You are on page 1of 10
Soli Deo Gloria Informando e edificando o Corpo de Cristo ANO VII JULHO DE 2013 Nº
Soli Deo Gloria
Informando e edificando o Corpo de Cristo
ANO VII
JULHO DE 2013
Nº 69
Preparando-se para a Vida P. 05-06
Preparando-se
para a Vida
P. 05-06
HOJE É DIA DE SALVAÇÃO
HOJE É DIA DE SALVAÇÃO
VIVER COM CRISTO
VIVER COM CRISTO
FAMÍLIA DE DEUS
FAMÍLIA DE DEUS
Jesus sofreu e morreu ... BASE DE FÉ Perseverança dos Santos - Parte 1 P. 03
Jesus sofreu e morreu ...
BASE DE FÉ
Perseverança dos Santos
- Parte 1
P. 03
P. 08
Edificação REFLEXÃO Incredulidade P. 04 P. 09
Edificação
REFLEXÃO
Incredulidade
P. 04
P. 09
A importância do culto familiar A BÍBLIA LIVRO POR LIVRO Conhecendo Neemias - Livro 16 P.
A importância do
culto familiar
A BÍBLIA LIVRO POR LIVRO
Conhecendo Neemias
- Livro 16
P. 07
P. 10
02 Julho de 2013
02
Julho de 2013
Soli Deo Soli Deo Gloria Gloria Publicação da Igreja Batista Publicação da Igreja Batista Publicação da
Soli Deo
Soli
Deo Gloria
Gloria
Publicação da Igreja Batista
Publicação da Igreja Batista
Publicação da Igreja Batista
Nacional em Areia Branca-RN
Nacional em Areia Branca-RN
Nacional em Areia Branca-RN
Rua Antonio Calazans, nº 99, Bairro
Rua Antonio Calazans, nº 99, Bairro
Rua Antonio Calazans, nº 99, Bairro
Santo Cristo - Tel: (84) 3332-2875
Santo Cristo - Tel: (84) 3332-2875
Santo Cristo - Tel: (84) 3332-2875
RRRedatores
edatores
edatores
Alexandre Dantas
Alexandre Dantas
Alexandre Dantas
Bruno Silva
Bruno Silva
Bruno Silva
Danúbia Géssica
Danúbia Géssica
Danúbia Géssica
Edmairy Mendonça
Edmairy Mendonça
Edmairy Mendonça
Filipe de Souza
Filipe de Souza
Filipe de Souza
Pr. Daniel Wagner
Pr. Daniel Wagner
Pr. Daniel Wagner
Thiago Queiroz
Thiago Queiroz
Thiago Queiroz
Vanessa Mirelle
Vanessa Mirelle
Vanessa Mirelle
Dia Dia amação
Diagggrrramação amação
Alexandreee Dantas
Alexandr
Alexandr
Dantas
Dantas
PPPrrrogr
ogramação
ogr amação
amação
SEG: União Feminina - 19:30hs
SEG:
SEG: União Feminina - 19:30hs
União Feminina - 19:30hs
TER: Estudo nos Lares - 19:30hs
TER:
TER: Estudo nos Lares - 19:30hs
Estudo nos Lares - 19:30hs
QUA: Culto de Oração - 19:30hs
QUA:
QUA: Culto de Oração - 19:30hs
Culto de Oração - 19:30hs
SEX: Estudo Bíblico - 19:30hs
SEX:
SEX: Estudo Bíblico - 19:30hs
Estudo Bíblico - 19:30hs
SÁB: Depart. Infantil - 15:00hs
SÁB:
SÁB: Depart. Infantil - 15:00hs
Depart. Infantil - 15:00hs
DOM: Culto Celebrativo - 19:30hs
DOM:
DOM: Culto Celebrativo - 19:30hs
Culto Celebrativo - 19:30hs
Blogs
Blogs
Blogs
missoesibnab.blogspot.com
missoesibnab.blogspot.com
missoesibnab.blogspot.com
encontroteologico.blogspot.com
encontroteologico.blogspot.com
encontroteologico.blogspot.com
brunosilvaibnab.blogspot.com
brunosilvaibnab.blogspot.com
brunosilvaibnab.blogspot.com
filipedesouza-ibn.blogspot.com
filipedesouza-ibn.blogspot.com
filipedesouza-ibn.blogspot.com
necropsiadeumateu.blogspot.com
necropsiadeumateu.blogspot.com
necropsiadeumateu.blogspot.com
Download
Do wnload
Do
wnload
http://pt.scribd.com/collections/
http://pt.scribd.com/collections/
http://pt.scribd.com/collections/
3897954/Jornal-O-Nacional
3897954/Jornal-O-Nacional
3897954/Jornal-O-Nacional
EEE-mail
-mail
-mail
jornal.ibnab@ymail.com
jornal.ibnab@ymail.com
jornal.ibnab@ymail.com
Apoio
Apoio
EDITORIAL
EDITORIAL

Graça e Paz a todos os leitores e leitoras deste informe!

Enfim, mais uma edição de O Nacional!

Pela bondade graciosa de Deus estamos apresentando mais um

exemplar do informativo doutrinário-devocional mensal à IBNAB, pela

capacitação e inspiração do Espírito Santo trazemos aos irmãos textos,

matérias, reflexões e estudos bíblicos que são de grande proveito para a

edificação da fé e encaminhamento à salvação da alma.

Nosso propósito, como sempre temos expresso, é Glorificar ao

Senhor Deus - ensinando a Igreja de Jesus e anunciando o Evangelho ao

mundo. Para isso contamos com a ajuda de todos os servos do Pai,

especialmente necessitamos de orações para que esta ferramenta não cesse

de ser produzida e distribuída.

Pedimos desculpas pelo atraso na entrega desta edição pois

estamos passando por alguns problemas em relação as tarefas e pessoas

para executá-las, mas cremos que o Amado Deus não nos deixará

desamparados, visto que Ele é o Condutor desta obra e o mais interessado

em que Sua Palavra seja propagada. Confiamos no Soberano que dirige

nossas vidas, habilidades, serviço e coração a estarem disponíveis a Ele

para continuarmos publicando O Nacional!

Orem ao Pai meus queridos, para que Ele em Sua infinita

misericórdia e gracioso poder nos ajude a prosseguir.

Aproveitem ao máximo cada página do jornal para o deleite de

vossas mentes e corações e não sejam somente leitores “ mas sede

cumpridores da Palavra” Tg 1.22. Boa leitura!

Alexandre Dantas

RECOMENDAÇÃO DE LEITURA
RECOMENDAÇÃO DE LEITURA

DEUS face a face com Sua Majestade

John MacArthur | 220 páginas | 14×21 cm | Editora Fiel

Não existe nenhum alvo mais

sublime e elevado do que a busca de

um conhecimento crescente e íntimo

do Deus que criou os céus e a terra.

Neste livro, John MacArthur

procura remover o pó das presunções e

compreensões equivocadas acerca de

Deus, que se desenvolveram ao longo

dos séculos, oferecendo ao leitor uma

visão mais majestosa e gloriosa dos

atributos divinos, conforme foram

revelados por Deus através de

profetas, reis, homens poderosos e de

seu próprio Filho, Jesus Cristo.

Repleto de referências

bíblicas e aplicações práticas, esta

02 Julho de 2013 Soli Deo Soli Deo Gloria Gloria Publicação da Igreja Batista Publicação da

obra fascinante visa levar o leitor a contemplar a Deus com um maior senso

de adoração e louvor.

ONDE ENCONTRAR?

Procure a Livraria Nacional IBNAB

Ou: www.EDITORAFIEL.com.br

(R$ 32,00)

03 Julho de 2013
03
Julho de 2013

HOJE É DIA DE SALVAÇÃO

Autor: John Piper Fonte: A Paixão de Cristo, págs. 53-55
Autor: John Piper
Fonte: A Paixão de Cristo, págs. 53-55

Para nos dar uma consciência limpa

“ ...

dons como sacrifícios, embora estes, no tocante à

consciência, sejam ineficazes para aperfeiçoar aquele

que presta culto, os quais não passam de ordenanças da

carne, baseadas somente em comidas, e bebidas, e

diversas abluções, impostas até ao tempo oportuno de

reforma” Hebreus 9.9,10

...

o

sangue de Cristo, que, pelo Espírito Santo eterno, a

si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a

nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao

Deus vivo!” Hebreus 9.14

Algumas coisas jamais mudam. O problema

de

uma consciência culpada é antigo como Adão e Eva. Logo

que pecaram, sua consciência ficou maculada. Seu senso de

culpa era forte. Estragou seu relacionamento com Deus –

esconderam-se Dele. Estragou seu relacionamento mútuo –

cada um culpava o outro. Estragou a paz que tinham consigo

mesmos –

pela primeira vez viram a si mesmos e se

envergonharam.

Nenhum sangue animal poderia purificar a

consciência, eles bem sabiam (ver Isaías 53 e Salmo 51).

Nós também o sabemos. Assim, veio um novo sumo-

sacerdote – Jesus, Filho de Deus – com melhor sacrifício:

Ele mesmo. “

...

o

sangue de Cristo, que, pelo Espírito Santo

eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus,

purificará a nossa consciência de obras mortas, para

servirmos ao Deus vivo!” (Hebreus 9.14). O sacrifício de

animais antevia o sacrifício final do Filho de Deus, e a morte

do Filho se estende para trás, para cobrir todos os pecados

do povo de Deus no velho período de tempo, e para frente,

cobrindo todos os pecados do povo de Deus no novo

período de tempo.

Assim, estamos na era moderna – era de ciência,

internet, transplante de órgãos, mensagens instantâneas,

telefonia celular – e o problema é fundamentalmente o

mesmo de sempre: nossa consciência nos condena. Não nos

sentimos bons o bastante para nos aproximarmos de Deus.

Não importa o quanto nossa consciência esteja distorcida,

permanece a verdade: não somos suficientemente bons para

nos aproximar de Deus.

Em todo o Antigo Testamento, a consciência era

uma questão importante. Mas o sacrifício de animais

não

podia limpar a consciência. “

...

dons como sacrifícios,

embora estes, no tocante à consciência, sejam

ineficazes

para aperfeiçoar aquele que presta culto, os quais não

passam de ordenanças da carne, baseadas somente em

comidas, e bebidas, e diversas abluções, impostas até

ao

tempo oportuno de reforma” (Hebreus 9.9,10). Como

antecipação da vinda de Cristo, Deus contava o sangue dos

animais como suficiente para purificar a carne – a impureza

Podemos nos cortar, jogar os filhos no rio sagrado,

ou doar um milhão de dólares para o Fome Zero, servir

comida para gente de rua no dia de Natal, pagar cem

penitências e autoimolações, e o resultado será o mesmo: a

mancha fica, e a morte aterroriza. Sabemos que a nossa

consciência está suja – não com coisas externas como tocar

um defunto ou comer carne de porco. Jesus disse que é o que

sai da pessoa que a contamina, não o que entra (Marcos

7.15-23). Somos contaminados pelo orgulho e autopiedade,

amargura e luxúria, inveja e ciúmes e avareza e apatia e

cerimonial, mas não a consciência. medo – e os atos gerados por estes. São todas “obras

mortas”. Não possuem vida espiritual. Não provém de vida

nova; provém da morte e conduzem à morte. É por essa

razão que nos fazem sentir-nos desesperados em nossa

consciência.

A única resposta para esses tempos modernos,

como em todas as épocas, está no sangue de Cristo. Quando

nossa consciência surge e nos condena, para onde iremos?

Para Cristo. Voltamo-nos ao sofrimento e morte de Cristo –

o sangue de Cristo. É o único agente purificador no universo

que pode dar alívio à consciência na vida e paz na morte.

04 Julho de 2013
04
Julho de 2013

VIVER COM CRISTO

Edificação

Edificação

Princípio Um

Fonte: http://www.gty.org

Autor: John MacArthur, Jr.

Tradução: Filipe de Souza

C omo podemos tomar decisões em torno de assuntos

e atividades

sobre os quais nada se tem

expressamente definido nas Escrituras? Em uma

decisão nesse contexto, como elaboramos critérios para

fazê-la de um modo que honre a Deus e nos beneficie,

promovendo ainda o crescimento do Corpo de Cristo e que

torne o

evangelho admissível e atraente para o não-

convertido?

No que se refere a questões de liberdade cristã e

sobre tomada de decisão em áreas nebulosas da vida, não se

Uma pergunta poderia ser feita, por exemplo,

quanto ao sono. Dedicar algum tempo para descansar

adequadamente, sem dúvida, não é um quesito listado nas

proibições bíblicas. Porém, dormir em excesso em nada

acrescentaria na vida espiritual, obviamente.

É, certamente, uma questão de conveniência.

Aquela determinada atividade – seja ela qual for – é um

caminho viável para o seu crescimento espiritual e para o

bem de outras pessoas? Promoverá, encorajará ou

estimulará sua vida em Cristo?

trata do que podemos fazer para sair a tempo sofrendo o

mínimo de dano. Não estamos em busca do alto risco da

vida cristã – ver o quão próximo do fogo é possível chegar

sem se queimar. Muita gente usa sua liberdade de vida para

testar os limites esperando

ainda evitar qualquer desastre.

Esse pensamento é ilusório.

Ao ser confrontado com escolhas diante de uma

circunstância embaraçosa, ao invés de perguntar até

aonde

se pode chegar, temos de questionar: algum benefício

espiritual resultará da ação pretendida?

Paulo, em 1 Coríntios 10.23, explicou que “todas

as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são

Toda vez que vierem à tona decisões em áreas

nebulosas, questione-se: se eu for até lá, ou fizer isso e

experimentar aquilo, ou caso me envolva nesse

relacionamento, terei de imediato ou a longo prazo algum

resultado espiritual benéfico?

É óbvio que há uma infinidade de maneiras para

edificar a fé das pessoas e que nos possibilitam “crescer na

graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus

Cristo” (2 Pedro 3.18). Mas, em termos de fundamentos,

edificação é algo relativamente básico. Resulta,

principalmente, quando se estuda a Palavra e ouve o seu

ensino (cf. Atos 20.32; Colossenses 3.16; 2 Timóteo 3.16-

lícitas, mas nem todas edificam”. Alguns membros da

igreja de Corinto estavam exercendo a liberdade cristã sem

qualquer consideração pelos demais, talvez nem pelo

próprio bem. O apóstolo repreendeu essa atitude

recordando-lhes que, a menos que algo

seja

espiritualmente proveitoso, isto é, que edifique a vida

espiritual de alguém, fazer não valeria a pena.

Desse modo, com base na exortação de Paulo, esse

é um questionamento que os crentes deveriam colocar-se:

17); ao demonstrar o verdadeiro amor na comunhão com os

irmãos (cf. 1 Coríntios 8.1; Hebreus 10.24); e quando

servindo obedientemente a igreja local (cf. Efésio 4.12).

O segredo é tomar decisões que estimulem sua

própria edificação e que lhes dê a chance de edificar os

demais, assim como resguardar-se da tendência à

complicação no processo de tomada de decisão. Se houver a

necessidade de elaboração de um sistema complexo de

causas e efeitos para a produção de um potencial ainda

“Ao fazer isso,

a minha vida espiritual e

as

de outras

significativamente longínquo para resultar algum benefício

Meditação na Palavra

espiritual, isso é uma boa indicação de que a ação a qual

você tenta usar como pretexto não é verdadeiramente

pessoas serão melhores? Cultivaremos piedade?

Edificaremo-nos espiritualmente?” Se não, fazer, em tal

caso, é de fato uma sábia escolha? benéfica.

Eu não procuro investir minha vida naquilo onde No que se refere às zonas sombrias da vida,

10 motivos

devemos sempre começar perguntando se a escolha a ser

não há um retorno do dividendo espiritual. Se nenhuma

garantia de algum subsídio espiritual positivo me for dada,

qual o motivo de eu me engajar? Espiritualmente falando,

ajudaria no meu crescimento? Aperfeiçoaria-me na

feita trará proveito no âmbito espiritual, isso tanto em nós

quanto naqueles que estão à nossa volta. Nele crê, receba a

salvação, a purificação do pecado.

piedade? Se o Senhor nada proibiu, então tudo é lícito; mas

o mundo está repleto de coisas que não prometem

absolutamente qualquer vantagem real na caminhada com

Deus.

04 Julho de 2013 VIVER COM CRISTO Edificação Edificação Princípio Um Fonte: http://www.gty.org Autor: John MacArthur,
04 Julho de 2013 VIVER COM CRISTO Edificação Edificação Princípio Um Fonte: http://www.gty.org Autor: John MacArthur,

Extraído do livreto Tomando Decisões Em Áreas Nebulosas

Disponível em: filipedesouza-ibn.blogspot.com.br

05 Julho de 2013
05
Julho de 2013

EDIFICANDO A IGREJA

Preparando-se para a vida

exto extraído

TTexto

extraído dodo Livr

Livroo “Cutucando

“Cutucando OO que

que asas Igr

Igrejas

ejas toleram

toleram ee aa Bíblia

Bíblia rrepr

eprova”,

ova”, dede Har

Haroldo

oldo Reimer

Reimer

Aquase todos que o ser humano, diferentemente dos outros num curso superior, cada pai e cada mãe sendo os

s

crianças

e

os

jovens

estão

de

volta

às

escolas

seria totalmente impraticável tentar voltar, dentro dos

“preparando-se para a vida”. É a firme convicção de sistemas da atualidade, a ensinar os filhos em casa,

seres deste planeta, precisa passar por um longo processo de únicos professores na família (com a ajuda ocasional

aprendizagem e treinamento antes de estar apto para viver neste da vovó e do vovô).

globo que chamamos de nosso mundo. O homem não é como

o

'João de Barro' que nasce com o instinto, capacidade e 'know-how'

para fazer sua casa, que já vem programado quando sai do ovo.

A

abelha, sem ir à escola, sabe fazer uma colmeia com repartições

sextavadas, engenharia perfeita, e transformar o néctar das flores

em mel, e depositar sem deixar derramar este mel nas repartições

que estão em posição horizontal. Façanha um pouco difícil,

Por outro lado, o presente sistema

educacional apresenta problemas sérios. Não por falta

de recursos, instalações, livros ou verbas. O problema

está exatamente no ensino que se ministra na escola.

Os pais crentes precisam estar cientes de que seus

filhos, indo à escola, provavelmente vão aprender que:

mesmo para o homem formado com grau de doutor, mas não para - O homem é produto do acaso, descendente do

a abelha que nasce programada com toda essa capacidade. macaco ou de algum outro ser semelhante.

O homem, porém, não vem programado, e por isso

precisa de escolas. Não porque as escolas sempre existiram.

Houve tempos em que os pais ensinaram os filhos em casa, no

campo ou na oficina. O ensino era limitado, mas também,

em

termos de tecnologia, havia pouco a aprender. Até cerca de 100

anos atrás, era viável um homem dedicado saber tudo a respeito de

todas as disciplinas de estudo existentes na época.

  • - A obediência à autoridade dos pais é falta de

autenticidade.

  • - O supremo bem é a felicidade do homem.

  • - O sexo é válido mesmo fora dos laços matrimoniais,

se houver mútuo consentimento e prazer, e se forem

tomados os cuidados para evitar a transmissão de

doenças ou uma possível gravidez.

- O aborto é a maneira legítima de evitar um filho não

Mas tudo isto mudou, e muito. A ciência multiplicou-se desejado.

ao extremo e os homens se agruparam em grandes centros - A religião é invenção dos homens. Os homens

demográficos. Tornou-se mais fácil entregar o preparo dos filhos fizeram o seu deus e não foi deus quem fez os

aos especialistas, permitindo aos pais mais tempo no serviço homens.

(agora, fora de casa) e para o lazer. Além do mais, os pais já não se - A maioria tem razão.

sentiam capazes de ensinar aos filhos o necessário para competir - Castigo inibe o desenvolvimento.

num mundo cada vez mais complexo. O lar mais e mais deixou de - Uma pessoa criada num bom ambiente acaba sendo

ser o lugar de aprendizagem para ser apenas um lugar de boa.

procriação e abrigo; um lugar para dormir e comer, tomar banho,

trocar roupa e depois sair para a escola e aprender.

Suponho que, dentro da nossa sociedade, isto é válido

Todas as afirmações acima são falsas, mas são

ensinadas como verdades na maioria das nossas

escolas. Qual será o seu efeito sobre esta geração de

pelo menos até certo ponto. Há um número crescente de famílias alunos?

que ensinam os filhos em casa, nos primeiros anos de escola. Mas

06 Julho de 2013
06
Julho de 2013

Aa Bíblia nos diz o que acontece com aqueles que não

acolhem o amor da verdade, pois “Deus lhes manda

operação do erro, para darem crédito à mentira, a

fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à

verdade” (2 Tessalonicenses 2:10-12). Quem rejeita a

verdade de Deus aprende sempre, mas nunca chega ao

conhecimento da verdade. E no critério divino, os que

resistem à verdade “são homens de todo corrompidos na

mente, réprobos quanto à fé; eles, todavia, não irão avante;

porque a sua insensatez será a todos evidente, como também

aconteceu com a daqueles” (2 Timóteo 3: 8-9).

06 Julho de 2013 A a Bíblia nos diz o que acontece com aqueles que não

As violências e aberrações nos dias de carnaval são

evidências indiscutíveis de que a rejeição da verdade leva à

perversão. É como se Deus estivesse dizendo ao homem:

“Não quer aceitar a minha verdade? Acha que sabe mais do

que eu? Então vá! Vá se enroscar”.

sábios, tornaram-se loucos” (Romanos 1:22).

Epequeninos? Será que perguntamos ao menos o que

nós, como pais e futuros pais, tios, tias, estamos

realmente preocupados com a educação de nossos

eles estão aprendendo em sala de aula? É correto ficarmos

Inculcando-se por de braços cruzados e deixar nossos filhos serem

ludibriados, ensinados por doutrinas anti-bíblicas? Afinal

Qual a solução? Os pais que se interessam pelos

filhos terão de gastar mais tempo com eles, ensinando-lhes a

verdade. Coletivamente precisamos estabelecer escolas

particulares onde se ensina a verdade. Teremos de dar mais

valor e dedicação à nossa escola dominical e aos cultos da

igreja. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e,

ainda quando for velho, não se desviará dele. Porque é

é bem mais cômodo, visto que temos uma vida tão corrida,

buscando condições para propiciar-lhes os melhores

colégios e professores

...

Nunca esqueçamos que “investir o

nosso tempo nos filhos de tal maneira que aprendam os

princípios bíblicos e saibam como aplicá-los na vida é

muito mais importante do que lhes dar uma herança de

bens, ou um diploma de faculdade”.

preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre

regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali”

E como Igreja do Senhor, qual nosso papel? Não

venhamos deixar o sonho de termos uma escola morrer em

(Provérbios 22:6; Isaías 28:10). nossos corações e nossas mentes. Sonhem, projetem,

Não será possível salvar o mundo de sua inevitável

perdição total, mas é possível salvar alguns deste mundo.

Jesus mesmo disse: “Não rogo pelo mundo, mas por aqueles

que me deste

...

(João 17:9).

imaginem seus filhos tendo a oportunidade de estar em uma

sala de aula com uma visão totalmente cristocêntrica.

Estejam orando, pedindo para que Deus trilhe nosso

caminho em direção à Sua vontade.

nós, como pais e futuros pais, tios, tias, estamos realmente preocupados com a educação de nossos

...

pequeninos? ... Pv 22.6

07 Julho de 2013
07
Julho de 2013

FAMÍLIA DE DEUS

A Importância do Culto

A Importância do Culto

Familiar - Parte Final

Familiar - Parte Final

Q uais são as razões convincentes para restaurarmos o lidera sua família na adoração diária do
Q uais são as razões convincentes para restaurarmos o
lidera sua família na adoração diária do Deus vivo (Efésios
culto familiar entre os membros de nossas igrejas? E,
6.4). Se você não sabe como fazer isso, pelo menos tem o
mais importante, por que você deve estabelecer o
desejo de aprender como fazê-lo? A contemplação do bem-
culto familiar em seu lar? estar eterno das almas que vivem sob o seu teto é tão
Nas edições passadas expomos que: 1) Somos
profunda, que o impulsiona ao dever? As Escrituras nos
mordomos dos dons de Deus; 2) Seu filho foi colocado em
ensinam que a igreja é o fator chave em determinarmos se
seu lar por um desígnio de Deus; e 3) O culto familiar nos
alguns homens estão agindo como verdadeiros homens.
prepara para a adoração pública. Agora trataremos do último
Quando a igreja começa a ser a igreja, liderada por homens
ponto como razão da necessidade, e dever, de restaurarmos o
de firmeza espiritual que estão agindo como verdadeiros
Culto Doméstico nos lares das famílias cristãs. homens, então, podemos esperar que haverá um efeito
contagiante de todo o cristianismo.
4. O declínio espiritual de um povo
Por que Deus está julgando muitos povos? As
Ouçam o desafio de Josué ao povo de Israel:
famílias de membros de igrejas cristãs, em muitos países,
"Agora, pois, temei ao Senhor e servi-O com integridade e
têm seguido caminhos idólatras e abandonado a adoração ao
com fidelidade; deitai fora os deuses aos quais serviram
Deus vivo em suas casas. Por conseguinte, a igreja está se
vossos pais dalém do Eufrates e no Egito e servi ao Senhor.
tornando como o mundo. Jeremias disse: "Derrama a tua
Porém, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei, hoje, a
indignação sobre as nações que não te conhecem e sobre os
quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que
povos que não invocam o teu nome". Por quê? "Porque
estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em
devoraram a Jacó, devoraram-no, consumiram-no e
cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor."
assolaram a sua morada" Jeremias 10.25. Deus nos mostra
Josué 24.14-15 Não tenho nada contra a afirmação daquele
que as famílias constituem, de modo cumulativo, as nações.
homem que, em certa ocasião, disse: "Assim como vai o lar,
E, quando as nações se encontram sob julgamento, podemos
assim vai a Igreja, e assim vai a nação". Alguns anos atrás, na
deduzir corretamente que o seu erro em não adorar a Deus
Groelândia, havia um interessante costume praticado toda
como famílias é a causa! Por essa razão, a ira é enviada sobre
vez que um estranho batia à porta de alguém. O dono da casa
os lares de uma nação. De fato, essa negligência espiritual de
perguntaria naturalmente: "Quem é?" O estranho
almas, nas famílias, equivale à deterioração, à ruína e à
responderia: "Deus está em sua casa?" Se a resposta fosse
devastação de uma nação! Mas essa ira também resulta do
"sim", o estranho poderia entrar na casa. Se alguém viesse à
pecado de egoísmo. Romanos 14.7-9 diz: "Porque nenhum
sua casa hoje e lhe fizesse esta mesma pergunta, o que você
de nós vive para si mesmo, nem morre para si. Porque, se
diria? Deus está em sua casa? Ele é a vida e a respiração de
vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o
sua família? Deus é precioso para todos de sua casa? O nome
Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos,
de Jesus é exaltado em seu lar?
somos do Senhor. Foi precisamente para esse fim que Cristo
Por que o nosso país é tão ímpio? Por que a maioria
morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de
das igrejas evangélicas se mostram espiritualmente fracas?
vivos ".
Por que os lares de muitos que professam ser crentes, em
Por que Jesus morreu? Jesus morreu para produzir
nossos dias, são conchas de formalidade em meio à desunião
um povo que seria zeloso para Ele — um povo que não
espiritual? A Bíblia nos ensina que uma das razões desse
viveria para si mesmo, e sim para servir os outros,
grave declínio é que nossas igrejas, em geral, estão vazias de
especialmente quando reconhecem seu papel na realização
homens que, como Josué, resolveram liderar sua família na
do plano redentor de Deus. À medida que você educa os seus
adoração ao Deus vivo. Paulo disse aos homens da igreja de
filhos para conhecerem a Deus, não esqueça que um dia eles
Corinto que vivessem como homens (1 Coríntios 16.13).
serão pais. Eles também criarão filhos — os seus netos —
Em nossos dias, a verdadeira masculinidade recebeu uma
que, por sua vez, criarão seus bisnetos! Deus não está
nova definição carnalmente distorcida. Mas as Escrituras
julgando apenas em nossos dias — Ele julgará também no
descrevem o verdadeiro cabeça do lar como alguém que
futuro!
08 Julho de 2013
08
Julho de 2013
BASE DE FÉ
BASE DE FÉ

Perseverança dos

Perseverança dos

Santos

Santos

Parte 11

Parte

Autor: Pr. João Batista da Rocha Pereira

Fonte: O Batista Pioneiro

Preservação E Perseverança Dos Santos

“Se vós permanecerdes na minha palavra,

verdadeiramente sereis meus discípulos.” João 8:31

certeza da conservação e da segurança eterna. Por esta

razão, cada vez mais ficamos convictos da Sua

perseverança, porque também é Deus quem o faz.

Perseveramos então:

Cremos que o Senhor Jesus Cristo salva um pecador

pela Sua graça e, sendo verdadeiramente salvo, ele

permanecerá até o fim crendo na palavra de Deus (Mateus

10:22).

 
 

A preservação, quem estabelece é o Senhor Jesus.

Ele

pela

Sua

maravilhosa graça a salvação e a

  • Ÿ Pelo seu Espírito (Efésios 1: 13-14): Deus, nosso Pai, não só mantém a nossa fé pelo Espírito, como também, pelo mesmo Espírito, opera em nós para fazer-nos obedientes à Sua vontade (Filipenses 2:13). Isto é fazer perseverar. Perseveramos também:

  • Ÿ Pela sua Palavra (João 17:17): O Senhor Jesus Cristo

perseverança assegurada. não só assegura o salvo como o santifica pela Sua

Vamos observar as passagens bíblicas com cuidado:

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as,

e elas me seguem; E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão

de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.” João

10:27-28.

Palavra. Sem comentar muito, pois pela Palavra

(chamada de semente incorruptível) fomos gerados de

novo, e a prova é que o salvo verdadeiramente amará e

guardará Sua palavra (João 14:23).

  • Ÿ Perseveramos baseados na obra expiatória do Senhor

Para firmar o assunto que estamos falando, só

os

eleitos do Pai crerão no Senhor Jesus, porque o Pai os elegeu,

o Filho morreu por eles e o Espírito Santo os vocaciona,

chamando e convertendo cada um deles.

Jesus:

Quando o Senhor Jesus morreu na cruz, estava

pagando as culpas dos Seus eleitos, por esta razão cada

salvo de verdade está justificado diante de Deus, pois

Jesus recebeu nossas culpas e em troca nos deu a Sua

justiça (Romanos 8:33-34; 5:1).

Ao dividirmos o versículo 28 de João 10, temos a

seguinte passagem:

  • Ÿ Dou-lhes a vida eterna: O mesmo que salvação eterna. Como pode algo maravilhoso e eterno deixar de existir? Isto não tem nenhum fundamento. Jesus nos deu um presente que é para sempre. Podemos observar nas

  • Ÿ Perseveramos de acordo com Seu trato, como filhos por adoção (Romanos 8:14-16; João 1:11-12): Éramos, por natureza, inimigos de Deus, distantes de Deus, e agora, filhos por adoção. Eu pergunto: Um filho deixa de ser filho? Jamais! E, principalmente, gerado de novo, nascido de novo e guiado agora pelo Espírito Santo.

palavras do Mestre: “Dou-lhes”. Ele mesmo foi que

presenteou e quem continua presenteando o pecador que

  • Ÿ E ninguém as arrebatará da minha mão:

Existe um

hino que diz: “Segura na mão de Deus”. Seria melhor

nada merece. dizer que Deus nos sustenta e nos guarda em Sua mão e

Há quem pense e fale que o homem pode adquirir a

salvação pelos seus próprios esforços – como poderia? A

Bíblia diz que o pecador está morto, e um morto não

pode

adquirir nada (Romanos 5:12). A salvação eterna vem do

Senhor, observe (Jonas 2:9).

nunca que seguramos a mão d'Ele. Quem poderá nos tirar

das mãos d'Ele? É Ele quem segura. Quem ousaria agir

com tanta petulância? Os salvos não guardam a si

próprios, mas a Deus cabe esta honra. Chamo sua atenção

para o versículo 37 de João, capítulo 6:

  • Ÿ Nunca hão de perecer:

Mais uma promessa do nosso

Mestre no mesmo versículo. Isto nos dá certeza de que

cremos no Deus que salva e conserva. Os filhos de Deus

perseveram porque Ele os conserva. É isto que diz o título

do ponto citado: nunca hão de perecer. Isto nos faz ter a

“Todo o que o pai me dá virá a mim; e o que vem a mim

de maneira nenhuma o lançarei fora.”

Não é bastante claro que o salvo está seguro nas

mãos de Deus?!

09 Julho de 2013
09
Julho de 2013
REFLEXÃO
REFLEXÃO

INCREDULIDADE

O QUE FAZER PARA COMBATER O ESPÍRITO DE abandonou. “Seja a vossa vida sem avareza.

INCREDULIDADE? Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem

“Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em

qualquer de vós perverso coração de incredulidade que

vos afaste do Deus vivo; pelo contrário, exortai-vos

mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama

Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo

engano do pecado.” Hebreus 3:12,13

  • v Confissão da esperança. “Guardemos firme a

confissão da esperança, sem

vacilar, pois

promessa é fiel.” Hebreus 10:23

quem

fez

a

  • v Não

deixar de congregar. “Não deixemos de

congregar-nos, como é costume de alguns; antes,

façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o

Dia se aproxima.” Hebreus 10:25

  • v Fé, nas palavras de promessas declaradas em

nosso favor. “Porque, ainda dentro de pouco tempo,

aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo

viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a

minha alma. Nós, porém, não somos dos que

retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé,

para a conservação da alma.” Hebreus 10:37-39; 11:6

  • v Perseverança, quando os ventos são contrários, ou

quando a tempestade do deserto assaltar tua alma

querendo que desistas. “Portanto, também nós, visto

que temos a rodear-nos tão grande nuvem de

testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do

pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com

perseverança, a carreira que nos está proposta,

olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé,

Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava

proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da

ignomínia, e está assentado à destra do trono de

Deus.” Hebreus 12:1-2

  • v Fidelidade, ao Deus que nunca te traiu e nunca te

dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te

abandonarei. Assim, afirmemos confiantemente: O

Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá

fazer o homem?” Hebreus 13:5,6

  • v Amar o próximo e a fazer o bem. “Seja constante o

amor fraternal. Não negligencieis a hospitalidade, pois

alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos.

Lembrai-vos dos encarcerados, como se presos com

eles; dos que sofrem maus tratos, como se, com efeito,

vós mesmos em pessoa fôsseis os maltratados.”

(Hebreus 13:1,2,3,16)

  • v Obedecer aos líderes e pastores, os que guiam.

Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com

eles; pois velam por vossa alma, como quem deve

prestar contas, para que façam isto com alegria e não

gemendo; porque isto não aproveita a vós outros.”

(Hebreus 13:7,17)

  • v Oração e intercessão são o combustível que nos

aproxima de Deus e aquece nossos corações,

enchendo-nos de esperança. Orai por nós, pois

estamos persuadidos de termos boa consciência,

desejando em todas as coisas viver condignamente.”

(Hebreus 13:18,19)

Há uma promessa de bênção sobre tua vida. “Dar-vos-ei

coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de

vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei

dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus

estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.” Ezequiel

36:26,27

Que o pecado da incredulidade, não nos atinja de

nenhuma maneira e que a igreja, que são aqueles que vivem

para Deus, possa andar altaneira, em fé, confiança e força no

Espírito Santo, que vivendo em nós, nos transforma de glória

em glória, até a manifestação gloriosa de nosso Rei e Senhor,

Jesus Cristo.

10 Julho de 2013
10
Julho de 2013

A BÍBLIA LIVRO POR LIVRO

Conhecendo Neemias

Conhecendo Neemias

Livro 16

Livro

16

Por Alexandre Dantas

N eemias expressa o lado prático, a vivência diária da Profeta. Até mesmo o próprio Esdras
N eemias expressa o lado prático, a vivência diária da
Profeta. Até mesmo o próprio Esdras tipificava a Cristo,
nossa fé em Deus. Esdras havia conduzido o povo a
pois ele era sacerdote, escriba e mestre.
uma renovação espiritual, enquanto Neemias era o
O Espírito Santo em Ação
Tiago do AT, desafiando o povo a mostrar a sua fé por meio
das obras. A primeira seção do livro (caps. 1-7) fala sobre a
Desde a criação, o Espírito Santo tem sido o braço
construção do muro. Era necessário para que Judá e
executivo de Deus na terra. Eliú falou a verdade quando
Benjamim continuassem a existir como nação. Durante o
disse a Jó: “O Espírito de Deus na terra me fez” (Jó 33.4).
período da construção dos muros, os crentes
Aqui aparece um padrão constante: é o Espírito de Deus que
comprometidos, guiados por esse líder dinâmico, venceram
age para fazer de nós o que Deus quer que sejamos. Neemias
a preguiça (4.6), zombaria (2.20), conspiração (3.9) e
2.18 diz: “Então, lhes declarei como a mão do meu Deus me
ameaças de agressão física (4.17). A segunda seção do Livro
fora favorável.” A mão de Deus, seu modo de agir sobre a
(caps. 8-10) é dirigida ao povo que vivia dentro dos muros.
terra, é o Espírito Santo. Neemias, cujo nome significa “o
A aliança foi renovada. Os inimigos que moravam na cidade
Senhor consola”, foi claramente um instrumento do
foram expostos e tratados com muita dureza. Para guiar esse
Espírito Santo, e sob Seu poder, certamente se tornou
povo, Deus escolheu um homem de coração reto e com uma
modelo da forma de atuar do Espírito de Deus e foi um dos
visão clara dos temas em questão, colocou-o no lugar certo
primeiros cumprimentos dessa memorável profecia.
no momento certo, equipou-o com o seu Espírito e o enviou
Porque é Proveitoso
pra fazer proezas. Na última seção (caps.11-13), o povo é
A devoção piedosa de Neemias deve ser inspiração
restaurado à obediência da Palavra de Deus,
enquanto
para todos os que amam a Deus. Ele abandonou uma
Neemias, o leigo, trabalha junto com Esdras, o profeta.
posição favorecida para se tornar um humilde líder entre o
Como governador durante esse período, Neemias usou a
povo do Senhor. Até recusou a contribuição material que era
influência do seu cargo para apoiar a Esdras e exercer uma
seu direito, e condenou terminantemente o materialismo
liderança espiritual. Aqui se revela um homem que planeja
(Ne 5.14,15; 13.10-13). Neemias foi exemplo esplêndido
sabiamente suas ações (“considerei comigo mesmo no meu
para nós, em ser inteiramente altruísta, discreto, homem de
coração”) e um homem cheio de ousadia (“contendi com os
ação e destemido em favor da justiça em face do perigo
nobres”).
(4.14,19,20; 6.3,15). Tinha o devido temor de Deus, e
Cristo Revelado
estava interessado em edificar seus irmãos na fé (13.14;
A intercessão de Neemias pelo povo (1.11)
8.9). Em todo o livro se evidencia que Neemias tinha bom
prefigura a intercessão de Cristo por nós diante de Deus Pai
conhecimento da Palavra de Deus, e fez bom uso disto (1.8-
(Hb 7.25). A reconstrução de Jerusalém por Neemias (2.18)
11). Ao ler a Lei, Neemias, bem como Esdras também,
prefigura a Cristo na construção da igreja (Mt 16.18; 1 Co
empenharam-se em tornar explícita ao povo a Palavra de
14.4–5, 12; Gl 4.26; Ef 2.20–22). No livro de Neemias
Deus, e em segui-la mediante a aplicação dela (8.8,13-18;
também vemos outros personagens que prefiguram a Cristo
13.1-3). A completa confiança de Neemias no Senhor e suas
em seus vários ofícios: Joiaquim o Sumo-Sacerdote, filho
humildes petições devem encorajar-nos a ter semelhante
de Jesua, filho de Jozadaque (depois sucedido por seu filho
atitude de inteira dependência de Deus. É notável como as
Eliasibe), Ageu e Zacarias, profetas pós-exílicos (Zacarias
suas orações glorificaram a Deus, mostraram
era também sacerdote, Ne 12.4,16), Neemias, filho de
reconhecimento dos seus pecados e os do seu povo e
Hacalias, que era da tribo de Judá, instituído governador e
solicitaram que o nome do Senhor fosse santificado (1.4-11;
reconstrutor dos muros de Jerusalém pelo rei persa
4.14; 6.14; 13.14,29,31). Certamente, um exemplo
Artaxerxes, representam a Cristo como Sacerdote, Rei e
inspirador e proveitoso de como um servo de Deus deve ser!

Related Interests