You are on page 1of 26

Capítulo 1

NÚMEROS NATURAIS

Conjunto dos números naturais


 = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10,11, 12, ...}

subconjuntos dos Naturais


a) O conjunto  * dos números naturais do qual se exclui o zero, ou seja, conjunto dos
números naturais não nulos.
 * = { 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, ...}

b) O conjunto P dos números naturais pares.


P = { 0, 2, 4, 6, 8, 10, 12... }

c) O conjunto I dos números naturais ímpares.


I = { 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13...}

Princípios do Conjunto dos Números Naturais


1º Princípio –  é infinito.
Qualquer que seja o elemento de , ele tem um sucessor, consecutivo ou sucessivo.
 Matemática para Concursos – Aritmética

O sucessor de 5 é 5 + 1 = 6.

2º Princípio –  é ordenado.
Dados dois elementos a e b quaisquer de , sempre se pode dizer que a = b, ou a > b ou
a < b. Dados 2 e 5, sabe- se que 2 < 5 ou 5 > 2.

numeração
Não confunda NÚMERO com NUMERAL.
Número – É uma idéia de quantidade.
Numeral – É qualquer símbolo ou nome que usamos para representar essa quantidade.
Assim, a quantidade cinco pode ser representada pelos numerais 5, V, cinco, five, etc.

sistema de Numeração
Definição – É o conjunto de princípios, leis e artifícios que nos permite escrever e ler qualquer
número, utilizando símbolos e palavras, ou seja, é o conjunto de símbolos (algarismos) e
regras que nos permitem enunciar e escrever todos os números.

Base de um Sistema de Numeração


Definição – É o número de unidades necessárias de uma certa ordem, para que possa formar
uma unidade de ordem imediatamente superior.

Sistema de Numeração Decimal


O sistema de numeração decimal é de base 10. Usamos os algarismos indo-arábicos: 0, 1, 2,
3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9.
Os símbolos são: O zero (0) é o algarismo não-significativo. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9 são os
algarismos significativos.

Princípios ou Regras
I) Dez unidades de uma ordem qualquer formam uma unidade de ordem imediatamente
superior.
II) Todo algarismo escrito à esquerda do outro representa unidades de ordem dez vezes
maiores que a desse outro.
Capítulo 1 - Números naturais 

Assim, o numeral 9473518, tem:

O valor absoluto de um algarismo não depende de sua posição no numeral.


O valor relativo de um algarismo depende de sua posição no numeral.
Logo, tomando como exemplo o algarismo 7 do numeral acima temos :
Valor absoluto: 7
Valor relativo: 70.000

NOTAS
I – Quem escreve desde o número a até o número b , escreve ao todo (b – a + 1) números.
Assim, de 23 até 98 são escritos (98 – 23 + 1) = 76 números.
II – De 11 aa100
100((em umacentena
em uma centena) qualqueralgarismo
) qualquer algarismoaparece
aparece: 10
: 10 vezes
vezes como
como unidade,
unidade e
e 10
10 vezes
vezes como
como dezena.
dezena.
III – De 1 a 1000 (em um milhar) qualquer algarismo aparece : 100 vezes como unidade,
e 100 vezes como dezena e 100 vezes como centena.
IV – De 1 a 10 n qualquer algarismo aparece:
10 n - 1 vezes como unidade, 10 n - 1 vezes como dezena, 10 n - 1 vezes como centena.
 Matemática para Concursos – Aritmética

Sistema de Numeração Binário


Os computadores modernos utilizam apenas o sistema binário, isto é, todas as informações
armazenadas ou processadas no computador usam apenas DUAS grandezas, representadas pelos
algarismos 0 e 1. Essa decisão de projeto deve-se à maior facilidade de representação interna
no computador, que é obtida através de dois diferentes níveis de tensão. Havendo apenas dois
algarismos, portanto dígitos binários, o elemento mínimo de informação nos computadores
foi apelidado de bit (uma contração do inglês binary digit.)
Algumas Representações:

Binária Potê ncia De cima l


1 2o 1

10 21 2

100 22 4

1000 23 8

10000 24 16

100000 25 32

1000000 26 64

10000000 27 128

100000000 28 256

1000000000 29 512

10000000000 2 10 1.024
Capítulo 1 - Números naturais 

princípio da posição decimal


Todo algarismo escrito imediatamente à esquerda de outro representa unidades de ordem dez
vezes imediatamente superior a esse outro.
O número um é a unidade simples (unidade de 1º ordem).
Dez unidades simples formam uma dezena simples (unidade de 2º ordem).
Dez dezenas simples formam uma centena simples (unidade de 3º ordem) e assim por diante.
Cada três ordens, a partir da unidade simples, constituem uma classe.

Ordens e Classes no Sistema de Numeração Decimal


Analisaremos o seguinte número, separando-o em ordens e classes: 605724318956

valor relativo e valor absoluto


Cada algarismo significativo possui dois valores:
a) Valor absoluto ou real: é representado pelo algarismo isoladamente.
b) Valor relativo ou base: é representado pelo algarismo de acordo com a posição que ocupa
no numeral escrito.
 Matemática para Concursos – Aritmética

Exemplo:

Análise do algarismo oito do número 7859:


Valor absoluto: 8 (oito)
Valor relativo: 800 (oito centenas = oito centos)

sucessão dos números naturais


A quantidade de números de uma sucessão de números naturais, é igual ao último número
menos o primeiro número mais um. De 7 a 39 → 39 – 7 + 1 = 33 números.
INCLUSIVE – Não altera a sucessão
EXCLUSIVE – Exclui-se o número designado

Sucessão dos Números Naturais, Começando por um Número Par e


Terminando por um Número Ímpar ou Vice-versa
A metade dos números escritos é par e a outra metade é ímpar.
De 14 a 27:
27 - 14 + 1 = 14 números
14 ÷ 2 = 7, logo temos
7 números pares
7 números ímpares

De 23 a 42:
42 – 23 + 1= 20 números
20 ÷ 2 = 10, logo temos
10 números pares
10 números ímpares

Quantidade de Algarismos para Escrever uma Sucessão


de Números Naturais

De 1 a 99999:
Números de 1 algarismo : de 1 a 9
9 – 1 + 1 = 9 números  9 x 1 = 9 algarismos
Números de 2 algarismos: de 10 a 99
99 – 10 + 1 = 90 números  90 x 2 = 180 algarismos
Capítulo 1 - Números naturais 

Números de 3 algarismos : de 100 a 999


999 – 100 + 1= 900 números  900 x 3 = 2700 algarismos
Números de 4 algarismos: de 1000 a 9999
9999 – 1000 + 1 = 9000 números  9000 x 4 = 36000 algarismos
Números de 5 algarismos: de 10000 a 99999
99999 – 10000 + 1 = 90000 números  90000 x 5 = 450000 algarismos
Total de algarismos:
9 + 180 + 2700 + 36000 + 450000 = 488889

quantidade de Vezes que um Algarismo ocupa as Unidades


de ordem N, na Sucessão dos Números Naturais de 1 a 10N

UNIDADES DEZENAS CENTENAS M ILHARES TOTAL

D e 1 a 10 1 vez ––––– ––––– ––––– –––––

D e 1 a 100
10 vezes 10 vezes ––––– ––––– 20 (=2. 102-1)
(= 1 0 2 )

D e 1 a 1.000
100 vezes 100 vezes 100 vezes ––––– 300 (=3. 103-1)
(= 1 0 3 )

D e 1 a 10.000
1.000 vezes 1.000 vezes 1.000 vezes 1.000 vezes 4.000 (=4. 104-1)
(= 1 0 4 )

Logo, de 1 a 10 n em todas as unidades de ordem n, temos: n.10 n-1 vezes

Exemplos:

1) Se um livro tiver 2593 páginas, quantos algarismos serão necessários para


numerá-las?
Resolução:
1 a 9 → (9 – 1 + 1) . 1 → 9 algarismos
10 a 99 → (99 – 10 + 1) . 2 → 180 algarismos
100 a 999 → (999 – 100 + 1) . 3 → 2700 algarismos
1000 a 2593 → (2593 – 1000 + 1) . 4 → 6376 algarismos
9265 algarismos
 Matemática para Concursos – Aritmética

2) Quantos números serão escritos a partir de 1, se empregarmos 20.209 algarismos


em sua escrita?
a) 5932 b) 5923 c) 5329 d) 5392 e) 5239
Resolução:
O primeiro objetivo na resolução do exercício é descobrir quantos algarismos tem
o último número que foi escrito.
Se escrevermos de 1 até o número x, por exemplo, teremos :
1 a 9 → 9 algarismos
10 a 99 →180 algarismos
100 a 999 →2700 algarismos
1000 a 9999 → 36000 (passa dos 20.209 algarismos) .
Assim, deduz-se que o último número escrito tem 4 algarismos, portanto em 20209
algarismos, tem-se números de 1, 2, 3 e 4 algarismos.
Como sabemos a quantidade de números escritos com 1, 2 e 3 algarismos, mas
não sabemos a quantidade de números com 4, podemos estabelecer a seguinte
conclusão:
De 1000 a x → (x – 1000 + 1). 4 (número de algarismos de números de 4 algaris-
mos), donde se conclui que :
9 + 180 + 2700 + (x - 1000 + 1) . 4 = 20209 algarismos
(x – 1000 + 1) . 4 = 20209 – 2889
(x – 1000 + 1) . 4 = 17320
17320
17320
(x – 1000 + 1) =
44
x – 1000 + 1 = 4330
x = 4330 + 1000 –1
x = 5330 – 1
x = 5329 números

3) Escrevendo-se a sucessão de números naturais sem separar os algarismos


12345678910111213..., qual o algarismo que ocupa o 2689 º lugar ?
a) 5 b) 6 c) 7 d) 8 e) 9
Resolução:
Este problema tem uma solução análoga ao problema anterior.
Capítulo 1 - Números naturais 

A posição que ocupa um determinado algarismo na sucessão dos números naturais


é igual à quantidade de algarismos gastos para escrever até este algarismo.
Portanto, 2689º lugar = 2689 algarismos.
Vamos descobrir quantos algarismos tem o último número que foi escrito.
Se escrevermos de 1 a x, tem-se que :
1 a 9 → 9 algarismos
10 a 99 → 180 algarismos
100 a 999 → 2700 algarismos (passa de 2689 algarismos) . O último número tem
três algarismos. Então :
9 + 180 + (x - 100 + 1) . 3 = 2689
(x - 100 + 1) . 3 = 2689 – 189
(x - 100 + 1) . 3 = 2500
3x - 300 + 3 = 2500
3x = 2500 +300 – 3
3x = 2797
2797
x = 2797 ∴ x = 932 números + 1 algarismo.
33

A sucessão dos números naturais do problema em questão é :


12345 ... 932, como ainda sobrou 1 algarismo, o algarismo procurado é o 9.

4) Determinar o número de vezes que o algarismo 7 aparece na sucessão dos números de


1 até 5966:
Resolução:
Em cada dezena, um determinado algarismo aparece uma vez como unidade, em
cada centena dez vezes como dezena, em cada unidade de milhar cem vezes como
centena, e assim por diante. À medida que aumentamos a ordem, ele (o algarismo)
aparecerá dez vezes, ao que aparecia na ordem anterior.
5966 = 5000 + 900 + 60 + 6
1 a 6 ________ não aparece
1 a 60____ 6 u ____ 6 vezes
1 a 900_______90 u + 90 d + 100 c ____ 280 vezes (aparece também de 700 a 799)
1 a 5000 ________ 500 u + 500 d + 500 c = 1500 vezes
10 Matemática para Concursos – Aritmética

Total de vezes que o algarismo 7 aparece:


6 + 280 + 1500 = 1786 vezes.

sistema de numeração romana


O sistema de numeração romana é um sistema da base sete, porque necessita de sete algarismos que,
combinados entre si e obedecendo a determinadas regras, formam o número que quisermos.
Os algarismos romanos são:

I um

V cinco

X d ez

L cinqüenta

C cem

D quinhentos

M mil

Regras

1a) Os algarismos I, X, C e M podem ser repetidos no máximo até três vezes seguidamente, e o
valor do número é igual à soma dos algarismos.
Exemplos: II- dois XXX- trinta CCC- trezentos MM- dois mil

2a) Quando uma letra é colocada à direita de outra de valor maior, deve- se somar o seu valor ao
da primeira.
Exemplos: VI- seis XV- quinze LX- sessenta CL- cento e cinqüenta

3a) Quando uma letra é colocada à esquerda de outra de valor maior, deve- se subtrair o seu
valor ao da primeira.
Exemplos: IV- quatro IX- nove XC- noventa CM- novecentos

4a) Cada traço horizontal colocado sobre um algarismo romano multiplica o valor deste por
mil.
Exemplos:
V Cinco mil

V Seis milhões
Capítulo 1 - Números naturais 11

Veja alguns numerais romanos:

I=1 XX = 20 CCC = 300

II = 2 XXX = 30 CD = 400

III = 3 XL = 40 D = 500

IV = 4 L = 50 DC = 600

V=5 LX = 60 D CC = 700

VI = 6 LXX = 70 DCCC = 800

VII = 7 LXXX = 80 CM = 900

VIII = 8 XC = 90 M =1.000

IX = 9 C = 100 M M = 2.000

X = 10 CC = 200 M M M = 3.000

diferentes bases de um sistema de numeração


Base 2: 0, 1
Base 3: 0, 1 , 2
Base 4: 0, 1, 2, 3
Base 5: 0, 1, 2, 3, 4
Base 6: 0, 1, 2, 3, 4, 5
Base 7: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6
Base 8: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
Base 9: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
Base 10: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9
Base 11: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A
Base 12: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B
Base 13: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B, C
Base 14: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B , C, D
12 Matemática para Concursos – Aritmética

Base 15: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B, C, D, E
Base16: 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B, C, D, E, F

A=10 B=11 C=12 D=13 E=14 F=15

representação em Octal e em Hexadecimal


Em projetos de informática (isto é, nos trabalhos realizados pelos programadores, analistas e
engenheiros de sistemas), é usual representar quantidades usando sistemas em potências do
binário (octal e principalmente hexadecimal), para reduzir o número de algarismos da repre-
sentação e conseqüentemente facilitar a compreensão da grandeza e evitar erros. No sistema
octal (base 8), cada três bits são representados por apenas um algarismo octal (de 0 a 7). No
sistema hexadecimal (base 16), cada quatro bits são representados por apenas um algarismo
hexadecimal (de 0 a F).
A seguir, apresentamos uma tabela com os números em decimal e sua representação corres-
pondente em binário, octal e hexadecimal:

B as e 10 B as e 2 Bas e 8 B as e 16

0 0 0 0

1 1 1 1

2 10 2 2

3 11 3 3

4 100 4 4

5 101 5 5

6 110 6 6

7 111 7 7

8 1000 10 8

9 1001 11 9

10 1010 12 A

11 1011 13 B

Continua na página a seguir.


Capítulo 1 - Números naturais 13

12 1100 14 C

13 1101 15 D

14 1110 16 E

15 1111 17 F

Mudança de Base

Transformação de um número escrito na Base 10 para uma Base diferente da 10.

Regra

Divide-se o número de base 10 pela base a que se quer passar. Em seguida, divide-se o quociente
pela base novamente e assim sucessivamente, até que o quociente seja menor que a base.
O novo número será formado pelo último quociente seguido de todos os restos da direita para
a esquerda.

Exemplo:

Passar o número 97 para a base 5:


97 5
2 19 5
4 3
O número na base 5 é 342 ou 3425

Transformação de um Número Escrito em uma Base Diferente


da Base 10 para a Base 10

Regra

Somam-se todos os produtos dos algarismos, da direita para a esquerda, pelas potências, em
ordem crescente, a partir de zero, da base indicada.
14 Matemática para Concursos – Aritmética

Exemplo:
Passar o número 4756 da base 9 para a base 10. 6
6x9 =6x1=6
0
+ 45
5 x 91 = 5 x 9 = 45 567
7 x 92 = 7 x 81 = 567 2916
4 x 9 = 4 x 729 = 2916
3
3534
O número de base 10 é 3534.

transformação de uma Base Diferente de 10


para Outra Base Diferente de 10

Regra

Passamos da base indicada para a base 10 e em seguida para a base pedida.

Exemplo:

Passar o número 3241 da base 6 para a base 8.


1 x 6 0 =1 x 1 = 1 1
4 x 6 1 = 4 x 6 = 24 + 24
2 x 6 2 = 2 x 36 = 72 72
3 x 6 3 = 3 x 216 = 648 648
745
745 é o número de base 10.
Passando-o para a base 8, obtemos:
745| 8
1 93| 8
5 11| 8
3 1

O número de base 8 é 1351 ou 13518.

Números Binários, Decimais, Fracionários


e suas Conversões
Como procederíamos para saber a quantidade que um determinado número binário representa,
caso esse número seja fracionário?
Capítulo 1 - Números naturais 15

Exemplo:

Tomemos o número decimal fracionário 13,6. Daí é só lembrarmos o que ele


significa:

101 100 10-1


1 3 6

1 x 101 + 3 x 100 + 6 x 10-1 =


1 x 10 + 3 x 1 + 6 x 1/10 =
10 + 3 + 3/5 =
10 + 3 + 0,6 = 13,6

Para o sistema binário, procedemos da mesma forma que nos números decimais fracionários:

Exemplo:

Tomemos então o número binário 111,0012:

22 21 20 2- 1 2- 2 2- 3

1 1 1 0 0 1

1 x 22 + 1 x 21 + 1 x 20 + 0 x 2-1 + 0 x 2-2 + 1 x 2-3 =


1 x 4 + 1 x 2 + 1 x 1 + 0 x 1/2 + 0 x 1/4 + 1 x 1/8 =
4 + 2 + 1 +0 + 0 + 1/8 =
4 + 2 + 1 +0 + 0 + 0,125 = 7,12510 = 111,0012

Conversão de um Número Decimal Fracionário


em Binário

Para convertermos um número decimal fracionário em binário vamos usar a regra prática,
assim vamos transformar o número 8,8 em binário:
Vamos por partes:

Exemplos:

1) Iniciamos com a parte inteira, convertendo-a em binário.


16 Matemática para Concursos – Aritmética

Seguindo com a parte fracionária, no caso 0,8, convertendo-a também em binário.


0,8  Parte fracionária não inteira
x 2  Base do Sistema
1 alg. após a vírgula  1,6
o

Quando atingirmos o número 1, e a parte após a vírgula não for nula, separamos
esta última e reiniciamos o processo:
0,6
x 2
2 alg. após a vírgula  1,2
o

Novamente atingimos o número 1, e a parte após a vírgula não foi nula, separamos
então esta última e reiniciamos o processo:
0,2
x 2
3o alg. após a vírgula  0, 4
x 2
4o alg. após a vírgula  0, 8

Percebemos que o número 0,8 tornou a aparecer, logo se continuarmos o processo


teremos a mesma seqüência já vista aqui, que será equivalente a uma dízima, sendo
assim, podemos parar o processo neste ponto.
Logo: 0,810 = (0,110011001100...)2
Temos então o seguinte resultado:

8,810 = (1000,110011001100...)2

Em outros casos pararemos o processo quando a parte depois da vírgula é nula.


Para ilustrar o caso acima apresentado, temos o seguinte exemplo:
Capítulo 1 - Números naturais 17

2) Converter o número decimal fracionário 8,375 em um número binário.


Como já foi feito acima, iniciamos com a parte inteira, convertendo-a em binário.

Seguindo com a parte fracionária, no caso 0,375, convertendo-a também em


binário.
0,375  Parte fracionária não inteira
x 2  Base do Sistema
1 alg. após a vírgula 
o
0,750
x 2
2 alg. após a vírgula 
o
1,500
0,500
x 2
3 alg. após a vírgula 
o
1,000
O número após a vírgula é nulo. Sendo assim, pararemos o processo neste
ponto.
Logo: 0,37510 = 0,0112
Temos, então o seguinte resultado:

8,37510 = 1000,0112

NOTA
Toda vez que um número for apresentado sem que seja indicado em qual sistema de
numeração ele está representado, entenderemos (fica implícito) que a base é dez. Sempre
que outra base for utilizada, a base será obrigatoriamente indicada.
18 Matemática para Concursos – Aritmética

 exercícios propostos

1) Que alteração sofre o número 4539 quando se introduz um zero entre os algarismos 5 e 3?

2) Quantos tipos (dígitos) de algarismos são necessários para numerar as páginas de um livro que
tem 2748 páginas?
a) 9885 algarismos.
b) 9886 algarismos.
c) 9887 algarismos.
d) 9888 algarismos.
e) 9889 algarismos.

3) Calcular quantos números foram escritos a partir de um, se empregamos 21729 tipos de alga-
rismos na sua escrita:
a) 3759 números.
b) 9570 números.
c) 7509 números.
d) 5709 números.
e) 2889 números.

4) Escrevendo-se seguidamente os números inteiros sem separar os algarismos, dizer o algarismo


que ocupa o 985.º lugar:
a) 7
b) 6
c) 5
d) 4
e) 3

5) (ESPCEX) Empregaram-se 1507 algarismos para escrever números inteiros e consecutivos,


dos quais o menor é 23. O maior deles será:
a) 555 b) 550 c) 549 d) 545
Capítulo 1 - Números naturais 19

6) Quando se escreve a sucessão dos números naturais, de 1 a 1000, quantas vezes aparece o alga-
rismo 2 como algarismo das unidades?
a) 100
b) 200
c) 300
d) 400

7) Escreveram-se os números de 1 até 537 inclusive. Quantas vezes figurou (apareceu) o


número 8?
a) 83
b) 93
c) 203
d) 103
e) 133

8) (CN) Determinar o número de algarismos necessários para escrever os números ímpares


de 5 a 175, inclusive.

9) (Fuvest) Um estudante terminou um trabalho que tinha n páginas. Para numerar todas essas
páginas, iniciando com a página 1, ele escreveu 270 algarismos. Então o valor de n é:
a) 126
b) 112
c) 99
d) 148
e) 270

10) Escreva com algarismos indo-arábicos os números abaixo:


a) XXVII
b) MCMXLVI
c) DCCXII
d) CXV
20 Matemática para Concursos – Aritmética

11) O número (24,3)5 corresponde na base 10 a:


a) 14,8
b) 15,6
c) 14,6
d) 13,8
e) 13,6

12) Determine o valor de “x” sabendo-se que (xxxx)3 = 80:


a) 2
b) 3
c) 4
d) 5
e) 6

13) Determine a representação de M = (14654)b na base b+1:


a) (11002)
b) (12100)
c) (10021)
d) (10102)
e) (10012)

14) (Duque de Caxias) Escrevendo os inteiros de 1 a 2005, quantas vezes o algarismo 7 é escrito?
a) 597
b) 598
c) 599
d)600
e) 601
Capítulo 1 - Números naturais 21

15) (CESGRANRIO) Se a = 3.643.712.546.890.623.517 e b = 179.563.128, o número de


algarismos do produto a.b será de:
a) 24
b) 25
c) 26
d) 27
e) 28

16) (UNICAMP) Os números a = 2121 e b = 136 estão escritos nos sistemas de numeração
de bases 3 e 7, respectivamente.
a) Como se procede para descobrir qual desses números é o maior?
b) Determine, então, o maior deles.

17) (FATEC) Um número natural A, de dois algarismos, é tal que, se invertermos a ordem
desses algarismos, obteremos um número 18 unidades maior. Se a soma dos algarismos de A
é 10, então o algarismo das dezenas de A é:
a) 3
b) 4
c) 5
d) 6
e) 7

18) (CESGRANRIO) Considere os números inteiros abc e bac, onde a, b e c são algarismos
distintos e diferentes de zero, e a > b. A diferença abc-bac será sempre um múltiplo de:
a) 4
b) 8
c) 9
d) 12
e) 20
22 Matemática para Concursos – Aritmética

19) (F.C.CHAGAS) Num sistema de numeração de base 4, faz-se a contagem do seguinte


modo: 1, 2, 3, 10, 11, 12, 13, 20, 21, 22, 23, 30... O número 42 no sistema de base 4 é
composto de:
a) 4 algarismos iguais.
b) 3 algarismos iguais.
c) 2 algarismos iguais.
d) 3 algarismos distintos.
e) 2 algarismos distintos.

20) (UNIVERSIDADE MARÍLIA) Um sistema de numeração consiste dos símbolos Ω


Δ ∅ com as regras: Não podemos ter 3 ou mais símbolos repetidos. Cada Δ vale ΩΩΩ cada
∅ vale ΔΔΔ. Se tivéssemos a quantidade de 23 unidades de contagem (Ω) a escrita desse
sistema seria:
a) ∅∅ΔΩΩ
b) ∅∅ΔΔΩ
c) ∅ΔΔΩΩΩ
d) ∅∅ΔΔΩΩΩ
e) ∅Δ

21) (ESCOLA TÉCNICA FEDERAL – RJ) Escrevendo o número 324 num sistema de base
3 obtemos:
a) 110000
b) 101110
c) 122010
d) 210010
e) 112110

22) (FGV) Qualquer número pode ser representado na base “2” como a soma de fatores que
indicam potências crescentes de 2, da direita para esquerda, aparecendo o símbolo “1” se 2
elevado àquela potência está presente na composição de número e o símbolo “o” se 2 elevado
àquela potência não está presente na composição do número.
Por exemplo: o número 5 é representado por (101), pois 5=1x22+0.(21)+1.(20)
Capítulo 1 - Números naturais 23

O número 9 pode ser representado por:


(1001) pois 9=1x(23)+0x(22)+0x(21)+1.(20)
Utilizando os números a seguir, representados na base “2” somando-os e apresentando o
resultado na base “2” teremos: (10010)+(1010).
a) (11000)
b) (11100)
c) (11011)
d) (11101)
e) (11111)
24 Matemática para Concursos – Aritmética

 miscelânea
1) (CN–81) Um número natural de 6 algarismos começa, à esquerda, pelo algarismo 1. Levando-
se este algarismo para o último lugar, à direita, conservando a seqüência dos demais algarismos,
o novo número é o triplo do número primitivo. O número primitivo é:
a) 100.006
b) Múltiplo de 11.
c) Múltiplo de 4.
d) Múltiplo de 180.000.
e) Divisível por 5.

n3
2) (cn–87) A soma dos algarismos na base 10 de (10 + 3)2 , onde n é um número inteiro
positivo é:
a) 16
b) 13
c) 13n
d) n3 + 3n
e) n6 + 2n3 + 1

3) (CN–90) O cubo de 12(b) é 1750(b). A base de numeração b é:


a) Primo.
b) Ímpar e não primo.
c) Par menor que 5.
d) Par entre 5 e 17.
e) Par maior que 17.

4) (CN–91) Um livro de 200 páginas vai ser renomeado no sistema de numeração de base 8.
O número na base de algarismos que serão utilizados é:
a) 520 b) 525 c) 530 d) 535 e) 540
Capítulo 1 - Números naturais 25

5) (CN–99) Para registrar o resultado da operação 2101 . 597, o número de dígitos necessários é:
a) 96
b) 97
c) 98
d) 99
e) 100

6) (CN–02)
Se a, b e c são algarismos distintos, no sistema de numeração decimal existe um único número
de dois algarismos (ab) tal que (ab)2 – (ba)2 = (cc)2. O valor de (a + b + c) é igual a:
a) 11
b) 12
c) 13
d) 14
e) 15

7) (CN–99) Considere um sistema de numeração que usa os algarismos indo-arábicos e o


valor posicional do algarismo no numeral, mas numera as ordens da esquerda para a direita.
Por exemplo: no número 3452 tem-se:
1a Ordem: 3 2a Ordem: 4 3a Ordem: 5 4a Ordem: 2
Além disso, cada 7 unidades de uma ordem formam 1 unidade de ordem registrada imediatamente
à direita..
Com base nesse sistema, coloque (E) quando a operação for efetuada erradamente e (C) quando
efetuada corretamente. Lendo o resultado final da esquerda para a direita, encontramos:

245 620 360


– +
461 455 x4
543 416 543
( ) ( ) ( )

a) (E), (E), (E) b) (E), (C), (C) c) (C), (E), (C)


d) (C), (C), (E) e) (C), (C), (C)