Sie sind auf Seite 1von 4

Faz-se necessário revisar alguns pontos gramaticais que nos ajudarão a compreender as regras da acentuação gráfica da Língua Portuguesa.

Quanto à classificação da sílaba, as palavras podem ser:

Átonas quando não há ênfase na pronúncia de uma sílaba.

Tônicas quando há ênfase na pronúncia de uma sílaba.

Ex. A palavra “mato” tem duas sílabas: a primeira “ma” – é tônica; a segunda “to” – é átona.

Quanto à posição da sílaba tônica, as palavras podem ser:

Oxítonas quando a sílaba forte encontra-se na última sílaba de uma palavra.

Ex. saci, funil, parabéns, ca, calor, bombom.

Paroxítonas quando a sílaba forte encontra-se na penúltima sílaba.

Ex. escola, sossego, dormindo, avel.

Proparoxítonas quando a sílaba forte encontra-se na antepenúltima sílaba.

Ex. pêndulo, lâmpada, pido, blico, mico.

Quanto à classificação dos encontros vocálicos:

Ditongo: encontro de duas vogais numa só sílaba.

Ex. céu, véu, coisa, ideia.

Hiato: encontro de duas vogais em sílabas separadas.

Ex. fa-ís-ca, i-dei-a, pa-pa-gai-o, ba-i-nha.

Quanto ao número de sílabas, as palavras podem ser:

Monossílabas com apenas uma sílaba.

Ex. mau, mês, vi, um, só

Dissílabas com duas sílabas.

Ex. Ca-fé, Ca-sa, mui-to, li-vro, rou-pa, rit-mo

Trissílabas palavras com três sílabas.

Ex. Eu-ro-pa, cri-an-ça, ma-lu-co, tor-na-do

Polissílabas palavras com quatro ou mais sílabas.

Ex. Pa-ra-pei-to, es-tu-dan-te, u-ni-ver-si-da-de, la-bi-rin-ti-te.

As gramáticas costumam ainda classificar os monossílabos (palavras com apenas uma sílaba) em dois tipos:

Monossílabo átono: palavras de uma sílaba fraca, ou seja, pronunciada sem ênfase. Estes podem ser:

Artigos: o, a, um

Pronomes Pessoais Oblíquos: se, te, ti, lhe, o, a

Conjunção: e, ou, mas, nem

Preposição: dos, de, à, na

Monossílabo tônico: palavras de uma sílaba tônica, ou seja, pronunciadas com ênfase, que podem ser:

Verbos: li, vi, ter, ser, dê

Substantivos: sol, mar, flor, dor, mel

Adjetivos: mau, bom, má

Pronomes: eu, tu, nós, mim

Advérbios: lá, cá, bem, já

QUANTO À POSIÇÃO DA SÍLABA TÔNICA

1. Acentuam-se as oxítonas terminadas em “A”, “E”, “O”, seguidas ou não de “S”, inclusive as formas verbais quando seguidas de “LO(s)” ou “LA(s)”. Também recebem acento as oxítonas terminadas em ditongos abertos, como “ÉI”, “ÉU”, “ÓI”, seguidos ou não de “S”

Ex.

Chá

Mês

nós

Gás

Sapé

cipó

Dará

Café

avós

Pará

Vocês

compôs

vatapá

pontapés

Aliás

português

robô

dá-lo

vê-lo

recuperá-los

Conhecê-los

pô-los

guardá-la

compô-los

réis (moeda)

Véu

dói

méis

céu

mói

pastéis

Chapéus

anzóis

ninguém

parabéns

Jerusalém

Resumindo:

Só não acentuamos oxítonas terminadas em “I” ou “U”, a não ser que seja um caso de hiato. Por exemplo: as palavras “baú”, “aí”, “Esaú” e “atraí-lo” são acentuadas porque as vogais “i” e “u” estão tônicas nestas palavras.

2. Acentuamos as palavras paroxítonas quando terminadas em:

L afável, fácil, cônsul, desejável, ágil, incrível.

N pólen, abdômen, sêmen, abdômen.

R câncer, caráter, néctar, repórter.

X tórax, látex, ônix, fênix.

PS fórceps, Quéops, bíceps.

Ã(S) ímã, órfãs, ímãs, Bálcãs.

ÃO(S) órgão, bênção, sótão, órfão.

I(S) júri, táxi, lápis, grátis, oásis, miosótis.

ON(S) náilon, próton, elétrons, cânon.

UM(S) álbum, fórum, médium, álbuns.

US ânus, bônus, vírus, Vênus.

Também acentuamos as paroxítonas terminadas em ditongos crescentes (semivogal+vogal):

Névoa, infância, tênue, calvície, série, polícia, residência, férias, lírio.

3. Todas as proparoxítonas são acentuadas.

Ex. México, música, mágico, lâmpada, pálido, pálido, sândalo, crisântemo, público, pároco, proparoxítona.

QUANTO À CLASSIFICAÇÃO DOS ENCONTROS VOCÁLICOS

4. Acentuamos as vogais “I” e “U” dos hiatos, quando:

Formarem sílabas sozinhos ou com “S”

Ex. Ju-í-zo, Lu-ís, ca-fe-í-na, ra-í-zes, sa-í-da, e-go-ís-ta.

IMPORTANTE

Por que não acentuamos “ba-i-nha”, “fei-u-ra”, “ru-im”, “ca-ir”, “Ra-ul”, se todos são “i” e “u” tônicas, portanto hiatos?

Porque o “i” tônico de “bainha” vem seguido de NH. O “u” e o “i” tônicos de “ruim”, “cair” e “Raul” formam sílabas com “m”, “r” e “l” respectivamente. Essas consoantes já

soam forte por natureza, tornando naturalmente a sílaba “tônica”, sem precisar de acento que reforce isso.