You are on page 1of 29

OLÁ!

Nesse momento
você está
sentindo frio ou
calor?
Termoquí
mica
Introdução
Um dos grandes problemas mundiais é a
constante necessidade de geração de
energia.
A Termoquímica aplicada de forma
consciente possibilita uma solução viável
(econômica e ecológica) para essa
crescente demanda aliada à conservação
da natureza.
O ciclo da água envolve troca de calores
Definição
A Termoquímica estuda a quantidade de
energia, na forma de calor, envolvida numa
transformação química, sendo que uma reação
química pode liberar ou absorver calor.

A Termoquímica é um ramo da
termodinâmica que se ocupa com a liberação e
a absorção de calor durante uma
transformação (Russel, 1981)
Tipos de
Transformações
• Exotérmicas:
– São aquelas que liberam calor.
• Exemplo: queima de carvão
C(s) + O2(g) ⃗ CO2(g) + calor

• Endotérmicas:
– São aquelas que absorvem calor.
• Exemplo: decomposição do calcário.
CaCO3 + calor ⃗ CaO + CO2(g)
Entalpia de uma
substância
Lei da conservação da Energia:
– A energia não pode ser criada e nem destruída,
apenas transformada.

• Entalpia (H):
– É o conteúdo calorífico de uma substância.
– A diferença entre a entalpia final(Hf) e a entalpia
inicial(Hi) chama-se: diferença ou variação de
Entalpia (∆H).
Variação de Entalpia (∆
H)
É o calor liberado ou absorvido quando uma
reação química é realizada à pressão constante.

∆H = Hprodutos – Hreagentes

Ex: H2 (l) + 1/2 O2(g) H2O(l)


∆H = - 68,5 kcal/mol
Reações Exotérmicas

São reações que liberam energia (calor).

∆H = Hp – Hr calor

∆H<0
Formas de se
Apresentar uma
Reação Exotérmica
Cgraf + O2(g) CO2(g) + 393 kJ

ou

Cgraf + O2(g) CO2(g) ∆H = -393 kJ


Reações Endotérmicas
São reações que absorvem energia (calor).

∆H = Hp – Hr
calor

∆H > 0
Formas de se
Apresentar uma
Reação Endotérmica
2Cgraf + 2H2(g) + 52 kJ C2H4(g)

2Cgraf + 2H2(g) C2H4(g) ∆H = +52 kJ

2Cgraf + 2H2(g) C2H4(g) – 52 kJ


Exercício
1.(UEFS – BA) Considere-se a reação:
H2(g) + ½ O2(g) H2O(l) ∆H = - 68,3 kcal

Pode-se afirmar, em relação à formação de 1


mol de água, que há:
a) absorção de 68,3 kcal e a reação é endotérmica.
b) absorção de 68,3 kcal e a reação é exotérmica.
c) liberação de 68,3 kcal e a reação é exotérmica.
d) liberação de 68,3 kcal e a reação é endotérmica.
e) liberação de 68,3 kcal e a reação é atérmica.
Exercício
2.(UERJ) Ao se dissolver uma determinada
quantidade de Cloreto de Amônio em água a 25
o
C, obteve-se uma solução cuja temperatura foi
de 15 oC. A transformação descrita caracteriza
um processo do tipo:
b) Atérmico.
c) Adiabático.
d) Isotérmico
e) Exotérmico.
f) Endotérmico.
Estado padrão
• Estado físico mais estável;

• Forma alotrópica mais estável;

• Forma cristalina mais estável;

• Nas condições:
• Temperatura = 25 oC
• Pressão = 1 atm
Formas alotrópicas
Forma alotrópica Forma alotrópica
Elemento
mais estável menos estável

Oxigênio O2 O3

Carbono Cgrafite Cdiamante

Enxofre Srômbico Smonoclínico

Fósforo Pvermelho Pbranco


Fatores que influem
nas entalpias
Os principais fatores que afetam a ∆H de
uma reação são:
– Estado físico dos reagentes e dos produtos.
Hgasoso > Hlíquido > Hsólido

– Estado alotrópico dos reagentes e produtos:


• A forma alotrópica de menor entalpia é a mais
estável.

18
Convenção Importante
• Substância simples, no estado padrão,
tem entalpia iguala zero (H=0).
• Exemplos (25oC, 1 atm):
– Cgrafite ⇛ H = 0
– Cdiamante ⇛ H ≠ 0
O2(L) ⇛H≠0

O2(G) ⇛H=0

O(atomico) ⇛ H ≠ 0

O3(g) ⇛H≠0
Entalpia Padrão de
Formação - ∆Hof
É a variação de entalpia associada à
formação de um mol de uma substância a
partir das substâncias simples
correspondentes, no estado padrão.
Exemplo:
– Formação da H2O(l)

H2(G) + ½ O2(G)  H2O(L) ∆Hof = -285,5 kJ


Entalpia Padrão de
Combustão
É a variação de entalpia associada à
combustão completa de um mol de uma
substância, supondo-se no estado padrão
todas as substâncias envolvidas na reação.
Exemplo:
– Combustão padrão do Metano (CH4).

CH4(G) + 2 O2(G)  CO2(G) + 2 H2O(L) ∆H = -890,4 kJ


Entalpia Padrão de
Neutralização
É a variação de entalpia verificada na
neutralização de 1 mol de H+ por 1 mol de
OH-, supondo-se todas as substâncias em
diluição total ou infinita, a 25 oC e 1 atm.
Exemplo:

HClaq + NaOHaq  NaClaq + H2O(L) ∆H = -57,9 kJ


Entalpia de Ligação
É a variação de entalpia verificada na
quebra de 1 mol de um determinada
ligação química, supondo-se todas as
substâncias no estado gasoso, a 25 oC e 1
atm.
Exemplo:

CH4(G)  C(G) + 4 H(G) ∆H = +1.651,6 kJ


Lei de Hess
A variação de entalpia em uma reação
química depende apenas dos estados
inicial e final da reação. ∆H1 = ∆H2+ ∆H3
Exemplo: Transformação da água
líquida em gasosa
Calcule a variação de entalpia da reação
abaixo
4 NH3 + 7 O2 → 4 NO2 + 6 H2O ΔH = ?
• Para determinar o valor de Δ H desse processo,
parte-se das seguintes reações, representadas pelas
seguintes equações:

• Equação 1: N2 + 3 H2 → 2 NH3 Δ H = - 92 kj
• Equação 2: N2 + 2O2 → 2 NO2 Δ H = + 68 kj
• Equação 3: H2 + ½ O2 → H2O Δ H = - 286 kj
Resolução:
4 NH3 → 2 N2 + 6 H2 Δ H = + 92 kj (x 2)
( x 4 inverter)

(x 2 copiar) 2 N2 + 4 O2 → 4 NO2 Δ H = + 68 kj ( x
2)
(x 6 copiar) 6 H2 + 3 O2 → 6 H2O Δ H = - 286 kj (x 6)

4 NH3 + 7 O2 → 4 NO2 + 6 H2O

Δ H = 184 + 136 - 1716


Δ H = - 1396 Kj
FUI!