Sie sind auf Seite 1von 48
NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE MONOGRAFIA E RELATÓRIO MONOGRÁFICO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE MONOGRAFIA E RELATÓRIO MONOGRÁFICO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Prof. Bruno Rabello Monteiro, M. Sc. Prof. Clayton Vieira Fraga Filho, M. Sc. Profa. Cláudia de Moraes Sarmento Condé, M. Sc. Prof. Marcelo Santos Daibert, M. Sc. Prof. Sérgio Murilo Stempliuc, M. Sc. Prof. Waldir Andrade Trevizano, M. Sc. Prof. Wendel Sandro de Paula Andrade, D. Sc.

UBÁ - MG

2012

SUMÁRIO

1
1
  • 1 INTRODUÇÃO

1

  • 2 OBJETIVOS...........................................................................................................

2

  • 3 SISTEMÁTICA DE

3

  • 4 ATRIBUIÇÕES

5

  • 4.1 Compete à Coordenação do TCC:

5

  • 4.2 Compete aos Docentes Orientadores de TCC:

5

  • 4.3 Compete aos discentes matriculados nas Disciplinas de TCC:

6

  • 5 ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

8

  • 6 COMPOSIÇÃO DA BANCA EXAMINADORA

9

  • 7 PRAZO CURRICULARES PARA AS DISCIPLINAS DE TCC (PROJETO

 

DE MONOGRAFIA E MONOGRAFIA)

10

  • 7.1 Entrega do Aceite de Orientação

10

  • 7.2 Entrega do texto para a banca e do Parecer do Orientador

10

  • 7.3 Entrega da versão final do texto, com as correções da banca

11

  • 7.4 Do descumprimento dos prazos

11

8

ENTREGA DO TEXTO

.....................................................................................

12

  • 8.1 Monografia ............................................................................

Projeto de

12

Monografia

  • 8.2 ..............................................................................................

12

9

DAS AVALIAÇÕES ...........................................................................................

13

  • 9.1 Pontuação dos trabalhos

13

  • 9.2 Avaliação da monografia

13

  • 9.3 Avaliação do projeto de monografia

15

  • 10 ARQUIVAMENTO

17

  • 11 ELEMENTOS ESTRUTURAIS DO TRABALHO ACADÊMICO

18

2

11.1.1

Capa

18

11.1.2

Lombada

19

11.1.3

Folha de rosto

19

11.1.4

Ficha Catalográfica

19

11.1.5

Folha de

19

11.1.6

Dedicatória .....................................................................................................

20

11.1.7

Agradecimentos

20

11.1.8

Resumo

20

11.1.9

Sumário

20

11.1.10 Listas

............................................................................................................

20

11.2

Elementos Textuais .......................................................................................

30

11.2.1

Introdução

30

11.2.2

Desenvolvimento

30

11.2.3

Conclusão

31

11.2.4

Cronograma ...................................................................................................

31

11.3

Elementos Pós-Textuais

.....................................................................

32

  • 11.3.1 Referências Bibliográficas ...........................................................................

32

  • 11.3.2 Apêndice(s) ....................................................................................................

33

  • 11.3.4 Anexo(s)

33

12

APRESENTAÇÃO GRÁFICA

34

12.1

Formato

34

  • 12.1.1 Limites quantitativos de

34

  • 12.1.2 Distribuição do conteúdo da parte textual

35

Tabelas

  • 12.2 .................................................................................................

35

  • 12.3 Quadros ................................................................................................

36

Figuras

  • 12.4 .................................................................................................

36

  • 12.5 Notas de Rodapé

37

  • 12.6 Indicativos de Seção (Capítulos, Sub-Capítulos, entre outros)

38

  • 12.7 Numeração Progressiva

38

  • 12.8 Títulos sem Indicativo Numérico

39

  • 12.9 Paginação

39

3

  • 13 DISPOSIÇÕES FINAIS .....................................................................................

40

  • 14 ANEXOS..............................................................................................................

41

1

1

INTRODUÇÃO

Esta norma foi elaborada com o objetivo de orientar, tanto os discentes quanto os docentes, na elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), como atividade curricular do Bacharelando em Ciência da Computação, de acordo com o Projeto Pedagógico do Curso de Ciência da Computação da Faculdade Ubaense Ozanam Coelho. Está fundamentada pelo currículo de referência indicado pela Sociedade Brasileira de Computação na Lei nº 07/12/1977 regulamentada pelo Decreto nº 87.497, de 18/08/1982 e pelo relatório referente à proposta das diretrizes curriculares do MEC. Acredita-se que estas orientações, as quais são revisadas periodicamente, possam contribuir para que os docentes orientadores e os discentes tenham a sua tarefa facilitada, no sentido de desempenhar melhor seus papéis no processo educativo. O TCC é de grande importância para a formação no Curso de Ciência da Computação, pois permite que o discente pesquise sobre um assunto de seu interesse e apresente o que aprendeu no final do curso. O trabalho deve ser elaborado pelo discente com base em literatura, em sua experiência pessoal e profissional, e nas linhas de pesquisa dos “docentes orientadores.

2

2

OBJETIVOS

A norma do TCC tem por objetivo auxiliar os discentes no processo de desenvolvimento de seus Trabalhos de Conclusão de Curso; entretanto os conceitos apresentados são também aplicáveis ao desenvolvimento de outros trabalhos acadêmicos. Procura-se, nesta norma, fazer uma compilação dos principais aspectos relacionados com a confecção de um documento metodologicamente adequado, desde o formato adequado do papel e o tamanho das margens até itens que não deveriam, de forma alguma, estar ausentes de qualquer trabalho, como o encadeamento lógico (começo, meio e fim) de uma redação. O não atendimento a tais normas pode levar qualquer trabalho a perder sua validade acadêmica.

3

  • 3 SISTEMÁTICA DE ORIENTAÇÃO

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um componente curricular do Curso de Ciência da Computação, desenvolvido na modalidade de monografia, com regulamentação própria aprovada pelo Colegiado Acadêmico do Curso. O processo de construção da monografia tem início na disciplina Metodologia da Pesquisa Científica (INF260), quando os discentes são orientados para os requisitos metodológicos necessários à elaboração de um trabalho acadêmico-científico. Na disciplina do sétimo período (INF270 Projeto de Monografia) o discente desenvolve o Projeto da Monografia e, sendo aprovado, cursará no oitavo período a disciplina INF271 Monografia, quando irá desenvolver sua Monografia, cujo conteúdo está pautado na especificidade de cada área da Ciência da Computação, de interesse para o discente. Os trabalhos realizados para as disciplinas de Projeto de Monografia (INF270) e Monografia (INF271) deverão abordar temas ligados à Ciência da Computação, com relevância para a área. O trabalho feito na disciplina de Projeto de Monografia será, obrigatoriamente, direcionado e concluído na disciplina Monografia, não podendo haver mudança de tema, salvas as exceções que serão julgadas pelo Colegiado do Curso. Será obrigatória a entrega do Aceite de Orientação (Anexo A) à Coordenação de TCC, devidamente assinado pelo(s) docente(s) que orientará(ão) a Monografia ou Projeto de Monografia, no prazo máximo de duas semanas após o início das aulas, de modo a formalizar o processo de orientação entre o discente e seu professor orientador. Caso o discente, durante o período letivo, tenha interesse em trocar de orientador, deverá obter o aval do Colegiado do Curso, que se reunirá com os orientadores (o atual e o futuro) para analisar o andamento do trabalho e definir a viabilidade da troca. Os discentes deverão se reunir periodicamente (semanalmente ou quinzenalmente) com o professor orientador, em datas pré-agendadas, estabelecidas em comum acordo entre ambos, para discorrer sobre o andamento e os rumos do trabalho sendo desenvolvido. Cada encontro deve ser registrado pelo professor orientador como uma presença, devendo por consequência ser definida uma falta para o aluno caso ele não compareça na data e hora marcadas.

4

Mensalmente, os professores orientadores deverão repassar ao docente da disciplina as presenças ou faltas relativas a seus orientados. Caso ocorra situação inversa, o aluno vindo para a orientação e o professor por algum motivo não comparecendo, o aluno deverá comunicar o fato imediatamente à Coordenação de TCC.

5

4

ATRIBUIÇÕES

  • 4.1 Compete à Coordenação do TCC:

    • a) Definir e divulgar as datas programadas para as avaliações do TCC;

    • b) Resolver eventuais problemas apresentados por docentes orientadores de TCC;

    • c) Acompanhar o desenvolvimento do TCC, mantendo contato regular com os respectivos professores orientadores;

    • d) Definir as bancas examinadoras para a qualificação do Projeto de Monografia;

    • e) Definir as bancas examinadoras para a defesa de Monografia;

    • f) Recomendar aos discentes a consulta aos docentes orientadores, mesmo que ainda não tenham seus temas definidos.

    • g) Repassar à secretaria os dados relativos à frequência dos alunos às reuniões de orientação, conforme fornecidos por cada professor orientador;

    • h) Responsabilizar-se pela elaboração das atas de apresentação das bancas de qualificação e defesas;

    • i) Providenciar a emissão dos certificados de participação em bancas para os docentes.

  • 4.2 Compete aos Docentes Orientadores de TCC:

    • a) No início do semestre letivo, após definidos quais serão seus alunos orientados, elaborar e divulgar para esses alunos o cronograma de Reuniões de Orientação para avaliação do trabalho desenvolvido;

    • b) Registrar, de acordo com o calendário elaborado de Reuniões de Orientação, as presenças ou faltas dos discentes orientados a essas reuniões.

    • c) Caso não possa estar disponível para uma reunião de orientação agendada, avisar previamente ao seu aluno orientado, definindo já nova data.

  • 6

    • d) Opcionalmente, elaborar e divulgar para seus orientados cronograma de entrega de Relatórios de Acompanhamento (ANEXO C), no total de 5, a serem produzidos pelos discentes, onde o discente irá relatar as atividades executadas no período, sendo tal relatório devidamente avaliado pelo orientador;

    • e) Auxiliar o aluno na superação das dificuldades técnicas e metodológicas que podem surgir durante o desempenho das atividades;

    • f) Definir o encaminhamento ou não dos orientados às Bancas Examinadoras de Projeto de Monografia e Monografia (ANEXO B);

    • g) Ter contato com o discente e orientá-lo no que tange à sua especialidade, agregando valor ao trabalho do discente;

    • h) Preservar o cumprimento dos modelos de trabalhos pré-estabelecidos pela Instituição, evitando a proliferação de modelos divergentes e visando permitir uma razoável padronização normativa e uma melhor e justa avaliação dos discentes em Banca Examinadora do TCC;

    • i) Avaliar sua própria disponibilidade de tempo e domínio dos assuntos propostos para orientação dos discentes;

    • j) Repassar mensalmente à Coordenação de TCC informações referentes à presença do discente às reuniões de orientação;

    • k) Participar das bancas de qualificação do Projeto de Monografia e da Monografia;

    4.3 Compete aos discentes matriculados nas Disciplinas de TCC:

    • a) Apresentar Projeto de Monografia, em data definida no período letivo, e de acordo com esta norma, para obter a pré-qualificação necessária para se dar continuidade à Monografia;

    • b) Informar periodicamente ao seu docente orientador de TCC sobre o andamento do trabalho, apresentando as novas etapas e as correções requisitadas realizadas;

    • c) Comparecer às reuniões com o orientador, pontualmente nos dias e horas estipulados no programa de atividades;

    7

    • d) Elaborar periodicamente, de acordo com calendário definido por seu professor orientador, um Relatório de Acompanhamento, onde deverão ser registradas as atividades desenvolvidas (ANEXO C), e entregá-lo ao professor orientador;

    • e) Informar por escrito, ao professor docente da disciplina, na mesma semana em que o fato acontecer, caso o seu orientador por algum motivo o orientador não compareça a uma reunião de orientação agendada, sem prévio aviso.

    • f) Entregar os documentos das etapas estabelecidas em cronograma nas datas previstas para avaliação. Não haverá prorrogações de prazo;

    • g) Aceitar e seguir as normas para as orientações;

    • h) Manter, em todas as atividades desenvolvidas durante Trabalho de Conclusão de Curso, uma atitude ética;

    • i) Cumprir todas as determinações deste documento.

    8

    • 5 ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

    Semestralmente, a Coordenação divulgará o rol de docentes autorizados a

    orientar Trabalhos de Conclusão de Curso naquele semestre letivo, os quais estarão sempre divididos segundo as seguintes áreas de concentração:

    • Teoria da Computação;

    • Computabilidade e Modelos de Computação;

    • Linguagens Formais e Autômatos;

    • Análise de Algoritmos e Complexidade de Computação;

    • Lógicas e Semântica de Programas;

    • Matemática da Computação;

    • Matemática Simbólica;

    • Modelos Analíticos e de Simulação;

    • Metodologia e Técnicas da Computação;

    • Linguagens de Programação;

    • Engenharia de Software;

    • Banco de Dados;

    • Sistemas de Informação;

    • Processamento Gráfico (Graphics);

    • Sistemas de Computação;

    • Hardware;

    • Arquitetura de Sistemas de Computação;

    • Software Básico;

    • Redes de Computadores;

    • Inteligência Artificial;

    • Computação na Educação;

    • Segurança da Informação.

    9

    • 6 COMPOSIÇÃO DA BANCA EXAMINADORA

    Todos

    os

    discentes,

    devidamente

    indicados

    por

    seus

    respectivos

    orientadores, devem submeter e apresentar seus trabalhos a uma Banca Examinadora, composta por três docentes, sendo um deles o orientador do trabalho, e os outros dois membros da banca definidos pelo Professor Coordenador de TCC. Um dos docentes e somente um - pode ser, mediante aprovação do orientador e coordenação, um docente externo à instituição. Todos os demais

    membros da banca devem ser docentes da instituição. Na impossibilidade da presença física dos três

    docentes,

    a

    Banca

    Examinadora poderá ser conduzida pelo docente orientador mais um docente convidado, e o terceiro avaliará somente o texto apresentado.

    10

    7

    PRAZOS CURRICULARES PARA AS DISCIPLINAS DE TCC (PROJETO DE MONOGRAFIA E MONOGRAFIA)

    Como se tratam de disciplinas regulares do currículo do Curso de Ciência da Computação, todos os discentes deverão apresentar seus trabalhos à banca até o final do 7º semestre, para o Projeto de Monografia, e do 8º, para Monografia. Ao cursar uma dessas disciplinas, o discente deve ter ciência de que diversos prazos, no decorrer do semestre letivo devem ser cumpridos. As datas reais serão definidas pela Coordenação de TCC, mas não serão muito divergentes do que for informado neste documento. De uma maneira geral, ao se cursar uma disciplina de TCC, isto envolve: entrega do Aceite de Orientação devidamente assinado; entrega do texto impresso para ser avaliado pela banca, junto com o documento Parecer do Orientador; e entrega do texto final, com as correções sugeridas pela banca. Semestralmente, a Coordenação de TCC divulgará as datas definidas para a entrega dos trabalhos realizados e para apresentação dos mesmos perante a banca examinadora.

    • 7.1 Entrega do Aceite de Orientação

    Os Aceites de Orientação (Anexo A) deverão ser entregues até no máximo ao final da segunda semana letiva do semestre, devidamente assinados pelo aluno e pelo professor orientador. Vale frisar que este documento é válido para o semestre letivo, devendo ser renovado a cada novo semestre. Além disso, note-se que esta é uma tarefa do discente, e não do docente orientador, portanto é o aluno que deve procurar seu orientador com o documento para ser assinado e também é o aluno que deve entrega-lo à Coordenação de TCC.

    • 7.2 Entrega do texto para a banca e do Parecer do Orientador

    Os Projetos de Monografia deverão ter sua versão final para avaliação pela banca entregues entre o 15º e o 20º dia do quarto mês do semestre letivo. As Monografias deverão ter sua versão final para avaliação pela banca entregues de 10 a 20 dias antes do final do semestre letivo, mas com pelo menos 7 dias antes da

    11

    data definida para a defesa. Junto com o texto, deve ser entregue para a Coordenação de TCC o Parecer do Orientador (Anexo B) autorizando a defesa em banca do trabalho desenvolvido. As bancas de avaliação irão ocorrer logo após a entrega dos trabalhos, com alguns dias de intervalo para que os membros da banca possam ler os trabalhos entregues.

    7.3 Entrega da versão final do texto, com as correções da banca.

    Os discentes cujos Projetos forem aprovados pela Banca de Qualificação deverão efetuar as correções sugeridas pela Banca, e entregar 1 (uma) cópia impressa do Projeto de Monografia corrigido e aprovado pelo professor orientador ao Coordenador de TCC, até o final do semestre letivo. Os discentes cujas Monografias forem aprovadas pela Banca, terão 30 (trinta) dias após a data de sua banca para entregar a versão final do texto, já corrigido e aprovado pelo professor orientador. A entrega dessa versão final é requisito para aprovação nas disciplinas (vide próximo tópico).

    7.4 Do descumprimento dos prazos

    O não cumprimento dos prazos estabelecidos neste capítulo levará à reprovação do discente nas respectivas disciplinas. A entrega dos textos finais, com as correções da banca, é requisito para aprovação nas disciplinas Projeto de Monografia e Monografia. Portanto, as notas dessas disciplinas só serão lançadas para o aluno após a entrega do texto final, devidamente liberado pelo orientador. A entrega da versão final da Monografia após as correções também é condição para que o discente retire seu diploma junto à FAGOC. No início do semestre letivo, a não entrega do respectivo documento de aceite de orientação até a data limite estabelecida (final da segunda semana letiva do período), implica em lançamento de uma anotação de falta na disciplina por semana letiva, até que a situação (entrega do documento) seja regularizada pelo estudante.

    12

    • 8 ENTREGA DO TEXTO

      • 8.1 Projeto de Monografia

    Os discentes aprovados por seus orientadores para participarem da Banca de Qualificação deverão encaminhar ao Professor Coordenador de TCC, em data por ele divulgada com antecedência, 3 (três) cópias impressas mais uma versão em PDF de seu Projeto de Monografia. Essa entrega deverá acontecer com no mínimo

    • 3 (três) dias de antecedência à data agendada para a Banca de Qualificação.

      • 8.2 Monografia

    Os discentes aprovados para participarem da Banca Examinadora da Monografia deverão encaminhar ao Professor Coordenador de TCC 3 (três) cópias impressas e uma versão em PDF do seu texto monográfico, em data definida pelo Professor Coordenador de TCC, com no mínimo 7 (sete) dias de antecedência à data agendada para a Banca Examinadora. Os discentes cujos textos monográficos forem aprovados pela Banca Examinadora deverão efetuar as correções estabelecidas pela banca examinadora no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a data de sua apresentação, e, após liberação pelo orientador (ou nos casos em que o texto for aprovado com restrições, após a liberação pelos membros da banca), entregar duas vias da versão final impressas e devidamente assinadas pelos membros da banca, junto com o respectivo CD (veja capitulo 10 - Arquivamento) ao Coordenador de TCC, devidamente envelopadas (sem encadernar), e pagar a devida taxa de encadernação. Observação: As monografias deverão ser posteriormente encadernadas em capa dura, na cor azul, com os “dizeres” da capa e da lombada em letras douradas.

    13

    • 9 DAS AVALIAÇÕES

      • 9.1 Pontuação dos trabalhos

    Por possuir características peculiares, e também pela ampla abrangência de temas de trabalhos desenvolvidos, as disciplinas de Projeto de Monografia e Monografia não serão avaliadas por meio de notas (valores numéricos), mas por meio de conceitos. Desta forma, os alunos poderão receber os seguintes conceitos relativos ao trabalho apresentado:

    • A - Equivalente a notas entre 90 e 100

    • B - Equivalente a notas entre 80 e 89

    • C - Equivalente a notas entre 70 e 79

    • D - Equivalente a notas entre 60 e 69

    • E - Equivalente a restrições no trabalho (notas entre 50 e 59). Neste caso o aluno deverá reescrever o trabalho de acordo com o solicitado pela banca avaliadora, e enviar seu trabalho para a banca para uma nova avaliação, que poderá elevar seu conceito para D ou C. Caso a nota permaneça E, o aluno será considerado reprovado.

    • N - Conceito “não suficiente”, conforme consta no regimento da Fagoc. Neste caso o aluno é considerado reprovado

    • 9.2 Avaliação da monografia

    Para a avaliação do trabalho monográfico do discente, os membros da banca levarão em consideração dois aspectos: o texto monográfico em si e a respectiva apresentação oral, sendo o texto monográfico responsável por 70% do total da avaliação. Na avaliação do texto monográfico, serão considerados os seguintes

    aspectos:

    13 9 DAS AVALIAÇÕES 9.1 Pontuação dos trabalhos Por possuir características peculiares, e também pela ampla

    Definição do problema: Será verificado se o aluno definiu e contextualizou corretamente o problema cuja solução pretende obter. Cumprimento dos objetivos: Deve ser verificado se os objetivos propostos no documento (implementação, modelagem, avaliação, etc.) foram cumpridos no trabalho apresentado ..

    14

    • Resultados obtidos: Verifica-se neste tópico a qualidade do resultado obtido, sua aplicabilidade e originalidade.

    • Áreas envolvidas no problema: Se o problema abrange apenas uma ou várias áreas de conhecimento.

    • Ortografia e gramática: Se o texto está em português correto, palavras escritas corretamente, concordâncias verbais adequadas.

    • Formatação: Se o texto está formatado conforme as normas, as figuras corretamente legendadas e referenciadas no texto.

    • Conteúdo e clareza: Se o texto tem seu conteúdo fluente, frases e parágrafos encadeados adequadamente, o entendimento geral do texto é fácil, e principalmente se o texto redigido não pertence à outra fonte que não o discente.

    • Bibliografia utilizada: Se as referências bibliográficas estão corretamente citadas no texto, e se o aluno utilizou fontes bibliográficas de qualidade no trabalho. Ao apresentar oralmente seu trabalho, o aluno terá um tempo de até 20 (vinte) minutos, podendo utilizar qualquer recurso didático que queira. Normalmente, deverão estar à disposição para tais apresentações um computador e um projetor digital (data-show). A apresentação do discente será avaliada pela banca considerando os critérios:

      • Apresentação do trabalho: Será considerada a postura do aluno e qualidade da apresentação, e se o aluno conseguiu apresentar seu trabalho dentro do tempo regulamentar.

    • Conhecimento do aluno: Neste tópico será considerado se o aluno mostrou conhecimento sobre o tema apresentado, e respondeu adequadamente aos questionamentos efetuados pela banca. Após a apresentação oral do trabalho e as considerações dos membros da banca, a banca irá se reunir para deliberar o conceito final do aluno, que será a média das notas individuais dos avaliadores. Além do conceito citado no item 9.1, o aluno poderá receber um dos conceitos adicionais a seguir:

      • Aprovado: Neste caso o aluno deve efetuar as correções propostas pela banca e aprová-las junto ao seu orientador. Situação normal de aprovação.

    15

    • Aprovado com considerações: Neste caso o aluno deverá refazer boa parte do trabalho, devendo interagir com seu orientador de forma que seu trabalho contenha as solicitações da banca examinadora. O orientador irá verificar se o texto tem ou não condições de ser aprovado.

    • Aprovado com restrições: Neste caso, o trabalho deve ser refeito em boa parte. O aluno que receber tal conceito deverá, após ter seu trabalho considerado condizente pelo orientador, encaminhar uma cópia impressa de seu trabalho para cada membro da banca, e seu texto será novamente avaliado (não será necessária nova apresentação oral). Neste caso, se dentro de no máximo 30 dias após sua apresentação oral o aluno não entregar a nova versão do trabalho para ser reavaliado, ele será considerado reprovado na disciplina.

    • Insuficiente: A banca neste caso considerou que o trabalho não merece ser aprovado, devendo então o aluno refazer o trabalho e em etapa futura comparecer novamente perante uma banca de avaliação.

    9.3 Avaliação do projeto de monografia

    Sendo o projeto de monografia o ponto de partida do trabalho final do discente, e considerando que não existem ainda resultados, mas apenas uma proposta, tem-se que o texto do projeto será considerando-se os seguintes critérios:

    • Definição do problema: Idêntico ao avaliado na monografia.

    • Ortografia e gramática: Também se texto está em português correto, palavras escritas corretamente, concordâncias verbais adequadas.

    • Formatação: Se o texto está conforme as normas.

    • Conteúdo e clareza: Também idêntico ao avaliado na monografia. O aluno deverá constar no texto um capítulo intitulado “Trabalhos Relacionados”.

    • Bibliografia utilizada: Também se as referências bibliográficas estão corretamente citadas no texto e se o aluno utilizou fontes bibliográficas de qualidade no trabalho.

    • Cronograma: Se o aluno apresentou cronograma coerente com as diversas etapas definidas no seu trabalho.

    16

    A apresentação oral do discente de seu projeto de monografia será avaliada de forma semelhante à apresentação da monografia, porém o discente terá um tempo limite de 10 (dez) minutos para apresentar sua proposta, não sendo necessário utilizar recursos extras (data show, etc.) para este propósito.

    17

    10

    ARQUIVAMENTO

    Todos os trabalhos serão arquivados (1 volume) em prontuário dos respectivos discentes para documentação acadêmica. Serão também arquivados em um banco de dados, para posterior consulta on-line. Para isso, o discente deverá entregar junto com a versão final impressa uma cópia em CD, com o texto monográfico em formato PDF para que o texto possa ser visualizado localmente ou através de um navegador web. Para os casos em que o texto monográfico apresentar código fonte, uma aplicação desenvolvida ou qualquer outro recurso computacional exportável, é necessário anexar esse material ao CD contendo a monografia.

    18

    • 11 ELEMENTOS ESTRUTURAIS DO TRABALHO ACADÊMICO O

    Quadro

    1

    apresenta,

    de

    forma

    estruturada,

    como

    deve

    ser

    feita

    a

    disposição dos elementos do trabalho monográfico a ser apresentado pelo discente.

    Quadro 1 Elementos do Trabalho Acadêmico

    Estrutura

    Elemento (ordem de apresentação)

     

    Capa

    *

    *

    *

    *

    *

    *

     

    Lombada Folha de Rosto Ficha Catalográfica

    Errata Folha de Aprovação

    Pré-Textuais

    Dedicatória

    Agradecimentos

    Epígrafe Resumo no idioma do texto

    *

    Resumo em outro idioma Sumário Listas

     

    Introdução

    Textuais

    Desenvolvimento

     

    Conclusão

     

    Referências Bibliográficas

    *

    *

    *

     

    Glossário

    Pós-Textuais

    Apêndice Anexo Índices *

    *

    Elementos opcionais, ou seja, podem constar ou não do trabalho acadêmico, de acordo com a necessidade e/ou opção de seu autor.

    11.1 Elementos Pré-Textuais

    11.1.1 Capa

    Elemento obrigatório, onde as informações são transcritas na seguinte ordem:

    • a) nome da Instituição (maiúsculas Arial 14 ou TNR 1 15);

    • b) título (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

    • c) subtítulo, se houver (minúsculas Arial 14 ou TNR 15);

    • d) nome do autor (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

    1 TNR Times New Roman

    19

    • e) cidade (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

    • f) estado (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

    • g) ano (Arial 14 ou TNR 15);

    • 11.1.2 Lombada

    Deve

    conter

    o nome

    do

    autor, título do trabalho, ano

    e

    a

    logomarca da

    instituição. Este item constará somente da versão final, após todas as correções

    solicitadas pela Banca Examinadora, para arquivamento.

    • 11.1.3 Folha de rosto

      • a) nome do autor (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

      • b) título (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

      • c) subtítulo, se houver (minúsculas Arial 14 ou TNR 15);

      • d) natureza (Trabalho de Conclusão de Curso, Monografia ou Projeto de Pesquisa), objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros), nome da instituição a que é submetido e área de concentração (se houver) (minúsculas Arial 11 ou TNR 12);

      • e) nome do orientador e co-orientador (se houver);

      • f) cidade (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

      • g) estado (maiúsculas Arial 14 ou TNR 15);

      • h) ano (Arial 14 ou TNR 15).

  • 11.1.4 Ficha Catalográfica

  • Deve constar, no verso da Folha de Rosto, na parte inferior da página, a ficha catalográfica, que deve ser elaborada pela bibliotecária da FAGOC, conforme o Código de Catalogação Anglo-Americano.

    • 11.1.5 Folha de aprovação

      • a) dados da monografia (ver modelo);

      • b) nome e assinatura dos componentes da banca examinadora (minúsculas Arial 12 ou TNR 13);

      • c) data de aprovação (minúsculas Arial 12 ou TNR 13);

      • d) conceito (APROVADO ou REPROVADO).

    20

    • 11.1.6 Dedicatória

    Elemento opcional, no qual o autor dedica seu trabalho ou presta uma homenagem a alguém que contribuiu para sua confecção. Não deve exceder uma página.

    • 11.1.7 Agradecimentos

    O texto deve ser breve e discreto, em linguagem simples e objetiva, contendo os agradecimentos indispensáveis à(s) pessoa(s) e/ou instituições que colaboraram com o trabalho. Não deve ultrapassar uma folha. É opcional.

    • 11.1.8 Resumo

    Apresentação concisa e objetiva das linhas principais que definem a natureza e o conteúdo da obra, o resumo deve ser apresentado em língua portuguesa e ser composto de uma sequencia corrente de frases e não de uma enumeração de tópicos, seguida de até 5 (cinco) palavras-chave. É opcional a tradução do resumo para outro idioma. Caso o discente opte por tal tradução, recomenda-se o idioma inglês. Número de palavras: 100 (mínimo), 500 (máximo). Digitado em um único parágrafo, com espaçamento de 1,5 linhas e sem recuo de primeira linha (Arial 12 ou TNR 13). Título (RESUMO) centralizado (maiúsculas, Arial 14 ou TNR 15).

    • 11.1.9 Sumário

    Esquema das principais divisões do trabalho: capítulos e sub-capítulos, etc., como aparecem no corpo do trabalho. Cada parte é acompanhada do respectivo número da página em que se inicia. Título (SUMÁRIO) centralizado (maiúsculas, Arial 14 ou TNR 15); itens digitados em Arial 12 ou TNR 13. Entre as divisões principais, deve-se usar espaço duplo, e entre as divisões secundárias e terciárias, o espaço simples.

    11.1.10 Listas

    Elemento

    obrigatório caso o texto

    contenha figuras, e/ou tabelas, e/ou

    quadros, e/ou código-fonte que deve

    ser elaborado de

    acordo

    com

    a

    ordem

    21

    representada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página. Deve constar um título próprio para cada lista:

    • a) lista de figuras: relação de gráficos, desenhos, mapas, fotografias, esquemas, fórmulas, lâminas etc., denominando-se de figuras;

    • b) lista de tabelas e quadros: elaboram-se listas de tabelas e quadros enumerando-as com os títulos e página especifica de acordo com o texto;

    • c) lista de códigos fonte: relação dos trechos de códigos, seja de programas, de scripts ou pseudocódigos, apresentados no texto monográfico e devidamente legendados;

    • d) lista de abreviaturas, siglas e símbolos: relacionar uma única lista em ordem alfabética, dependendo da extensão, as abreviaturas, siglas e símbolos utilizados no decorrer do texto com seus respectivos significados.

    Título centralizado (maiúsculas, Arial 14 ou TNR 15); itens digitados em Arial 12 ou TNR 13 e espaçamento de 1,5 linhas.

    22

    Modelo de capa de monografia

    FACULDADE GOVERNADOR OZANAM COELHO

    TITULO:

    subtítulo

    FACULDADE GOVERNADOR OZANAM COELHO TITULO: subtítulo AUTOR UBÁ MINAS GERAIS ANO

    AUTOR

    UBÁ MINAS GERAIS ANO

    23

    Modelo de folha de rosto de monografia

    AUTOR

    TITULO:

    subtítulo

    AUTOR TITULO: subtítulo Monografia apresentada como parte das exigências para a obtenção do título de Bacharel

    Monografia

    apresentada

    como

    parte

    das

    exigências

    para

    a

    obtenção do título de Bacharel em

    Ciência

    da

    Computação da

    Faculdade

    Governador

    Ozanam

    Coelho, FAGOC.

    UBÁ MINAS GERAIS ANO

    24

    Modelo de folha de aprovação

    ii AUTOR TÍTULO: subtítulo Monografia apresentada e aprovada em ....... de ...................... de 201x. ____________________ Nome
    ii
    AUTOR
    TÍTULO:
    subtítulo
    Monografia apresentada e aprovada em
    .......
    de
    ......................
    de 201x.
    ____________________
    Nome
    (Examinador)
    ____________________
    Nome
    (Examinador)
    ____________________
    Nome
    (Orientador)

    25

    Modelo de dedicatória

    iii

    iii Dedico este trabalho às pessoas que vêm me apoiando nesta jornada de estudante ...

    Dedico este trabalho às pessoas que vêm me apoiando nesta jornada de estudante ...

    26

    Modelo de agradecimentos

    iv

    AGRADECIMENTOS

    iv AGRADECIMENTOS Agradeço a atenção e disponibilidade de meus familiares, que tanto souberam compreender a importância

    Agradeço a atenção e disponibilidade de meus familiares, que tanto souberam compreender a importância desse esforço. Aos docentes, por sua valorosa contribuição. Aos amigos, que me apoiaram nessa conquista. A ........... A .......... E, acima de tudo, a Deus, pela proteção e a oportunidade de estar realizando mais um objetivo de vida.

    iv AGRADECIMENTOS Agradeço a atenção e disponibilidade de meus familiares, que tanto souberam compreender a importância

    27

    Modelo de resumo

    v

    v RESUMO A proposição de normas para trabalhos acadêmicos é uma preocupação das Instituições de Ensino

    RESUMO A proposição de normas para trabalhos acadêmicos é uma preocupação das Instituições de Ensino que vêm atuando na promoção da pesquisa, ensino e extensão. Baseando-se nas Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) vigentes, foi elaborada a orientação específica para os estudantes da Faculdade Ubaense Ozanam Coelho. Pretende-se promover a padronização das produções técnicas e os trabalhos acadêmicos.

    v RESUMO A proposição de normas para trabalhos acadêmicos é uma preocupação das Instituições de Ensino

    Palavras-chave: Fagoc, Pesquisa, Técnicas, ABNT e Trabalho.

    28

    Modelo de sumário

    SUMÁRIO

    vi

    LISTA DE TABELAS

    vii

    LISTA DE FIGURAS

    viii

    ix

    1. INTRODUÇÃO

    1

    2

    SUMÁRIO vi LISTA DE TABELAS vii LISTA DE FIGURAS viii ix 1. INTRODUÇÃO 1 2 (e

    (e assim por diante de acordo com os tópicos de cada seção e subseção estruturados no TCC)

    Modelo da lista de tabelas

    29

    vii

    LISTA DE TABELAS

    ..........................................

    10

    Tabela 1 Plano de P Tabela 2 Valores das variáveis

    ..........................

    15

    (e assim por diante)

    vii LISTA DE TABELAS .......................................... 10 Tabela 1 – Plano de P Tabela 2 – Valores

    30

    11.2 Elementos Textuais 2

    A apresentação e o desenvolvimento do assunto abordado serão divididos em capítulos e seções, variando sua estrutura de acordo com a área do conhecimento e a natureza do trabalho. A redação de todo o texto deverá se ater aos princípios de redação científica. O texto deverá ser apresentado em português, em linguagem clara, exata e concisa, sendo preferível o uso da conjugação impessoal dos verbos. O documento deve ter a Introduçãocomo capítulo 1. O capítulo 2 deve ser intitulado “Referencial Teórico”. No caso de projeto de software, deve ser acrescentado após o “Referencial Teórico” um capítulo denominado Trabalhos Relacionados”. A partir desses capítulos iniciais, o discente tem liberdade para acrescentar quantos capítulos achar necessário, e de nomear os títulos conforme achar mais conveniente.

    • 11.2.1 Introdução

    Apresentação do problema investigado e seu relacionamento com outros trabalhos, formando os antecedentes que justificam a pesquisa. Deve incluir a formulação do problema de pesquisa, a formulação de hipóteses (se houver), delimitações do assunto e os objetivos propostos.

    • 11.2.2 Desenvolvimento

    Parte principal do texto contendo a exposição ordenada e detalhada do assunto, apresentando os resultados obtidos. Divide-se em seções e subseções (capítulos e sub-capítulos), que variam em função da abordagem do tema e do método. As principais partes de um trabalho monográfico podem ser:

    • a) revisão de literatura;

    • b) metodologia;

    • c) construção dos argumentos;

    • d) resultados;

    • e) interpretação e análise dos resultados alcançados.

    2 A responsabilidade acadêmica e social impõe lisura no trato com os documentos do processo ensino- aprendizagem. Em especial, quanto à monografia ou trabalho de conclusão de curso, deve-se alertar para a responsabilidade criminal, inclusive aludida no art. 299 do Código Penal Brasileiro (plágio e/ou compra de monografia).

    31

    No caso do projeto de monografia, omitem-se os itens d e e (resultados e interpretação) citados anteriormente, pois se considera que o trabalho ainda está para ser desenvolvido.

    • 11.2.3 Conclusão

    Parte final do texto, na qual se apresentam conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses. Para a apresentação do conteúdo deste capítulo, de maneira apropriada, deve-se atentar para os seguintes pontos:

    • a) as conclusões devem ser realizadas, única e exclusivamente, com base naquilo que foi discutido anteriormente, não se devendo inserir novos elementos;

    • b) para iniciar as conclusões, resgate a pergunta que desencadeou o estudo e faça um brevíssimo resumo sobre o que foi discutido nos capítulos anteriores;

    • c) citações devem ser evitadas nas conclusões, a menos que sejam para dar uma finalização de impacto, ou charmosa. Por quê? Porque a conclusão é o resultado de uma reflexão sua, não de outra pessoa. É a sua contribuição ao acervo existente;

    • d) ao final dos resultados, insira um parágrafo apresentando as limitações do seu trabalho, sugestões e recomendações para futuras pesquisas.

    • 11.2.4 Cronograma

    ÚItimo tópico que deve constar de um projeto de monografia. Nele o aluno irá especificar as diversas fases que deverão fazer parte de seu trabalho, prevendo as datas de início e fim de cada uma dessas fases. Ao

    elaborar um cronograma de projeto, o discente deverá estar ciente do tempo que terá realmente disponível para executar as tarefas relacionadas ao trabalho de monografia, de forma que o cronograma seja o mais próximo da realidade quanto possível. Uma vez definido o cronograma, o discente deverá zelar para o seu cumprimento. O cronograma será construído como uma tabela, onde cada linha corresponde a uma das atividades a serem executadas, e cada coluna

    32

    corresponde a um mês ou uma quinzena, a escolha do discente. No cruzamento entre linha e coluna, marca-se um X nos meses (ou quinzenas) onde se pretende dedicar a uma determinada etapa do trabalho. Na figura a seguir, tem-se um exemplo de cronograma.

    32 corresponde a um mês ou uma quinzena, a escolha do discente. No cruzamento entre linha

    11.3 Elementos Pós-Textuais

    11.3.1 Referências Bibliográficas

    Lista das fontes consultadas, fichadas e citadas no trabalho, organizada conforme as normas da ABNT - NBR 6023. As referências devem conter, no mínimo, 10 (dez) obras, as quais serão apresentadas em ordem alfabética pelo sobrenome do autor, alinhadas de modo justificado, sem espaços ou recuos horizontais, e com espaçamento de 12 pontos após cada referência. As referências bibliográficas deverão conter única e exclusivamente obras citadas ao longo do trabalho. Analogamente, todas as obras citadas no trabalho devem ser referenciadas.

    Obs.: As normas gerais para citação e para referências bibliográficas encontram-se disponíveis no Sistema Pandora. Entre na opção NEPPG, em seguida, na opção baixar arquivos da NEPPG. Consulte o arquivo Normas para apresentação de trabalhos acadêmicos.

    33

    • 11.3.2 Apêndice(s)

    Consiste de textos ou documentos elaborados pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo para a unidade nuclear do trabalho. Por exemplo: cópia de questionários, roteiros de entrevista, cálculos intermediários estatísticos e outros. Os apêndices são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Exemplo:

    APÊNDICE A Questionário aplicado APÊNDICE B Planilha de cálculo

    • 11.3.4 Anexo(s)

    É composto de texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração. Por exemplo: cópia de algum documento interessante. Os anexos são identificados por letras maiúsculas sequenciais, seguidos de seus respectivos títulos. Exemplo:

    ANEXO A Projeto Piloto ANEXO B Entrevista

    34

    • 12 APRESENTAÇÃO GRÁFICA

    12.1 Formato

    O texto deve ser digitado em papel branco A4 (21 cm x 29,7 cm), na cor preta, com margens superior e esquerda de 3,0 cm e margens inferior e direita de 2,0 cm. Utilizar fonte 3 Arial 12 ou Times New Roman 13 para texto e títulos; Arial 10 ou Times New Roman 11 para citações de mais de três linhas, rodapés, paginação, legendas de ilustrações e tabelas. Emprega-se itálico para palavras e frases em língua estrangeira, expressões de referência (ex.: vide, in vitro), letras ou palavras que requerem destaque e nomes científicos de plantas e animais. Aplicar recuo de primeira linha de 1,25 cm para parágrafos e espaçamento de 1,5 linhas em todo o texto. Em citações de mais de três linhas, usar espaçamento simples, com recuo de 4 cm da margem esquerda. Deverão ser observados os seguintes espaços:

    • a) dois espaços antes e após o título;

    • b) um espaço após o subtítulo;

    • c) sem espaço após níveis posteriores.

    Indicar o final do texto com um espaço simples, exceto quando preceder um

    título.

    12.1.1 Limites quantitativos de páginas.

    Para o Projeto de Monografia, a parte textual (da Introdução à Conclusão) deve conter no mínimo 10 (dez) e no máximo 25 (vinte e cinco) páginas de conteúdo, sem considerar capa, elementos pré e pós-textuais. A formatação do Projeto de Monografia deve ser a mesma a ser utilizada na Monografia. Já a monografia deve conter, obrigatoriamente, um número mínimo de 40 (quarenta) páginas, não havendo limite superior do número de páginas.

    3 O discente tem a liberdade de escolher entre as fontes Arial e Times New Roman, entretanto, deve utilizar o mesmo tipo de fonte durante toda a redação do texto.

    35

    12.1.2 Distribuição do conteúdo da parte textual

    Para o texto do trabalho monográfico, sugere-se a distribuição percentual do conteúdo conforme a tabela 1 abaixo, que considera como exemplo uma monografia que possua um total de 40 páginas na sua parte textual.

    Tabela 1 Distribuição percentual do texto

    Capítulo

    Percentual (%)

    Número de páginas

    Introdução

    15

    6

    Referencial Teórico

    25

    10

    Metodologia

    10

    4

    Resultados

    40

    16

    Conclusão

    10

    4

    Total

    100

    40

    12.2 Tabelas

    A tabela é uma representação que emprega dados estatísticos, não devendo possuir linhas verticais. Seu título localiza-se na parte superior, devendo o texto ser claro, objetivo e informar sobre o conteúdo da tabela (espaçamento de 12 pontos após título).

    As tabelas, quadros e figuras devem ser numerados consecutivamente em algarismos arábicos, seguidos do título. As palavras Tabela, Quadro e Figura devem aparecer com a inicial maiúscula e o restante em minúsculas na citação no texto. Para todas as tabelas deve ser indicada a fonte dos dados na parte inferior, indicando o autor, entidade ou responsável pelas informações contidas e ano (espaçamento de 6 pontos antes da fonte). Podem ser usadas as seguintes expressões após o título:

    • a) “adaptado pelo autor” ou “modificado pelo autor”, quando a tabela sofrer alterações para se adaptar à realidade da pesquisa;

    • b) “dados da pesquisa”, quando a tabela for de autoria do próprio autor

    da pesquisa. Rodapé é a parte inferior à tabela reservada para colocar as informações de

    esclarecimento sobre algum dado da tabela.

    36

    Exemplo:

    Tabela 1 Distribuição conjunta de Sistema Operacional x Processador

    X

    Y

    Windows

    Linux

    Marginal de Y

    AMD

    0,18

    0,12

    0,30

    Intel

    0,42

    0,28

    0,70

    Marginal de X

    0,60

    0,40

    1,00

    Fonte: Sociedade Brasileira de Computação, 2002.

    12.3 Quadros

    O quadro é uma representação que não emprega dados estatísticos, devendo estar delimitado por linhas superior, inferior e lateral fechadas.

    Exemplo:

    Quadro 1 Atributos desejáveis para dados

    Compartilhamento

    Prontamente acessível a mais de uma pessoa ao mesmo tempo

    Disponibilidade

    Facilmente disponível para um tomador de decisão

    Segurança

    Protegido contra destruição e uso não autorizado

    Precisão

    Confiável, armazenado de maneira precisa

    Oportunidade

    Corrente e atual

    Pertinência

    Apropriado para a decisão

    Fonte: Watson, 2004.

    12.4 Figuras

    Denominam-se figuras as seguintes ilustrações: desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, retratos e outros. Sua legenda deverá estar localizada na parte inferior da figura, alinhada à esquerda. Caso a figura apresentada não tenha sido criada pelo autor, deve-se indicar a fonte, indicando o autor, entidade ou responsável pelas informações contidas, além do

    37

    ano

    A legenda deve estar em português, de modo a permitir o seu entendimento

    .. independentemente do texto. As ilustrações devem ser, portanto, autoexplicativas. Obs.: Caso a figura seja de outra fonte e possua textos em sua composição, escritos em idioma que não o português, o aluno deverá modificar a figura para que

    seus textos passem a estar em português, e ao citar a fonte da figura, deverá citar o

    termo “adaptado de”.

    Exemplo:

    Organizações

    Envolvidas

    Organização Virtual

    Organização responsável pelo contrato

    Equipe Virtual 1 Equipe Virtual 2 Equipe Virtual 3
    Equipe Virtual 1
    Equipe Virtual 2
    Equipe Virtual 3

    Figura 1 Estrutura organizacional de projetos BSD Fonte: Cyrillo, 2005.

    12.5 Notas de Rodapé

    Utilizadas para notas explicativas, traduções, etc. A numeração é feita em algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva, para todo o trabalho. Não se inicia a numeração a cada página. São digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples de entrelinhas e por um filete de 3 cm, a partir da margem esquerda.

    Exemplo:

    No texto:

    Desde

    1988,

    a

    Raytheon 4

    tem

    acompanhado

    o

    trabalho

    do

    Software

    Engineering Institute (SEI) na área de processos de software.

    38

    No rodapé da página:

    _____________ 4 Site da Raytheon: www.raytheon.com.

    12.6 Indicativos de Seção (Capítulos, Sub-Capítulos, entre outros)

    O indicativo numérico precede o título, alinhado à esquerda, separado do título por um espaço de caractere.

    12.7 Numeração Progressiva

    O texto do trabalho constitui a parte onde se relata o conteúdo da pesquisa. Para exposição lógica do tema e localização de suas partes, há necessidade de usar a Numeração Progressiva das Seções de um Documento (ABNT-NBR 6024/2003). A numeração progressiva das seções é utilizada para organizar o documento, permitindo expor com clareza a sequencia lógica do tema e a localização de suas partes. Quando necessário, divide-se o texto em: seções primárias, secundárias, terciárias e quaternárias. Quando a exposição da ideia assim o exigir, o assunto de uma seção poderá ser subdividido em alíneas e subalíneas, que são listagens de itens, mas não uma nova seção.

    Exemplos:

    Primária

    Secundária

    Terciária

    Alínea

    Subalínea

    1

    1.1

     

    a)

    • 1.1.1 -

     

    2

    2.1

     

    b)

    • 2.1.1 -

     

    3

    3.1

     

    c)

    • 3.1.1 -

     

    1 SEÇÃO PRIMÁRIA (maiúsculas, com negrito em fonte Arial 12 ou TNR 11) 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA (maiúsculas, em fonte Arial 12 ou TNR 11) 1.1.1 Seção Terciária (fonte Arial 12 ou TNR 11) 1.1.1.1 Seção Quaternária (fonte Arial 12 ou TNR 11) a) alínea (fonte Arial 12 ou TNR 11) - subalínea (fonte Arial 12 ou TNR 11)

    39

    12.8 Títulos sem Indicativo Numérico

    Devem ser centralizados os seguintes títulos: folha de aprovação, agradecimentos, resumo, sumário, lista de ilustrações, lista de tabelas, lista de siglas e referências bibliográficas. Os títulos anexo(s) e apêndice(s), devem estar presentes em uma página, precedendo a respectiva parte, a qual irá conter o referido título, centralizado horizontal e verticalmente, sendo que tal página não irá receber numeração, mas irá contar para a paginação total.

    12.9 Paginação

    Todas as folhas da parte pré-textual do trabalho, a partir da folha de rosto, inclusive, devem ser contadas sequencialmente e numeradas em algarismos romanos minúsculos, sem mostrar o número da primeira página. A numeração em algarismos arábicos é colocada a partir da primeira folha da parte textual (introdução), no canto superior direito da folha. As folhas com títulos, embora contadas, podem, opcionalmente, não ser numeradas.

    40

    • 13 DISPOSIÇÕES FINAIS

    Os

    casos

    não

    previstos

    neste

    Regulamento

    serão

    resolvidos

    pelo

    Colegiado do Curso de Bacharelado em Ciência da Computação da FAGOC.

    41

    14

    ANEXOS

    ANEXO A DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE PROJETO / MONOGRAFIA

    41 14 ANEXOS ANEXO A – DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE PROJETO / MONOGRAFIA Declaração de Orientação

    Declaração de Orientação

    Eu, <nome do aluno>, aluno do X° período do curso de Ciência da Computação da

    Faculdade Governador Ozanam Coelho, declaro que no <primeiro/segundo> semestre do

    ano de 201X irei trabalhar <no projeto de monografia cuja proposta de tema /na monografia

    cujo tema> é <título do trabalho>. Para tal, meu orientador será o professor <nome do

    professor orientador>, que co-assina este documento, declarando-se ciente e de acordo

    com a orientação acima referida.

    Estou ciente que o desenvolvimento desse trabalho é exclusivamente meu, e que a

    função do professor orientador é apenas me indicar os rumos a seguir para a sua confecção

    e finalização. No caso de comprovação de plágio no trabalho desenvolvido, estou ciente que

    poderei ser reprovado, sem necessidade de formação de banca e sem outra oportunidade

    para o semestre vigente, e que se tal situação se repetir, corro o risco de até ser expulso da

    faculdade, conforme consta no regimento interno da instituição.

    Declaro também estar ciente que devo participar de reuniões de orientação

    periódicas com o professor orientador supracitado, conforme agendamento definido entre

    mim e o professor orientador, e em concordância com o que for definido pela Coordenação

    de TCC, e que o não comparecimento a essas reuniões de orientação configura uma

    anotação de falta na disciplina <Projeto de Monografia/Monografia>.

    Ubá, <data>

    _______________________________

    (Aluno)

    _______________________________ (Professor Orientador)

    42

    ANEXO B - PARECER DO ORIENTADOR PARA PARTICIPAÇÃO NA BANCA EXAMINADORA

    PARECER DO ORIENTADOR PARA PARTICIPAÇÃO NA BANCA EXAMINADORA

    Eu,

    <NOME

    DO

    DOCENTE>, aprovo (ou reprovo) o discente <NOME do

    DISCENTE> para apresentar o PROJETO DE MONOGRAFIA (ou MONOGRAFIA) com o

    tema <TEMA> para a Banca Examinadora.

    Ubá, <data>

    ________________ Docente Orientador

    43

    ANEXO C ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO

    43 ANEXO C – ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO

    44

    ANEXO D - DISTRIBUIÇÃO DO CONTEÚDO DO PROJETO DE MONOGRAFIA

    Seqüência na qual o projeto deve ser apresentado.

    • Capa

    • Folha de aprovação

    • Resumo

    • Sumário

    • Conteúdo textual

    o Introdução

    • O problema e sua importância

    • Objetivos

      • Objetivo geral

    o

    • Objetivos específicos Referencial Teórico

    o

    Trabalhos Relacionados

    o

    Metodologia

    o

    Cronograma

    • Referências bibliográficas