Sie sind auf Seite 1von 5
QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO – MPU 01 – Correlacione os princípios institucionais que cerceiam as funções

QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO – MPU

01 – Correlacione os princípios institucionais que cerceiam as funções institucionais do Ministério Público

da União:

I – Unidade – integram um só órgão sob a direção única de um só Procurador Geral; II – Indivisibilidade – os membros do Ministério Publico devem prestar contas dos seus atos à Constituição, às leis e a sua consciência; III – Independência ou Autonomia Funcional – o Ministério Público é uno porque seus membros não se vinculam aos processos que atuam, podendo ser substituídos uns pelos outros;

Assinale a alternativa correta

a)

todas as afirmativas estão corretas;

b)

todas as afirmativas estão incorretas;

c)

existem duas afirmativas corretas;

d)

somente a alternativa I está correta;

e)

somente a alternativa III está correta.

02

– São atribuições do Procurador Geral da República que poderão ser delegadas aos Procuradores

Gerais:

a)

representar a instituição;

b)

propor ao Poder Legislativo os projetos de lei sobre o Ministério Público da União;

c)

apresentar a proposta de orçamento do Ministério Público da União, compatibilizando os

anteprojetos dos diferentes ramos da Instituição, na forma da lei de diretrizes orçamentárias;

d) nomear e dar posse ao Vice-Procurador-Geral da República, ao Procurador-Geral do Trabalho, ao

Procurador-Geral da Justiça Militar, bem como dar posse ao Procurador-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios;

e)

dirimir conflitos de atribuição entre integrantes de ramos diferentes do Ministério Público da União.

03

– Deverá opinar sobre as matérias de interesse geral do Ministério Público da União, especialmente

sobre as que visem alterar normas gerais da Lei Orgânica do Ministério Público da União:

a) Escola Superior do Ministério Público União;

b) Conselho de Assessoramento Superior do Ministério Público da União;

c) Procurador Geral da República;

d) Auditoria Interna do Ministério Público da União;

e) Secretaria do Ministério Público da União.

04 - Para o exercício de suas atribuições o Ministério Público poderá nos procedimentos de

04 - Para o exercício de suas atribuições o Ministério Público poderá nos procedimentos de sua competência, exceto:

a) notificar testemunhas e requisitar sua condução coercitiva, no caso de ausência injustificada;

b) requisitar informações, exames, perícias e documentos de autoridades da Administração Pública

direta ou indireta;

c)

propor ações de responsabilidade do fornecedor de produtos e serviços;

d)

requisitar informações e documentos a entidades privadas;

e)

realizar inspeções e diligências investigatórias.

05

– Assinale a alternativa incorreta:

a)

A prisão de qualquer pessoa, por parte de autoridade federal ou do Distrito Federal e Territórios,

deverá ser comunicada imediatamente ao Ministério Público competente, com indicação do lugar onde se encontra o preso e cópia dos documentos comprobatórios da legalidade da prisão;

b) O Ministério Público da União exercerá o controle externo da atividade policial por meio de medidas

judiciais e extrajudiciais podendo ter livre ingresso em estabelecimentos policiais ou prisionais

c) Nenhuma autoridade poderá opor ao Ministério Público, sob qualquer pretexto, a exceção de sigilo,

sem prejuízo da subsistência do caráter sigiloso da informação, do registro, do dado ou do documento que lhe seja fornecido;

d) A falta injustificada e o retardamento indevido do cumprimento das requisições do Ministério

Público implicarão a responsabilidade de quem lhe der causa;

e) As requisições do Ministério Público serão feitas fixando-se prazo razoável de até quinze dias úteis

para atendimento, prorrogável mediante solicitação justificada.

06 – São prerrogativas institucionais dos Membros do Ministério Público:

a) sentar-se no mesmo plano e imediatamente à direita dos juízes singulares ou presidentes dos

órgãos judiciários perante os quais oficiem;

b) do Procurador-Geral da República, ser processado e julgado, nos crimes comuns, pelo Supremo

Tribunal Federal e pelo Senado Federal, nos crimes de responsabilidade;

c) do membro do Ministério Público da União que oficie perante tribunais, ser processado e julgado,

nos crimes comuns e de responsabilidade, pelo Superior Tribunal de Justiça;

d) do membro do Ministério Público da União que oficie perante juízos de primeira instância, ser

processado e julgado, nos crimes comuns e de responsabilidade, pelos Tribunais Regionais Federais,

ressalvada a competência da Justiça Eleitoral;

e) ser ouvido, como testemunhas, em dia, hora e local previamente ajustados com o magistrado ou a

autoridade competente.

07 – O Ministério Público da União compreende:

a) o Ministério Publico Eleitoral;

b) o Ministério Publico do Distrito Federal;

d) o Ministério Publico Estadual; e) o Ministério Publico da Polícia Militar. 08 – Proporá

d)

o Ministério Publico Estadual;

e)

o Ministério Publico da Polícia Militar.

08

– Proporá perante o Supremo Tribunal Federal a ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato

normativo federal ou estadual:

a)

o Procurador Regional da República;

b)

Subprocurador Geral da República;

c)

Chefe do Ministério Público Federal;

d)

Coordenador Institucional do Ministério Público Federal;

e)

Procurado da República.

09

– Compete ao Colégio de Procuradores da República, exceto:

a)

elaborar, mediante voto plurinominal, facultativo e secreto, a lista sêxtupla para a composição do

Superior Tribunal de Justiça, sendo elegíveis os membros do Ministério Público Federal, com mais de dez

anos na carreira, tendo mais de trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos de idade;

b) elaborar, mediante voto plurinominal, facultativo e secreto, a lista sêxtupla para a composição dos

Tribunais Regionais Federais, sendo elegíveis os membros do Ministério Público Federal, com mais de dez anos de carreira, que contém mais de trinta e menos de sessenta e cinco anos de idade, sempre que possível lotados na respectiva região;

c) eleger, dentre os Subprocuradores-Gerais da República e mediante voto plurinominal, facultativo e

secreto, quatro membros do Conselho Superior do Ministério Público Federal;

d)

coordenar as atividades do Ministério Público Federal;

e)

opinar sobre assuntos gerais de interesse da instituição.

10

– Acompanhar o estágio probatório dos Membros do Ministério Público, é uma competência do:

a)

Procurador Geral da República;

b)

Corregedor Geral do Ministério Publico Federal;

c)

Vice Procurador Geral da República;

d)

Procurador da República

e)

Secretário do Ministério Público.

GABARITO COMENTADO 1. D – Art.4º da Lei Complementar 75/93 São princípios institucionais do Ministério

GABARITO COMENTADO

1.

D – Art.4º da Lei Complementar 75/93 São princípios institucionais do Ministério Público da União a unidade, a indivisibilidade e a independência funcional. De acordo com o Principio da Unidade, os Membros do Ministério Público integram um só órgão sob a direção única de um só Procurador Geral, em relação ao principio da indivisibilidade o Ministério Público é uno porque seus membros não se vinculam aos processos que atuam, podendo ser substituídos uns pelos outros e finalmente no que tange a autonomia funcional os membros do Ministério Publico devem prestar contas dos seus atos à Constituição, às leis e a sua consciência

2.

E – Art.26 §1º LC 75/93 Como chefe do Ministério Público, o Procurador Geral da República poderá delegar aos Procuradores Gerais as atribuições de dirimir conflitos de atribuição entre integrantes de ramos diferentes do Ministério Público da União e praticar atos de gestão administrativa, financeira e de pessoal.

3.

B – Art.30 LC 75/93

O

Conselho de Assessoramento Superior do Ministério Público da União deverá opinar sobre as

matérias de interesse geral da Instituição, e em especial sobre os que visem a alterar normas gerais da Lei Orgânica do Ministério Público da União, a proposta de orçamento do Ministério Público da União e os que proponham a fixação dos vencimentos nas carreiras e nos serviços auxiliares.

4.

C – Art.8 c/c Art.6 LC 75/93 Promover a ação do Código de Defesa do Consumidor esta elencado como competência dos Membros do Ministério Público da União, enquanto que o artigo 8º elenca procedimentos adotados no cumprimento de suas competências.

5.

E – Art.8 §3, 4 e 5, Art.9 e 10 da LC 75/93 As requisições do Ministério Público serão feitas fixando-se prazo razoável de até dez dias úteis para atendimento, prorrogável mediante solicitação justificada

6.

A

– Art.18 LC 75/93

As prerrogativas dos Membros do Ministério Publico são institucionais ou processuais. Sentar-se no

mesmo plano e imediatamente à direita dos juízes singulares ou presidentes dos órgãos judiciários perante os quais oficiem é a única prerrogativa institucional.

7.

B – Art. 24 LC 75/93

O

Ministério Público da União compreende o Ministério Público Federal, o Ministério Público do

Trabalho, o Ministério Público Militar e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

8.

C – Art.45 e 46 LC 75/93

O

Procurador-Geral da República é o Chefe do Ministério Público Federal e cabe a ele a proposta

perante o Supremo da ação direta de inconstitucionalidade.

9.

D – Art.49 XXII c/c Art.53 LC 75/93

O Colégio de Procuradores da República, presidido pelo Procurador-Geral da República, é integrado por todos

O Colégio de Procuradores da República, presidido pelo Procurador-Geral da República, é integrado

por todos os membros da carreira em atividade no Ministério Público Federal e tem como competência os incisos I, II, III e IV do artigo 53.

10. B – Art. 65 LC 75/93 Compete ao Corregedor-Geral do Ministério Público Federal acompanhar o estágio probatório dos membros do Ministério Público Federal.