Sie sind auf Seite 1von 24

BPR- 5

BATERIA DE PROVAS

DE RACIOCÍNIO

Leandro S. Almeida & Ricardo Primi

APRESENTAÇÃO

Originou-se da Bateria de Provas de Raciocínio

Diferencial (BPRD), que se originou dos Testes de

Raciocínio Diferencial de Meuris.

Oferece

geral e das habilidades do indivíduo em 5 séries

específicas: raciocínio verbal, abstrato, mecânico,

funcionamento cognitivo

estimativas

do

espacial e numérico. Auxilia psicólogos a tomarem decisões sustentadas

na avaliação do raciocínio geral e das aptidões, tais

como: orientação profissional, avaliação das dificuldades de aprendizagem e seleção de pessoal.

Organizada em duas formas: A estudantes

da 6ª à 8ª série do Ensino Fundamental e B

estudantes cuja escolaridade seja Ensino Médio ou Superior.

As formas compartilham itens para possibilitar estudos futuros de equiparação de notas.

A aplicação pode ser coletiva ou individual.

O

aproximadamente 1 hora e 40 minutos,

incluindo as instruções.

de

tempo

de

aplicação

das

é

provas

Cada forma possui cinco subtestes:

Prova de Raciocínio Verbal (Prova RV) 25 itens

envolvendo analogia entre palavras, ou seja, A:B // C: (A,B,C,D,E).

Prova de Raciocínio Abstrato (Prova RA) 25

itens envolvendo analogias entre figuras

geométricas.

Prova de Raciocínio Mecânico (Prova RM) 25

itens constituídos por gravuras que retratam um

problema e opções de resposta. As questões são compostas por problemas práticos que

envolvem conteúdos físico-mecânicos.

Prova de Raciocínio Espacial (Prova RE) 20 itens

nos quais existem séries de cubos tridimensionais

em movimento, que pode ser constante ou

alternado. Deve-se escolher entre as alternativas de

resposta a representação do cubo que se seguiria se

o movimento descoberto fosse aplicado ao último

cubo da série. Prova de Raciocínio Numérico (Prova RN) 20

itens na forma de série de números lineares ou

alternados, em que o sujeito deve descobrir qual a

relação aritmética que rege as progressões nas

séries e aplicá-la respondendo quais seriam os dois últimos números que completariam a série.

Capacidades Provas:

Específicas

Avaliadas

pelas

Cinco

RV Extensão do vocabulário; capacidade de

conceitos

verbais.

RA Capacidade de estabelecer relações abstratas em situações novas para as quais se possui pouco

estabelecer

relações

abstratas

entre

conhecimento previamente aprendido.

RM Conhecimento prático de mecânica e física (adquirido principalmente em experiências

cotidianas e práticas); capacidade de integrar as

informações em textos com a figura descritiva da

situação-problema

RE Capacidade de visualização, isto é, de formar representações mentais visuais e

manipulá-las transformando-as em novas representações.

RN Capacidade de raciocinar indutiva e dedutivamente com símbolos numéricos em

problemas quantitativos; conhecimento de operações aritméticas básicas.

PRECISÃO

Estudo realizado com estudantes brasileiros e portugueses.

Análise de precisão pelo método das metades, consistência interna com base nos coeficientes

de correlação de Pearson e coeficientes de correlação tetracórica.

Os

correlacionavam com o escore total.

se

itens

apresentavam

boa

variância

e

VALIDADE

Estudo de análise fatorial da matriz de correlação

entre os subtestes para se verificar a hipótese de que

as diferentes provas estão medindo, por meio de conteúdos diferentes, uma única dimensão cognitiva,

o que confirmou as expectativas.

Coletou-se notas escolares de parte da amostra com o intuito de verificar a validade da prova em prever o

desempenho acadêmico

Os coeficientes são significativos confirmando a

hipótese de que existem associações significativas entre a BPR-5 e as notas escolares, uma vez que

parte do desempenho acadêmico está relacionado

ao raciocínio.

NORMAS Os escores brutos das cinco provas foram

padronizados em Escore-Padrão Normalizado (EPN) e Percentis, tanto para os grupos A

(estudantes até oitava série), como para os

grupos B (estudantes de ensino médio e

universitários).

APLICAÇÃO

MATERIAL

Manual Técnico;

caderno de aplicação;

folhas de resposta;

crivos de correção.

O examinador deve explicar os objetivos da avaliação, esclarecendo que a BPR-5 é um

teste de raciocínio que permite a avaliação das

forças e fraquezas em cinco habilidades,

competências ou aptidões cognitivas.

Tais habilidades não são fixas e variam de pessoa para pessoa. Além disso, os resultados apenas corresponderão a uma expectativa mais

próxima da verdadeira se os examinandos se

dedicarem o máximo que puderem à execução das tarefas.

A aplicação sempre se dá na seguinte ordem:

RV (Tempo limite de 10 minutos). RA (Tempo limite de 12 minutos). RM (Tempo limite de 15 minutos).

RE (Tempo limite de 18 minutos). RN (Tempo limite de 18 minutos).

CORREÇÃO

A escala padronizada utilizada é o Escore-

Padrão Normalizado, conhecida como escala do QI de desvio, com média = 100 e dp = 15.

devem ser corrigidas

separadamente. Transforma-se o escore bruto

em EPN e, posteriormente, em Percentil.

Obtém-se também a quantidade de acertos

As provas

total que, igualmente, será transformada.

Há tabelas para a aplicação completa (EG-5) e

para aplicação com quatro provas (EG-4).

Caso especial na correção:

Na prova RN é considerado acerto se o sujeito

acertar

os

dois

números,

independente

da

ordem

em

que

os

registrou

na folha de

resposta.

Exemplo: 11 13 13 11; considerar a resposta

correta, mesmo se os números estiverem na ordem invertida.

TABELAS UTILIZADAS

A2 (p.76) Transformação dos EB das cinco provas

para resultados padronizados para a forma B. A5 (p.79) Transformação do Escore Geral, a soma

das cinco provas, para resultados padronizados para

a forma B.

A7

Transformação Escore-Padrão

Normalizado para Percentil.

22 (p.44) Descrições verbais dos resultados do

EPN.

19 (p.41) Coeficientes de precisão da BPR-5.

(p.81)

De acordo com o valor do EPN , atribuímos uma descrição para o desempenho do

indivíduo. Abaixo as classificações:

se maior que 130, muito superior;

de 120 a 129, superior; de 110 a 119, média alta; de 90 a 109, média;

de 80 a 89, média baixa; de 70 a 79, inferior; se menor que 69, muito inferior.

IMPORTANTE

Muitas vezes o perfil das capacidades específicas de um indivíduo apresenta resultado

muito alto em uma das provas e outro muito baixo

em outra prova. Para julgar se a diferença

apresentada é estatisticamente importante, pode-

se recorrer à interpretação do Erro-Padrão da

Diferença entre ambas. Isto é feito da seguinte

maneira:

1.

calcula-se a diferença entre os EPNs de duas

provas;

2.

divide-se o resultado pelo valor do Erro-Padrão

da Diferença entre as duas provas em questão;

3. verifica-se se o resultado absoluto é igual ou maior que 1,96;

é

Se

significativa.

demais

for,

diferença

a

entre

os

escores

Repete-se

provas.

procedimento

o

entre

as

Tais diferenças são importantes e devem ser melhor investigadas.

RELATÓRIO PARCIAL

Nome do examinando:

Sexo:

Idade:

Escolaridade: Superior Incompleto.

Ocupação/profissão: Estudante.

Teste: BPR-5 (Bateria de Provas de Raciocínio).

Data de realização: XX de outubro de 2009.

Motivo da aplicação do teste: Cumprimento de objetivo da disciplina Técnicas de Exame

Psicológico I.

1. Descrição

comportamento do

examinando durante a realização da tarefa.

Impressões sobre as condições físicas e

emocionais.

do

2. Descrição dos resultados alcançados no teste

a. exame do significado do escore geral; b. exame do significado dos escores nas provas de habilidades específicas;

c. análise do Erro-Padrão da Diferença.

3. Síntese.

4. Data e assinatura.

Belo Horizonte, 21 de setembro de 2009.

Ass. do profissional:

CRP:

REFERÊNCIA

ALMEIDA, L.S. & PRIMI, R. Bateria de Provas de Raciocínio - Manual Técnico. São Paulo:

Casa do Psicólogo, 2000.