Sie sind auf Seite 1von 98

Rotas e Percursos Culturais: do conteúdo ao negócio

Paulo Almeida Lopes

Porto* 15.Novembro.2012

Rotas e Percursos Culturais: do conteúdo ao negócio Paulo Almeida Lopes Porto* 15.Novembro.2012
O projecto Oficina da Natureza
O projecto
Oficina da Natureza
Objectivos do projecto
Objectivos do projecto
 Identificar e desenvolver novas práticas e produtos ligados ao Turismo Cultural e de Natureza,
 Identificar e desenvolver novas práticas e produtos ligados ao Turismo
Cultural e de Natureza, que permitam dar a conhecer aos que nos visitam a
riqueza paisagística, o património histórico, a gastronomia e as ancestrais
tradições que corporizam a identidade do Norte de Portugal e o tornam
singular no contexto do território português e europeu.
Evolução do projecto
Evolução do projecto
2005 - 2012 Território Vale do Lima Minho Norte Portugal Produtos Simples, 1 dia Complexos,
2005 - 2012
Território
Vale do Lima
Minho
Norte Portugal
Produtos
Simples, 1 dia
Complexos, abrangentes, até 1 semana
Clientes
Grande Porto e Minho
Nacional
Internacional
Distribuição
Cliente Final
AV Nacional
TO Internacional
Estrutura
Actividades próprias
Integrador de uma oferta regional
Áreas de atuação
Áreas de atuação

Turismo

Cultural

Áreas de atuação Turismo Cultural Turismo Natureza Gastronomia e Vinhos Operador Turístico

Turismo

Natureza

Gastronomia e Vinhos

Operador Turístico
Operador
Turístico
1 projecto | 2 marcas
1 projecto | 2 marcas

Mercado Nacional

Mercado Internacional

1 projecto | 2 marcas Mercado Nacional Mercado Internacional Operador Turístico
Operador Turístico
Operador
Turístico
Como vender as nossas propostas de valor
Como vender as nossas
propostas de valor
Proposta de valor do turismo: Garantir a satisfação do turista
Proposta de valor do turismo:
Garantir a satisfação do turista
 A satisfação do turista é resultado das experiências vividas ao longo da sua visita,
 A satisfação do turista é resultado das experiências vividas ao longo da sua
visita, como tal, torna-se cada vez mais importante ter isso em consideração
em todas as etapas da cadeia de valor.
 O estudo de satisfação dos turistas realizado no verão de 2010 revela que a
oferta turística, na sua generalidade, superou as expectativas dos inquiridos.
A oferta natural e cultural, bem como a hospitalidade do destino,
nomeadamente a simpatia da população, foram apontados como critérios
valorizados na escolha de Portugal como destino.

Dados de 2010 | Turismo de Portugal

Elementos para construir uma proposta de valor

Apostar na combinação dos elementos diferenciadores e qualificadores do país.

Clima e Luz História, Cultura e Tradição Hospitalidade Gastronomia e vinhos Diversidade concentrada
Clima e Luz
História, Cultura e Tradição
Hospitalidade
Gastronomia e vinhos
Diversidade concentrada

Elementos para construir uma proposta de valor

Elementos para construir uma proposta de valor Cuidar de… Vender um serviço “integrado” Vender a minha

Cuidar de…

Vender um serviço “integrado”

Vender a minha actividade

Elementos para construir uma proposta de valor
Elementos para construir uma proposta de valor
Valor
Valor

Experiências

Pirâmide

Emocional

Qualidade dos Serviços

Valor Experiências Pirâmide Emocional Qualidade dos Serviços Esforço Incomodidades Insegurança Preço Fonte: THR

Esforço

Valor Experiências Pirâmide Emocional Qualidade dos Serviços Esforço Incomodidades Insegurança Preço Fonte: THR

Incomodidades

Insegurança

Preço

Fonte: THR

A importância da experiência na Animação Turística
A importância da
experiência na
Animação Turística
A importância da experiência
A importância da experiência
 Como qualquer outra indústria, o turismo desenvolve-se com base em fatores de produção cujas
 Como qualquer outra indústria, o turismo desenvolve-se com base em
fatores de produção cujas características têm profundo impacto no produto
final a oferecer aos clientes.
 A especificidade do turismo está no facto de o produto final se traduzir em
algo tão intangível como uma experiência - que se pretende positiva e
inesquecível para o cliente – e para a qual contribuem todos os elementos
tangíveis e intangíveis do ambiente no qual o turista a desfruta.
 Cada vez mais o turista é sensível a estímulos sensoriais constituindo, entre
outros, os cheiros, sons e ausência de ruído visual importantes componentes
para a sua perceção relativamente à qualidade do destino.
Como adicionar valor a uma experiência?
Como adicionar valor a uma experiência?
 Criar factores distintivos (únicos)  Criar uma imagem mais viradas para a emoção do
 Criar factores distintivos (únicos)
 Criar uma imagem mais viradas para a emoção do que para o consumo
 Criar produtos/serviços de geometria variável
 Lutar pela excelência no capital humano
 Implementar programas de qualidade (certificação)
 Incorporar factores de sustentabilidade, responsabilidade social, amigo do
ambiente, …
 A atractividade do destino também ajuda…
Que oferta de animação podemos criar?
Que oferta de animação podemos criar?
 A minha experiência na Casa de Campo – Engenho de Lazer, em Itambé/Pernambuco, propriedade
 A minha experiência na Casa de Campo – Engenho de Lazer, em
Itambé/Pernambuco, propriedade de Lúcia Leão
 Rota do Açucar:
 Um tempo de descoberta para os 5 sentidos!
 Outros modos de vida
 Paisagens sem fim
 Novos sabores
 Novos cheiros
 Outras sonoridades e ritmos

A fazenda

A fazenda

O mercado

O mercado

A apanha da cana do açucar

A apanha da cana do açucar

A produção de cachaça

A produção de cachaça

A ordenha

A ordenha

As paisagens

As paisagens

Os finais de tarde a pescar

Os finais de tarde a pescar

As cavalgadas

As cavalgadas

Encontro de culturas…

Encontro de culturas…

…de sabores…

…de sabores…

… e de sonoridades e ritmos!

… e de sonoridades e ritmos!
A importância da Animação Turística em territórios rurais
A importância da
Animação Turística
em territórios rurais
Turismo e sustentabilidade
Turismo e sustentabilidade
 Inovação e tradição, num contexto de sustentabilidade pressupõe, em primeiro lugar, espaços vividos, habitados,
 Inovação e tradição, num contexto de sustentabilidade pressupõe,
em primeiro lugar, espaços vividos, habitados, com estratégias
realistas de desenvolvimento sócio-económico, onde a fixação de
populações é o factor determinante.
 As pessoas são o maior recurso dos territórios rurais
territórios com vida
tradições
artesanato
gastronomia
paisagem
ofícios
agricultura
Valorização turística do património cultural imaterial
Valorização turística do património
cultural imaterial
Estilos de vida Atmosferas Narrativas Saberes
Estilos de
vida
Atmosferas
Narrativas
Saberes
Valorização turística do património cultural imaterial Estilos de vida Atmosferas Narrativas Saberes Paisagens
Paisagens
Paisagens
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Planeando as actividades induzindo os participantes a gastar no território  O que precisamos
 Planeando as actividades induzindo os participantes a gastar no território
 O que precisamos de garantir:
Programas atrativos para os turistas
Alojamento simpático e agradável,
Valorização da gastronomia local,
Artesanato típico da região,
Produtos locais de qualidade,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Divulgar o território para o exterior através de uma boa estratégia de comunicação 
 Divulgar o território para o exterior através de uma boa estratégia de
comunicação
 Dar conhecer o nosso trabalho, envolvendo as juntas de freguesia e
associações locais
 Estar sensível para desenvolver acções de comunicação e mediação entre os
diversos agentes locais
 Ganhar a confiança de quem habita os territórios
 No princípio somos uns estranhos… não forçar…
 Conhecer os hábitos usos e costumes da região
 Habituar as pessoas à presença de visitantes
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços,
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
 Interpretação de espaços,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades   Interpretação de espaços,
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
Interpretação de espaços,
vivências,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços, 
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
Interpretação de espaços,
vivências,
experiências,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços, 
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
Interpretação de espaços,
vivências,
experiências,
histórias,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços, 
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
 Interpretação de espaços,
 vivências,
 experiências,
 histórias,
 modos de vida,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços, 
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
 Interpretação de espaços,
 vivências,
 experiências,
 histórias,
 modos de vida,
 saberes ancestrais,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades  Interpretação de espaços, 
 Integrando os habitantes dos territórios na condução das actividades
Interpretação de espaços,
vivências,
experiências,
histórias,
modos de vida,
saberes ancestrais,
tradições culturais,
Como podemos intervir!
Como podemos intervir!
 Melhorar a auto-estima dos habitantes locais  Sentirem-se comprometidos e valorizarem o que é
 Melhorar a auto-estima dos habitantes locais
 Sentirem-se comprometidos e valorizarem o que é seu,
 Terem um parceiro que pode fazer a “conecção com o mundo exterior”.
“O sucesso não é um lugar, nem um destino. Não é grande, nem é pequeno;
“O sucesso não é um lugar, nem um destino. Não é grande, nem é pequeno;
“O sucesso não é um lugar, nem um destino. Não é grande, nem
é pequeno; não é caro, nem barato. É um sentimento que surge
quando alcançamos aquilo que nos propusemos atingir.”

Interpretação do Património Natural

como o Homem transforma a paisagem

Paredes de Coura

Interpretação do Património Natural como o Homem transforma a paisagem Paredes de Coura

Interpretação do Património Natural

fauna e flora da orla costeira

Viana do Castelo

Interpretação do Património Natural fauna e flora da orla costeira Viana do Castelo

Interpretação do Património Natural

ervas medicinais e aromáticas

Ponte de Lima

Interpretação do Património Natural ervas medicinais e aromáticas Ponte de Lima

Interpretação do Património Natural

sensibilização ambiental

Lagoas de Bertiandos

Interpretação do Património Natural sensibilização ambiental Lagoas de Bertiandos
Interpretação do Património Natural sensibilização ambiental Lagoas de Bertiandos

Interpretação do Património Natural

observação de aves

Estuário do rio Cávado - Esposende

Interpretação do Património Natural observação de aves Estuário do rio Cávado - Esposende
Interpretação do Património Natural observação de aves Estuário do rio Cávado - Esposende

Interpretação do Património Natural

observação de aves

Estuário do rio Cávado - Esposende

Interpretação do Património Natural observação de aves Estuário do rio Cávado - Esposende
Interpretação do Património Natural observação de aves Estuário do rio Cávado - Esposende

Interpretação do Património Natural

rota das camélias

Minho

Interpretação do Património Natural rota das camélias Minho
Interpretação do Património Natural rota das camélias Minho

Interpretação do Património Natural

rota das camélias

Minho

Interpretação do Património Natural rota das camélias Minho
Interpretação do Património Natural rota das camélias Minho

Interpretação do Património Natural

espaços naturais

Parque Nacional Peneda-Gerês

Interpretação do Património Natural espaços naturais Parque Nacional Peneda-Gerês

Interpretação do Património Cultural

espaços culturais

Museu Soares dos Reis

Interpretação do Património Cultural espaços culturais Museu Soares dos Reis

Interpretação do Património Cultural

por trilhos e caminhos medievais

Rota do Românico

Interpretação do Património Cultural por trilhos e caminhos medievais Rota do Românico

Interpretação do Património Cultural

histórias de beneditinos

Ermelo

Interpretação do Património Cultural histórias de beneditinos Ermelo

Interpretação do Património Cultural

saberes de outros tempos

S. Lourenço da Montaria

Interpretação do Património Cultural saberes de outros tempos S. Lourenço da Montaria

Interpretação do Património Cultural

a geira romana

Terras de Bouro

Interpretação do Património Cultural a geira romana Terras de Bouro

Interpretação do Património Cultural

um dia com o pastor

Lombadinha

Interpretação do Património Cultural um dia com o pastor Lombadinha

Interpretação do Património Cultural

um dia com o pastor

Lombadinha

Interpretação do Património Cultural um dia com o pastor Lombadinha

Interpretação do Património Cultural

aspectos da vida comunitária

Soajo

Interpretação do Património Cultural aspectos da vida comunitária Soajo

Interpretação do Património Cultural

brandas e inverneiras

Castro Laboreiro

Interpretação do Património Cultural brandas e inverneiras Castro Laboreiro
Interpretação do Património Cultural brandas e inverneiras Castro Laboreiro

Interpretação do Património Cultural

uma oficina de ouro

Travassos

Interpretação do Património Cultural uma oficina de ouro Travassos

Interpretação do Património Cultural

uma oficina de ouro

Travassos

Interpretação do Património Cultural uma oficina de ouro Travassos

Interpretação do Património Cultural

uma oficina de ouro

Travassos

Interpretação do Património Cultural uma oficina de ouro Travassos

Interpretação do Património Cultural

visita a artesãos

Minho

Interpretação do Património Cultural visita a artesãos Minho

Interpretação do Património Cultural

visita a artesãos

Minho

Interpretação do Património Cultural visita a artesãos Minho

Experiências

workshop de desenho paisagístico

Ponte de Lima

Experiências workshop de desenho paisagístico Ponte de Lima
Experiências workshop de desenho paisagístico Ponte de Lima

Experiências

rota da cerâmica

Barcelos

Experiências rota da cerâmica Barcelos
Experiências rota da cerâmica Barcelos

Experiências

rota da cerâmica

Barcelos

Experiências rota da cerâmica Barcelos
Experiências rota da cerâmica Barcelos

Experiências

rota da cerâmica

Barcelos

Experiências rota da cerâmica Barcelos
Experiências rota da cerâmica Barcelos

Experiências

jogos tradicionais

Ponte de Lima

Experiências jogos tradicionais Ponte de Lima

Experiências

jogos tradicionais

Ponte de Lima

Experiências jogos tradicionais Ponte de Lima

Experiências

desfolhada

Soajo

Experiências desfolhada Soajo

Experiências

desfolhada

Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências desfolhada Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências

apanha do linho

Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências apanha do linho Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências

apanha do linho

Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências apanha do linho Mosteiro de Tibães - Braga

Experiências

ambientes urbanos…

Porto

Experiências ambientes urbanos… Porto
Experiências ambientes urbanos… Porto

Experiências

…ambientes rurais

Barcelos

Experiências …ambientes rurais Barcelos

Experiências

o caminho de santiago

Minho

Experiências o caminho de santiago Minho

Experiências

passeios a cavalo

Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências passeios a cavalo Parque Nacional Peneda-Gerês
Experiências passeios a cavalo Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências

percursos pedestres…

Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências percursos pedestres… Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências

percursos pedestres…

Douro Vinhateiro

Experiências percursos pedestres… Douro Vinhateiro
Experiências percursos pedestres… Douro Vinhateiro

Experiências

…e piqueniques

Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências …e piqueniques Parque Nacional Peneda-Gerês

Experiências

…e piqueniques

Douro Vinhateiro

Experiências …e piqueniques Douro Vinhateiro

Experiências

rota de enoturismo

Douro Vinhateiro

Experiências rota de enoturismo Douro Vinhateiro

Experiências

workshop de compotas e licores

Ponte de Lima

Experiências workshop de compotas e licores Ponte de Lima
Experiências workshop de compotas e licores Ponte de Lima

Experiências

workshop de doçaria tradicional

Arcos de Valdevez

Experiências workshop de doçaria tradicional Arcos de Valdevez
Experiências workshop de doçaria tradicional Arcos de Valdevez

Experiências

workshop de doçaria tradicional

Arcos de Valdevez

Experiências workshop de doçaria tradicional Arcos de Valdevez
Experiências workshop de doçaria tradicional Arcos de Valdevez

Experiências

workshop de chocolate

Famalicão

Experiências workshop de chocolate Famalicão

Experiências

workshop de chocolate

Famalicão

Experiências workshop de chocolate Famalicão

Experiências

degustar a gastronomia tradicional

Covide

Experiências degustar a gastronomia tradicional Covide

Experiências

confecção de biscoitos de milho

Paredes de Coura

Experiências confecção de biscoitos de milho Paredes de Coura

Experiências

confecção de biscoitos de milho

Paredes de Coura

Experiências confecção de biscoitos de milho Paredes de Coura

Experiências

o cozido à portuguesa

Ponte de Lima

Experiências o cozido à portuguesa Ponte de Lima

Experiências

as vindimas no Douro

Favaios

Experiências as vindimas no Douro Favaios

Experiências

as vindimas no Douro

Favaios

Experiências as vindimas no Douro Favaios

Experiências

as vindimas no Douro

Favaios

Experiências as vindimas no Douro Favaios

Experiências

tempo para fruir a Natureza…

Serra de Arga

Experiências tempo para fruir a Natureza… Serra de Arga

Experiências

…e descobrir novas sensações

S. João de Arga

Experiências …e descobrir novas sensações S. João de Arga
Banda sonora de Rodrigo Leão “Portugal, um retrato social”
Banda sonora de Rodrigo Leão
“Portugal, um retrato social”
Obrigado e até breve, Paulo Lopes
Obrigado e até breve,
Paulo Lopes

info@oficinadanatureza

www.oficinadanatureza.pt