Sie sind auf Seite 1von 4

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

Faculdade de Matemática – Departamento de Matemática


Matemática para Arquitetura

TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO

RAZÕES TRIGONOMÉTRICAS
A trigonometria (trigono = triângulo, metria = medida) teve origem no estudo das relações entre as
medidas dos lados e dos ângulos de um triângulo, em particular, do triângulo retângulo. Observa uma
pessoa que sobe dois tipos de rampa:

30º
55º

Dizemos que a segunda rampa é mais íngreme, ou tem declive maior, pois o ângulo de subida é
maior (55º > 30º). Mas como saber qual das duas rampas é mais íngreme sem conhecer os ângulos de
subida?
Para responder a esta pergunta precisamos conhecer um pouco de trigonometria. Observa a
rampa e a tabela seguinte:
D
C percurso
B altura
A
6m α
1m 2m 4m
0 afastamento
A’ B’ C’ D’
2m
Figura 2
4m

8m

12m Figura 1

PONTO AFASTAMENTO ALTURA


A 2m 1m
B 4m 2m
C 8m 4m
D 12m 6m

Observando a figura 1 verificamos que os triângulos retângulos, ∆ OAA’, ∆ OBB’, ∆ OCC’, ∆


ODD’ são semelhantes e, portanto, existe uma proporcionalidade entre seus lados. Fazendo a razão
entre a altura e o afastamento em cada ponto, temos:
altura 1 2 4 6
= = = = =k
afastament o 2 4 8 12

A constante “k” é chamada tangente do ângulo de subida. Para determinar o ângulo de subida
basta consultar uma tabela ou uma calculadora. Quanto maior a tangente maior será o ângulo de
2

subida. Este ângulo também poderia ser obtido através de outras razões. A razão entre a altura e o
percurso é chamada seno do ângulo de subida. A razão entre o afastamento e o percurso é chamada
co-seno (ou cosseno) do ângulo de subida.
Para utilizarmos essas razões precisamos conhecer o percurso em cada ponto. No nosso caso
temos a altura e o afastamento, para calcularmos o percurso, usamos o teorema de Pitágoras. Num
triângulo retângulo como o da figura:

a b a2 = b2 + c2

α
c
No nosso caso:

(percurso )2 = (afastamento )2 + (altura )2


Até o ponto A o percurso será:
A
p 2 = 12 + 22
p= 5 5 m 1m

α
O
2m A’

1 2
Então, sen α= e cos α= .
5 5

Procurando numa tabela ou numa calculadora encontramos o mesmo ângulo de subida obtido
anteriormente através da tangente. No nosso exemplo, no triângulo retângulo da figura (2), o percurso é
a hipotenusa, o afastamento e a altura são os catetos, sendo o afastamento o cateto adjacente ao
ângulo de subida e a altura o cateto oposto.
De maneira geral, podemos definir:

cateto oposto aα
sen α =
hipotenusa

cateto adjacente aα
cos α =
hipotenusa

cateto oposto a α sen α


tg α = =
cateto adjacente aα cos α

Usamos com bastante freqüência essas relações para os ângulos de 30º, 45º e 60º e seus
valores são dados no quadro abaixo.
3

º º º
30 45 60

seno 1 2 3
2 2 2

cosseno 3 2 1
2 2 2

tangente 3 1 3
3

A trigonometria, no triângulo retângulo, utiliza somente ângulos agudos (0º< α < 90º). Para
ampliar essas noções para outros valores de α, mais especificamente, para qualquer valor real de α,
estudaremos a trigonometria no círculo.

• Exercícios

1) Uma pessoa está distante 80m da base de um prédio e vê um ponto mais alto do prédio sob
um ângulo de 16° em relação à horizontal. Qual é a altura do prédio?

2) Um avião levanta vôo em B, e sobe fazendo um ângulo constante de 15° com a horizontal. A
que altura estará e qual a distância percorrida quando passar pela vertical que passa por uma igreja
situada a 2km do ponto de partida?

3) Uma torre vertical de altura 12m é vista sob um ângulo de 30° por uma pessoa que se
encontra a uma distância x da sua base e cujos olhos estão no mesmo plano horizontal dessa base.
Determina a distância x.

4) Dois observadores A e B vêem um balão, respectivamente, sob ângulos visuais de 20° e 40°.
Sabendo que a distância entre A e B é de 200m, calcula a altura do balão. Obs.: os observadores
encontram-se do mesmo lado em relação ao balão.

5) Num exercício de tiro, o alvo se encontra numa parede cuja base está situada a 82m do
atirador. Sabendo que o atirador vê o alvo sob um ângulo de 12° em relação à horizontal, calcula a que
distância do chão está o alvo.

6) A partir de um ponto, observa-se o topo de um prédio sob um ângulo de 30°. Caminhando


23m em direção ao prédio, atingimos outro ponto, onde se vê o topo do prédio segundo um ângulo de
60°. Desprezando a altura do observador, calcula, em metros, a altura do prédio.

7) Um móvel parte de A e segue numa direção que forma com a reta AC um ângulo de 30°.
Sabe-se que o móvel se desloca com uma velocidade constante de 50 km/h. Determina a que distância
o móvel se encontra da reta AC após 3 horas de percurso.

8) Queremos encostar uma escada de 8m de comprimento numa parede, de modo que forme
um ângulo de 60 0 com o solo. A que distância da parede devemos apoiar a escada no solo?

9) Um avião levanta vôo sob um ângulo de 300. Quando tiver percorrido meio quilômetro, a que
altura estará do solo?
4

10) Um observador em A vê uma torre vertical CD sob um ângulo de 300 e caminhados 40m em
direção a torre passa a vê-la sob 400. Sabendo que a altura do observador é 1,70m, calcula a altura da
torre e a que distância ela se encontra do observador.

11) Um mergulhador percorreu uma distância de 40m, entre a superfície e o fundo do mar,
segundo uma trajetória retilínea que forma um ângulo de 500 com a superfície.
a) Qual é, aproximadamente, a profundidade do local alcançado pelo mergulhador?
b) Subindo verticalmente para a superfície, a que distância do ponto em que mergulhou ele sairá
aproximadamente?

• Respostas

1) h ≡ 22,93 m (sem levar em conta a altura da pessoa).

2) h ≡ 0,53589 km = 535,89 m d ≡ 2,07055 km = 2070,55 m

3) x ≡ 20,78 m

4) h ≡ 128,56 m

5) d ≡ 17,43 m

6) h = 19,92 m

7) h = 75 km

8) d = 4 m

9) h = 0,25 km = 250 m

10) h = 75,73 m d = 128,23 m

11) a) h = 30,64 m b) x = 25,71 m