Sie sind auf Seite 1von 11
Disciplina: História Escola Secundária 2,3 Águas Santas A UNIÃO IBÉRICA Discente: Catarina Cardoso Turma :
Disciplina: História
Escola Secundária 2,3 Águas Santas
A UNIÃO IBÉRICA
Discente: Catarina Cardoso
Turma : G
Ano : 5º
Docente: Ana Márcia

Quem foi D. Sebastião?

D. Sebastião tinha apenas 3 anos de idade, quando o seu avô D. João 3 , rei de Portugal morreu .

O pai de D. Sebastião também já tinha morrido , e desta forma é este quem sucede ,o governo do reino foi entregue á sua avó D. Catarina ,e mais tarde, ao seu tio-avô ,o cardeal D. Henrique.

Aos 14 anos D. Sebastião assumiu o governo do reino (1568).O rei era um jovem irrequieto e impulsivo, desejava de viver momentos heróicos, e decidiu

retomar as conquistas no norte de áfrica .

e decidiu retomar as conquistas no norte de áfrica . D. Sebastião • Contra a opinião

D. Sebastião

Contra a opinião dos seus conselheiros mais prudentes ,organizou um exercito com cerca e 18.000 homens e partiu para áfrica ,mais exactamente

Marrocos .

A batalha de Alcácer Quibir

A expedição ao norte de africa teve consequências desastrosas .

Em agosto de 1578, nos campos de Alcácer Quibir o exército

português foi derrotado pelos muçulmanos .

o exército português foi derrotado pelos muçulmanos . • O rei D. Sebastião morreu e com
o exército português foi derrotado pelos muçulmanos . • O rei D. Sebastião morreu e com

O rei D. Sebastião morreu e com ele 7000 dos seus combatentes

portugueses.

D. Sebastião morreu sem deixar descendentes.

O problema da sucessão

Com a morte de D. Sebastião ,subiu de novo ao trono o seu tia avo ,o cardeal ,surge novamente o problema de sucessão.

Os principais pretendentes ao trono ,são os netos de D. Manuel .

cardeal ,surge novamente o problema de sucessão. • Os principais pretendentes ao trono ,são os netos

Pretendentes ao trono

D. Filipe II, rei de Espanha. Era o monarca poderoso ,por isso a nobreza ,a burguesia e o alto clero apoiavam D. Filipe II ,pois viam na união ibérica

riquezas, privilegiados e possibilidade de obter novos mercados.

D. Filipe II ,pois viam na união ibérica riquezas, privilegiados e possibilidade de obter novos mercados.

D. Filipe II

D. Filipe II ,pois viam na união ibérica riquezas, privilegiados e possibilidade de obter novos mercados.

D. António, Prior de Crato (chefe da ordem miliar dos hospitalários, com sede na vila de crato) e era apoiado pela maioria do povo .

miliar dos hospitalários, com sede na vila de crato) e era apoiado pela maioria do povo
miliar dos hospitalários, com sede na vila de crato) e era apoiado pela maioria do povo

D. António, Prior de Crato

D. Catarina, Duquesa de Bragança que apesar do apoio de muitos nobres e

elementos do clero acabou por submeter e aceitar a candidatura Filipina

muitos nobres e elementos do clero acabou por submeter e aceitar a candidatura Filipina D. Catarina,
muitos nobres e elementos do clero acabou por submeter e aceitar a candidatura Filipina D. Catarina,

D. Catarina, Duquesa de Bragança

O confronto

Em 1580,com a morte Cardeal D. Henrique ,D. Filipe II mandou um exército comandado pelo Duque de

Alba, invadir Portugal.

D. António, Prior do Crato, já tinha sido aclamado Rei de Portugal em varias cidades ,procurou defender a

capital do país, contudo o seu pequeno exército não

conseguiu fazer frente ao exército de D. Filipe II, e foi derrotado pela força militar do rei espanhol na batalha da ponte de Alcântara em Lisboa.

D. António, Prior do Crato, refugiou-se na ilha de Terceira. Com o auxílio dos Ingleses e Franceses para procurar fazer frente ao exército espanhol, mas foi novamente derrotado e partiu para Inglaterra.

para procurar fazer frente ao exército espanhol, mas foi novamente derrotado e partiu para Inglaterra. D.

D. Filipe II

As Cortes de Tomar

D. Filipe II, após ter derrotado D. António reuniu as cortes de Tomar fez-se aclamar rei e Portugal.

Nas cortes de Tomar Filipe II fez varias promessas:

- o comércio da India e da África e do Brasil continuar a ser feita por portugueses;

- manter a moeda, a língua e os costumes portugueses.

- entregar aos portugueses todos os cargos de governo e administração.

a moeda, a língua e os costumes portugueses. - entregar aos portugueses todos os cargos de

Com aclamação de Filipe II , iniciou-se um período de 60 anos em que Portugal esteve

unido politicamente a Espanha.

Chamamos a este período de domínio Filipino”, porque decorreu durante os reinados de Filipe I, Filipe II e Filipe III

a este período de “ domínio Filipino ”, porque decorreu durante os reinados de Filipe I,

Bibliografia

Francisco Sales Loureiro, D. Sebastião antes e

depois de Alcácer Quibir, 1978