Sie sind auf Seite 1von 1

Igreja do Porto – Av.

Nações Unidas, 48 – Centro – Fone 3221-5069 /3221-5453 / 9981-5276


ESTUDO DE CÉLULAS – 20 a 26 de dezembro de 2010

ESCOLHIDOS PELO PAI

Texto-base: Efésios 1:3-6

Paulo dá graças pelas bênçãos espirituais "nas regiões celestiais", e não por bênçãos físicas. Cristo
morreu para tornar os homens ricos espiritualmente, não fisicamente. As bênçãos espirituais são
encontradas "em Cristo" e não no mundo, na igreja ou no pastor. Fora de Cristo, realmente não há
bênçãos, somente bens físicos, que perecerão quando morrermos. As bênçãos espirituais estão
disponíveis para mim e para você. Paulo começa a listar algumas das bênçãos:

1. Abençoados “em Cristo” (v.3) – Anteriormente estávamos em Adão, pertencendo à antiga


humanidade caída; agora estamos em Cristo, pertencendo à nova humanidade redimida. É em Cristo
que Deus nos abençoou no tempo e nos escolheu na eternidade! Estas bênçãos fazem com que a vida
valha à pena! Sem elas a vida se torna desoladora, maçante e, em última análise insustentável. Não
podemos produzir essas bênçãos por nós mesmos, só podemos recebê-las de Deus, em Cristo. Note
que esta não é uma promessa a ser cumprida, Deus já nos abençoou! As bênçãos de Deus não são
baseadas em obras humanas, mas no amor d’Ele e Sua graça! As “regiões celestiais” mencionadas em
Efésios e outras passagens da Bíblia são na verdade o mundo invisível da realidade espiritual, onde as
coisas são intensamente reais e verdadeiras, mas que não se pode ver nem tocar no momento; no
entanto desempenham um papel importante em nossas vidas. É a isto que Paulo se refere em II Cor.
4:18: "Então, nós fixamos os olhos sobre o que não é visto, mas sobre aquilo que é invisível. Para o que
é visto é temporário, mas o que é invisível é eterno”.

2. Deus nos escolheu (v.4) – Deus nos escolheu antes mesmo do mundo existir para sermos seus.
Você vê como é que este fato eleva a sua identidade como um filho de Deus? Não existem cidadãos de
segunda classe no corpo de Cristo, fomos todos escolhidos do Pai, selecionados como membros de
Sua família para sempre “para sermos santos e irrepreensíveis em Sua presença.” Isto mostra que
quando Deus nos escolheu em sua mente, éramos ímpios e culpados, e que não merecíamos a
adoção, mas sim o julgamento. É tão impactante que até causa temor acreditar que literalmente se
aplica a nós!

3. Deus nos adotou (vs.5-6) - Aqui está uma explicação parcial de como Deus cuida de todos os
fracassos e da vergonha do nosso passado, para nos tornar um cristão que é santo e sem culpa. Deus
realiza esta mudança em nós através de um novo relacionamento familiar, Ele nos adota e recebe como
seus próprios filhos, nos dando também uma nova imagem, a imagem de Cristo! (Rm 8:29). Como diz o
salmista: “Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma
rocha e firmou-me num local seguro.” (Sl 40:2). Agora podemos clamar “Aba, Pai!” (a palavra Aba no
aramaico significa pai no diminutivo, isto é, paizinho).

Conclusão: Embora humanos e sujeitos à tentação da raça adâmica, deixamos de ser escravizados
pela morte e pelo pecado. Fomos transferidos para uma nova família e recebemos então uma nova
identidade! Pela obra de Jesus Cristo somos transformados em filhos de Deus para glorificá-lo. Deus
escolheu você e agora vai trabalhar em sua vida até que as pessoas ao seu redor possam dizer: Veja!
Ele é a cara do Pai! Aleluia!

AVISOS
 Toda segunda-feira e quarta-feira as 18h30 Reunião de Oração. Não perca a oportunidade de
estarmos unidos clamando ao Senhor.
 Escala de Serviço. Recepção Celula Renato e Denise Mimessi.

www.igrejadoporto.com.br