Sie sind auf Seite 1von 1

Departamento de Ciências e Tecnologias

Métodos de Trabalho Científico

1.1. Tipos de Conhecimento

Caracterização dos Tipos de Conhecimento

1. Conhecimento popular:
• valorativo pois fundamenta-se em estados de ânimo e emoções;
• reflexivo mas limitado com a familiaridade do objecto;
• assistemático porque se baseia na organização particular de experiências
próprias do indivíduo e não numa sistematização de ideias formadas para
explicar os fenómenos observados;
• verificável visto estar limitado à vida diária e sua vivência;
• falível e inexacto pois conforma-se com a aparência e com o que se ouviu
dizer sobre determinado assunto;

2. Conhecimento religioso ou teológico:


• valorativo pois apoia-se em doutrinas que contêm proposições sagradas;
• inspiracional por ser revelado pelo sobrenatural;
• sistemático por existir uma lógica na ordenação dos factos revelados;
• não verificável pois está sempre implícita uma atitude de fé perante o
conhecimento revelado;
• infalível e exacto porque as verdades reveladas são indiscutíveis;

3. Conhecimento filosófico:
• valorativo pois baseia-se na experiência e não na experimentação;
• racional por consistir num conjunto de enunciados correlacionados
logicamente;
• sistemático porque as hipóteses e enunciados visam uma representação
coerente da realidade estudada, numa tentativa de melhor a apreender na
totalidade;
• não verificável porque as hipóteses filosóficas não podem ser
confirmadas nem refutadas;
• infalível e exacto porque as hipóteses e os postulados não são
submetidos ao resultado do teste da observação;

4. Conhecimento científico:
• real ou factual porque lida com a ocorrência de factos que se manifestam
de algum modo;
• contingente pois as suas proposições ou hipóteses são verdadeiras ou
falsas em função do resultado de uma experiência;
• sistemático porque é formado por um conjunto de ideias ordenadas
logicamente;
• verificável através de metodologias apropriadas;
• falível e aproximadamente exacto em virtude de não ser definitivo,
absoluto e final, uma vez que o desenvolvimento de técnicas podem
reformular o acervo da teoria existente.

Docentes: Maria Elisa Cunha Pag. 1/1


Susana Falcão
Clara Santana Rita