Sie sind auf Seite 1von 6

EDUCACIONAL

Física
Termometria e Calorimetria
63. (ESPM) Uma emissora local anunciou que a temperatura da Resolução:
região oeste dos Estados Unidos era de 77°. Percebendo
que a temperatura estava em graus Fahrenheit, anunciou, tc 77 − 32
novamente, dando a temperatura em graus Celsius. Qual a = ⇒ t c = 25°C
100 212 − 32
temperatura anunciada ?

64. (FATEC) O diagrama relaciona as escalas X e Celsius de Resolução:


temperatura. Calcule a indicação na escala X que corresponde
a 45 °C. °X °C
(°X) t X − (−15) 45
=
45 90 45 − (−15) 90
45

tX 45 t X + 15 45
=
60 90
(°C)
0 90 –15 0
–15 tX = 15°X

65. (FUVEST) Resolução:


a) Quantas calorias são necessárias para se aquecer
200 litros de água de 15°C a 70°C ? a) Q = m . c∆θ 1l ——— 103g
Q = 2 . 105 . 1 . (70 – 15) 200l ——— 2 . 105g
b) Qual a potência média necessária para realizar essa Q = 2 . 105 . 55 = 110 . 105 cal
operação em 3 horas ? Q = 1,1 . 107 cal
5
Q 110 . 10 cal
b) P = = = 1018 cal/s ≅ 4,3 kW
∆t 3 . 3600s

66. Em uma ferrovia, os trilhos são assentados sobre dormentes Resolução:


de madeira, deixando-se um determinado espaçamento entre
as barras de ferro que os formam. Sabendo que cada barra ∆l = l0 α . ∆θ
de ferro mede 20m e aFe = 1,2 x 10–5 oC–1, determine qual deve
∆l = 20 . 1,2 . 10–5 . 40
ser o espaçamento entre as barras num local onde a variação
máxima de temperatura é de 40oC.
∆l = 0,0096 m = 9,6 mm

67. (UFU-MG) As temperaturas iniciais de uma massa m de um Resolução:


líquido B e 3m de um líquido C são, respectivamente, iguais
a) CA (30 – 60) + CC (30 – 20) = 0 ⇒ CC = 3CA
a 60°C, 40°C e 20°C. Misturando-se os líquidos
CB (25 – 40) + CC (25 – 20) = 0 ⇒ CC = 3CB
A e C, a temperatura de equilíbrio é 30°C; misturando-se os
líquidos B e C, a temperatura de equilíbrio é 25°C. ⇒ CA = CB
⇒ CA (T – 60) + CB (T – 40) = 0 ⇒ T – 60 + T – 40 = 0
a) Qual é a temperatura de equilíbrio quando se misturam ⇒ T = 50°C
os líquidos A e B ?
cal b) 3(CB) = CC ⇒ 3(m . CB) = 3m . CC
b) Se o calor específico do líquido C é 0,5 , qual é o
g . °C CB = CC ⇒ CB = 0,5 cal/g°C
calor específico do líquido B ?

FISINT0403-R 1
2 FÍSICA
EDUCACIONAL

68. (VUNESP) O sêmen bovino para inseminação artificial é Resolução:


conservado em nitrogênio líquido que, à pressão normal, tem TC T − 32
temperatura 78 K. Calcule essa temperatura em: a) TK = TC + 273 b) = F
5 9

a) graus Celsius (°C)


78 = TC + 273 −195 T − 32
= F
b) graus Fahrenheit (°F) 5 9
TC = – 195ºC
TF = –319ºF

69. (ITA) Um pesquisador achou conveniente construir uma Resolução:


escala termométrica (escala P) baseada nas temperaturas de
ºP ºC
fusão e ebulição do álcool etílico, tomadas como pontos zero 80 x − (−118)
100 78 =
e cem da sua escala. Acontece que na escala Celsius (ou 100 78 − (–118)
80 x
centígrada) aqueles dois pontos extremos da escala do
pesquisador têm valores – 118°C e 78°C. Ao usar o seu
80 x + 118
termômetro para medir a temperatura de uma pessoa com febre, o =
100 196
pesquisador encontrou 80 graus P. Calcule a temperatura da
pessoa doente em graus Celsius.
0 –118 x = 38,8ºC

70. (MACK) Um bloco de cobre de calor específico Resolução:


0,094 cal/g . °C e massa 1,20 kg é colocado num forno até atingir
o equilíbrio térmico. Nesta situação o bloco recebe Q = m . c . ∆θ
100 212
12 972 calorias. Calcule, em graus Fahrenheit, a variação de
12972 = 1200 . 0,094 . ∆θ
temperatura sofrida pelo bloco.
∆θ = 115ºC

∆θC —— 100
0 32
∆θF —— 180

∆θF = 1,8 ∆θC


∆θF = 1,8 . 115 ⇒ ∆θF = 207ºF

71. (FAAP) Durante quantos minutos poder-se-ia operar um Resolução:


motor de 8,4 W, movido pelo calor liberado por 300 kg de
água, quando a temperatura da água diminui 1°C ? calor liberado: Q = m . c . ∆θ
Q = 300 . 4,2 . 1
kJ Q = 1260 kJ
O calor específico da água vale 4,2 .
kg . ° C
Q
P=
∆t
Q 1260
t = P = 8, 4 = 150 s

150
∆t = = 2,5 min
60
∆t = 2,5 min

FISINT0403-R
EDUCACIONAL
FÍSICA
3
72. Os livros de Física definem o coeficiente de dilatação linear do Resolução:
material que constitui uma barra através da expressão matemática
α = ∆l/l0 . ∆t, onde α é o coeficiente de dilatação linear, l é ∆l ∆l
o comprimento da barra à temperatura mais baixa, ∆t é a variação a) α =
l 0 ∆t
⇒ Q=
l 0 ∆t ⇒ ∆l = 0
de temperatura e ∆l é a variação de comprimento. Com base no Para que α seja nulo, a variação de comprimento deve ser nula.
enunciado, responda:
b) α = 17 . 10–6 ºC–1. Isto significa que para cada 1 cm de
a) O que deveria acontecer com a barra para que o coeficiente comprimento da barra, teremos uma variação de 17 . 10–6 cm desse
de dilatação linear do seu material fosse nulo ? comprimento a cada 1ºC de variação de temperatura.
b) Se a barra fosse constituída de cobre, o coeficiente de
dilatação calculado seria α = 17 x 10–6 ºC–1. Qual o significado
físico desse valor ?

73. (PUC) A tampa de zinco de um frasco de vidro agarrou Resolução:


no gargalo de rosca externa e não foi possível soltá-la.
Sendo os coeficientes de dilatação linear do zinco e do Coloca-se o frasco dentro do caldeirão com água quente durante um
vidro respectivamente iguais a 30 . 10–6 e 8,5 . 10–6 °C, certo tempo. Como o coeficiente de dilatação linear do zinco
(30 . 10–6 ºC–1) é maior do que o coeficiente de dilatação linear do vidro
como proceder? Justifique sua resposta. Temos à
(8,5 . 10–6 ºC–1) a tampa sofrerá uma dilatação maior que o frasco,
disposição um caldeirão com água quente e outro com ficando mais fácil soltá-la.
água gelada.

74. (FUVEST) Um tanque contém 10 000 L de combustível Resolução:


(álcool + gasolina) a 30°C, com uma proporção de 20% de
álcool. A temperatura do combustível baixa para 20°C. a) Va = 0,2 VT = 0,2 . 10 000 = 2000 L
Considere o coeficiente de dilatação volumétrica do
combustível igual a 1,1 . 10–3 °C–1. b) V = V0 (1 – γ ∆θ)
V = 10 000 [ 1 – 1,1 . 10–3 . (20 – 30) ]
V = 10 000 (1 – 1,1 . 10–3 . 10)
a) Quantos litros de álcool existem a 30°C?
V = 10 000 (1 – 1,1 . 10–2)
b) Quantos litros de combustível existem a 20°C? V = 10 000 – 110 = 9890 L
V = 9890 L

75. (PUC) Um forno de microondas produz ondas Resolução:


eletromagnéticas de 2,45 . 109 Hz de freqüência, que aquecem
os alimentos colocados no seu interior ao provocar a a) V = λf ⇒ C = λf ⇒ 3 . 108 = λ . 2,45 . 109
agitação e o atrito entre suas moléculas.
λ ≅ 0,12 m

a) Qual o comprimento de onda dessas microondas no ar? b) Q = m . c . ∆θ


b) Se colocarmos no interior do forno um copo com 250 g
de água a 20°C quanto tempo será necessário para P . ∆t = m . c . ∆θ
aquecê-la a 100°C? Suponha que as microondas
produzem 10 000 cal/min na água e despreze a capacidade 10 000 ∆t = 250 . 1 . (100 – 20)
térmica do copo.
∆t = 2 min
Dados: velocidade da luz no ar:
c = 3 . 108 m/s;
calor específico da água:
cal
c H 2O = 1,0 .
g . °C

FISINT0403-R
4 FÍSICA
EDUCACIONAL

76. (UNITAU) Uma fonte de calor consegue elevar a temperatura Resolução:


de 300 g de água de 19°C para 25°C, em 20 segundos. Quanto
tempo levará essa fonte para aquecer 1 000 g de álcool de Para aquecer a água: Para aquecer o álcool
27 °C a 36 °C ? Q = m . c . ∆θ Q = m . c . ∆θ
Q = 300 . 1 (25 – 19) P . ∆t = m . c . ∆θ
São dados os calores específicos:
Q = 1800 cal 90 . ∆t = 1000 . 0,581 . (36 – 27)
cal cal Q 1800 90 . ∆t = 5229
água 1 ; álcool 0,581 . P= = = 90 cal/s ∆t = 58,1 s
g . °C g . °C ∆t 20

77. (FGV) Uma pessoa bebe 500 g de água a 10 °C. Admitindo que Resolução:
a temperatura dessa pessoa é de 36,6 °C, responda:
a) Q = m . c . ∆θ
a) Qual é a energia que essa pessoa transfere para a água ? Q = 500 . 1 . (36,6 – 10)
Q = 13300 cal
b) Caso a energia absorvida pela água fosse totalmente
Q = 13300 . 4
utilizada para acender uma lâmpada de 100 W, durante Q = 53200 J
quanto tempo ela permaneceria acesa ?
E
b) P =
∆t
cal
Dados: calor específico da água = 1,0 e 1 cal = 4J. 53200
g . °C 100 =
∆t
t = 532 s

78. Numa tabela de um livro de Física obtemos as seguintes Resolução:


informações sobre o mercúrio:
a) Calor latente de fusão 2,8 cal/g significa que para fundir 1g de
— temperatura de fusão, sob pressão normal: –39°C; mercúrio são necessárias 2,8 cal.
— temperatura de ebulição, sob pressão normal: 357°C;
b) Q = m . L
— calor latente de fusão: 2,8 cal/g;
— calor latente de ebulição: 65 cal/g. 195 = m . 65 ⇒ m = 3g

Responda às seguintes perguntas.

a) Como se interpreta a informação “calor latente de fusão:


2,8 cal/g” ?
b) Fornecendo uma quantidade de calor igual a 195 cal, a uma
certa quantidade de mercúrio a 357°C e mantendo a pressão
normal, que massa de vapor de mercúrio vamos obter ?

79. (FEI) Um recipiente de vidro tem capacidade de 91 000 cm3 a Resolução:


0°C e contém, a essa temperatura, 90 000 cm3 de mercúrio.
O coeficiente de dilatação volumétrica do vidro e do mercúrio ∆ Vap = V0 . γ . ∆θ = V0 (γM – γV) . ∆θ
vale, respectivamente, 9,6 . 10−6 °C−1 e 182 . 10−6 °C−1. A que 1000 = 90 000 . (182 . 10–6 – 9,6 . 10–6) . ∆θ
temperatura o recipiente estará completamente cheio de
mercúrio ? 1 = 90 . 172,4 . 10–6 . ∆θ
∆θ ≅ 64,5ºC ⇒ Tf = 64,5ºC

FISINT0403-R
EDUCACIONAL
FÍSICA
5
80. (VUNESP) Um estudante no laboratório deveria aquecer uma Resolução:
certa quantidade de água desde 25°C até 70°C. Depois de
iniciada a experiência, ele quebrou o termômetro de escala θC θ − 32
Celsius e teve de continuá-la com outro de escala Fahrenheit. = F
5 9
Em que posição do novo termômetro ele deve ter parado o
aquecimento?
70 θ − 32
= F ⇒ θF = 158ºF
5 9
Nota: 0°C e 100°C correspondem, respectivamente, a 32°F
e 212°F.
Alternativa D
a) 102°F b) 38°F c) 126°F d) 158°F e) 182°F

81. A figura abaixo representa a variação do comprimento de uma determinada barra homogênea. Resolução:
O valor do coeficiente de dilatação linear do material de que é constituída a barra é:
∆l = l0 . α . ∆θ
a) 5 . 10−4 °C−1 0,02 = 2 . α . 200
b) 5 . 10−5 °C−1
c) 1 . 10−4 °C−1 2 . 10–2 = α . 4 . 102
d) 1 . 10−4 m . °C−1 α = 0,5 . 10–4
e) 1 . 10−3 °C−1 α = 5 . 10–5 ºC–1

Alternativa B

82. O gráfico representa a forma de um fio em um determinado Resolução


instante, por onde se propaga uma onda.
a) Da figura, verifica-se que a distância entre duas cristas
consecutivas é 16 cm. Logo,

λ = 16 cm e A = 3 cm

b) Como V = λ . f, vem:

1
V = λ . f ⇒ V=λ.
T

1cm {
1
V = 16 .
}

1 cm 8

Sendo o período dessa onda igual a 8 s, determine: V = 2 cm/s


a) o comprimento e a amplitude da onda;
b) a velocidade de propagação da onda.

83. (FEI) Uma partícula realiza um movimento harmônico simples, de acordo com o gráfico Resolução:
abaixo. Qual, em hertz, a frequência do movimento ? Da figura, verifica-se que:
T 3 1
=  −  ⇒ T = 1s
1 2  4 4
a) 1 b) c) 4
t (s)
2 1
f= ⇒ f = 1 hz
T
d) π e) 2 π
Alternativa A

FISINT0403-R
6 FÍSICA
EDUCACIONAL

84. A figura a seguir representa um fio, num determinado Resolução:


instante, por onde se propaga uma onda cuja velocidade é
18 cm/s. Determine: Da figura, verifica-se que:

a) A = 2 cm

b) A distância entre duas cristas consecutivas é:


1cm
λ = 12 cm

1cm c) V = λ . f
a) a amplitude; 18 = 12 f
b) o comprimento de onda; f = 1,5 kg
c) a freqüência.

85. Um vibrador produz, numa superfície líquida, ondas de Resolução:


comprimento 8 cm, que se propagam com velocidade de
56 cm/s. a) V = λ . f
56 = 8 f
f = 7 kg
a) Qual a freqüência dessas ondas ?
b) Se no vibrador for aumentada a amplitude de vibração, b) A velocidade de propagação, o comprimento e a freqüência das
o que acontecerá com a velocidade de propagação, com ondas são independentes da amplitude e, portanto, seus valores
o comprimento e com a freqüência das ondas ? não serão alterados com o aumento da amplitude de vibração.

86. No intervalo de dois segundos, um vibrador produz ondas Resolução:


em uma corda entre os pontos P e Q, como mostra a figura
seguinte. a) Entre P e Q temos 2,5 ondas
2,5
f= = 1,25 hz
2
P Q b) V = λ . f
vibrador 0,5 = λ . 1,25
λ = 0,4 m
a) Qual a freqüência de onda ?
b) Sendo a velocidade de propagação igual a 0,5 m/s, qual c) d = n . λ
é o comprimento de onda ? d = 2,5 . 0,4
c) Qual a distância entre os pontos P e Q ? d=1m

87. Uma onda, cuja freqüência é 300 Hz, possui comprimento 89. No intervalo de tempo de um segundo, um vibrador produz
de onda igual a 40 cm. Calcule a velocidade de propagação em uma corda, entre os pontos A e B, a onda representada
da onda em m/s. na figura seguinte. Qual é a freqüência do vibrador ?
Resolução:

V = λ . f ⇒ V = 0,4 . 300 ⇒ V = 120 m/s vibrador


A B
88. Uma fonte sonora emite um som, no ar, cujo comprimento
de onda é igual a 25 cm. Sabendo que a velocidade de Resolução:
propagação do som, no ar, é de 340 m/s, calcule a freqüência Temos entre os pontos A e B
do som emitido. 3,5 ondas produzidas em 1 segundo:
3,5
Resolução: f=
1
V = λ . f ⇒ 340 = 0,25 f ⇒ f = 1360 hz f = 3,5 hz

FISINT0403-R