Sie sind auf Seite 1von 2

CENTRO DE FORMAÇÃO JURÍDICA

PARTE I
PARTE I

LÍNGUA PORTUGUESA

4º CURSO DE MAGISTRADOS

Cada um de nós tem os seus valores morais, que constituem o nosso património mais precioso. Para uns, certos valores são mais importantes do que outros e, em caso de dúvida, estão dispostos a sacrificar uns em favor de outros.

Os valores têm uma natureza racional, abstrata e têm como exemplo ações humanas, como irá ver de seguida nalguns dilemas morais elaborado por Lawrence Kholberg.

Numa cidade da Europa, uma mulher estava a morrer de cancro. Um medicamento descoberto recentemente por um farmacêutico dessa cidade podia salvar-lhe a vida. A descoberta desse medicamento tinha custado muito dinheiro ao farmacêutico, que agora pedia dez vezes mais por uma pequena porção desse remédio. Ele gastava $200 e cobrava $2000 por uma pequena dose do medicamento. Henrique (Heinz), o marido da mulher que estava a morrer, foi ter com as pessoas suas conhecidas para lhe emprestarem o dinheiro pedido pelo farmacêutico, mas só conseguiu juntar cerca de $1000, o que era metade do necessário. Foi ter, então com ele, contou- lhe que a sua mulher estava a morrer e pediu-lhe para o deixar levar o medicamento mais barato.

Em alternativa, pediu-lhe para o deixar levar o medicamento, pagando mais tarde a metade do dinheiro que ainda lhe faltava. O farmacêutico respondeu que não, que tinha descoberto o medicamento e que queria ganhar dinheiro com a sua descoberta. O Henrique, que tinha feito tudo ao seu alcance para comprar o medicamento, ficou desesperado e estava a pensar assaltar a farmácia e roubar o medicamento para a sua mulher. Deve Heinz assaltar a farmácia para roubar o medicamento para salvar a sua mulher? E deveria Heinz assaltar a farmácia para roubar o medicamento para salvar a vida de um desconhecido?

Traduzido e adaptado de L. Kohlberg (1971/1980) Indoctrination versus relativity in Value

Education, in Júlio Vaz de Andrade, Os valores na Formação Pessoa e Social, Texto Editora

1- Responda às seguintes questões e depois proponha a discussão na aula.

a) Henrique devia roubar o medicamento? Porquê? Ou por que não?

b) Se Henrique não amasse a sua mulher, devia roubar o medicamento para ela? Porquê? Ou por que não?

CENTRO DE FORMAÇÃO JURÍDICA

LÍNGUA PORTUGUESA

4º CURSO DE MAGISTRADOS

d) No caso de ser a favor do roubo para a pessoa estranha: suponha que se trata de um animal de estimação. Henrique devia roubar para o salvar? Porquê? Ou por que não?

e) É importante para as pessoas fazerem tudo o que podem para salvar a vida de outrem? Porquê? Ou por que não?

PARTE II

Heinz assaltou a Farmácia. Roubou o medicamento e deu-o à mulher. No dia seguinte, a notícia do roubo vinha nos jornais. O senhor Brown, um polícia que conhecia Heinz, leu a notícia e lembrou-se de o ter visto a sair correndo da tal Farmácia e percebeu que foi Heinz quem roubou o medicamento. Como era amigo de Heinz, e conhecendo o seu caso, perguntou a si mesmo se deveria denunciá-lo.

1- Deve o polícia acusar o Heinz de roubo? Porquê?

2- E se o fizer, deve ser ele a prendê-lo? Porquê?

PARTE III

O polícia Brown encontra Heinz e prende-o. Heinz é levado a tribunal e é organizado um júri. O trabalho do júri é descobrir se uma pessoa é culpada ou inocente de um crime. O júri considera Heinz culpado. Ao juiz compete determinar a sentença. Deve o juiz sentenciar Heinz ou deve suspender a sentença e libertar Heinz?

Porquê?

3-

Pensado em termos sociais _ as pessoas que violam a lei devem ser punidas? Porquê?

4-

Em que medida isto se aplica ao que o juiz devia fazer? Como?

5-

Heinz fez o que a sua consciência lhe ditou, ao roubar o medicamento.

Um violador da lei deve ser punido se age por uma questão de consciência? Porquê?

6- Heinz podia pensar que é importante obedecer à lei e salvar a sua mulher, mas não

pode fazer as duas coisas. Há alguma maneira de resolver o conflito entre a Lei e a Vida,

tendo em conta os melhores argumentos a favor de cada uma? Como? Ou por que não?

7-

Para Heinz, roubar é ir contra a Lei. Isso torna-o moralmente condenável? Porquê?

8-

As pessoas devem tentar tudo o que podem para obedecer à Lei? Porquê?

8.1- Em que medida é que isto se aplica ao que Heinz devia fazer?

Questões Gerais:

Que faríamos no lugar de Heinz, do Policia e do Juiz? Que valores estão em conflito neste dilema?