Sie sind auf Seite 1von 27

c    



p  •

d 
ñ  
  

d

d
ñ    

d

d  d d   d 


ñ   
    
p3d 3d

3d 3d

J     

    é uma estrutura intermediária entre os reagentes e
os produtos, com ligações intermediárias entre as dos reagentes e as
dos produtos.

J     
 é a energia mínima necessária para a formação
do complexo ativado.

 

Pela 
, para haver reação é necessário que:

Œ as moléculas dos reagentes colidam entre si;


Œ a colisão ocorra com geometria favorável à formação do
complexo ativado;
Œ a energia das moléculas que colidem entre si seja igual ou
superior à energia de ativação.


    ou  é aquela que resulta em reação, isto é, que
está de acordo com as duas últimas condições da teoria da colisão. O
número de colisões efetivas ou eficazes é muito pequeno comparado
ao número total de colisões que ocorrem entre as moléculas do s
reagentes.

Quanto menor for a energia de ativação de uma reação, maior será


sua velocidade.
Dma elevação da temperatura aumenta a velocidade de uma reação
porque aumenta o número de moléculas dos reagentes com energia
superior à de ativação.

[      Dma elevação de 10°C duplica a velocidade de


uma reação.

Esta é uma regra aproximada e muito limitada.

O aumento da concentração dos reagentes aumenta a velocidade da


reação.

å     


 •  ñ  

Œ  e  são experimentalmente determinados


Œ ü = constante de velocidade de reação; aumenta com a
temperatura
Œ  = ordem da reação em relação a 
Œ  = ordem da reação em relação a 
Œ  +  + ... = ordem da reação

[    A pressão de um gás é diretamente


proporcional à sua concentração em mol/L. Por isso, no caso de
reagente(s) gasoso(s), a lei de velocidade pode ser expressa em
termos de pressão.

Para aA(g) + bB(g) + ... • produtos, temos:

v = k·ppA·pqB

O aumento da pressão aumenta a velocidad e da reação. Quando não


há reagente gasoso, a pressão não influi na velocidade da reação.

[ 
    é aquela que ocorre numa única etapa. Neste
caso, para aA + bB + ... • produtos, temos:

v = k [A]a [B]b...

X    
 é o conjunto das etapas em que ocorre a
reação. A etapa lenta é a que determina a velocidade da reação. O
mecanismo de uma reação é proposto com base no estudo de sua
velocidade.
o       Quanto maior for o grau de dispersão de um
sólido, maior será a sua superfície e maior será a velocidade da
reação na qual é reagente.

    

  é uma reação na qual toma parte um catalisador.

  é uma substância que aumenta a velocidade de uma


reação, permanecendo inalterado qualitativa e quantitativamente no
final da reação.

A ação do catalisador é abaixar a energia de ativação, possibilitando


um novo caminho para a reação. O abaixamento da energia de
ativação é que determina o aumento da velocidade da reação.

Π     Catalisador e reagentes constituem uma


só fase.
Π      Catalisador e reagentes constituem
duas ou mais fases (sistema polifásico ou mistura heterogênea).

J 

J  é uma proteína que atua como catalisador em reações


biológicas. Caracteriza-se pela sua ação específica e pela sua grande
atividade catalítica. Apresenta uma À  ÀÀ, geralmente ao
redor de 37°C, na qual tem o máximo de atividade catalítica.

0   
      é uma substância
que ativa o catalisador, mais isoladamente não tem ação catalítica na
reação.

c       é uma substância que diminui e


até destrói a ação do catalisador, sem tomar parte na reação.

   

   Quando um dos produtos da reação at ua como


catalisador. No início, a reação é lenta e, à medida que o catalisador
(produto) vai se formando, sua velocidade vai aumentando.

?
J  
      
    
 
    
       
   

 

 
 


  
    !  

!  
"

J #

  "  #
!$   #
 

 !  "  
"



"


! 

à 

 
 
%
  


   
"
 
   
#
 




 & & 
'
   #
  "(

 ! #



 "(


"

#

 
'
#
   
 #
!#
 "
 
  )   
"
#
  
!    #
$" 
'
    #
    "      

 (  " 

 
  #

 ! "

 
  
 #

'  



   "
   "
  

  #
 ! "

 
   "  

 



*

 
  
 * 
 
 
  #

 !  
$ 
  
 #
  
   #
  
     $
 
  



    ! 

+ 
 #

 
 % ,


$"  
  '-.  ! *


/
  

 
+   
  

 ,

   !  
0$ " 
   

  #
 $  
 
  
  

   

*  
 " 
 
    
   #
1
 "
 



"

  

  "  

 


 "
   
 " 
 
 !
 
$! 

 * 
    "#
 ! 

   & 
   #



1  
 "#
2"  3(

.2"  .243  
  #

5 "
 #
 

   
'!    " "

  #



! 
 "  $  

 "#
   
 
 
  
+  

$  
 

   #


 
  
    "   

   
 

   #
'   "  !       !     
  )



 & & "


  
 
 

(  
   
    


!#
"  
  
   
! 
( 
 $"



   
   
#
    
 

  #

"  
   #
 #
#


%   
"  #


  
  
 !
 !   #
 ( 

  #

"
  "  0"
     
    #
  #
   

  

 "
(    "

  "


"

?


    

  ñ! 


"  

 # !$

% &ñ 
 '&è ñ! 

ñ! (  $

) !*+(

) !*+( 

) !*+(,

ñ! 
  '-.  
!  
-ñ ! 

/
$00000000001 

%!$% è  %è  % è  %è 

2 ! ñ! 


$
03  $4    -   .
ñ! 


05   $4     -   .ñ!



0  
 #$  
 #-
  .ñ! 

A  
 - ! ñ!
6 ñ( !# $6 7(, #8 #  
- .#(#8#

90:;6;900000001:;6960<+=

990:;6;9600000001:;66;90</.=

>
 !$;: ;6;0000001;:;66;


 !  
"999  
9!-   ñ! 
-ñ 0 
!5     ñ! 
-
99< .= ñ! ?9   

!@! #0A#$
 # 
$00000000001 

3#!@! #0A#?% 

6$

Œ % ñ! 
?
Π  
'  !*+?
Œ  ñ!     

    
 ( 
"

ñ!B!C
  -!!   !

! <=

> #ñ
$
 #  .   #    
  4   #ñ
-   .ñ!



#  #ñ


-  !(ñ6 !(
ñ!   # -
.ñ!? - !(. #  

6 ñ# .$

6$

Œ    !(ñ
Œ > > #ñ

Π:  >! #
Π: >! 
Π: % 
!

! $
6!  ' ñ! 
-  
  ! 

 !
!    #ñ
-!
  
 #  6 ñ# .  
  
  ! $


9 $ '  ñ! 
 

%$ '! ! 


  

A cinética é à parte da química que estuda as velocidades das reações


onde,com o aumento da temperatura se aumenta a
velocidade.

Existem fatores que influenciam na velocidade como ³temperatura´, ³superfície´


e ³concentração de reagentes´.


c     


A velocidade de uma reação é a variação da concentração dos reagentes pela


variação de uma unidade de tempo. As velocidades das reações químicas
geralmente são expressas em molaridade por segundo (M/s).

A velocidade média de formação de um produto de uma reação é dado por:

Vm = variação da concentração do produto / variação do tempo

A velocidade da reação decresce com o tempo. A velocidade de formação do


produto é igual a velocidade de consumo do reagente.:

Velocidade da reação = variação da concentração dos reage ntes / variação do


tempo

A velocidade das reações química pode ocorrer em escalas de tempo muito


amplas. Por exemplo, uma explosão pode ocorrer em menos de um segundo, a
cocção de um alimento pode levar minutos ou horas, a corrosão pode levar
anos, e a erosão de uma rocha pode ocorrer em milhares ou milhões de anos.


!         
"

Œ Superfície de contato: Quanto maior a superfície de contato, maior será


a velocidade da reação.

Œ Temperatura: Quanto maior a temperatura, maior s erá a velocidade da


reação.

Œ Concentração dos reagentes: Aumentando a concentração dos


reagentes, aumentará a velocidade da reação.

Numa reação química, a etapa mais lenta é a que determina sua velocidade.
Observe o exemplo a seguir: O peróxido de hidrogê nio reagindo com íons
iodeto, formando água e oxigênio gasoso.

w    w     w  


ww    w        w  


J                

A equação simplificada corresponde a soma das equações I e II. Como a etapa


I é a etapa lenta, para aumentar a velocidade da reação, deve -se atuar nela.
Tanto para aumentar ou diminuir a velocidade da reação, a etapa II (rápida)
não vai influir; sendo a et apa I a mais importante.


  #   $% "

Considere a seguinte reação: a A + b B ----------> c C + d D

Segundo a lei de Guldberg -Waage; c    #


! "! 

Onde:

Œ V = velocidade da reação;

Œ [ ] = concentração da substância em mol / L;

Œ k = constante da velocidade específica para cada temperatura.

A ordem de uma reação é a soma dos expoentes das concentrações da


equação da velocidade. Dtilizando a equação anterior, calculamos a ordem de
tal reação pela soma de (a + b).


 


Pela teoria da colisão, para haver reação é necessário que:

Œ as moléculas dos reagentes colidam entre si;

Œ a colisão ocorra com geometria favorável à formação do complexo


ativado;

Œ a energia das moléculas que colidem entre si seja igual ou superior à


energia de ativação.

Colisão efetiva ou eficaz é aquela que resulta em reação, isto é, que está de
acordo com as duas últimas condições da teoria da colisão. O número de
colisões efetivas ou eficazes é muito pequeno comparado ao número total de
colisões que ocorrem entre as moléculas dos reagentes.

Quanto menor for a energia de ativação de uma reação, maior será sua
velocidade.

Dma elevação da temperatura aumenta a velocidade de uma reação porque


aumenta o número de moléculas dos reagentes com energia superior à de
ativação.
[     - Dma elevação de 10°C duplica a velocidade de uma
reação.

Esta é uma regra aproximada e muito limitada.

O aumento da concentração dos reagentes aumenta a velocidade da reação.

J     
"

É a energia mínima necessária para qu e os reagentes possam se transformar


em produtos. Quanto maior a energia de ativação, menor será a velocidade da
reação.

Ao atingir a energia de ativação, é formado o complexo ativado. O complexo


ativado possui entalpia maior que a dos reagentes e dos produtos, sendo
bastante instável; com isso, o complexo é desfeito e dá origem aos produtos da
reação. Observe o gráfico:

Onde:

C.A.= Complexo ativado.

Eat. = Energia de ativação.

Hr. = Entalpia dos reagentes.

Hp. = Entalpia dos produtos.

DH = Variação de entalpia.


 "

O catalisador é uma substância que aumenta a velocidade da reação, sem ser


consumida durante tal processo.
A principal função do catalisador é diminuir a energia de ativação, facilitando a
transformação de reagentes em produt os. Observe o gráfico que demonstra
uma reação com e sem catalisador:

w  : é uma substância que retarda a velocidade da reação.

c : é uma substância que anula o efeito de um catalisador.

A ação do catalisador é abaixar a energia de ativação, pos sibilitando um novo


caminho para a reação. O abaixamento da energia de ativação é que
determina o aumento da velocidade da reação.

Œ Catálise homogênea - Catalisador e reagentes constituem uma só fase.

Œ Catálise heterogênea - Catalisador e reagentes constitue m duas ou mais


fases (sistema polifásico ou mistura heterogênea).

J 

Enzima é uma proteína que atua como catalisador em reações biológicas.


Caracteriza-se pela sua ação específica e pela sua grande atividade catalítica.
Apresenta uma temperatura ót ima, geralmente ao redor de 37°C, na qual tem o
máximo de atividade catalítica.

Promotor de reação ou ativador de catalisador é uma substância que ativa o


catalisador, mais isoladamente não tem ação catalítica na reação.

Veneno de catalisador ou inibidor é uma substância que diminui e até destrói a


ação do catalisador, sem tomar parte na reação.


  

Autocatálise - Quando um dos produtos da reação atua como catalisador. No


início, a reação é lenta e, à medida que o catalisador (produto) vai se
formando, sua velocidade vai aumentando.

  


Na cinética estuda-se a velocidade das reações químicas.

As velocidades das reações químicas são expressas por M/s ³molaridade por
segundo´.

Quanto maior for a temperatura, maior será a velocidade, existindo fatores que
influenciam nessa velocidade, como ³superfície´, ³temperatura´ e ³concentração
dos reagentes´, onde, quanto maior for a superfície de contato maior será a
velocidade de reação, quanto maior a tem peratura maior será a velocidade de
reação, quanto maior for a concentração dos reagentes maior será a
velocidade de reação.

³lei de Guldberg-Waage´ lei onde a ordem de uma reação é a soma dos


expoentes das concentrações da equação da velocidade

Existe uma energia mínima para que os reagentes se transformem em produto,


essa ³energia mínima´ da se o nome de ³energia de ativação´, quanto maior
for a energia de ativação, menor será a velocidade da reação.

Para diminuir essa ³energia de ativação´ pode -se usar um catalisador que
facilita a transformação de reagentes em produtos.

???

-  & " 

'() Aplique a equação de Gulberg Waage (lei da ação das massas) às reações
apresentadas:

 2 N2(g) + 3 O2(g) ® 2 N2O3(g)


 2 NO2(g) ® N2O4(g)

'*) Numa reação temos x moles / l de H2 e y moles / l de O2. A velocidade da


reação é V1. Se dobrarmos a concentração de hidrogênio e triplicarmos a de
oxigênio, a velocidade passa a V2.

Qual a relação V1 / V2?


Dado: 2H2 + O2 ® 2H2O

a) V2 = 2 V1
b) V2 = 4 V1
c) V2 = 12 V1
d) V2 = 24 V1
e) V2 = 6 V1
'+) (FIT - MG) Em determinada experiência, a reação de formação de água
está ocorrendo com o consumo de 4 mols de oxigênio por minuto.
Conseqüentemente, a velocidade de consumo de hidrogênio é de:

a) 8 mols/minuto
b) 4 mols/minuto
c) 12 mols/minuto
d) 2 mols/minuto
e) n.d.a.

',)(OSEC) Em uma reação, o complexo ativado:

a) possui mais energia que os reagentes ou os produtos.


b) age como catalisador.
c) sempre forma produtos.
d) é composto estável.
e) possui menos energia que os reagentes ou os produtos.

'-) (MAD ) Por que o catalisador altera velocidade de uma reação?

'.) (FEI) É incorreto dizer-se que um catalisador,

01. altera a energia de ativação de uma reação


02. altera a velocidade de uma reação
04. altera o DH da reação

'/) (DnB) Assinale as opções corretas:



01. O catalisador afeta a velocidade de uma re ação porque aumenta o número
de moléculas com energia cinética maior ou igual à energia de ativação da
reação.

02. A temperatura afeta a velocidade de uma reação porque muda a energia de


ativação da reação.

04. A concentração dos reagentes afeta a veloc idade de uma reação porque
há alteração no número de colisões efetivas.

08. Dma reação ocorre quando há colisão efetiva entre as moléculas


reagentes, numa orientação apropriada.

'0) Justifique sua RESPOSTA ao item 08 da questão anterior.


'1) (SANTA CASA) A reação hipotética 2X + 2Y ® P + Q poderá ocorrer
segundo o seguinte mecanismo:

X + Y ® Z + W .............................. V1
X + Z ® P ...................................... V2
W + Y ® Q .................................... V3
(soma): 2X + 2Y ® P + Q .......................... V4

onde V são as velocidades das reações expressas em mol . l -1 . s-1.


Admitindo que V1 = V3 > V2, a velocidade global, V4, deverá ser mais próxima
de:

a) V1 + V2
b) V2
c) V3
d) V3 ± V2
e) 2V1 + V2

(') Justifique sua resposta ao teste anterior.

[ 
"

'() a) V = k [N2]2 [O2]3


b) V = k [NO2]2

'*) C '+) A ',) A

'-) Porque diminui a energia de ativação dos reagentes.

'.) 4

'/) 12

'0) CERTA, a reação ocorre quando moléculas ativadas energicamente


chocam-se numa orientação apropriada, isto é, que possibilite a quebra de
ligações nos reagentes.

'1) B

(') A velocidade da reação global só depende da etapa lenta e se V1 = V3 >


V2, a etapa lenta é V2; logo: V4 = V2.

?
Exercícios Resolvidos

ó (FEI-SP) Seja a decomposição de água oxigenada: 2H2 O2  2H2O + O2.Em dois minutos,
observa-se uma perda de 3,4g de água oxigenada. Qual a velocidade média dessa reação em
relação ao gás oxigênio em mol/min?


ó (E.E.Mauá-SP) A concentração [A], expressa em mol/L de uma substância A que, em meio
homogêneo, reage com outra B, segundo a equação A + B  C + D, varia com o tempo t
2
segundo a lei: [A]= 5 ± 0,2t ± 0,1t , com t medido em horas. Qual a velocidade média dessa
reação entre os instantes t1 = 1h e t2 = 2h?


ó (Dnificado Cesgranrio) Numa experiência envolvendo o processo: N2 + 3H2  2NH3, a

velocidade da reação foi expressa como Considerando a não-


ocorrência de reações secundárias, qual a expressão dessa mesma velocidade, em termos de
concentração de gás hidrogênio?


ó A figura abaixo indica a variação da quantidade de reagente em função do tempo (t), num
sistema em reação química. Calcule a velocidade dessa reação nos intervalos de tempo:
a)de 0 a 2min;

b)de 2 a 4min;



”
ó (PDC-SP) Na reação de solução de ácido clorídrico com zinco metálico, o gráfico que melhor
representa o comportamento das espécies em solução é:




”
ó (Faap-SP) A reação de decomposição de iodidreto é representada pela equação química

2HI   I2 + H2

O controle da concentração de iodidreto presente no sistema, em função do tempo (em


temperatura constante) forneceu os seguintes dados:

Iodidreto(mol/L) 1 0,625 0,375 0,200 0,120


Tempo (min) 0 10 20 30 40

A velocidade dessa reação é constante? Por que?

Resposta: Não, a velocidade diminui com o tempo ± basta verificar na tabela que, à medida
que o tempo passa, a variação da concentração do iodidreto vai se tornando cada vez menor.

”
ó (DFPR) Apesar da dissolução da areia (SiO2) em água ser um processo espontâneo, ela
jamais foi observada por qualquer ser humano. Discuta essa afirmativa em termos de
termodinâmica e cinética do processo.

Resposta: Dizer que a dissolução da areia é espontânea é dizer que ela é termodinamicamente
possível (d G<0), mas se a reação nunca foi observada é porque sua velocidade deve ser tão
baixa que levará muitos séculos para se realizar


ó (DFC-CE) O tempo de validade de um alimento em suas características organolépticas e
nutricionais depende da embalagem e das condições ambientais. Dm dos tipos de
acondicionamento necessário para a conservação de alimentos e a folha-de-flandres,
constituída de uma liga de estanho e aço. Analise o gráfico abaixo, que representa a reação de
oxidação entre a embalagem e o meio agressivo e responda:

a)Em qual das curvas, verde ou vermelha, a velocidade da reação química é mais acentuada?

Resposta: Curva vermelha, pois considerando que as duas saíram com o mesmo número de
mols, ou seja, 9 mols e a vermelha terminou com uma quantidade menor que a verde. Daí, dá
para calcular a velocidade média da reação global, que seria a vermelha maior que 1 e a verde,
menor que 1. Para confirmar, basta jogar na fórmula da velocidade média. Veja só:

b)Considerando a área da folha-de-flandres constante, calcule a velocidade média da reação


química no intervalo entre duas e 4 horas para a curva de maior corrosão.

Resposta: 1g/h



ó (Mack-SP) A combustão do butano é representada pela equação:

Se houver um consumo de 4 mols de butano a cada 20 minutos de reação, qual o número de


mols de dióxido de carbono produzido em uma hora?




Exercícios propostos

1. Considere a reação CaCO3  CaO + CO2. Foi aquecida uma certa massa de carbonato de
cálcio e o volume de gás carbônico obtido foi sendo observado e medido em função do tempo.
Foi obtida a tabela abaixo:

Mols de Tempo
CO2  (min)
0 0
20 10
35 20

45 30
50 40
52 50

a)Qual a velocidade média dessa reação no intervalo de 0 a 10 min?

b)Calcule a velocidade média dessa reação nos demais intervalos.

Resposta:

a)2 mol/min

b)Vm10-20 = 1,5 mol/min; Vm20-30= 1,0 mol/min; Vm 30-40= 0,5 mol/min; Vm 40-50= 0,2 mol/min.
2. Dada a reação 2SO2 + O2  2SO3, calcule a velocidade em relação a cada participante e a
velocidade média, conforme a tabela, nos seguintes casos:

Tempo (s) Quantidade de Quantidade de Quantidade de


matéria (em mols) de matéria (em mols) de matéria (em mols) de
SO2 existente O2 existente SO3 existente
0 6,0 4,0 0,0
2 5,0 3,5 1,0
6 2,2 2,1 3,8
12 1,0 1,5 5,0

a) De 0s a 2s

b) De 2s a 6s

c) De 6s a 12s

d) De 2s a 12s

Respostas

a)V SO2= 0,5; V O2= 0,25; V SO3= 0,5; Vm=0,25

b)V SO2= 0,7; V O2= 0,35; V SO3= 0,7; Vm=0,35

c)V SO2 = 0,2; V O2 = 0,10; V SO3= 0,2; Vm=0,10

d)V SO2= 0,4; V O2= 0,20; V SO3= 0,4; Vm=0,20

3. Na reação 2H2O2  2H2 O + O2, a velocidade média dessa reação num certo intervalo de
tempo, é 8 mol/s em relação a água oxigenada. Qual a velocidade em relação ao oxigênio no
mesmo intervalo de tempo?

Resposta: 4 mol/s

4. Realizou-se a reação de decomposição do ácido carbônico: H2CO3  H2O + CO2. Mediu a


concentração em quantidade de matéria de gás carbônico nos tempos 10s e 20s e obteve o
seguinte resultado em mol/L:

10s : 0,2 M

20s : 0,8 M

Qual a velocidade média dessa reação no intervalo de 10s a 20s?

Resposta: 0,06M
5. Dada a tabela abaixo em relação à reação 2HBr  H2 + Br2 :

  X 
  
0 0,200
5 0,175
10 0,070
15 0,040
20 0,024

a) Qual a velocidade média desta reação em relação ao HBr, no intervalo de 0 a 5 minutos?

b) Qual a velocidade média dessa reação, no intervalo citado anteriormente, em relação ao gás
hidrogênio?

c) Determine a velocidade média dessa reação para o HBr e para o Br2, no intervalo de 10 a 15
min.

Resposta:

a)0,005

b)0,0025

c)0,006 (HBr) e 0,003 (Br2)

6. Foi misturado 2 mols de gás hidrogênio com 3 mols de gás cloro num recipiente fechado.
Suponha que do início da mistura até 15s, a reação H2 + Cl2  2HCl ocorra conforme os dados
da tabela.

Tempo (s) Quantidade de Quantidade de Quantidade de


matéria (em mols) de matéria (em mols) de matéria (em mols) de
H2 existente Cl 2 existente HCl existente 
0 2,0 3,0 0
1 1,75 2,75 0,5
3 1,5 2,5 1,0
6 1,25 2,25 1,5
10 1,0 2,0 2,0
15 0,75 1,75 2,5

a) Calcule a velocidade em relação a cada participante e a velocidade média da reação no


intervalo de 10 a 15s.
b) Dsando papel milimetrado, construa no mesmo sistema de coordenadas o gráfico que
mostra a variação da quantidade existente (em mol) de cada participante em função do tempo.
Represente a quantidade em mol na ordenada e o tempo na abcissa.

Respostas:

a) V H2 = 0,025; V Cl2= 0,025; V HCl= 0,05; Vm=0,025 mol/s

b)

7. (Dnicamp-SP) Amostras de magnésio foram colocadas em soluções de ácido clorídrico a


diversas concentrações e temperaturas havendo total "dissolução" do metal e desprendimento
de gás hidrogênio . Observaram-se os seguintes resultados:

Amostra Massa de magnésio Tempo para


"dissolvida" dissolver
I 2,0g 10 min

II 0,40g 2,0 min


III 0,40g 1,0 min
IV 0,50g 1,0 min

a) Em qual caso a velocidade média da reação foi maior?

b) Em qual caso desprendeu-se maior quantidade de hidrogênio?

Respostas:

a) V I= 0,2g/min; V Il= 0,2g/min; V lII= 0,4g/min; V IV=0,5g/min. A velocidade maior é 0,5g/min,


ou seja, a amostra IV.

b)Quanto maior a massa de magnésio consumida, maior a quantidade de hidrogênio


desprendida. Então, a amostra IV desprende mais hidrogênio.
8. (PDC-PR) A revelação de uma imagem fotográfica em um filme é um processo controlado
pela cinética química da redução do halogeneto de prata por um revelador. A tabela abaixo
mostra o tempo de revelação de determinado filme usando um revelador D-76.

Quantidade existente Tempo de


do revelador (mol) revelação (min)
24 6
22 7
21 8
20 9
18 10

A velocidade média de revelação no intervalo de tempo de 7 min a 10 min é, em


mol/min:

a) 3,14

b) 2,62

c) 1,80

d) 1,33

e) 0,70

Resposta: d

9. (DFPE) Considere a reação: 2N2O  4NO2 + O2. Admita que a formação de gás oxigênio tem
uma velocidade média constante e igual a 0,05 mol/s. A massa de NO2 formada em 1 min é:

a) 96g

b) 55,2g

c) 12g

d) 552g

e) 5,52g

Resposta: d

10. (PDC-MG) A poluição pelo NO2 é uma das causas de destruição da camada de ozônio.
Dma das reações que pode ocorrer no ar poluído é a reação do dióxido de nitrogênio com o
ozônio: 2NO2 + O3   N2O5 + O2. Admita que a formação do O2 tem uma velocidade média
constante igual a 0,05 mol.L /s. A massa de ozônio consumida em 1 min é, em gramas:
a) 2,40

b) 144

c) 1,60

d) 96

e) 48

Resposta: b

11. (DFPE) O gráfico a seguir representa a variação de concentração das espécies A, B e C


com o tempo. Qual das alternativas a seguir contém a equação química que melhor descreve a
reação representada pelo gráfico?

a) 2A + B  C

b) A  2B + C

c) B + 2C  A

d) 2B + C  A

e) B + C  A

Resposta: C

12. (PDC-MG) Considere a equação: 2NO2 + 4CO  N2 + 4CO2. Admita que a formação do gás
nitrogênio tem uma velocidade média constante igual a 0,05 mol/L.min. Qual a massa, em
gramas, de gás carbônico formada em uma hora?

Resposta: 528g
13. (Mack-SP) Numa certa experiência, a síntese do cloreto de hidrogênio ocorre com o
consumo de 3 mols de gás hidrogênio por minuto. Qual a velocidade de formação do cloreto de
hidrogênio?

Resposta: 6 mol/min.

14. (FEI-SP) Dm prego de ferro, em presença de umidade, reage com o oxigênio do ar


produzindo óxido de ferro III hidratado e liberando hidrogênio. A reação acontece até consumir
todo o prego. Dos gráficos abaixo, o que melhor representa a velocidade (v) dessa reação em
função do tempo (t) é:

Resposta: a

15. (Faap-SP) Num dado meio onde ocorre a reação N2O5  N2O4 + ½ O2, observou-se a
seguinte variação na concentração de N2 O5 em função do tempo:
N2O5 (mol/L) 0,233 0,200 0,180 0,165 0,155
Tempo (s) 0 180 300 540 840

Calcule a velocidade média da reação no intervalo de 3 a 5 min.

Resposta: 0,01 mol/L.min

16. (Fesp-SP) A reação de decomposição do amoníaco (NH3 ) produz 8,40g/min de gás


nitrogênio. Qual a velocidade dessa reação em mols de NH3 por hora?

Resposta: 36 mol/h

17. (Dnisinos-RS) A combustão completa do etanol ocorre pela equação:

C2H5OH + 3 O2  2CO2 + 3H2O

Considerando que em uma hora foram produzidos 2640g de gás carbônico, qual a velocidade
da reação , expressa em número de mols de etanol consumidos por minuto?

Resposta: 0,5

18. (Fuvest-SP) Para uma dada reação química, expressa como A  B, sabe-se que a
concentração de A se reduz à metade em cada intervalo de tempo de 30 min. Se a
concentração inicial de A for de 1M, após quanto tempo ela atingirá o valor de 0,125M?

Resposta: 90 min.

19. (DESC) A água oxigenada ± H2O2 ± se decompõe, produzindo água e gás oxigênio, de
acordo com a equação: H2O2  H2O + ½ O2. O gráfico abaixo foi construído a partir de dados
experimentais e mostra a variação da concentração de água oxigenada em função do tempo.
Qual será a velocidade média de decomposição da água oxigenada nos intervalos I, II e
III?

Resposta: 0,03 M/min; 0,02 M/min e 0,01 M/min