Sie sind auf Seite 1von 32

A história da

História Humanidade
encontra-se
da escrita em
livros através
de palavras.
Humanidade
Livros Palavras

História
da
Terra
Rochas Fósseis
Restos ou vestígios de seres vivos que
viveram há muitos milhões de anos atrás e
que por processos de fossilização
conseguiram chegar até aos nossos dias.
Peixe

Ave Concha

Planta Réptil
Insecto
Amonites

Dinossauros

Mamute

Insecto Anfíbio

Trilobite

Tronco
Pegadas:
Ovos:

Coprólitos:

Saurópodes
⇨ Encontram-se
dispostas em estratos
⇨ A deposição ocorre em
camadas horizontais
⇨ Os fósseis têm a idade
das rochas onde se
encontram
Conjunto de fenómenos físicos e químicos
que permitem a formação de um fóssil.
Etapas de formação de um fóssil: 1. Morte, 2. Enterramento,3. Fossilização, 4. Erosão.
1º Existência de partes duras nos
animais (dentes, conchas, ossos) e
partes lenhosas nas plantas.

2º Deposição rápida de um sedimento


fino e impermeável sobre o ser vivo.

3º Temperatura e humidade baixa.


→ Moldagem

→ Mineralização

→ Mumificação ou Conservação
Total

→ Impressão/Marca
Não se conservam
quaisquer partes do
organismo,
ficando apenas uma
reprodução ou molde
das
suas partes duras.
Molde Externo:
Molde Externo:
Molde da parte
exterior do
organismo

Molde Interno:
Molde Interno:
Substituição das
partes moles do
organismo por
sedimentos
posteriormente
consolidados
Molde Externo Molde Interno
Os sedimentos que envolvem o ser vivo sofrem
compressão devido ao peso dos depósitos que estão
por cima.

A matéria que constitui o ser vivo (matéria


orgânica) é substituída gradualmente por minerais,
como a calcite e a sílica, ficando o ser vivo
transformado em “pedra”.
Exemplos:
É o processo de fossilização mais raro, que
conserva totalmente o organismo, devido a
condições excepcionais do meio envolvente.

Exemplos:
• Insectos conservados em âmbar.
• Mamutes conservados no gelo.
Insectos totalmente preservados em resina que
solidificou .
Mamute totalmente preservado no gelo
da Sibéria
Ocorre quando o ser vivo deixa impresso nos
sedimentos algumas partes que o constituem

(folhas ou ramos) ou registos da sua actividade


(pegadas, excrementos, ovos, dentes, etc.).
Figueira da Ordovícico: 488-444 M.a.
Foz Valongo Montemor-o-Velho
Cretácico: 146-65 M.a.

Pombal
Neogénico: 23- 1,8 M.a.

Buçaco
S.Pedro de Muel

Peniche

Pedreira do Galinha

Ericeira

Sesimbra
Jurássico:200-146M.a.
TPC

Manual: página 53

Profª SabinaValente