Sie sind auf Seite 1von 2

Os elementos do texto narrativo

Ao falarmos em narrao, logo nos remete ideia do ato de contar histrias, sejam
estas verdicas ou fictcias.
E para que essa histria seja dotada de sentido, ela precisa atender a critrios
especficos no que se refere aos seus elementos constitutivos. Dentre eles destacamse:
Espao - o local onde acontecem os fatos, onde as personagens se movimentam.
Existe o espao fsico, que aquele que caracteriza o enredo, e o psicolgico, que
retrata a vivncia subjetiva dos personagens.
Tempo - Caracteriza o desencadear dos fatos. constitudo pelo cronolgico, que,
como o prprio nome diz, ligado a horas, meses, anos, ou seja, marcado pelos
ponteiros do relgio e pelo calendrio.
O outro o psicolgico, ligado s lembranas, aos sentimentos interiores vividos
pelos personagens e intrinsecamente relacionados com a caracterstica pessoal de
cada um.
Personagens - So as peas fundamentais, pois sem elas no haveria o prprio
enredo.
H a predominncia de personagens que se destacam pelos atos heroicos, chamadas
de principais, outras que se relacionam pelo seu carter de oposio, as antagonistas,
e as secundrias, que no se destacam tanto quanto as primrias, funcionando
apenas como suporte da trama em si.
Narrador - aquele que narra a histria, atuando como um mediador entre a histria
narrada e o leitor/ouvinte. Classifica-se em trs modalidades:
Narrador-personagem - Ele conta e participa dos fatos ao mesmo tempo. Neste caso
a narrativa contada em 1 pessoa.
Narrador-observador - Apenas limita-se em descrever os fatos sem se envolver com
os mesmos. A predomina-se o uso da 3 pessoa.
Narrador Onisciente - Esse sabe tudo sobre o enredo e os personagens, revelando
os sentimentos e pensamentos mais ntimos, de uma maneira que vai alm da prpria
imaginao. Muitas vezes sua voz se confunde com a dos personagens, o que
chamamos de Discurso Indireto Livre.
Todos estes elementos correlacionam entre si, formando o que denominamos
de enredo,
que o desencadear dos fatos, a essncia da histria, a qual se constituir para um
desfecho imprevisvel que talvez no corresponder s expectativas do leitor.
Este, portanto, poder ser triste, alegre, cmico ou trgico, dependo do ponto de
vista do narrador.