Sie sind auf Seite 1von 5

Nome: Referência:

Grupo/família:

Localização: (Fig. 1)

Introduzir o mapa com a localização na Carta Geológica.

Não esquecer indicar o Norte, a escala e a legenda.

Deverão manter este espaço

Deverão manter apenas as 4 páginas disponíveis e manter o formato


das caixas de texto.

Se não houver carta geológica 1:50000 usar a carta geológica


1:500000, edição de 1992.

No final há uma imagem da Carta Geológica de Portugal, 1/500000

Fig. 1- Localização da amostra na Carta Geológica de Portugal, à escala 1:50000, Folha


…… (Serviços Geológicos de Portugal).

OBSERVAÇÕES À ESCALA DA AMOSTRA DE MÃO

Indicar todos os aspectos que se observam em amostra de mão:


cor, brilho, tamanho do grão, minerais observáveis, alteração, foliações, lineações,
outros aspectos.

Colocar foto da amostra onde estes aspectos se observem. Será a (Fig. 2).

1
Fig. 2 – Fotografia da amostra X onde se pode observar a laminação gnaissosa.

OBSERVAÇÕES À ESCALA MICROSCÓPICA

Identificar as microestruturas

Identificar os minerais, as suas proporções relativas, e descrevê-los referindo os


aspectos intergranulares1, intragranulares2 e a textura.
1. Forma e dimensão dos cristais; limites entre os grãos; orientações preferenciais;
alternância composicional; cronologia relativa entre deformação e crescimento
de minerais metamórficos (relação blastese/deformação).
2. Extinção ondulante; lamelas e bandas de deformação; maclas; “kinks”;
subgrãos; arranjo das inclusões; dissoluções; exsolução; zonamentos; alteração
(retromorfismo).

Identificar as texturas de desequilíbrio e os minerais de retromorfismo.

Fig. 3, 4, 5, 6, 7 e 8 no máximo.

Estas figuras serão microfotografias. Nestas microfotografias usar uma largura de 6cm.
A Fig. 3 será para mostrar a textura a Fig. 4 para mostrar as microestruturas e as figuras
5, 6, 7 e 8 para os aspectos da mineralogia.
Não esquecer a legenda das figuras e a escala de cada uma.

Manter o espaço disponível

As microfotografias dadas nesta folha são apenas para exemplo.

2
OBSERVAÇÕES À ESCALA MICROSCÓPICA

Indicação do presumível protólito e das condições P-T do metamorfismo com


justificação e breve história.

3
Fig. 3- Microfotografia da amostra Y onde
se observa …..
Luz natural. Base da foto são …. mm

Fig. 5 - Fig. 6

Fig. 7 Fig. 8

Elaborado por……………………………………………………………………. ………


no âmbito das aulas práticas de Petrologia Metamórfica 2009/2010.

4
5