabalho apresentado como requisito de avaliação do curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário UNA para aprovação em disciplina de TIDIR como requisito para obtenção de certificado do segundo módulo.

Professora orientadora: Juliana Machado do Couto e Melo.

Belo Horizonte

2º sem./2012

Para todos os nossos amigos Nerds.

Nosso mais que muito obrigadoa todos os nossos amigos Nerds que

nos ajudaram com muito empenho, sempre. Sair do zero não foi fácil e vocês foram fundamentais. Bazinga! À família e aos pais. Viram? Nós realmente estávamos conectados fazendo mais um dos vários trabalhos de faculdade. Todo esforço será recompensado! Aos professores, em especial às queridas Juliana Couto e Suzana Cohen. O apoio e ensinamento repassado por vocês foram fundamentais pra isso aqui sair bacana.À Jéssica, parceira de redação, brincar de revisar

Aos amigos em geral, valeu pela

TIDIR alheio pode ser bacana força, apoio e risadas do dia a dia.

RESUMO

Este trabalho tem como objetivo mostrar a heterogeneidade e a homogeneidade presentes dentro da tribo Nerds. Homogeneidade que é retratada numa unidade existente na tribo e heterogeneidade que é representada nas divisões existentes nela. Foram pesquisadas as seguintes questões: Afinal, por que ser considerados como uma tribo se os Nerds possuem tantas subdivisões em seu grupo? E se há uma unidade, qual é e por que esse é o ponto comum? Para chegar a tal resultado, foi feita uma pesquisa de campo através de questionário on-line, com natureza exploratória. Os indivíduos convidados para responder o questionário foram escolhidos aleatoriamente nas redes sociais dos autores do presente artigo acadêmico. Analisando os dados recolhidos, pôde-se chegar a uma resposta concreta sobre a principal indagação tratada aqui, ou seja, qual é a unidade existente na tribo dos Nerds e quais são as principais e mais conhecidas vertentes que a tribo possui.

PALAVRAS-CHAVE: Nerds, heterogeneidade, homogeneidade.

ABSTRACT

The following work aims to show the homogeneity and heterogeneity present within the tribe Nerds. Homogeneity that is portrayed in an existing unit in the tribe and heterogeneity that is represented in the divisions existing in it. We searched the following issues: After all, why be considered a tribe if the Nerds have a section in your group? And if there is a unity, which is why and this is the common point? In reaching this result, we performed a field survey through a questionnaire online, with exploratory nature. Individuals invited to answer the questionnaire were chosen randomly in the social networks of the authors of this academic article. Analyzing the data collected, we could come up with a concrete answer on the main question addressed here, is what is the existing unit in the tribe of the Nerds and what are the main and most known aspects that the tribe owns.

KEYWORDS: Nerds, heterogeneity, homogeneity.

SUMÁRIO

1-INTRODUÇÃO

8

1.1- Eixo Temático:

8

1.2- Tema:

8

1.3- Problema:

8

 

1.4- Justificativa:

8

1.5- Objetivo Geral:

8

1.6- Objetivo Específico:

8

2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

9

2.1- Os Nerds

9

2.1.1- Subdivisões

9

2.2- Definindo o ponto comum entre as

10

2.3- Definindo as diferenças entre as principais vertentes da tribo

10

2.4- Descobrindo qual a unidade existente dentro da tribo

11

3- METODOLOGIA

11

4- AMOSTRA E SUJEITO DE PESQUISA

11

4.1- AMOSTRA DE SUJEITO

11

4.1.1- Quem são?

11

4.1.2-

Onde se localizam?

12

4.2- SUJEITO DE PESQUISA

12

5- ANÁLISE DE RESULTADOS

12

6- CONCLUSÃO

16

REFERÊNCIAS

17

APÊNDICES

19

ANEXOS

21

8

1-INTRODUÇÃO

1.1- Eixo Temático

Tribos Urbanas

1.2- Tema

As vertentes da tribo dos Nerds.

1.3- Problema

O que faz com que os Nerds sejam considerados uma Tribo Urbana uma vez que possuem tantas

vertentes e subdivisões?

1.4- Justificativa

É comum hoje em dia ouvir falar sobre as tribos urbanas, mas qual o significado desta expressão?

Basicamente, tribo urbana é um agrupamento de pessoas que possuem interesses em comum, a fim de formar-se grupos que apresentem pensamentos, hábitos e maneiras de acordo. Nas grandes cidades é

comum observar estes movimentos, principalmente entre os adolescentes, que possuem estilo e até mesmo dialeto próprio. Importante ressaltar que todos os movimentos de contracultura são tribos urbanas, porém, nem toda tribo urbana é um movimento de contracultura.

A seguir, será estudada uma tribo muito conhecida: a tribo dos Nerds, famosa por suas subdivisões e

vertentes. Apesar de ser uma tribo urbana conhecida, pode ser difícil reconhecer seus integrantes no cotidiano, o que a difere de outras. Eles não possuem um estilo padrão e tampouco possuem os mesmos gostos. Mas, de certa forma, existe um ponto em comum que os aproxima. O objetivo deste estudo é identificar o motivo que leva a tantas vertentes e subdivisões dentro da tribo Nerds. É necessário definir um ponto em comum entre as subdivisões, localizar as diferenças entre as principais vertentes dela, e descobrir qual a unidade existente dentro do grupo.

1.5- Objetivo Geral:

Identificar o motivo que leva a tantas vertentes e subdivisões dentro da tribo dos Nerds.

1.6- Objetivo Específico:

- Definir o ponto comum entre as subdivisões;

- Definir as diferenças entre as principais vertentes da tribo;

- Descobrir qual a unidade existente dentro da tribo.

9

2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1- Os Nerds

O termo Nerd representa um grupo de pessoas que possuem intelecto diferenciado e realizam

atividades demasiadamente avançadas para sua idade, se comparado com pessoas na mesma faixa etária. Em razão disto, muitas vezes um Nerd não está presente em atividades físicas e está sempre isolado da sociedade. Basicamente, é uma pessoa introvertida, que raramente se integra aos demais,

mas que cultiva uma grande paixão por conhecimento e tecnologia. (Site Monge Nerd, 2012)

O termo surgiu no Instituto de Tecnologia de Massachusettes (MIT), onde só se fala em

tecnologia, desde a época de 90, porém hoje, é aceitável que um Nerd não seja especialista em

computadores. (Site Like Nerd, 2012)

Em meados do século XXI os Nerds começaram a se diferenciar. Até então, eles eram esquisitos, cheios de livros, roupas engomadas e óculos de graus, resumindo, os excluídos. Foi então que todos resolveram se assumir e atualmente é uma das Tribos Urbanas mais populares e volumosas. (Site Revista Criativa, 2009)

Apesar dessa imagem pré-moldada e preconceituosa, os nerds são pessoas socialmente aceitas (embora exista realmente nerds anti-sociais) e vistas como peças-chave para o avanço tecnológico que vivemos e que tende a crescer progressivamente. Como exímios conhecedores da tecnologia e das tendências vindouras, são fundamentais para novas descobertas e realizações sendo a eles atribuída a imagem de “pessoas que fazem a diferença.” (Site Brasil Escola, 2012)

O estilo Nerd está na moda, na TV, cinema e música. É possível perceber a presença desta

Tribo em vários seriados de TV, como Lost, The Big Bang Theory, CSI entre outros; que mostram

tecnologia, física, química e inúmeras teorias. (Site Portais da Moda, 2012)

2.1.1- Subdivisões

A Tribo Urbana abordada neste estudo possui uma característica muito interessante: possui subgrupos. Abaixo será estudado um pouco sobre cada um deles:

Geeks: Também conhecidos como Tecnonerds são um grupo cujo interesse está voltado especialmente para tecnologia, informática e ciência.

10

Otaku: São os fãs de animes e mangás, desenhos japoneses e convenções de Cosplay.

Cards Gamers: São os jogadores viciados em Cards Games (Pokemón, Magic, Yu-Gi-Oh, entre outros)

Gamers: São os jogadores viciados em Video Games

RPGistas: São os jogadores viciados em RPG (Role Playing Games)

Fanbase: Também conhecidos como Fandom, são fãs de obras ou conjunto de obras específicas, como por exemplo, Lord of The Rings Fans, Star Warriors, Trekkers, Babylon V’ers entre outros.

Board Gamers: São os jogadores viciados em Jogos de Tabuleiro (Xadrez, Stratgo, WAR, entre outros)

Cults: São aqueles viciados em livros, músicas e outros tipos de “cultura fina”, como artes plásticas e músicas clássicas. Na maior parte, ignoram cultura exportada.

Mesmo sendo uma Tribo Urbana, é difícil identificá-los e reconhecê-los, pois, diferente de outras Tribos, não possuem mesmo estilo. Não gostam dos mesmos tipos de música, tampouco freqüentam os mesmos lugares. Mas de alguma forma, algo os une em um ponto em comum, fazendo com que façam parte de um grupo. (Site Tribos Urbanas, 2012)

2.2- Definindo o ponto comum entre as subdivisões.

É possível perceber que em todas as subdivisões, o interesse excessivo por algo específico está presente, e isso faz com que os membros de cada vertente se dediquem incondicionalmente a todo processo do objeto de interesse. Por exemplo, os Geeks, viciados em tecnologia e ciência procuram adquirir o máximo conhecimento sobre estes temas, fazendo com que se tornem verdadeiros especialistas. Os Gamers, viciados em Vídeo Games sabem, com certeza, todos os controles, ataques, defesas e golpes especiais de qualquer jogo. (Site Tribos Urbanas, 2012)

2.3- Definindo as diferenças entre as principais vertentes da tribo.

As diferenças, basicamente, estão no alvo de estudo de cada subdivisão. Jogos, tecnologia, ciência e música são algumas dos vários objetivos de vícios destas vertentes tão singulares. (Site Tribos Urbanas, 2012)

11

2.4- Descobrindo qual a unidade existente dentro da tribo.

Conforme já mencionado anteriormente, esta tribo possui muitas vertentes, mas também possui um ponto em comum: o interesse e dedicação excessivos por algo específico. Todos eles se focam com garra no que desejam estudar e a partir daí se tornam cada vez mais sábios sobre o assunto. São muito inteligentes e aplicados, muito disciplinados com relação ao estudo e o gosto pelo saber. Para aqueles que não sobrevivem sem computador, suas atenções são voltadas à busca, a cada momento, do saber acerca do funcionamento da máquina para ter o máximo de proveito da mesma e compreendê-la. Não é diferente dos viciados em vídeo games ou com os loucos por filmes e/ou desenhos em quadrinhos que tornam a ficção cientifica um novo meio de vida. Os Nerds não se importam com a opinião da sociedade. (Site Sobre Tribos, 2012)

3- METODOLOGIA

A metodologia deste trabalho determina-se como exploratória, bibliográfica, descritiva, e de campo.

A pesquisa exploratória foi a primeira ferramenta utilizada para realizar um levantamento de dados

primários, buscando uma resposta pra principal questão abordada: as subdivisões da tribo.(LAKATOS, 2003, p.185)

Logo após o recolhimento de dados, realizou-se uma pesquisa bibliográfica com o objetivo de determinar o ponto de partida da pesquisa. Segundo Lakatos, uma pesquisa bibliográfica “abrange toda bibliografia já tornada pública em relação ao tema de estudo, desde publicações avulsas, até meios de comunicação orais: rádio, gravações em fita magnética e audiovisuais: filmes e televisão”. (LAKATOS, 2003, p.185)

A terceira etapa foi a coleta de dados por meio de um questionário on-line composto por dez questões

fechadas realizada pessoas selecionadas aleatoriamente nas redes sociais dos autores. (LAKATOS, 2003, p.185)

O grupo também observou durante um período o comportamento da tribo em alguns de seus

encontros, como a Semana Potterhead na “The Nerd Café”, uma cafeteria na região da Savassi em

Belo Horizonte, e em alguns museus e bibliotecas do circuito cultural da Praça da Liberdade, na região

do bairro de Lourdes, também em Belo Horizonte. Essa foi a etapa de pesquisa de campo. Com esses

resultados, chegamos a uma conclusão sobre o questionamento chave do trabalho. (Site The Nerd

Café, 2012)

4- AMOSTRA E SUJEITO DE PESQUISA

4.1- AMOSTRA DE SUJEITO

4.1.1- Quem são?

Os

Nerds são um grupo de pessoas que se interessam demasiadamente por algum tema, qualquer que

ele

seja, e graças a isso dedicam uma grande parte do seu tempo a estudar e destrinchar o que gosta até

12

entender seus mínimos detalhes. Um exemplo bem popular hoje em dia é a vertente dos Gamers, os viciados em videogames e RGP’s, que conhecem todos os personagens existentes em um jogo, as diversas estratégias para jogá-lo e até mesmo conhecem e usam o vocabulário de determinados

personagens. (Site

Tribos Urbanas, 2012)

4.1.2- Onde se localizam?

Devido às inúmeras vertentes que a tribo possui, fica difícil estabelecer um local específico de encontro deles. Cada subtribo se encontra em um local diferente, que tem a ver com seu interesse. Os lugares mais comuns desses encontros são bibliotecas, lanhouses, casas de jogos, cafeterias, observatórios e museus. (Pesquisa dos autores)

4.2- SUJEITO DE PESQUISA

Os escolhidos para responder ao questionário on-line, foram selecionados e convidados aleatoriamente nas redes sociais dos autores desse artigo. Os selecionados tiveram uma semana para enviar suas respostas para que fosse feita a análise dos resultados obtidos. Metade dos escolhidos faz parte de alguma das vertentes da tribo, o que enriqueceu ainda mais a pesquisa.

5- ANÁLISE DE RESULTADOS

GRÁFICO 1: Sexo

mais a pesquisa. 5- ANÁLISE DE RESULTADOS GRÁFICO 1: Sexo Fonte: Pesquisa dos autores Análise do

Fonte: Pesquisa dos autores

Análise do gráfico mostra que a maior parte do público Nerd é composto por indivíduos do sexo masculino.

GRÁFICO 2: Faixa Etária

13

13 Fonte: Pesquisa dos autores Após a análise do gráfico, percebe-se que a faixa etária em

Fonte: Pesquisa dos autores

Após a análise do gráfico, percebe-se que a faixa etária em que se encaixa a tribo é entre 16 e 25 anos.

GRÁFICO 3- Tempo Vago

a tribo é entre 16 e 25 anos. GRÁFICO 3- Tempo Vago Fonte: Pesquisa dos autores

Fonte: Pesquisa dos autores

Após analisar dados da pesquisa e também o gráfico analisado, pode-se perceber que os indivíduos que se consideram Nerds passam seu tempo vago na internet.

GRÁFICO 4 - Rotulação

que se consideram Nerds passam seu tempo vago na internet. GRÁFICO 4 - Rotulação Fonte: Pesquisa

Fonte: Pesquisa dos autores

14

A maior parte dos entrevistados é rotulado como Nerd só pela aparência física ou por alguns assuntos de seu interesse.

GRÁFICO 5: Como se sente ao ser rotulado?

de seu interesse. GRÁFICO 5: Como se sente ao ser rotulado? Fonte: Pesquisa dos autores Os

Fonte: Pesquisa dos autores

Os entrevistados rotulados como Nerds disseram que dependendo da ocasião onde se encontram, gostam de ser rotulados como Nerds.

GRÁFICO 6: Sites

gostam de ser rotulados como Nerds. GRÁFICO 6: Sites Fonte: Pesquisa dos autores Como já era

Fonte: Pesquisa dos autores

Como já era esperado, a maior parte dos entrevistados usa a internet para usar as redes sociais, uma vez que elas condensam todo tipo de informação necessária para qualquer vertente da tribo.

Obs.: Podia ser marcada mais de uma opção na questão 06.

GRÁFICO 7: Leitura

15

15 Fonte: Pesquisa dos autores Como mostrado no gráfico acima, a maior parte dos entrevistados gosta

Fonte: Pesquisa dos autores

Como mostrado no gráfico acima, a maior parte dos entrevistados gosta e tem o hábito da leitura, seja ela impressa ou virtual.

GRÁFICO 8: Estilo Literário

seja ela impressa ou virtual. GRÁFICO 8: Estilo Literário Fonte: Pesquisa dos autores O estilo literário

Fonte: Pesquisa dos autores

O estilo literário preferido pelos entrevistados é o Drama, estilo esse que ganha adeptos graças à literatura de best-sellers.

GRÁFICO 9: Estilo Musical

esse que ganha adeptos graças à literatura de best-sellers. GRÁFICO 9: Estilo Musical Fonte: Pesquisa dos

Fonte: Pesquisa dos autores

16

Analisando o gráfico e os dados da entevista, a maior parte dos entrevistados gosta de ouvir outros estilos além dos apresentados. Dentre eles se destacam Indie Rock e New Age.

GRÁFICO 10: Nerds versus Sociedade

Indie Rock e New Age. GRÁFICO 10: Nerds versus Sociedade Fonte: Pesquisa dos autores A maior

Fonte: Pesquisa dos autores

A maior parte dos entrevistados acha que os Nerds não são tão excluídos pela sociedade como antigamente. Alguns comentaram sua resposta, falando que percebem uma auto-exclusão do grupo por achar que tem um nível intelectual maior que o do povo.

Pesquisa realizada entre 15/10/2012 e 25/10/2012, via Survey Monkey.

6- CONCLUSÃO

Ao final deste trabalho é possível enfim, identificar o objeto de busca de todo este estudo: qual o ponto em comum entre todas as vertentes da Tribo Nerds. Após pesquisas, é nítido que este chamado “ponto” é o prazer pelo saber. A busca por detalhes de cada assunto que é de interesse de cada tribo. As pesquisas aprofundadas simplesmente pelo fato de querer saber mais sobre determinado assunto, e é isto que os torna tão semelhantes. Todos possuem este desejo e esta vontade de aprender, de pesquisar, de chegar ao fundo de cada assunto.

Além disso, foi possível desfazer todo o preconceito adquirido ao longo dos anos com relação à este grupo tão singular, onde moldes da sociedade e idéias pré-estabelecidas faziam com que fossem imaginados de forma totalmente ridícula. Ao contrário, hoje em dia estão incluídos de forma igual na sociedade e possuem um papel muito importante dentro do contexto em que vivemos.

17

REFERÊNCIAS

Brasil Escola: <http://www.brasilescola.com/curiosidades/nerd.htm>>. Acesso em 14 de setembro de

2012.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean; SIMAN, Lana Mara (org). A Construção do Saber: Manual de Metodologia da pesquisa em Ciências Humanas. 1 Ed, Belo Horizonte: UFMG, Porto Alegre. Artmed, 1999.

Like Nerd: <<http://www.likenerd.com.br/2012/09/o-nerd-curioso-1-nerds.html>>. Acesso em 22 de setembro de 2012.

MAFESSOLI, Michel; MENEZES, Maria de Lourdes (org). O Tempo das Tribos: O declínio do individualismo nas sociedades de massa. 2ª Ed, Rio de Janeiro. Forense Universitária, 1998.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos da Metodologia Científica. 7ª Ed, São Paulo. Atlas, 2010.

Monge Nerd: <<http://www.mongenerd.com/2012_06_10_archive.html>>. Acesso em 21 de setembro de 2012.

Mundo Jovem - Disponível em <<www.mundojovem.com.br/grupo-jovens/as-tribos-urbanas>>. Acesso em 13 de agosto de 2012.

Nice Cups do Giovanni - Disponível em <<giovannitagliaro.blogspot.com.br/2009/06/desmistificando-tribos-urbanas-nerds.html>> . Acesso em 13 de agosto de 2012.

Nota Positiva– Disponível em

<<http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/sociologia/12tribosurbanas.htm>.

Acesso em 15 de setembro de 2012.

Site da revista Criativa: <<http://revistacriativa.globo.com/Criativa/0,19125,ETT1676615- 5458,00.html>>. Acesso em 25 de setembro de 2012.

18

Temas em Psicologia: <<http://www.sbponline.org.br/revista2/vol11n1/art06_t.htm>>. Acesso em 15 de setembro de 2012.

The Nerd Café - Disponível em

<< http://thenerdcafe.wordpress.com>>. Acesso em 14 de setembro de 2012.

Tribos Urbanas: Nerds - Disponível em <<penumbraarteurbana.blogspot.com.br/2008/11/nerds.html>> . Acesso em 13 de agosto de 2012.

19

APÊNDICES

Curiosidades

- O dia do orgulho Nerd é comemorado no dia 25 de maio. A data é uma referencia à estréia do primeiro filme da serie Guerra das Estrelas, em 1977, (filme ícone dos Nerds) que começou a ser celebrada em 2006 na Espanha.

- O “The Nerd Café” é uma cafeteria pioneira no segmento em BH. Criada em 2009, a cafeteria foi a primeira a a trazer para a cidade um espaço totalmente voltado para os Nerds, com um vasto catálogo de produtos exclusivos sobre vários temas que interessam a tribo, além de uma culinária que segue os cardápios dos filmes mais famosos dentre os Nerds. Seu clássico é a Cerveja Amanteigada, do filme Harry Potter, feita de acordo com a receita da autora da série J.K. Rolling.

- Grandes personalidades da atualidade são consideradas como grandes Nerds e exemplos para o grupo. São exemplos Bill Gates, Steve Jobs, Steven Spielberg, Mark Zuckerberg e Bruce Willis. Todos eles trouxeram grandes descobretas e até mesmo abriram novos horizontes nas áreas onde atuam profissionalemente.

Questionário utilizado

1-

Sexo:

 

(

) Masculino

 

(

) Feminino

2-

Faixa Etária:

(

) Menor de 15 anos de idade

(

) entre 16 e 25 anos

 

(

) Entre 26 e 35 anos

(

) Maior de 36 anos de idade

3-

No tempo vago, o que mais gosta de fazer?

(

) Ler

(

) Jogar videogame ou jogos no PC

(

) Explorar a internet

 

(

) Ir a teatros, cinemas ou museus

(

) Outros.

 

4-

Costuma ser rotulado como Nerd?

 

(

) Sim

(

) Não

5-

Em caso de resposta positiva da questão 4, como se sente ao ser rotulado como nerd?

(

) Nada, sou um Nerd “Assumido”

(

) Não gosto

 

20

( ) Fico feliz pois me acham inteligente

6-

Qual estilo de site você mais acessa?

(

) Críticas literárias, musicais e de cinema

(

) Dicas para jogos

(

) Sites de Downloads

(

) Redes Sociais

 

(

) Não acesso internet

(

) Portais de notícias

(

) Outros.

7-

Você costuma ler?

 

(

) Sim

(

) Não

8-

Em caso de resposta positiva da questão 7, qual é seu estilo literário preferido?

(

) Romances

 

(

) Dramas

(

) Comédias

 

(

) Diálogos

(

) Policiais (Ação, Aventura)

(

) Outro.

9-

Qual é o estilo musical de sua preferência?

(

) Bandas Coreanas

(

) MPB/Bossa Nova

(

) Rock

(

) Pop

(

) Samba

(

) Funk

(

) Axé

(

) Outro.

10- Você acha que a sociedade exclui um grupo específico da tribo dos Nerds? Por que?

21

ANEXOS

- Artigo “Tribos Urbanas: Nerds”, originalmente publicado no blog “Penumbra Arte Urbana”.

Tribos Urbanas: Nerds

“Nerd” é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares. Por essa razão, um nerd é muitas vezes excluído de atividades físicas e considerado um solitário pelos seus pares. Muitas vezes com conotação depreciativa, pode descrever uma pessoa com dificuldades de integração social e mesmo atrapalhada que, no entanto, nutre grande fascínio por conhecimento ou tecnologia.

Etimologia

A expressão é utilizada desde o final da década de 1950 no Massachusetts Institute of Technology

(MIT). Também há uma versão na qual a palavra derivaria de Northern Electric Research and Development (Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da combalhavam no laboratório de

tecnologia, que eram dados a passar noites em claro nas suas pesquisas. Na década de 1960 difundiu-

se a sua conotação pejorativa, aplicado as pessoas com inteligência geralmente acima da média, com

alguma dificuldade em se relacionar socialmente, epanhia Northern Electric do Canadá, hoje Nortel),

ou seja, atribuída àqueles indivíduos que traque não obedece aos padrões, principalmente físicos e intelectuais da sociedade, tornando-se uma pessoa marginalizada, tímida e solitária. Atualmente, no entanto o termo nerd vem sendo usado por determinados grupos relacionados a interesses específicos como forma de se identificarem.

Estereótipo

Segundo uma definição de Lia Portocarrero, “

algum assunto a ponto de a) pesquisar; b) colecionar coisas; c) fazer música; d) escrever sobre (normalmente acompanhado de pesquisa); e) não sossegar enquanto não descobrir como funciona; f) não dormir enquanto o programa não rodar.”

é o rapaz (ou moça) que nutre alguma obsessão por

Segundo Paul Graham, "Existe uma forte correlação entre ser esperto/inteligente e ser nerd, ou melhor,

há uma correlação inversa maior ainda entre ser nerd e ser popular. Ser esperto parece fazer a pessoa

não popular". E dessa forma que vem a conotação pejorativa.

Os Nerds são conhecidos por um determinado estereótipo, muito divulgados em filmes ou desenhos animados, que geralmente não correspondem à realidade total. Eles não têm um padrão próprio de vestuário e são muito sociáveis quando se sentem confortáveis no ambiente.

Apesar de serem uma Tribo Urbana, é difícil reconhecê-los no dia-a-dia pois, ao contrário das outras

22

tribos, não tem um estilo facilmente reconhecível à primeira vista. Tampouco gostam dos mesmos tipos de música, e nem todos freqüentam os mesmos lugares (apesar de uma grande parte freqüentar convenções de quadrinhos e ficção científica).

Subgrupos

Há muitos 'subgrupos' de nerds. Dentre eles, pode-se destacar:

Geeks;

Gamers;

RPGistas;

Fanbase ou Fandom;

Trekkers ou Trekkie;

Otakus;

Doctor Who fan;

Fanboy;

Fan fiction;

Fanon (fiction);

Fanposter;

Potterheads;

Science fiction fan;

Shipping;

Songvid;

Star Wars fan;

Tolkien fan;

Trekdom;

Battlestar Galactica;

Babylon V'ers.

Nerds e a Síndrome de Asperger

Atualmente é incorreto afirmar que "nerds" sofrem de Síndrome de Asperger, pois a maioria deles vivem misturados na sociedade. A maioria deles, inclusive, é dotada de grande capacidade de socializar-se com pessoas com os mesmos interesses que os seus.

23

CDF ou Nerd?

No Brasil, chama-se CDF o indivíduo inteligente que se dedica muito aos estudos. Usa-se a sigla ou acrônimo "CDF" significando "Cabeça-de-ferro" ou ainda "Crânio-de-Ferro", vulgarmente chamado pelos que não tem essa qualidade de "cu-de-ferro" devido aos extensos períodos que ficam sentados estudando.

É comum confundi-los com os nerds. Entretanto, existe uma diferença entre nerds e "CDF"s: enquanto no primeiro grupo encaixam-se os naturalmente interessados em algum assunto cultural (jogos, livros,

filmes

nem sempre têm a escola como ponto central de suas vidas, mas despende um bom tempo aos estudos, resultando em algumas características como obtenção de notas altas, questionamento sobre veracidade

da informação passada, mas ainda podem manter-se comunicativos e sociáveis.

),

podendo não ir bem à escola; o segundo costuma referir-se a jovens em idade ginasial que

- Artigo “Desmistificando Tribos Urbanas: Nerds”, originalmente publicado no blog “Nice Cups do Giovanni”.

Desmistificando tribos urbanas: Nerds

Origens: O Nerd clássico

Acredito que o termo "nerd" tenha começado a ser usado em larga escala por volta da década de 60 ou 70. Era o modo como se chamava aquela pessoa de inteligência acima da média, que demosntrava grande fascínio por obtenção de conhecimento e por outras atividades "não tão populares" (leia-se "esquisitas"), em detrimento das habilidades sociais e cuidados com a aparência, etc. Era aquele "gêniozinho" da classe, que gostava de Física, usava óculos, sabia tudo, mas era atrapalhado, e dificilmente conversava com alguém. "Nerd" era uma forma pejorativa de se referir a esse tipo de pessoa, era uma ofensa. Ninguém gostava dos nerds, e parecia que o inteligente era, na verdade, o otário, o perdedor, e o cara malandro, que não sabia porra nenhuma e se dava bem nos esportes, era o cara legal.

Nerd clássico fazendo o que fazia de melhor.

Revolution

O que não sabiam é que a ciência e a tecnologia interfeririam decisivamente no mundo contemporâneo e acabariam por erigir de modo triunfal seus fiéis servos, até então caídos e repudiados.

Com o passar do tempo, a situação mudou. Com os video-games e microcomputadores invadindo cada vez mais os lares familiares e com a popularização dos chamadosgadgets (tais como celulares ou os

24

iPods, por exemplo), além do crescimento-relâmpago do fenômeno Internet, o interesse por eletrônicos, informática e tecnologia aumentou imensamente.

Pessoas que gostam de coisas outrora "inúteis", como programação e Matemática, passaram a ser necessárias. Tanto que outras pessoas começaram a gostar dos nerds e a querer imitá-los.

As pessoas gostam dos nerds.

O Nerd moderno

Acredito também que, devido a essa crescente popularização dos nerds, o conceito inicial, a sua

definição básica, tenha sido perdido um pouco no tempo. Digo isso porque hoje em dia, esse conceito

se tornou muito amplo, abrangente. O nerd não é mais só aquele cara de intelecto avantajado, porém

bobo, feio e de auto-estima retraída. O nerd, além de gostar muito de ler, pesquisar e se informar,

gosta de jogar video-game, gosta de RPG, gosta de séries de televisão (predominantemente as de ficção científica), gosta de Exatas, de informática, eletrônica e robótica, de Star Wars, de Star Trek, de

mangás, animes

sermos nerds! Convenhamos, existe alguma pessoa ainda viva que não curta nada do que eu mencionei acima? Acho difícil.

e pode gostar de quase qualquer outra coisa! Atualmente basta nascermos para

Justamente por isso, acho que a essência do "verdadeiro" nerd se perdeu. O nerd pasou a ser um cara que gosta de tudo. Não é nem mais preciso ser muito inteligente para ser chamado de nerd. E detalhe:

o nerd de hoje também pode ter vida social!

Nerds estão por cima. Ou por trás

Ah, sei lá.

Eu, pessoalmente, não gosto tanto dessa nova definição, apesar de não negar que seja benéfica para os nerds. E também não é como se eu concordasse com concepções estereotipadas e pejorativas. Mas me parece que a alma do nerd fica descaracterizada, sem personalidade. Aliás, parece que a "alma nerd" deixa de existir.

Entretanto, querendo ou não, as coisas agora são assim (hehe). E a palavra-chave aqui, creio,

é informação. O nerd é um cara informado. E isso é vital hoje em dia. As pessoas precisam ser

informadas. Tu contrataria ou namoraria um cara/mina que se demonstrasse alheio à realidade, que

não soubesse nada e nem tivesse interesse em reverter isso?

O mundo é nerd. Ponto.