Sie sind auf Seite 1von 28

APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS

LEI DE EXECUÇÃO PENAL

LEI Nº 7.210, DE 11 DE JULHO DE 1984

DE EXECUÇÃO PENAL LEI Nº 7.210, DE 11 DE JULHO DE 1984 Encontre o material de

Encontre o material de estudo para seu concurso preferido em

www.acheiconcursos.com.br

Conteúdo:

1. Lei nº 7.210, de 11 de Julho de 1984 (Lei de Execução Penal), comentada didaticamente.

2. Dicionário jurídico dos termos pertinentes à Lei.

Legislação Interpretada e Comentada;

16 questões extraídas de concursos anteriores;

70 questões comentadas didaticamente.

LEI Nº 7.210, DE 11 DE JULHO DE 1984

(Texto atualizado até Julho/2011)

Institui a Lei de Execução Penal.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Comentário:

Considerações iniciais

Por todo o Brasil vemos presídios como fonte de problemas: consumo e tráfico de entorpecentes entre os sentenciados; comunicação via celular de dentro para fora, inclusive para prática de crimes; introdução de entorpecentes, armas, celulares etc. por meio de visitantes, advogados ou servidores penitenciários corruptos; líderes controlando grupos de presos, com o fim de extorsão e/ou emissão de ordens para a prática de crimes fora da penitenciária; rebeliões com tomada de reféns (na maioria das vezes há servidores penitenciários como vítimas); gritante falta de oficinas de trabalho voltadas à ressocialização/reintegração do egresso; e tantos outros problemas.

Medidas amplas envolvendo segurança rígida (treinamento intenso e permanente dos servidores, com uso de armamentos e equipamentos não-letais), “tolerância zero” à indisciplina dos custodiados, respeito aos Direitos Humanos dos presos e dos servidores, instalação de oficinas de trabalho com atividades laborais que realmente preparam o preso para o mercado de trabalho, instalações prediais relativamente confortáveis destinadas aos servidores, constante reciclagem profissional dos servidores e tantos outros atos de gestão podem mudar essa rotina hedionda.

A LEP, promulgada no ano de 1984, modernizou os ditames do Código de Processo Penal em

relação à execução da pena. Citando apenas alguns avanços: Direitos e obrigações foram mais bem delineados. Antes não havia progressão do regime prisional. Para ganhar a liberdade, o sentenciado precisava obter concessão de prisão domiciliar ou de livramento condicional. Hoje, de acordo com o comportamento carcerário, o sentenciado recebe a progressão de regime (do fechado para o semi- aberto e do semi-aberto para o aberto). E no semi-aberto ele pode, de acordo com o número de vagas, trabalhar durante o dia e apenas pernoitar no presídio.

O sistema penitenciário, dessa forma, passa a creditar confiança ao preso de bom

comportamento e que tenha cumprido certo percentual da sanção imposta (na maioria dos casos, 1/6

da pena). Dessa forma, a liberdade vem mais cedo para aquele recluso que se comporta bem no presídio.

TÍTULO I

Do Objeto e da Aplicação da Lei de Execução Penal

Art. 1º A execução penal tem por objetivo efetivar as disposições de sentença ou decisão criminal e proporcionar condições para a harmônica integração social do condenado e do internado.

Comentário:

A execução da pena se vincula ao direito subjetivo do Estado em poder castigar o infrator da lei

penal. Porém, a forma e maneira de condução desse processo ressocializador deve antever a seguinte realidade: O condenado ou internado, cedo ou tarde, retornará ao convívio social. Vale perguntar: Que tipo de pessoa o sistema prisional irá devolver à sociedade?

Os servidores penitenciários que lidam com o condenado, em especial os da área educacional

e de formação profissional, precisam ter em mente que, criando-se as condições necessárias, o condenado, em liberdade, terá maior chance de resolver os conflitos próprios da vida social, saindo da senda do crime.

O cumprimento da pena no Brasil é atividade ampla demais e de resultados nem sempre positivos. Educar pessoas de boa índole já é tarefa complexa (referência ao ensino convencional nas escolas públicas e particulares); reeducar ladrões, assassinos, estupradores, traficantes de entorpecentes, estelionatários, sequestradores etc. é, notoriamente, mais difícil, e o resultado do processo de reeducação nem sempre é animador.

Dentro do possível o condenado precisa ser preparado para o retorno à vida social; este é o principal trabalho do servidor penitenciário. A contenção do preso nos limites da cerca da penitenciária

e o exaustivo trabalho na segurança desse convívio – preso versus servidor – são apenas atividade- meio. A atividade-fim é a reinserção social do apenado.

Para melhor entendimento da letra da lei, vale explicar, mesmo que de forma resumida, a

do condenado e do internado”. Condenado é quem recebe uma

sentença judicial definitiva (quando não coube mais recurso); internado é quem, acometido de doença

mental, pratica crime, sendo declarado inimputável pela lei. O condenado recebe uma pena, ficando confinado numa penitenciária; o internado recebe uma medida de segurança, indo para estabelecimento adequado para tratamento psiquiátrico de pessoas criminosas.

expressão final deste artigo:

Art. 2º A jurisdição penal dos Juízes ou Tribunais da Justiça ordinária, em todo o Território Nacional, será exercida, no processo de execução, na conformidade desta Lei e do Código de Processo Penal.

Parágrafo único. Esta Lei aplicar-se-á igualmente ao preso provisório e ao condenado pela Justiça Eleitoral ou Militar, quando recolhido a estabelecimento sujeito à jurisdição ordinária.

Comentário:

Aqui está a evocação do princípio da legalidade e jurisdicionalidade para a área da execução das penas.

A execução penal é uma jurisdição especializada.

Jurisdição especial: O parágrafo único deste artigo é claro em indicar que presos vinculados a outras jurisdições (Justiça Militar ou Eleitoral), se recolhidos em estabelecimento prisional de alçada estadual, recebem o mesmo tratamento carcerário. Todos se submetem ao regime jurídico da LEP.

Jurisdição ordinária, aqui citada, se entende como Justiça Comum e Justiça Federal.

Preso provisório: Aquele recolhido à prisão por força de mandado de prisão preventiva e temporária ou decorrente de prisão em flagrante, pronúncia ou sentença condenatória recorrível. (conceitos resumidos)

Art. 3º Ao condenado e ao internado serão assegurados todos os direitos não atingidos pela sentença ou pela lei.

Parágrafo único. Não haverá qualquer distinção de natureza racial, social, religiosa ou política.

Comentário:

Yolanda Catão e Elizabeth Sussekind, renomadas autoridades administrativas da área penitenciária, com sabedoria e sensibilidade jurídicas, asseveram que “a prisão não constitui território no qual as normas constitucionais não tenham validade”. Somente os direitos tolhidos por força da sentença ou da lei serão retirados da pessoa presa.

A relação processual penal-penitenciária entre o Estado e o sentenciado ou internado somente

terminará quando a sanção (pena ou medida de segurança) chegar ao final. A proteção legal indicada neste artigo também termina no caso de ocorrer alguma causa que oportunize a extinção da punibilidade ou mesmo, no caso de liberado definitivo, após um ano a contar da saída do estabelecimento, ou seja, quando o ex-preso ou ex-internado deixar a condição de egresso (LEP, arts.

25 a 27).

Art. 4º O Estado deverá recorrer à cooperação da comunidade nas atividades de execução da pena e da medida de segurança.

Comentário:

Leciona o professor Miguel Reale Júnior que a comunidade pode colaborar, trazendo à rigidez da administração penitenciária o sopro da vida livre, agindo até mesmo como fiscal ou auxiliando na tarefa de assistir ao encarcerado.

Os grupos religiosos (espíritas kardecistas, católicos, evangélicos e outros), e ainda lojas maçônicas, clubes de serviço etc. são entidades de ação valiosa na modificação de conceitos da sociedade frente ao preso e, principalmente, pode trazer a alguns encarcerados a conscientização moral que perderam ao entrar para a vida criminosa. Os obreiros religiosos devem ser muito bem- vindos ao convívio nos pátios dos presídios. A mensagem e aprendizado por eles trazidos sempre servem como lenitivo ao encarcerado e pode ter a força de reformular a valoração moral do preso, no sentido deste mudar de conduta quando ganhar a liberdade.

A comunidade também pode auxiliar, mediante convênios, no treinamento de mão-de-obra especializada, com a montagem de oficinas dentro dos presídios (indústria de móveis, roupas, artesanato, artes plásticas etc.).

TÍTULO II

Do Condenado e do Internado

CAPÍTULO I

Da Classificação

Art. 5º Os condenados serão classificados, segundo os seus antecedentes e personalidade, para orientar a individualização da execução penal.

Art. 6 o A classificação será feita por Comissão Técnica de Classificação que elaborará o programa individualizador da pena privativa de liberdade adequada ao condenado ou preso provisório.

Art. 7º A Comissão Técnica de Classificação, existente em cada estabelecimento, será presidida pelo diretor e composta, no mínimo, por 2 (dois) chefes de serviço, 1 (um) psiquiatra, 1 (um) psicólogo e 1 (um) assistente social, quando se tratar de condenado à pena privativa de liberdade.

Parágrafo único. Nos demais casos a Comissão atuará junto ao Juízo da Execução e será integrada por fiscais do serviço social.

Art. 8º O condenado ao cumprimento de pena privativa de liberdade, em regime fechado, será submetido a exame criminológico para a obtenção dos elementos necessários a uma adequada classificação e com vistas à individualização da execução.

Parágrafo único. Ao exame de que trata este artigo poderá ser submetido o condenado ao cumprimento da pena privativa de liberdade em regime semi-aberto.

Comentário:

Trata-se da individualização da pena e indicação dos condenados aos trabalhos possíveis de serem executados na prisão. Disso se depreende que a execução penal não pode ser igual para todos

os presos, isto porque o Estado deve entender que as pessoas presas não são iguais; ao contrário, são

bem diferentes. Por outro lado, o cumprimento da pena não pode ser homogêneo todo o tempo. O condenado precisa passar por fases, vencer etapas, num processo progressivo que deve prepará-lo para o retorno ao convívio social. Toda essa complexa atividade é o centro do trabalho do servidor penitenciário. Obviamente, há de se cuidar da segurança penitenciária; sem segurança não haverá tranquilidade nem eficácia no trabalho ressocializador.

Art. 9º A Comissão, no exame para a obtenção de dados reveladores da personalidade, observando a ética profissional e tendo sempre presentes peças ou informações do processo, poderá:

I - entrevistar pessoas;

II - requisitar, de repartições ou estabelecimentos privados, dados e informações a respeito do

condenado;

III - realizar outras diligências e exames necessários.

CAPÍTULO II

Da Assistência

SEÇÃO I

Disposições Gerais

Art. 10. A assistência ao preso e ao internado é dever do Estado, objetivando prevenir o crime e orientar o retorno à convivência em sociedade.

(

)

DICIONÁRIO DA EXECUÇÃO PENAL

ANISTIA

A anistia é modo de extinção da punibilidade e consiste em medida de interesse coletivo,

geralmente inspirada por considerações de ordem política e na necessidade de paz social. Ela é concedida pelo Conselho Nacional e extingue todos os efeitos penais decorrentes da prática do crime. A anistia própria é aquela concedida antes do trânsito em julgado da sentença, e a imprópria é a concedida posteriormente. Note-se ainda que a anistia tem efeito "ex tunc" sobre o crime, desconstituindo a própria coisa julgada, porém não impede a proposição da ação de reparação de dano.

Fundamentação:

Arts. 5º, XLIII e 21, XVII da CF

Art. 107, II do CP

Arts. 187 a 193 da LEP (Lei nº 7.210/84)

COMUTAÇÃO DE PENA

Comutação no latim se escreve commutatione e significa mudança, permutação ou substituição. Assim, comutação de pena refere-se a substituição de uma pena ou sentença mais grave por uma mais branda/leve.

A substituição da pena, por exemplo, privativa de liberdade pode ser mudada para uma pena

restritiva de direitos, a qual é mais leve que a primeira. Tal substituição é deliberada pelo Presidente da

República.

O instituto da comutação de pena surgiu em razão da necessidade de diminuição do contingente prisional verificado na Resolução nº 16, do Sétimo Congresso das Nações Unidas para a Prevenção do Crime e Tratamento dos Delinquentes.

Assim, tal benefício, quando concedido, aproveita-se dele, normalmente, os presos primários, com boa conduta e com pena privativa de liberdade de pouca duração.

Fundamentação:

Artigo 84, inciso XII, da Constituição Federal.

Artigo 60, §2º, do Código Penal.

Artigo 70, inciso I; artigo 112, §2º, e artigo 192, todos da Lei nº 7.210/84.

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES DE CONCURSOS

01. (MP-MS - Promotor de Justiça - 2011 ) Considere as seguintes afirmativas a respeito da Lei de

Execuções Penais (Lei nº 7.210/84).

I - O regime disciplinar diferenciado será aplicado ao preso provisório ou ao condenado sob o qual recaiam fundadas suspeitas de envolvimento ou participação, a qualquer título, em organizações criminosas, quadrilha ou bando, bem como àqueles nacionais ou estrangeiros que apresentem alto risco para a ordem e a segurança do estabelecimento penal ou da sociedade.

II - A permissão de saída, espécie de autorização de saída, consiste na possibilidade dos condenados que cumprem pena em regime semiaberto saírem do estabelecimento, sem vigilância direta nas hipóteses taxativamente estabelecidas em lei. Por outro lado, a saída temporária, aplicável aos condenados e presos provisórios, consiste na possibilidade de saída do estabelecimento penal, mediante escolta, em razão de falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente, irmão ou necessidade de tratamento médico com duração necessária à finalidade da saída.

III - Ao conceder saída temporária, o juiz imporá as seguintes condições ao condenado: o fornecimento

do endereço onde reside a família a ser visitada ou onde poderá ser encontrado durante o gozo do benefício; o recolhimento à residência visitada, no período noturno e a proibição de frequentar bares, casas noturnas e estabelecimentos congêneres, sendo certo que a Lei nº 12.258/10 não admitiu a previsão de outras condições submetidas à análise do caso em concreto.

IV - O condenado que cumpre a pena em regime fechado ou semiaberto poderá remir parte do tempo

de execução da pena à razão de 1 (um) dia de pena por 3 (três) de trabalho ou frequência a curso de

ensino formal.

A esse respeito, pode-se concluir que:

a) apenas a afirmativa I está correta;

b) as afirmativas II e III estão incorretas;

c) as afirmativas II e IV estão corretas;

d) apenas a afirmativa IV está correta;

e) apenas a afirmativa III está incorreta.

02. (TJ-PA - Juiz - 2005) São incidentes de execução previstos na Lei de Execuções Penais:

a) o livramento condicional, a suspensão condicional da pena e a anistia.

b) a anistia, o indulto e o livramento condicional.

c) as conversões de penas, o excesso ou desvio de execução, a anistia e o indulto.

d) a anistia, o indulto, o livramento condicional e a medida de segurança.

e) o excesso ou desvio de execução, as conversões e o livramento condicional.

03. (OAB-DF - Exame de Ordem - 2006) Sobre o procedimento da Lei nº 7.210/84 (Lei de Execução

Penal), assinale a alternativa incorreta:

a) compete ao juízo de execuções penais interditar, no todo ou em parte, o estabelecimento penal que

estiver funcionado em condições inadequadas;

b) compete ao juízo de execuções penais aplicar lei posterior aos casos julgados que de qualquer

modo favorecer o condenado;

c) compete ao juízo de execuções penais decidir sobre a soma ou unificação de penas, bem como

sobre a progressão e a regressão de regimes e sobre os incidentes de execução;

d) compete ao juízo de execuções penais propor diretrizes de política criminal quanto à prevenção do

delito, administração da justiça criminal e execução das penas e das medidas de segurança.

04. (OAB-RS - Exame de Ordem - 20 07) Foi concedido a Carlos, pelo juiz da Vara de Execução

Criminal, o direito de progredir do regime carcerário fechado para o semi-aberto, pois preenchidos todos os requisitos necessários para a obtenção do direito insculpido no art. 112 da Lei de Execuções Penais (Lei nº 7.210/1984).Neste caso, Carlos poderá usufruir de

a) serviço externo mediante autorização do chefe da segurança da casa prisional.

b) serviço externo e saídas temporárias devidamente autorizadas pelo juízo da execução.

c) saídas temporárias devidamente autorizadas pelo diretor do estabelecimento prisional onde cumpria

pena no regime fechado.

d) saídas diárias de 2 horas a combinar com o diretor da casa prisional.

05. (OAB - Exame de O rdem - 2006) De acordo com jurisprudência do STJ e do STF, assinale a

opção correta no que se refere à execução penal.

a) A Lei de Execuções Penais deixou de exigir a submissão do condenado a exame criminológico,

anteriormente imprescindível para fins de progressão do regime prisional, sem, no entanto, retirar do

juiz a faculdade de requerer sua realização quando, de forma fundamentada e excepcional, entender absolutamente necessária sua confecção para a formação de seu convencimento.

b) O agravo em execução possui efeito suspensivo.

c) Na execução penal, o condenado tem direito adquirido ao tempo remido, independentemente do

cometimento de falta grave.

d) O exame criminológico pode ser considerado isoladamente como fator para a denegação de

benefícios.

06. (POLÍCIA CIVIL - PB, Cesp e - Agente - 2009) Marcos foi condenado a 14 anos de reclusão pelo

crime de homicídio qualificado, praticado em 8/8/2006, e está cumprindo pena no regime fechado.

Com referência a essa situação hipotética, assinale a opção correta de acordo com a Lei de Execução Penal (LEP) e a Lei dos Crimes Hediondos.

a) Para receber o benefício da progressão de regime, o acusado deve preencher os requisitos de

natureza objetiva (lapso temporal) e subjetiva (bom comportamento carcerário), sendo obrigatória a realização do exame criminológico antes do deferimento da progressão de regime.

b) A novel legislação dos crimes hediondos estabeleceu prazos mais rigorosos para a progressão

prisional, porém pode ser aplicada aos casos ocorridos anteriormente à sua vigência, por ser tratar de legislação especial em relação à LEP.

c) Marcos deve cumprir a pena integralmente em regime fechado, por se tratar de crime hediondo.

d) Se Marcos for punido por falta grave, não pode perder o direito ao tempo remido, sob pena de

ofensa ao direito adquirido.

e) Em caso de cometimento de falta grave pelo condenado, será interrompido o cômputo do interstício

exigido para a concessão do benefício da progressão de regime prisional, qual seja, o cumprimento de um sexto da pena no regime anterior.

(TJ-SC - Oficial de Justiça - 2003)

07. Dentre as alternativas abaixo, assinale a INCORRETA quanto à Lei de Execução Penal:

a) Ficam sujeitos à lei de execução penal também os presos provisórios e os condenados pela Justiça

Militar, quando recolhidos a estabelecimento sujeito à jurisdição ordinária.

b) Ficam sujeitos à lei de execução penal também os condenados pela Justiça Eleitoral, quando

recolhidos a estabelecimento sujeito à jurisdição ordinária.

c) A execução penal tem por objetivo específico efetivar a reintegração social do condenado.

d) A comunidade deve cooperar com o Estado nas atividades de execução da pena e das medidas de

segurança.

08. De acordo com a Lei de Execução Penal, o Estado tem o dever de prestar assistência ao preso e

internado, objetivando prevenir o crime e orientar o seu retorno à sociedade. Dentre os tipos de assistência abaixo, assinale a alternativa que NÃO contém uma das formas de assistência previstas na Lei de Execução Penal:

a) Jurídica

b) Moral

c) Religiosa

09.

Assinale a alternativa que contém a afirmação correta segundo a Lei de Execução Penal:

a) O condenado à pena privativa de liberdade não é obrigado ao trabalho.

b) O preso provisório é obrigado ao trabalho, sendo facultado a sua execução fora do estabelecimento.

c) O preso provisório é obrigado ao trabalho, que deverá ser executado somente no interior do estabelecimento.

d) O condenado à pena privativa de liberdade está obrigado ao trabalho, na medida de suas aptidões e

capacidade.

10. Segundo a Lei de Execução Penal, o condenado à pena privativa de liberdade que tiver em sua

posse telefone celular que permita a sua comunicação com o ambiente externo, comete:

a) Falta grave

b) Falta leve

c) Falta média

d) Falta levíssima

11. Dentre os órgãos de execução penal abaixo indicados, assinale a alternativa relativa ao que possui

competência para declarar extinta a punibilidade:

a) Juiz da Execução

b) Ministério Público

c) Conselho Penitenciário

d) Patronato

(TJ-PR - Contador - 2005)

12. Quanto aos órgãos de execução penal, assinale a alternativa correta.

a) O Ministério Público e a Defensoria Pública integram os órgãos de execução penal.

b) O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, o Patronato e o Conselho da Comunidade

são órgãos de execução penal.

c) O Tribunal de Justiça, as Turmas Recursais, o Juizado Especial Criminal e o Juízo da Execução são

órgãos de execução penal.

d) O Conselho Penitenciário, os Departamentos Penitenciários, a Comissão de Direitos Humanos da

OAB são Órgãos de Execução Penal.

e) A Defensoria Pública e a Comissão de Direitos Humanos da OAB são órgãos de Execução Penal.

13. De acordo com a Lei de Execuções Penais, assinale a alternativa correta. Abel Saíra está cumprindo pena, quando entra em vigor uma lei nova que descrimina o fato pelo qual foi julgado e condenado.

a) Abel pode requerer ao Juiz da Execução o benefício da lei.

b) Compete ao Tribunal de Justiça a aplicação de lei posterior.

c) Competirá ao Tribunal de Justiça, na hipótese da condenação, ser decorrente do julgamento de

recurso.

d) É necessário que a pena tenha sido cumprida pelo menos pela metade.

e) Prevalece a lei vigente no momento do cometimento do crime.

14. Consoante a Lei nº 7210, assinale a alternativa correta.

a) Uma vez extinta a pena, o condenado preso deverá ser posto imediatamente em liberdade por ato

da exclusiva competência do Diretor do estabelecimento penal.

b) A ordem do Diretor somente será válida para a libertação do condenado ao término do cumprimento

de sua pena.

c) O recolhimento para cumprimento de pena privativa de liberdade se dá mediante a simples entrega

do preso, pelo policial, ao responsável pelo estabelecimento prisional.

d) Na hipótese de o réu já se encontrar preso, a formalidade da expedição da guia de recolhimento é

desnecessária.

e) Quando o réu vier a ser preso, o Juiz ordenará a expedição de guia de recolhimento para a

execução da pena privativa de liberdade.

15. De acordo com a Lei nº 7210, assinale a alternativa correta.

a) Para que seja concedido o livramento condicional, uma das condições é que o beneficiado

permaneça residindo na comarca do juízo da execução.

b) Detração é a diminuição de pena pelo comportamento exemplar do prisioneiro.

c) A pena restritiva de direitos pode ser convertida em privativa de liberdade, mas a pena privativa de

liberdade não pode ser convertida em restritiva de direitos.

d) Para fins de determinação do regime de cumprimento, a soma das penas independe de as

condenações ocorrerem no mesmo processo ou em processos distintos.

e) A anistia tem como único efeito extinguir a punibilidade; o indulto pode comutar a pena, mas não

extingui-la.

16. Conforme a Lei nº 7210, assinale a alternativa correta.

a) O condenado não está obrigado a trabalho no interior do estabelecimento em que cumpre pena

privativa de liberdade.

b) É imprescindível licitação para aquisição, pelas pessoas jurídicas de direito público, dos bens ou

produtos do trabalho prisional.

c) O trabalho, durante o cumprimento de pena em regime fechado ou semi-aberto, beneficia o

condenado com a remição de parte do tempo de execução da pena.

d) Todo o produto da arrecadação reverterá em favor do preso que o produziu e, se tiver sido

executado por mais de um preso, a divisão será pro-rata.

e) O trabalho externo ao ambiente prisional não é admitido pelo sistema de execução penal.

GABARITO

01. B

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES SIMULADAS E COMENTADAS

Objeto e aplicação da Lei de Execução Penal, condenado e internado, assistência, deveres, direitos e disciplina.

01. Quanto a assistência à saúde do preso, analise as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta.

I - A assistência à saúde do preso e do internado de caráter preventivo e curativo, compreenderá exclusivamente o atendimento médico e farmacêutico.

II - Quando o estabelecimento penal não estiver aparelhado para prover a assistência médica

necessária, esta será prestada em outro local, mediante autorização da direção do estabelecimento.

III - Será assegurado acompanhamento médico à mulher, principalmente no pré-natal e no pós-parto,

extensivo ao recém-nascido.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações I e II estão incorretas.

e) As afirmações II e III estão incorretas.

02. Assinale a alternativa correta.

A assistência ao egresso consiste:

a) na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade e na concessão, se necessário, de

alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 1 (um) mês.

b) na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade e na concessão, se necessário, de

alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 2 (dois) meses.

c) na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade e na concessão, se necessário, de

alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 3 (três) meses.

d) na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade e na concessão, se necessário, de

alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 6 (seis) meses.

e) na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade e na concessão, se necessário, de

alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 1 (um) ano.

03. Analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa correta.

I - Não haverá falta nem sanção disciplinar sem expressa e anterior previsão legal ou regulamentar.

II - As sanções não poderão colocar em perigo a integridade física e moral do condenado.

III - É vedado o emprego de cela escura.

IV - São permitidas as sanções coletivas.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) Apenas a afirmação IV está incorreta.

e) Todas afirmações estão corretas.

04. Quanto a assistência jurídica, analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - A assistência jurídica é destinada aos presos sem recursos financeiros para constituir advogado.

II - As Unidades da Federação somente prestarão auxílio material à Defensoria Pública, no exercício de suas funções, dentro e fora dos estabelecimentos penais.

III - A assistência jurídica é destinada aos internados sem recursos financeiros para constituir advogado.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações I e II estão incorretas.

e) As afirmações II e III estão incorretas.

05. Assinale a alternativa correta.

Considera-se egresso para os efeitos da LEP:

a)

o liberado definitivo, pelo prazo de 5 (cinco) anos a contar da saída do estabelecimento, assim como

o

liberado condicional, durante o período de prova.

b)

o liberado definitivo, pelo prazo de 4 (quatro) anos a contar da saída do estabelecimento, assim

como o liberado condicional, durante o período de prova.

c) o liberado definitivo, pelo prazo de 3 (três) anos a contar da saída do estabelecimento, assim como o

liberado condicional, durante o período de prova.

d)

o liberado definitivo, pelo prazo de 2 (dois) anos a contar da saída do estabelecimento, assim como

o

liberado condicional, durante o período de prova.

e)

o liberado definitivo, pelo prazo de 1 (um) ano a contar da saída do estabelecimento, assim como o

liberado condicional, durante o período de prova.

06. Analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - A execução penal tem por objetivo efetivar as disposições de sentença ou decisão criminal e proporcionar condições para a harmônica integração social do condenado e do internado.

II - A jurisdição penal dos Juízes ou Tribunais da Justiça ordinária, em todo o Território Nacional, será exercida, no processo de execução, em conformidade com a Lei de Execução Penal e com o Código de Processo Penal.

III - A Lei de Execução Penal aplicar-se-á igualmente ao preso provisório e ao condenado pela Justiça

Eleitoral ou Militar, quando recolhido a estabelecimento sujeito à jurisdição ordinária.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações I e III estão incorretas.

e) Todas afirmações estão corretas.

07. Sobre a assistência educacional, é correto afirmar que:

a) O ensino de supletivo será obrigatório, integrando-se no sistema escolar da Unidade Federativa.

b) O ensino de 1º grau será obrigatório, integrando-se no sistema escolar da Unidade Federativa.

c) O ensino de 2º grau será obrigatório, integrando-se no sistema escolar da Unidade Federativa.

d) O ensino de 3º grau será obrigatório, integrando-se no sistema escolar da Unidade Federativa.

e) O

Federativa.

ensino

profissionalizante

será

obrigatório,

integrando-se

no

sistema

escolar

da

Unidade

08. Analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - O poder disciplinar, na execução da pena privativa de liberdade, será exercido pela autoridade administrativa conforme as disposições regulamentares.

II - Na execução das penas restritivas de direitos, o poder disciplinar será exercido pela autoridade administrativa a que estiver sujeito o condenado.

III - Nas faltas graves, a autoridade representará ao Juiz da execução quando o condenado praticar

fato definido como crime doloso ou falta grave.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações I e III estão incorretas.

e) Todas afirmações estão corretas.

09. Cumpre ao condenado, além das obrigações legais inerentes ao seu estado, submeter-se às normas de execução da pena.

Constituem deveres do condenado, exceto:

a) comportamento disciplinado e cumprimento fiel da sentença;

b) urbanidade e respeito no trato com os demais condenados;

c) execução do trabalho, das tarefas e das ordens recebidas;

d) conservação dos objetos de uso coletivo;

e) indenização à vitima ou aos seus sucessores.

10. Assinale a alternativa incorreta.

a) O Estado deverá recorrer à cooperação da comunidade nas atividades de execução da pena e da

medida de segurança.

b) Os condenados serão classificados, segundo os seus antecedentes e personalidade, para orientar a

individualização da execução penal.

c) A classificação será feita por Comissão Técnica de Classificação que elaborará o programa

individualizador da pena restritiva de liberdade adequada ao condenado ou preso provisório.

d) A Comissão Técnica de Classificação, existente em cada estabelecimento, será presidida pelo

diretor e composta, no mínimo, por 2 (dois) chefes de serviço, 1 (um) psiquiatra, 1 (um) psicólogo e 1

(um) assistente social, quando se tratar de condenado à pena privativa de liberdade.

e) Quando não se tratar de condenado à pena privativa de liberdade a Comissão atuará junto ao Juízo

da Execução e será integrada por fiscais do serviço social.

11. Analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - O ensino profissional será ministrado em nível de iniciação ou de aperfeiçoamento técnico.

II - A mulher condenada terá ensino adequado à sua condição.

III - As atividades educacionais podem ser objeto de convênio com entidades públicas ou particulares,

que instalem escolas ou ofereçam cursos especializados.

IV

- Em atendimento às condições locais, dotar-se-á cada estabelecimento de uma biblioteca, para uso

de

todas as categorias de reclusos, provida de livros instrutivos, recreativos e didáticos.

a)

Todas afirmações estão corretas.

b)

Apenas a afirmação I está incorreta.

c)

Apenas a afirmação II está incorreta.

d)

Apenas a afirmação III está incorreta.

e)

Apenas a afirmação IV está incorreta.

12. Assinale a alternativa incorreta.

a) Ao condenado e ao internado serão assegurados todos os direitos não atingidos pela sentença ou

pela lei.

b) Não haverá qualquer distinção de natureza racial, social, religiosa ou política ao condenado e

internado.

c) O Estado deverá recorrer à cooperação da comunidade nas atividades de execução da pena e da

medida de segurança.

d) A assistência ao preso e ao internado é dever do Estado, objetivando prevenir o crime e orientar o

retorno à convivência em sociedade.

e) A assistência não se estende ao egresso.

13. Impõe-se a todas as autoridades o respeito à integridade física e moral dos condenados e dos

presos provisórios.

Constituem direitos do preso, exceto:

a) alimentação suficiente e vestuário;

b) Previdência Social;

c) audiência especial com o representante do Ministério Público;

d) constituição do pecúlio;

e) proteção contra qualquer forma de sensacionalismo.

14. Assinale a alternativa incorreta.

a) O condenado ao cumprimento de pena privativa de liberdade, em regime fechado, será submetido a

exame criminológico para a obtenção dos elementos necessários a uma adequada classificação e com vistas à individualização da execução.

b) Ao exame criminológico poderá ser submetido o condenado ao cumprimento da pena privativa de

liberdade em regime aberto.

c) A Comissão, no exame para a obtenção de dados reveladores da personalidade, observando a ética

profissional e tendo sempre presentes peças ou informações do processo, poderá entrevistar pessoas.

d) A Comissão, no exame para a obtenção de dados reveladores da personalidade, observando a ética

profissional e tendo sempre presentes peças ou informações do processo, poderá requisitar, de

repartições ou estabelecimentos privados, dados e informações a respeito do condenado.

e) A Comissão, no exame para a obtenção de dados reveladores da personalidade, observando a ética

profissional e tendo sempre presentes peças ou informações do processo, poderá realizar outras

diligências e exames necessários.

15. Incumbe ao serviço de assistência social, exceto:

a) conhecer os resultados dos diagnósticos ou exames;

b) acompanhar o resultado das permissões de saídas e das saídas temporárias;

c) relatar, por escrito, ao representante do Ministério Público, os problemas e as dificuldades

enfrentadas pelo assistido;

d) promover, no estabelecimento, pelos meios disponíveis, a recreação;

e) orientar e amparar, quando necessário, a família do preso, do internado e da vítima.

16. Analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - Aplica-se ao preso provisório e ao submetido à medida de segurança, no que couber, os direitos e deveres ao preso definitivo.

II - É garantida a liberdade de contratar médico de confiança pessoal do internado ou do submetido a tratamento ambulatorial, por seus familiares ou dependentes, a fim de orientar e acompanhar o tratamento.

III - As divergências entre o médico oficial e o particular serão resolvidas pelo Juiz de Direito.

a) As afirmações I e II estão incorretas.

b) As afirmações II e III estão incorretas.

c) Apenas a afirmação I está incorreta.

d) Apenas a afirmação II está incorreta.

e) Apenas a afirmação III está incorreta.

17. A assistência será, exceto:

a) material;

b) à saúde;

c) educacional;

d) moral à família do preso;

e) religiosa.

18. Analise as afirmações sobre assistência religiosa e assinale a alternativa correta.

I - A assistência religiosa, com liberdade de culto, será prestada aos presos e aos internados,

permitindo-se-lhes a participação nos serviços organizados no estabelecimento penal, bem como a posse de livros de instrução religiosa.

II - No estabelecimento haverá local apropriado para os cultos religiosos.

III - O preso ou internado poderá ser obrigado a participar de atividade religiosa, se assim prever sua

pena.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações II e III estão incorretas.

e) As afirmações I e II estão incorretas.

19. Analise as afirmações e assinale a alternativa correta.

I - A disciplina consiste na colaboração com a ordem, na obediência às determinações das autoridades

e seus agentes e no desempenho do trabalho.

II - Estão sujeitos à disciplina o condenado à pena privativa de liberdade ou restritiva de direitos e o preso provisório.

III - O condenado ou denunciado, no início da execução da pena ou da prisão, será cientificado das

normas disciplinares.

a) Apenas a afirmação I está incorreta.

b) Apenas a afirmação II está incorreta.

c) Apenas a afirmação III está incorreta.

d) As afirmações I e II estão incorretas.

e) Todas afirmações estão corretas.

20. Complete a lacuna corretamente.

A assistência

vestuário e instalações higiênicas.

a) material

b) à saúde

c) educacional

d) social

e) religiosa

ao preso e ao internado consistirá no fornecimento de alimentação,

GABARITO E COMENTÁRIOS

01. A

Dispõe o artigo 14, da Lei de Execução Penal, que "a assistência à saúde do preso e do internado de caráter preventivo e curativo, compreenderá atendimento médico, farmacêutico e odontológico".

Por sua vez, os §§ 2º e 3º, respectivamente, prevêem que "quando o estabelecimento penal não estiver aparelhado para prover a assistência médica necessária, esta será prestada em outro local, mediante autorização da direção do estabelecimento" e que "será assegurado acompanhamento médico à mulher, principalmente no pré-natal e no pós-parto, extensivo ao recém-nascido".

02. B

Determina o artigo 25, da LEP,in verbis:

"A assistência ao egresso consiste:

I - na orientação e apoio para reintegrá-lo à vida em liberdade;

II - na concessão, se necessário, de alojamento e alimentação, em estabelecimento adequado, pelo prazo de 2 (dois) meses".

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES SIMULADAS E COMENTADAS

Dispõe sobre as faltas disciplinares dos presos, sanções e recompensas, aplicação das sanções e procedimento disciplinar.

01. As faltas disciplinares são classificadas em:

a) leves e graves, somente.

b) leves, médias e graves.

c) leves e médias, somente.

d) leves, médias e grosseiras.

e) leves e grosseiras, somente.

02. Assinale a alternativa que contém as condutas do preso que levam ao cometimento de falta grave:

a) provocar acidente de trabalho e delatar quem esteja participando de movimento para subverter a

disciplina.

b) cumprir no regime aberto as condições impostas e participar de movimento para subverter a

disciplina.

c) fugir e provocar acidente de trabalho.

d) permanecer encarcerado e provocar acidente de trabalho.

e) fugir e delatar quem esteja participando de movimento para subverter a disciplina.

03. São cinco as sanções disciplinares.

Assinale a alternativa que contenha somente as sanções descritas pela Lei de Execução Penal:

a) advertência física e isolamento na própria cela.

b) advertência física e restrição de direitos.

c) advertência física e repreensão.

d) advertência verbal e repreensão.

e) advertência física e inclusão no regime disciplinar diferenciado.

04. Assinale a alternativa que contenha as formas de recompensa:

a) somente a concessão de bens materiais.

b) somente a concessão de regalias.

c) somente o elogio.

d) elogio e concessão de bens materiais.

e) elogio e concessão de regalias.

05. Para obter recompensas o preso deve:

a) possuir bom comportamento, colaborar com a disciplina e se dedicar ao trabalho.

b) possuir bom comportamento, colaborar com a disciplina, porém para tanto não precisa se dedicar ao

trabalho.

c) possuir mau comportamento, colaborar com a disciplina e se dedicar ao trabalho.

d) possuir bom comportamento, deixar de colaborar com a disciplina e se dedicar ao trabalho.

e) possuir bom comportamento, colaborar com a disciplina e se dedicar aos outros presos.

06. Exceto o regime disciplinar diferenciado, as aplicação das demais sanções não poderão exceder a:

a) 20 dias.

b) 05 dias.

c) 30 dias.

d) 15 dias.

e) 10 dias.

07.

O tempo de isolamento ou inclusão preventiva no regime disciplinar diferenciado:

a) será computado no período de cumprimento da sanção disciplinar.

b) não será computado no período de cumprimento da sanção disciplinar.

c) somente em algumas hipóteses será computado no período de cumprimento da sanção disciplinar.

d) somente o tempo de isolamento será computado no período de cumprimento da sanção disciplinar.

e) somente o tempo de inclusão preventiva no regime disciplinar diferenciado será computado no

período de cumprimento da sanção disciplinar.

08. A aplicação da sanção de inclusão do preso no regime disciplinar diferenciado tem tempo de

duração máxima de:

a) 60 dias.

b) 300 dias.

c) 360 dias.

d) 90 dias.

e) 320 dias.

09. O preso em regime disciplinar diferenciado tem direito a saída da cela para banho de sol pelo

período de:

a) duas horas diárias.

b) dois minutos diários.

c) três horas diárias.

d) uma hora diária.

e) cinco minutos diários.

10. Assinale a alternativa que contém as palavras que corretamente preenchem as lacunas da afirmativa a seguir:

A decisão judicial sobre inclusão de preso em regime disciplinar será precedida de manifestação do

e da defesa e prolatada no prazo máximo de

dias.

a) Ministério Público, dez.

b) Ministério Público, quinze.

c) Ministério Público, cinco.

d) Diretor do estabelecimento prisional, quinze.

e) Diretor do estabelecimento prisional, dez.

GABARITO E COMENTÁRIOS

01. B

De acordo com o artigo 49, da Lei nº 7.210/84 (Lei de Execução Penal): "As faltas disciplinares classificam-se em leves, médias e graves".

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES SIMULADAS E COMENTADAS

Trata sobre os Órgãos da Execução Penal.

01. São 7 os órgãos da execução penal.

Assinale a alternativa que contenha os órgãos corretos da execução penal:

a) Patronato e o Conselho Popular.

b) Juízo da Execução e o Ministério da Execução.

c) Patronato e o Conselho da Comunidade.

d) Conselho Popular e o Ministério da Execução.

e) Conselho Penitenciário e o Conselho Executivo.

02. O mandato dos membros do Conselho Nacional de Política Criminal tem duração de:

a) 3 anos.

b) 1 ano.

c) 2 anos.

d) 5 anos.

e) 4 anos.

03. Assinale a alternativa que conste as palavras que corretamente preenchem as lacunas da afirmativa a seguir:

O Conselho Penitenciário é órgão

a) consultivo e executivo.

b) consultivo e fiscalizador.

c) executivo e fiscalizador.

d) consultivo e avaliador.

e) avaliador e fiscalizador.

e

da execução da pena.

04. O mandato dos membros do Conselho Penitenciário terá duração de:

a) 4 anos.

b) 2 anos.

c) 3 anos.

d) 1 ano.

e) 5 anos.

05. Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I - Incumbe ao Patronato orientar os condenados à pena restritiva de direitos;

II - Incumbe ao Patronato fiscalizar o cumprimento das penas de prestação de serviço à comunidade e de limitação de fim de semana;

III - Incumbe ao Patronato colaborar na fiscalização do cumprimento das condições da suspensão e do

livramento condicional.

a) Apenas a afirmativa I está correta.

b) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

c) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

d) Todas as afirmativas estão corretas.

e) Nenhuma das afirmativas está correta.

06.

Em cada Comarca existirá um Conselho da Comunidade. Este conselho será composto de:

a) no mínimo, um representante de associação comercial ou industrial, um advogado indicado pela

Seção da Ordem dos Advogados do Brasil e dois assistentes sociais escolhidos pela Delegacia Seccional do Conselho Nacional de Assistentes Sociais.

b) no mínimo, um representante de associação comercial ou industrial, dois advogados indicados pela

Seção da Ordem dos Advogados do Brasil e um assistente social escolhido pela Delegacia Seccional

do Conselho Nacional de Assistentes Sociais.

c) no mínimo, um representante de associação comercial ou industrial, um advogado indicado pela

Seção da Ordem dos Advogados do Brasil, um Defensor Público indicado pelo Defensor Público Geral

e um assistente social escolhido pela Delegacia Seccional do Conselho Nacional de Assistentes Sociais.

d) no mínimo, dois representantes de associação comercial ou industrial, um advogado indicado pela

Seção da Ordem dos Advogados do Brasil e um assistente social escolhido pela Delegacia Seccional do Conselho Nacional de Assistentes Sociais.

e) no mínimo, um representante de associação comercial ou industrial, três advogados indicados pela

Seção da Ordem dos Advogados do Brasil e um assistente social escolhido pela Delegacia Seccional do Conselho Nacional de Assistentes Sociais.

07. A função do Patronato público ou particular é:

a) prestar assistência aos albergados e aos egressos.

b) fornecer residência aos albergados e aos egressos.

c) prestar somente assistência à saúde dos albergados e aos egressos.

d) prestar somente assistência à educação dos albergados e aos egressos.

e) prestar somente assistência alimentar aos albergados e aos egressos.

08. O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária é subordinado:

a) ao Ministério do Trabalho.

b) ao Ministério da Justiça.

c) ao Ministério da Execução.

d) ao Ministério do Legislativo.

e) ao Ministério Público.

09. O Ministério Público fiscalizará:

a) somente a execução da pena.

b) somente a medida de segurança.

c) a execução da pena e da medida de segurança.

d) a execução da pena e a forma de tratamento médico do preso.

e) a medida de segurança e a forma de tratamento médico do preso.

10. Assinale a alternativa que contém a palavra que corretamente preenche a lacuna da afirmativa a

seguir:

os estabelecimentos penais, registrando a sua

O órgão do Ministério Público visitará

presença em livro próprio.

a) mensalmente.

b) anualmente.

c) diariamente.

d) trimestralmente.

e) semestralmente.

GABARITO E COMENTÁRIOS

01. C

Estabelece o artigo 61 da Lei nº 7.210/84 (Lei de Execuções Penais), vejamos:

"São órgãos da execução penal:

I - o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária;

II - o Juízo da Execução;

III - o Ministério Público;

IV - o Conselho Penitenciário;

V - os Departamentos Penitenciários;

VI - o Patronato;

VII - o Conselho da Comunidade; VIII - a Defensoria Pública".

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES SIMULADAS E COMENTADAS

Aborda o Conselho da comunidade, os estabelecimentos penais, as penitenciárias, a casa do albergado, hospitais de custódia, dentre outras formas de prisão.

01. Dentre as afirmações que seguem, estão corretas:

I - As penas privativas de liberdade aplicadas pela Justiça de uma Unidade Federativa não podem ser executadas em outra unidade.

II - A União Federal poderá construir estabelecimento penal em local distante da condenação para recolher os condenados, quando a medida se justifique no interesse da segurança pública ou do próprio condenado.

III - Conforme a natureza do estabelecimento, nele poderão trabalhar os liberados ou egressos que se

dediquem a obras públicas ou ao aproveitamento de terras ociosas.

a) Todas.

b) Nenhuma.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e III.

02. Incumbe à Defensoria Pública requerer:

I - todas as providências necessárias ao desenvolvimento do processo executivo;

II - a declaração de extinção da punibilidade;

III - a unificação de penas;

IV - a detração e remição da pena.

a) I, II, III e IV.

b) II, III e IV.

c) I e II.

d) I, II e III.

e) II e III.

03. Dentre as afirmações abaixo, estão corretas:

I - A mulher e o maior de sessenta anos, separadamente, serão recolhidos a estabelecimento próprio e adequado à sua condição pessoal.

II - O mesmo conjunto arquitetônico poderá abrigar estabelecimentos de destinação diversa desde que devidamente isolados.

III - No estabelecimento penal haverá instalação destinada a estágio de estudantes universitários.

a) I e II.

b) I e III.

c) I, II e III.

d) II e III.

e) III.

04. Complete de modo correto o espaço abaixo.

Os estabelecimentos penais destinados a mulheres serão dotados de berçário, onde as condenadas

possam cuidar de seus filhos, inclusive amamentá-los, no mínimo, até

a) nove meses.

b) oito meses.

de idade.

d)

seis meses.

e) Nenhuma das anteriores.

05. Analise as afirmações que seguem e assinale a opção correta.

I - O preso provisório se juntará aos presos por sentença transitado em julgado nos estabelecimentos prisionais.

II - Não haverá distinção entre os presos primários e reincidentes em termos de cumprimento de pena.

III - O preso que, ao tempo do fato, era funcionário da Administração da Justiça Criminal ficará em

dependência separada.

a) Todas as afirmações estão corretas.

b) Apenas as afirmações I e II estão corretas.

c) Apenas as afirmações I e III estão corretas.

d) Apenas as afirmações II e III estão corretas.

e) Apenas a afirmação III está correta.

06. Analise as informações sobre as penitenciárias, dentre elas, estão corretas:

I - A penitenciária destina-se ao condenado à pena de reclusão, em regime fechado e semi-aberto.

II - O condenado será alojado em cela individual que conterá dormitório, aparelho sanitário e lavatório.

III - Cada cela deve ter, pelo menos, seis metros quadrados.

a) Todas.

b) I.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e III.

07. A penitenciária de mulheres será dotada de creche para abrigar crianças:

a) maiores de nove meses e menores de sete anos.

b) maiores de oito meses e menores de cinco anos.

c) maiores de nove meses e menores de cinco anos.

d) maiores de seis meses e menores de sete anos.

e) maiores de dez meses e menores de seis anos.

08. Sobre a casa do albergado é correto afirmar que:

I - Destina-se ao cumprimento de pena privativa de liberdade, em regime aberto, e da pena de limitação de fim de semana.

II - O prédio deverá situar-se em centro urbano, separado dos demais estabelecimentos, e caracterizar-

se

pela ausência de obstáculos físicos contra a fuga.

III

- Em cada Estado haverá, pelo menos, uma Casa do Albergado, a qual deverá conter, além dos

aposentos para acomodar os presos, local adequado para cursos e palestras.

a) Todas estão corretas.

b) I e III estão corretas.

c) I e II estão corretas.

d) II e III estão corretas.

e) Apenas I está correta.

I - No Centro de Observação realizar-se-ão os exames gerais e o criminológico, cujos resultados serão encaminhados à Comissão Técnica de Classificação.

II - O Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico destina-se aos inimputáveis e semi-imputáveis.

III - Cada comarca terá, pelo menos 1 (uma) cadeia pública a fim de resguardar o interesse da

Administração da Justiça Criminal e a permanência do preso em local próximo ao seu meio social e familiar.

a) Todas.

b) Nenhuma.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e III.

10. A cadeia pública destina-se aos:

a) presos provisórios.

b) condenados em regime fechado.

c) condenados em regime fechado e semi-aberto.

d) presos reincidentes.

e) condenados em regime especial.

GABARITO E COMENTÁRIOS

01.

E

As

afirmações II e III estão corretas, tendo em vista que transcrevem o teor do artigo 86, §§ 1º e 2º, da

Lei nº 7.210/84.

Por outro lado, a afirmação I está incorreta, já que contraria o mencionado no artigo 86, "caput", da mesma lei. Vejamos:

"As penas privativas de liberdade aplicadas pela Justiça de uma Unidade Federativa podem ser executadas em outra unidade, em estabelecimento local ou da União".

(

)

LEI DE EXECUÇÕES PENAIS - QUESTÕES SIMULADAS E COMENTADAS

Aborda as penas restritivas de direitos, como prestação de serviços à comunidade, interdição temporária de direitos, suspensão condicional, pena de multa, entre outros.

01. O juiz promoverá a execução, depois de transitada em julgado a sentença que aplicou a pena

restritiva de direitos:

a) de ofício, somente.

b) de ofício ou a requerimento do Ministério Público.

c) a requerimento do Ministério Público, somente.

d) de ofício, a requerimento do Ministério Público ou do ofendido.

e) Nenhuma das anteriores.

02. Assinale a alternativa correta.

a) É vedado do juiz alterar a forma de cumprimento de quaisquer das penas.

b) Poderá o juiz alterar, motivadamente, apenas a forma de cumprimento das penas privativas de

liberdade, em qualquer fase da execução.

c) Poderá o juiz alterar, motivadamente, a forma de cumprimento das penas de prestação de serviços à

comunidade e de limitação de fim de semana, em qualquer fase da execução.

d) Poderá o juiz alterar, motivadamente, apenas a forma de cumprimento das penas privativas de

liberdade, desde que o condenado tenha cumprido metade da pena.

e) Nenhuma das anteriores.

03. O trabalho relativo à prestação de serviços à comunidade terá duração de:

a) seis horas semanais.

b) oito horas semanais.

c) dez horas semanais.

d) doze horas semanais.

e) quinze horas semanais.

04. A prestação de serviços à comunidade será realizada:

a) aos sábados, domingos e feriados, ou em dias úteis.

b) aos sábados, domingos e feriados, somente.

c) em dias úteis, somente.

d) aos sábados e dias úteis.

e) Nenhuma das anteriores.

05. Complete corretamente a lacuna.

A entidade beneficiada com a prestação de serviços encaminhará execução, relatório circunstanciado das atividades do condenado.

a) diariamente.

b) quinzenalmente.

c) mensalmente.

d) bimestralmente.

e) Nenhuma das anteriores.

, ao Juiz da

Na hipótese de pena de interdição por proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública,

bem como de mandato eletivo, a autoridade deverá, em recebimento do ofício, baixar ato, a partir do qual a execução terá seu início.

a) cinco dias.

b) quatro dias.

c) três dias.

d) quarenta e oito horas.

e) vinte e quatro horas.

, contados (as) do

07. Preencha as lacunas de modo correto.

O Juiz poderá suspender, pelo período de

liberdade, não superior

a) um a três anos; um ano.

b) um a três anos; dois anos.

c) dois a quatro anos; um ano.

d) dois a quatro anos; dois anos.

e) dois a cinco anos; três anos.

, a execução da pena privativa de

08. Analise as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta.

I - O prazo da suspensão condicional da pena começa a correr do dia da audiência em que o juiz especificará as condições impostas.

II - As condições impostas para que se dê a suspensão condicional da pena serão adequadas ao fato e

à situação pessoal do condenado.

III - O beneficiário, ao comparecer periodicamente à entidade fiscalizadora, para comprovar a observância das condições a que está sujeito, comunicará, também, a sua ocupação e os salários ou proventos de que vive.

a) Nenhuma das afirmações está correta.

b) Todas as afirmações estão corretas.

c) Apenas as afirmações I e II estão corretas.

d) Apenas as afirmações I e III estão corretas.

e) Apenas as afirmações II e III estão corretas.

09. O Juiz poderá modificar as condições e regras estabelecidas na sentença:

a) a qualquer tempo; de ofício, a requerimento do Ministério Público ou mediante proposta do Conselho

Penitenciário.

b) a qualquer tempo; de ofício, a requerimento do Ministério Público.

c) a qualquer tempo; a requerimento do Ministério Público ou mediante proposta do Conselho

Penitenciário.

d) somente se o condenado não tiver cumprido metade de sua pena; a requerimento do Ministério

Público ou mediante proposta do Conselho Penitenciário.

e) somente se o condenado não tiver cumprido metade de sua pena; de ofício.

10. A fiscalização do cumprimento das condições, reguladas nos Estados, Territórios e Distrito Federal

por normas supletivas, será atribuída a:

I - Serviço social penitenciário.

II - Patronato.

III - Conselho da Comunidade.

a)

I, II e III.

b) II, III e IV.

c) I e II.

d) I, II, III e IV.

e) I e IV.

11. Se devidamente intimado o réu não comparecer injustificadamente à audiência admonitória:

a) a suspensão não ficará prejudicada.

b) a suspensão ficará sem efeito até que o condenado se apresente.

c) a suspensão ficará sem efeito, sendo que a execução da pena terá início com a apresentação do

condenado.

d) a suspensão ficará sem efeito e será executada imediatamente a pena.

e) Nenhuma das anteriores.

12. A suspensão será revogada se, no curso do prazo, o beneficiário:

I - é condenado, em sentença irrecorrível, por crime doloso;

II - frustra, embora solvente, a execução de pena de multa ou não efetua, sem motivo justificado, a reparação do dano;

III - não cumprir as condições que lhe forem impostas.

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) Nenhuma.

e) Todas.

13. Complete o espaço vazio de modo correto.

Extraída certidão da sentença condenatória com trânsito em julgado, que valerá como título executivo judicial, o Ministério Público requererá, em autos apartados, a citação do condenado para, no prazo de dias, pagar o valor da multa ou nomear bens à penhora.

a) dez.

b) quinze.

c) trinta.

d) sessenta.

e) noventa.

14. Analise as afirmações sobre a pena de multa e assinale a opção correta.

I - Caso não seja quitada a pena de multa no prazo legal, proceder-se-á à penhora de tantos bens quantos bastem para garantir a execução.

II - Penhorando-se bens móveis ou imóveis do condenado, os autos apartados serão remetidos ao Juízo Cível para prosseguimento.

III - A execução da pena de multa será suspensa quando sobrevier ao condenado doença mental.

a) Apenas a afirmação I está correta.

b) As afirmações I e II estão corretas.

c) As afirmações I e III estão corretas.

d) As afirmações II e III estão corretas.

e) Todas as afirmações estão corretas.

15.

O Juiz poderá determinar que a cobrança da multa se efetue mediante desconto no vencimento ou

salário do condenado, sendo que o limite máximo do desconto mensal:

a) será o da quarta parte da remuneração e o mínimo o de dois décimos.

b) será o da quarta parte da remuneração e o mínimo o de um décimo.

c) será o da quinta parte da remuneração e o mínimo o de um décimo.

d) será o da quinta parte da remuneração e o mínimo o de dois décimos.

e) Nenhuma das anteriores.

16. Sobre a execução da pena de multa, das afirmações que seguem, estão corretas:

I - Transitada em julgado a sentença que aplicar medida de segurança, será ordenada a expedição de guia para a execução.

II - Ao Ministério Público será dada ciência da guia de recolhimento e de sujeição a tratamento.

III - A guia será retificada sempre que sobrevier modificações quanto ao prazo de execução.

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) Nenhuma.

e) Todas.

17. Complete corretamente o espaço abaixo.

A autoridade administrativa, até

remeterá ao Juiz minucioso relatório que o habilite a resolver sobre a revogação ou permanência da

medida.

a) quinze dias.

b) um mês.

c) quarenta e cinco dias.

d) sessenta dias.

e) três meses.

antes de expirar o prazo de duração mínima da medida,

18. Dentre as afirmações sobre a cessação de periculosidade do condenado, estão incorretas:

I - O relatório emitido pela autoridade administrativa deverá conter laudo psiquiátrico.

II - O Juiz nomeará curador ou defensor para o agente que não o tiver.

III - O Juiz, de ofício ou a requerimento de qualquer das partes, poderá determinar novas diligências,

ainda que expirado o prazo de duração mínima da medida de segurança.

a) Nenhuma.

b) Todas.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e III.

19. A sentença sobre a cessação da periculosidade do agente será proferida no prazo de:

a) vinte e quatro horas.

b) quarenta e oito horas.

c) cinco dias.

d) dez dias.

e) quinze dias.

20.

Juntado aos autos o relatório ou realizadas as diligências sobre a cessação de periculosidade do

agente, serão ouvidos, sucessivamente, o Ministério Público e o curador ou defensor, no prazo de:

a) quinze dias.

b) dez dias.

c) oito dias.

d) cinco dias.

e) três dias.

GABARITO E COMENTÁRIOS

01. B

Argui o artigo 147, da Lei nº 7.210/84, que "transitada em julgado a sentença que aplicou a pena restritiva de direitos, o Juiz da execução, de ofício ou a requerimento do Ministério Público, promoverá a execução, podendo, para tanto, requisitar, quando necessário, a colaboração de entidades públicas ou solicitá-la a particulares".

02. C

Prevê o artigo 148, da Lei nº 7.210/84, que "em qualquer fase da execução, poderá o Juiz, motivadamente, alterar, a forma de cumprimento das penas de prestação de serviços à comunidade e de limitação de fim de semana, ajustando-as às condições pessoais do condenado e às características do estabelecimento, da entidade ou do programa comunitário ou estatal".

(

)