You are on page 1of 33

GESTÃO DO CONHECIM

Título

ENTO

GESTÃO DO CONHECIM ENTO ORGANIZACI ONAL NO SERPRO José Alberto C. da C. Cadais Cadais@serpro.gov.br www.serpro.gov.br

ORGANIZACI

ONAL NO SERPRO

José Alberto C. da C. Cadais

Cadais@serpro.gov.br

www.serpro.gov.br

abril/2002

Contetexto

Con

xto

Empresarial

Empre

sarial

94% das companhias consideram a gestão do conhecimento

estratégico para seus processos

Con te te xto Con xto Empre sarial Empre • sarial 94% das companhias consideram a

empresariais de TI;

• capturam em média somente cerca de 45% de seu capital intelectual;

• 36% das companhias têm políticas formais para o compartilhamento do patrimônio de conhecimento;

• e um número ainda menor tem políticas formais para capturar esse patrimônio;

• 66% diz que o maior desafio é modificar o comportamento dos funcionários e

•62% vão gastar mais em gerenciamento do conhecimento do que gastaram no ano passado

Fonte: INFORMATIONWEEK - Pesquisa com 200 gerentes de tecnologia da informação de empresas americanas - 01/06/2000

Conhecimento tem mesmo valor ?

Conhecimento tem mesmo valor ? Os computadores ficaram 8.000 vezes mais baratos nos últimos 30 anos;
Conhecimento tem mesmo valor ? Os computadores ficaram 8.000 vezes mais baratos nos últimos 30 anos;

Os computadores ficaram

  • 8.000 vezes mais baratos

nos últimos 30 anos; nessa mesma escala, hoje um veículo “Classe A” da Mercedes Benz custaria em torno de 2 dólares;

Fonte: Gestão da Empresa na Sociedade do Conhecimento Marcos Cavalcanti, Elisabeth Gomes e André Pereira

Conhecimento tem mesmo valor ?

Conhecimento tem mesmo valor ? No Brasil, considerando-se o critério peso ,a exportação em 2000 foi
Conhecimento tem mesmo valor ? No Brasil, considerando-se o critério peso ,a exportação em 2000 foi

No Brasil, considerando-se o critério peso,a exportação em

  • 2000 foi de 55 bilhões de

dólares (recorde), ou seja, 220

dólares a tonelada.

O valor médio da tonelada

dos importados, no Brasil, passou de 329 dólares em 1993 para 600 dólares em

  • 2000 (valorização dos

intangíveis);

Conhecimento tem mesmo valor ?

Conhecimento tem mesmo valor ? A Netscape, no primeiro dia na Nasdaq, foi cotada a 3

A Netscape, no primeiro dia na Nasdaq, foi cotada a 3 bilhões de dólares, tendo um faturamento à época de apenas 17 milhões (valorização de 176 vezes);

Conhecimento tem mesmo valor ?

-Em 2000 mais de 55%

Conhecimento tem mesmo valor ? -Em 2000 mais de 55% da riqueza mundial era proveniente de
Conhecimento tem mesmo valor ? -Em 2000 mais de 55% da riqueza mundial era proveniente de

da riqueza mundial era proveniente de “intangíveis;

-Exportações de intangíveis” dos

E.U.A.:

em 1974 =

3%;

em 2000 =

17%;

Imobbiliz

Imo

ilizado

ado xx

coconnhheeci cimmeenntoto nnoo Ser

Serpro

pro

Imo b b iliz Imo iliz ado ado x x co co n n h h
100,00% 80,00% 60,00% 40,00% 20,00% 0,00% 2000 1989 1986 1998 1996 1992 1994 TOTAL ATIVO IMOBILIZADO
100,00%
80,00%
60,00%
40,00%
20,00%
0,00%
2000
1989
1986
1998
1996
1992
1994
TOTAL ATIVO
IMOBILIZADO

Fonte: Balanços contábeis do Serpro

A produção de informação

A produção de informação Produzimos mais dados e informações do que somos capazes de assimilar. sintetizar...

Produzimos mais dados e informações do que somos

capazes de assimilar.

sintetizar...

e

Um dos maiores problemas que enfrentamos hoje não é a falta, mas o excesso de informações e a sua organização...

Histórico Empresarial- Fases

Histórico Empresarial- Fases . Os primeiros computadores do SERPRO (1965) . Criação do CTI - Centro

. Os primeiros computadores do SERPRO (1965) . Criação do CTI - Centro de Tratamento de Informações (1971) . Ambiente para Desenvolvimento de sistemas (1975)

. Os primeiros sistemas On-Line (1976/1977) . O potencial computacional do SERPRO no início dos anos 80 . A implantação de grandes sistemas On-line (SIAFI e SISCOMEX) . A revolução da Internet (final dos anos 90)-Publicidade

. Uso da internet como provedor de serviços(nova economia) . Iniciativas para integração de sistemas . Uso de Ferramenta DW, GED, WORKFLOW, IA . E-gov, Portal de Compras, Receitanet, valor agregado . Uso de Portais

Histórico Empresarial- Fases . Os primeiros computadores do SERPRO (1965) . Criação do CTI - Centro

O advento da globalização

O advento da globalização • eliminação das fronteiras – eliminação das barreiras comerciais – aumento da

eliminação das fronteiras eliminação das barreiras comerciais aumento da concorrência maior competitividade mais inovação em menos tempo

AA ma

massssiiffiicacaççããoo ddaa

IInter

nternet

net

A A ma ma ss ss i i f f i i ca ca ç ç

acesso global à informação

fácil acesso às informações informais

democratização do acesso à

informação trabalho virtual x empresa virtual

comércio eletrônico

governo eletrônico

espionagem eletrônica

AA Tec

Tecnnoollogi

ogiaa dada

IInf

nformormaaççããoo ((TI

TI))

A A Tec Tec n n o o l l ogi ogi a a da da

Mudança na relação espaço x tempo decisões em tempo real

eliminação das fronteiras

mais fácil acesso à informação

agregação de valor à informação (TI)

AA vi

virrtutuaalliizazaççããooddaa

EcEcoononommiiaa

A A “ “ vi vi r r tu tu a a l l i i

empresas/órgãos virtuais ativos intangíveis capital intelectual produtos mais complexos

A A “ “ vi vi r r tu tu a a l l i i

mais conhecimento multidisciplinar agregado

desmaterialização das empresas

maior participação dos ativos intangíveis

A A “ “ vi vi r r tu tu a a l l i i

AA SoSocciiedade

edade dodo CoConheci

nhecimmenenttoo

A A So So c c i i edade do do Co Co nheci IInnveversã nnoo

IInnveversã

rsãoo nnoo valo

valorr ddooss

iinnsusummooss ddaa

A A So So c c i i edade do do Co Co nheci IInnveversã nnoo

capitaall

capit

  • ener

energia

gia

prodduuççããoo

pro

A A So So c c i i edade do do Co Co nheci IInnveversã nnoo

ccoonhnheeccimento

imento

  • mmaatér

tériaia--pprrima

ima

Inteligência Competitiva

Inteligência Competitiva Monitoramento sistemático do ambiente externo da organização, que visa captar, analisar e agregar valor

Monitoramento

sistemático do

ambiente externo da

organização, que visa

captar, analisar e

agregar valor às

INFORMAÇÕES, com

Tecnnoolloogi

Tec

giaa dada IInnfoforma

rmaççããoo

Tec n n o o l l o o gi Tec gi a a da da

&& Ges

Gesttããoo dodo

Tec n n o o l l o o gi Tec gi a a da da
Tec n n o o l l o o gi Tec gi a a da da

CoConnhhececiime

mennttoo

Tec n n o o l l o o gi Tec gi a a da da

Passado: foco na disseminação da informação

Futuro: foco no uso da informação para tomada de decisão e geração de conhecimento

“Uma pessoa pode até receber mais informações graças à tecnologia, mas se não possuir as capacidades necessárias para aproveita-las, não adianta.

MUDANÇA DE PARADIGMA

 

Antigo Paradigma de Treinamento

 

Paradigma da Aprendizagem no Século XXI

Prédio

Local

Aprendizagem disponível sempre que solicitada – Em

       

qualquer lugar, a qualquer hora

 

Atualizar Qualificações Técnicas

Conteúdo

Desenvolver competências básicas do ambiente de negócios

Aprender ouvindo

Metodologia

Aprender agindo

Funcionários internos

Público-Alvo

Equipes de Funcionários, Clientes e Fornecedores de produtos

Professores/Consultores de Universidades Externas

Corpo Docente

Gerentes seniores internos e um consórcio de Professores universitários e Consultores

Evento único

Frequência

Processo Contínuo de Aprendizagem

Desenvolver o estoque de qualificações do indivíduo

Meta

Fonte: 1997 Corporate University Xchange, Inc

Solucionar problemas empresariais reais e melhorar o desempenho no trabalho

Princ

Pr

incipipaaisis

BBararrreir

eirasas

Pr inc Pr inc ip ip a a is is B B ar ar r r

A cultura organizacional

A natureza do Conhecimento como ativo intangível

A dificuldade em mensurar o valor do conhecimento

A necessidade de compartilhamento (sinergia) O “mercado” do conhecimento A “transferência” do conhecimento Os critérios diferenciados de reconhecimento

POR QUE O SERPRO PRECISA DA GESTÃO DO CONHECIMENTO (GCO) ?

Para garantir a continuidad

POR QUE O SERPRO PRECISA DA GESTÃO DO CONHECIMENTO (GCO) ?  Para garantir a continuidad

e dos negócios

Melhorar a qualidade dos serviços

Para reduzir o impacto da movimentação de pessoas:

desligamentos da empresa

novas contratações mobilidade entre áreas

Para facilitar a aprendizagem organizacional

Para aumentar a produtividade Para criar novas competências e gerar novos negócios

INFORMAÇÃO

RAMO DE NEGÓCIO :

INFORMAÇÃO RAMO DE NEGÓCIO : TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FINANÇAS PÚBLICAS E SISTEMAS ESTRUTURADORES C O N
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
TECNOLOGIA DA
INFORMAÇÃO
INFORMAÇÃO RAMO DE NEGÓCIO : TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FINANÇAS PÚBLICAS E SISTEMAS ESTRUTURADORES C O N

FINANÇAS PÚBLICAS E SISTEMAS ESTRUTURADORES

INFORMAÇÃO RAMO DE NEGÓCIO : TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FINANÇAS PÚBLICAS E SISTEMAS ESTRUTURADORES C O N

GESTÃO DO CONHECIMENTO

ESTRATÉGICO

RELAC ION AM ENT O COM CL IE NTE S ESTRATÉGIA EMPRESARIAL DO SE RPRO PROCESSOS
RELAC ION AM ENT O
COM CL IE NTE S
ESTRATÉGIA EMPRESARIAL DO
SE RPRO
PROCESSOS
PRODUTOS
SERVIÇOS
PARCEIROS/
FORNECEDORES

ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO DA GCO NO SERPRO

ESTRATÉGIA DE IMPLANTAÇÃO DA GCO NO SERPRO COMITÊ DE REPRESENTANTES GCO DAS UGs II. POLÍTICA SERPRO

COMITÊ DE REPRESENTANTES GCO DAS UGs II. POLÍTICA SERPRO DE GCO III. PRÁTICAS GCO NO SERPRO IV. COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL GCO

V. PÓS-GRADUAÇÃO EM GECIE

VI. ADEQUAÇÕES DAS NORMAS EMPRESARIAI

II. MIGRAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA O PORTA

EEst

strarattééggiiaa EEmpr

mpreesasarriiaall

PoPolíti

líticacass cocorrppoorraatitivvaass

E E st st ra ra t t é é g g i i a a

Conhecimento e aprendizagem organizacional; Gerenciamento estratégico; Logística, organização e estrutura; Pessoas e comunicação interna; Relacionamento com os clientes e comunicação externa; Relacionamento com os fornecedores; Segurança no negócio; Tecnologia da informação; e Qualidade Empresarial.

PoPoticticaa ddee ccononhheecciimmeennttoo ee

aapprreennddiizzaagegemm or

orggaanniizzaacciiononaall

Po Po lí lí tic tic a a d d e e c c on on

Preservar

o

conhecimento

organizacional

e

facilitar

seu

compartilhamento e reutilização; Promover a criação de conhecimento como vocação natural ; Mapear e desenvolver as competências necessárias aos negócios; Definir os perfis profissionais necessários às áreas de atuação; Assegurar a propriedade intelectual do conhecimento organizacional; Promover e incentivar a aprendizagem organizacional; Executar a gestão do Capital Intelectual e Humano e valoriza-lo; e Manter solução corporativa de tecnologia da informação como suporte à GCO.

PRÁTICAS DE GCO NO SERPRO

PRÁTICAS DE GCO NO SERPRO 1. COMUNIDADES SERPRO DE CONHECIMENTO (Comunidades de Prática) . MAPEAMENTO E

1. COMUNIDADES SERPRO DE CONHECIMENTO

(Comunidades de Prática)

. MAPEAMENTO E GESTÃO DE COMPETÊNCIAS

ompetências Institucionais X Competências Individua

Árvore Serpro de Conhecimentos) X (Currículos dos Empregado

3. ENSINO A DISTÂNCIA

SISTEMA PERFIL

Sistemática + Ambiente de TI

....PRÁTICAS

DE GCO NO SERPRO

....PRÁTICAS DE GCO NO SERPRO 4. MELHORES PRÁTICAS DO PSQ Sistematização: Setorial ==> Corporativa 5. CAPACITAÇÃO

4. MELHORES PRÁTICAS DO PSQ

Sistematização: Setorial ==> Corporativa

5. CAPACITAÇÃO DE MULTIPLICADORES

6. PROPRIEDADE INTELECTUAL

7. MAPEAMENTO DE CONHECIMENTOS

(Base Serpro de Conhecimentos)

8. PORTAL CORPORATIVO SERPRO

Árvore do conhecimento

Árvore do conhecimento Macro Procesos; 25 Temas empresariais; 158 Ramos de conhecimentos e 1258 Assuntos…..

Macro Procesos;

  • 25 Temas empresariais;

  • 158 Ramos de

conhecimentos e

1258 Assuntos…..

Competências E@D Comunicação Colaboração Empresarial Serviços e Aplicações
Competências E@D
Competências
E@D
Competências E@D Comunicação Colaboração Empresarial Serviços e Aplicações

Comunicação

Competências E@D Comunicação Colaboração Empresarial Serviços e Aplicações

Colaboração

Empresarial

Competências E@D Comunicação Colaboração Empresarial Serviços e Aplicações

Serviços e Aplicações

Síntese das práticas de GCO

Mapeamento e gestão de competência

Mapeamento e gestão de conteúdo

-Processo, produtos, cliente e parceiros.

-Sistema Perfil(individual) -Árvore estruturada (institucional) -Perfis profissionais.

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

-Lideranças

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

Melhores práticas -PSQ -Base -Sistematização

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

Portal

Serpro

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

Colaboração

-Correspondências

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

formal e informal, -Aplicativos, -Base Serpro

Síntese das práticas de GCO Mapeamento e gestão de competência Mapeamento e gestão de conteúdo -Processo,

Comunidades:

-Fóruns, chats e base

Educação corporativa : E@D e presencial

-Pós-graduações, atendimento, desenvolvimento, lideranças, conteúdos, Negócio,...

VVanantag

tagens

ens ddoo

PPoortal

rtal

“logon” único

V V an an tag d d o o P P o o rtal  “logon”

Tornar o desktop da empresa Rapidez de acesso aos sistemas legados Acesso seguro e controlado (certificação digital e níveis de acesso definidos) Personalização para o usuário; Ambiente de colaboração; Descentralização na alimentação; Substituição das páginas web internas (Intranet)

Nova tecnologia: não é site;

Custo tecnológico entre 50 mil e alguns milhões de dólares;

Integração de diferentes plataformas tecnológicas;

Facilidade de buscas/pesquisas; A

d

lt

Obrigado José Alberto C. da C. Cadais Cadais@serpro.gov.br www.serpro.gov.br abril/2002

Obrigado

José Alberto C. da C. Cadais

Cadais@serpro.gov.br

www.serpro.gov.br

abril/2002