Sie sind auf Seite 1von 7

Função e Falhas na PCI chamada de T-CON (TIME CONTROL) ou Placa controladora do Display (T-COM)! E mais abaixo Dicas para Conserto T-com, TV LCD, TV LED e TV Plasma.

Vamos falar um pouco sobre uma das partes que compõem os TV’s LCD que mais tem apresentado problemas para nós técnicos, não em relação à quantidade de falhas apresentadas, mas

em relação a dificuldade de informações técnicas sobre a referida etapa, a PCI chamada de T-CON! Primeiramente não devemos confundir esta placa chamada de TIME CONTROL (abreviada pela maioria dos fabricantes como T-CON) utilizada nos TV’s LCD, com a CONTROL (ou controladora) utilizada nos TV’s de PLASMA! Embora ambas sejam relativamente semelhantes, apresentam funções um pouco diferentes:

- A T-CON dos TV’s LCD tem como função receber os sinais LVDS vindos do SCALER da PCI MAIN

do TV e processar estes sinais de maneira que cada bit de informação saia da PCI com um endereço (adress) certo para excitar exclusivamente o sub pixel referente à informação daquela porção da imagem! Nos TV’s LCD, a T-CON excita diretamente a tela de LCD!

- Já à CONTROL dos TV’s de PLASMA tem como função receber os sinais LVDS vindos da PCI

VSC (ou BP como citado no diagrama em blocos de um TV de PLASMA da SONY que segue abaixo) e distribuir estes sinais para as placas Y SUS e Z SUS e também para a PCI ADRESS ou X BOARD como em algumas marcas é chamada. As Y e Z SUS são responsáveis pela polarização da tela de PLASMA (fazem por assim dizer, com que ela acenda) e a placa ou placas X são responsáveis por direcionar as informações que irão fazer acender ou não cada um dos sub pixels que formam a tela, formando assim a imagem. No caso dos TV’s de PLASMA, a CONTROL não excita diretamente a tela!

TV’s de PLASMA, a CONTROL não excita diretamente a tela! Abaixo temos primeiramente a T-CON em

Abaixo temos primeiramente a T-CON em uma tela de monitor LCD (TOSHIBA) e depois uma T- CON de um TV LCD LG:

a tela! Abaixo temos primeiramente a T-CON em uma tela de monitor LCD (TOSHIBA) e depois
Um fator que tem sido decisivo para dificultar o trabalho de análise do funcionamento de

Um fator que tem sido decisivo para dificultar o trabalho de análise do funcionamento de uma T- CON em televisores de LCD é a total falta de diagramas esquemáticos destas placas, pois até no diagrama em blocos dos TV’s elas não aparecem já que os fabricantes as consideram parte integrante do painel de LCD que inclui a tela, os filtros, o backlight (de lâmpadas os led’s) e a T-CON. Deste modo, a análise de defeito fica restrita na descoberta de que o defeito se encontra na T- CON e que será necessária a sua substituição para que o reparo seja feito de forma rápida! Para aqueles técnicos com instintos desbravadores, fica a opção de se fazer uma pesquisa a frio, componente por componente em busca do elemento causador da pane da PCI. Este procedimento com certeza não será dos mais rápidos, principalmente se considerarmos a Lei de Murphy que sempre está presente na eletrônica e que neste caso nos diz que:

- O último componente a ser testado em um universo de centenas, será o que está defeituoso, não importa por onde você comece a pesquisa!

Então, em busca de respostas andei a fazer umas pesquisas junto a alguns amigos (que coisa boa é ter amigos de verdade, não é mesmo?) E consegui não todas mais algumas respostas que devem facilitar (pelo menos para mim estão facilitando) a reparação ou pelo menos a pesquisa de falhas nas T-CON dos TV’s LCD! Algumas seguem abaixo para tentar adiantar o lado de vocês e outras mais complexas serão abordadas em um próximo treinamento de LCD!

Bom, então vamos por partes:

1- O famoso fusível aberto (o que todo técnico adora):

Praticamente todas as T-CON possuem pelo menos 1 fusível de proteção em sua linha principal de alimentação. E como todo fusível, ele pode abrir por vários motivos. Se você for àquele cara de sorte ou naquele momento era o seu momento de sorte, a TV está com a tela totalmente branca (que é um sintoma característico de falha na T-CON) e você descobre que o fusível de proteção da mesma se encontra aberto. Você que está em dia de lua cheia, substitui o fusível e parte para o abraço pois o TV funcionou! Isto é claro se for seu dia de sorte e a lua estiver cheia, pois caso contrário, o fusível vai se romper novamente, pois existirá um curto em algum componente da PCI.

2- Se você encontrou o fusível aberto e, ao substituir o dito cujo, o mesmo voltou a abrir, verifique os pontos de alimentação da PCI, pois é provável que exista alguém nestas etapas em curto ou com fuga, gerando com isto um aumento da corrente, fazendo com que o fusível abra.

3- Os IC’s Reguladores de Tensão e os Conversores DC/DC são os principais suspeitos nestes casos, mas fique atento, pois os capacitores cerâmicos SMD existentes na T-CON costumam nos pregar várias peças!

A foto abaixo nos mostra alguns dos pontos que foram citados acima em uma T-CON que equipa televisores da LG!

citados acima em uma T-CON que equipa televisores da LG! Defeitos como: Tela branca (semelhante à

Defeitos como: Tela branca (semelhante à famosa tela lavada), tela com muitas listras sobre a imagem ou só listras, imagem com mosaicos ou imagem congelando podem ser falhas originadas na PCI T-CON.

Em uma PCI repleta de componentes SMD é recomendável ter em mãos ferramentas adequadas ao manuseio, dessoldagem e medição destes componentes, pois nestes casos, qualquer descuido ou utilização de ferramentas inadequadas pode levar a destruição da PCI, aumentando bastante o tamanho do seu problema! Se você não tem habilidade com estes componentes ou não tem o ferramental apropriado, procure se adequar aos novos tempos, pois daqui prá frente vai ser daí para melhor!

Veja abaixo alguns itens para ajudar você no manuseio dos componentes SMD e acredite, elas podem, te ajudar muito e não custam tão caro como alguns dizem:

Multímetro pinça ICEL MD100:

tão caro como alguns dizem: Multímetro pinça ICEL MD100: Ferro de soldar Pinça TOYO: Estação de

Ferro de soldar Pinça TOYO:

caro como alguns dizem: Multímetro pinça ICEL MD100: Ferro de soldar Pinça TOYO: Estação de Re-trabalho

Estação de Re-trabalho em SMD TOYO:

Sugiro que se prestigie a indústria nacional, adquirindo seus produtos na lojas especializadas em instrumentos

Sugiro que se prestigie a indústria nacional, adquirindo seus produtos na lojas especializadas em instrumentos eletrônicos!

Espero que as informações passadas aqui tenham dado alguma luz para vocês amigos e aproveito para informar que no dia 8 de Outubro de 2011, estarei realizando mais um treinamento para os colegas técnicos e nesta data falaremos um pouco mais sobre circuitos amplificadores classe “D” que equipam a maioria dos novos SYSTEM e HOME THEATER à venda no nosso mercado e também falaremos mais um pouco sobre as melhores formas de se trabalhar com componentes SMD, descrevendo de forma simples e clara, os detalhes envolvidos no seu manuseio e substituição, abordando algumas técnicas novas que estão sendo utilizadas para facilitar o trabalho com este tipo de componente. Tudo mostrado em áudio visual e comentado com a habitual clareza e descontração! O assunto amplificadores classe “D” será baseado em circuitos PHILIPS, SONY, TOSHIBA e LG! Os interessados podem obter mais informações via e-mail pelo e-mail do Clube:

clubedotecnico@gmail.com

Autor: Fernando José Fernando José é Técnico de Eletrônica e Instrutor da FAETEC de Niterói e do Clube do Técnico RJ. Também atua como técnico da Boullevard Assistência Técnica e editor da Revista CDM (Clube de Manutenção), revista ON LINE distribuída gratuitamente aos assinantes. É também autor de vários livros técnicos sobre reparação!

Dicas para Conserto T-com, TV LCD, TV LED e TV Plasma

Placa controladora do Display (T-COM)

Tela Branca sem imagem. Fusível queimado ou CI AS15G danificado. Com a troca seu televisor LCD ou LED volta a ter imagem. Algumas placas usam o AS15F; outras usam CI diferente. Antes de trocar, verifique se já tem para comprar. No final deste livro, vou informar onde vocês podem comprar os componentes citados acima. Atenção: quando o fusível estiver queimado, verifique o que ocasionou a queima . Com a T-com em curto você pode queimar sua tela (DISPLAY). Principal defeito é o CI que transforma conexão LVDS em RSDS que trabalha com tensões mais baixas. Cada trilha do LVDS tem um resistor para manter a diferença entre 0,4 e 0,5v. A vantagem com isso é a emissão de sinal mais rápido e a eliminação de ruídos. Para saber se nossa placa (T-Com) esta funcionando, devemos fazer alguns testes. Vamos pegar um osciloscópio e medir o sinal de cada resistor que está nas entradas das trilhas LVDS, se os resistores apresentarem sinal de imagem e um deles tiver clock, varia de placa algumas tem mais resistores.

Em nossa placa (T-Com), tem um circuito que fornece onda quadrada para o display para polarizar os transistores mosfets que fazem partes das linhas e colunas; assim ele recebe as informações e gera imagem colorida. Vamos testar esse CI que fica próximo do conector, vamos testar esse CI que fica próximo do conector, vamos testar cada pino; se não houver nenhuma onda quadrada significa que seu CI está com problema. Conforme a Figura 20, você pode localizar o CI.

problema. Conforme a Figura 20, você pode localizar o CI. Sem imagem ou a imagem às

Sem imagem ou a imagem às vezes aparece. Placa principal (Placa Sinal de vídeo). Esta placa dá muito problema no componente PW1188-10L. Alguns técnicos pressionam este componente, ele volta a funcionar, e pensam que a placa está trincada. Na verdade, é só refazer a solda BGA; como ela esquenta muito, alguma esfera deve ter se soltado (solda fria). Mas não é fácil, você tem de ter uma maquina que trabalha com BGA. Na maioria das vezes, você a retira, solda novamente e a placa volta a funcionar. Conforme a Figura 21 abaixo:

e a placa volta a funcionar. Conforme a Figura 21 abaixo: Contato: esquemafacil@hotmail.com e

Contato: esquemafacil@hotmail.com e livroteceditora@hotmail.com Autor: Wilson Batista de Melo

DEFEITOS e SINTOMAS na TELA do TV:

Imagem totalmente distorcida, mas o MENU (OSD) do usuário aparece de forma nítida:

DEFEITOS e SINTOMAS na TELA do TV: Imagem totalmente distorcida, mas o MENU (OSD) do usuário

Caso isto ocorra, você pode descartar a TELA e a T-CON, pois as mesmas iriam distorcer toda a imagem, incluindo o MENU.

Imagem congelando em determinados momentos:

o MENU. Imagem congelando em determinados momentos: Verifique se isto ocorre em todas as funções do

Verifique se isto ocorre em todas as funções do TV, HDMI, AV, DTV, RF analógico, VGA. Se ocorre em todas as funções, a coisa complica, pois até a tela pode causar este tipo de falha, mas se ocorre em apenas determinada função, será com certeza falha na MAIN UNIT e se, por exemplo, o defeito só ocorre em DTV (sintonizando um canal digital) pode até não existir defeito, pois isto pode ocorrer por falha no sinal de antena da casa do cliente. Falhas de congelamento podem ser causadas até por problemas na alimentação das memórias SDRAM existentes na MAIN UNIT. Um ripple acima do normal pode causar falha no processamento das mesmas. Se o defeito só ocorre após algum tempo de uso (com aquecimento), podemos utilizar o processo de resfriamento de determinada etapa do TV, com o SPRAY congelante ou na falta do mesmo, com um secador de cabelo com ar frio.

Imagem negativa:

com um secador de cabelo com ar frio. Imagem negativa: Em geral é causada por falha

Em geral é causada por falha na T-CON, mais exatamente no IC responsável pelo controle da tensão GAMMA que vai manter um correto nível de preto na imagem. Falhas neste IC normalmente causam um embranquecimento da imagem (imagem excessivamente clara) ou o surgimento de uma imagem negativa na tela.

clara) ou o surgimento de uma imagem negativa na tela. Não se engane pelo fato do

Não se engane pelo fato do IC GAMMA não estar aquecendo ao ser tocado pelo seu dedo, pois ele não se apresenta sempre com superaquecimento como muitos dizem. Ele pode estar inoperante e neste caso, não ocorre aquecimento do seu invólucro.

Linha ou linhas finas sobre a imagem:

Este é um sintoma característico de tela LCD defeituosa. Indica falha na conexão dos IC DRIVE da tela com a mesma. Embora até existam ferramentas que prometem reconectar a trilha ou trilhas ao circuito da tela, as mesmas são cara e muitas vezes o defeito irá retornar ou, na aplicação do reparo, o defeito acaba por aumentar de intensidade. Nestes casos, infelizmente não existe uma solução segura, a não ser a troca da tela que é em geral inviável pelo custo da mesma. Amigos, por hoje é só, até porque o espaço aqui é infinitamente menor do que a quantidade de informação que existe para ser passada. Procurei aqui fazer uma síntese dos pontos que chamam mais a atenção em relação ao dia a dia da reparação!

Autor: Fernando José Fernando José é Técnico de Eletrônica e Instrutor da FAETEC de Niterói e do Clube do Técnico RJ. Também atua como técnico da Boullevard Assistência Técnica e editor da Revista CDM (Clube de Manutenção), revista ON LINE distribuída gratuitamente aos assinantes. É também autor de vários livros técnicos sobre reparação!

Comentários Este documento foi montado por "Josuel Marques Pereira" (Técnico em Eletônica), que copiou partes de algumas postagens do site "Jornal Ícone" e as juntou aqui!