Sie sind auf Seite 1von 5

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE FERREIRAS

Ficha de Trabalho
8º Ano de Escolaridade – Ciências Naturais
Nome: ________________________________________________________ nº. ______ Turma:
______
FACTORES BIÓTICOS

Interacções Inter-específicas

1. Lê atentamente o texto que se segue, e preenche os espaços em branco com os


termos mais adequados.

As relações que se estabelecem entre os ____________ _____________

designam-se por ________________ e constituem no seu conjunto os factores

______________ .

Os factores bióticos classificam-se em _______________ __________________,

quando se estabelecem entre ____________ ___________ de uma mesma

_____________, e em _________________ ___________________, quando se

estabelecem relações entre __________ ou mais espécies.

Tipos de Interacções Inter-específicas

2. Lê atentamente os textos que se seguem e responde às questões que te são


apresentadas.
Texto 1

Na Natureza é-se, inevitavelmente, predador ou presa. Numa comunidade biótica, quando um ser
vivo mata outro para se alimentar, está a exercer uma actividade que se designa por predação. Os
predadores recorrem a uma grande variedade de estratégias para capturar e matar as suas presas, que por
sua vez também usam todos os artifícios ao seu alcance para escapar às ameaças.
As chitas, animais extremamente velozes, perseguem as zebras (e outros mamíferos) até as
poderem derrubar com as suas garras potentes, para de seguida lhes cravarem, no pescoço, os dentes
caninos, de grande dimensão, que possuem.
Algumas rãs revestem-se de cores vivas, que servem de aviso aos predadores para o veneno que
possuem na pele.
A relação de predação é duradoira no tempo e, naturalmente, é benéfica para o predador e
prejudicial para a presa. Contudo, esta relação predador-presa é muito importante para o equilíbrio natural
dos ecossistemas: os predadores controlam o tamanho das populações de presas, impedindo-as de esgotar
os recursos alimentares que o ecossistema lhes reserva. Por outro lado, eliminam os indivíduos mais velhos
ou com deficiências (não conseguem escapar), permitindo à população renovar-se.
Existe um equilíbrio dinâmico muito importante entre o número de presas e de predadores: se o
número de presas diminuir abruptamente, a população de predadores fica com menos alimento disponível,
sendo forçada a diminuir o seu número (ocorre competição intra-específica por alimento). Por outro lado,
quando a população de predadores diminui, a população de presas aumenta facilmente o seu número,
permitindo, posteriormente, novo aumento do número de predadores.

1
2.1. Classifica a interacção descrita no texto 1.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.2. Distingue os conceitos de presa e predador.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.3. Explica, sucintamente, o equilíbrio dinâmico predador-presa.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.4. Indica a simbologia correspondente a esta interacção.
_______________________________________________________________________________________
2.5. Fornece 2 exemplos deste tipo de interacção.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Texto 2

O parasitismo é, na maioria dos casos, uma relação alimentar, classificando-se como parasita
qualquer organismo que vive à custa de outro, que se designa por hospedeiro. Assim, o parasita é
beneficiado por esta interacção, enquanto que o hospedeiro é prejudicado.
O parasita pode estar constantemente associado ao seu hospedeiro, como acontece com as
lombrigas que parasitam o intestino humano, o que se designa por parasitismo obrigatório, ou pode ser um
parasita temporário, como por exemplo as larvas dos mexilhões de água doce, que vivem algum tempo sobre
as brânquias dos peixes, soltando-se posteriormente para viverem de forma livre. Em ambos os casos, os
parasitas ligam-se ao hospedeiro enquanto a interacção se estabelece.
Os parasitas são classificados como endoparasitas – quando vivem no interior do organismo do
hospedeiro (as lombrigas são um exemplo) ou ectoparasitas – quando vivem à superfície do corpo do
hospedeiro (como por exemplo a carraça, a sanguessuga, vários fungos).
Os parasitas vão enfraquecendo os hospedeiros lenta e progressivamente, ao consumirem parte dos
seus recursos (sangue, alimentos) sem lhes provocar a morte imediata como acontecia com os predadores e
as presas.
Os parasitas são geralmente de menores dimensões que os hospedeiros, enquanto que os
predadores são, normalmente, maiores que as presas.

2.6. Classifica a interacção descrita no texto 2.


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

2.7. Caracteriza a interacção descrita no texto.

2
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

2.8. Indica 3 diferenças entre o parasitismo e a predação.


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.9. Indica a simbologia correspondente a esta interacção.
_______________________________________________________________________________________
2.10. Refere 2 exemplos deste tipo de interacção.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Texto 3

Uma descoberta que revolucionou a medicina chegou-nos através dos estudos de Louis Pasteur e
Alexander Fleming, e consistiu na obtenção de determinadas substâncias que impedem a sobrevivência de
alguns organismos. De facto, estes cientistas verificaram que certas espécies de fungos e bactérias
produzem substâncias que permitem controlar o desenvolvimento de outras espécies na sua proximidade,
pelo que designaram essas substâncias por antibióticos.
O Penicillium notatum é uma espécie de fungo que produz uma substância com efeito inibidor sobre
o crescimento de várias espécies de bactérias, e que se designou por penicilina, tendo sido muito utilizada
em tratamentos medicinais.
Nesta relação, a espécie que produz a substância inibidora não é afectada, mas a espécie inibida é,
obviamente, prejudicada. Esta interacção designa-se por antibiose.

2.11. Classifica a interacção descrita no Texto 3.


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.12. Caracteriza sucintamente essa interacção.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.13. Indica a simbologia que lhe corresponde.
_______________________________________________________________________________________

3
Texto 4

Numerosas populações encontram vantagens recíprocas em viverem juntas. De facto, existem


mesmo espécies que dependem uma da outra para sobreviverem, estando intimamente interligadas. A esta
interacção chama-se mutualismo ou simbiose, e beneficia ambas as espécies (simbiontes).
Os líquenes são associações simbióticas entre um fungo e uma alga. O fungo retém a humidade e
liberta minerais que a alga utiliza para sobreviver; por outro lado a alga produz matéria orgânica que
contribui para a nutrição do fungo. Esta associação ocorre entre determinadas espécies de algas e
determinadas espécies de fungos, que não ocorrem na natureza isoladamente; se um dos organismos
morrer, todo o líquen desaparece.
Uma grande quantidade de espécies animais (incluindo os seres humanos) dispõe de espécies
microbianas no seu tubo digestivo (fauna e flora intestinal), muito importantes no processo de digestão de
certos compostos. As térmitas vivem em simbiose com determinados organismos muito simples (protistas),
que estão presentes no seu tubo digestivo e tornam possível o aproveitamento das fibras de celulose por
parte destes insectos.
Entre certas espécies de insectos polinizadores e determinadas espécies de plantas com flor existe
uma relação simbiótica muito importante. A estrutura da flor só permite que certos insectos com
determinadas características tenham acesso ao néctar, que lhes serve de alimento. Em contrapartida, no
seu esforço para se alimentarem, os insectos ficam com o corpo e as patas recobertos de pólen, de forma
que durante o seu voo de flor em flor, transportam o pólen de planta em planta, levando à polinização
cruzada dessa espécie.

2.14. Classifica a interacção descrita no Texto 4.


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.15. Explica sucintamente em que consiste uma associação simbiótica.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.16. Refere 2 exemplos de simbiose.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.17. Indica a simbologia correspondente a esta interacção.
_______________________________________________________________________________________

Texto 5

Algumas espécies de seres vivos obtêm benefícios de uma relação com outras espécies sem que
estas sejam prejudicadas ou beneficiadas. A este tipo de interacção atribui-se a designação de
comensalismo.
Algumas espécies vegetais desenvolvem-se sobre outras plantas, geralmente árvores, em vez de
crescerem no solo, como se verifica com certas orquídeas e com as trepadeiras. Estas plantas dizem-se
epífitas e são espécies comensais, pois aproveitam-se das árvores como suporte, para obterem uma melhor
captação de luz.
As rémoras são peixes que surgem associados aos tubarões e a outros peixes de grande dimensão,
acoplando-se a eles para se deslocarem sem esforço próprio e para se alimentarem dos restos das suas

4
2.18. Classifica a interacção que o texto 5 descreve.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.19. Caracteriza esta interacção.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.20. Fornece um outro exemplo de comensalismo que conheças.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
2.21. Indica a simbologia correspondente a esta interacção
_______________________________________________________________________________________

Esta ficha de trabalho resume os conhecimentos essenciais sobre as


interacções inter-específicas que deves construir. Responde de forma
completa e estuda-a bem!

BOM TRABALHO!

V R