Sie sind auf Seite 1von 31
COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS CURSOS OAB FILOSOFIA DO DIREITO PROFESSOR ALYSSON RACHID Twitter: @alyssonrachid
COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS
CURSOS OAB
FILOSOFIA DO DIREITO
PROFESSOR ALYSSON RACHID
Twitter: @alyssonrachid
1.Introdução: I) Finalidade Reflexão Verdades II) Filosofia do Direito III) Características (C M F) IV)
1.Introdução:
I) Finalidade
Reflexão
Verdades
II) Filosofia do Direito
III) Características (C M F)
IV) Definição
V) Elementos
2. Direito: I) Interpretações: II) Direito e Moral: - Teoria do Mínimo Ético - Teorias
2. Direito:
I) Interpretações:
II) Direito e Moral:
- Teoria do Mínimo Ético
- Teorias
- Teoria de Miguel Reale
III) Características: Direito Moral Atributividade Valor / Objetivo Não objetivo Bilateralidade Sim Sim
III) Características:
Direito
Moral
Atributividade
Valor / Objetivo
Não objetivo
Bilateralidade
Sim
Sim
Coercitividade
Mecanismos de
coação
É espontânea
Heteronomia
Vontade de outra
pessoa
Autônoma
3. Processo Histórico: Sociedade Vendetas Composição Primitiva (sanção (indenização) coletiva) Princípio
3. Processo Histórico:
Sociedade
Vendetas
Composição
Primitiva
(sanção
(indenização)
coletiva)
Princípio da
Retributividade
Estado Moderno
- Concentra sanções
- Produção jd.
Estado
(autoridade)
4. Jusnaturalismo e Juspositivismo: Direito Natural Direito Positivo Normas intersubjetivas Normas fixadas pelo
4. Jusnaturalismo e Juspositivismo:
Direito Natural
Direito Positivo
Normas intersubjetivas
Normas fixadas pelo
Estado
Compreensão Universal
Direito Escrito
04.1. Jusnaturalismo: - Direito Natural / Direito Positivo - (+) Moral / (-) Aspectos formais
04.1. Jusnaturalismo:
- Direito Natural
/
Direito Positivo
- (+) Moral
/
(-) Aspectos formais
Justiça
Direito
(verdades da razão)
- Princípios Superiores
- Jusnaturalismo na história: Antiguidade - Direito Natural Lei Universal - Leis eternas - P
- Jusnaturalismo na história:
Antiguidade
- Direito Natural
Lei Universal
- Leis eternas
- P A C
Idade média
- Direito Natural
Lei de Deus
- São Tomás de Aquino
Idade
- Rompimento com a Teocracia (vont. Divina)
Moderna
- Direito Razão do homem (nat. humana)
- Calvino ; Hugo Grocio
Século XIX
- Jusnaturalismo x Leis positivadas
- Hans Kelsen (Teoria Pura do Direito)
04.2. Juspositivismo: - Direito Positivo (escrito) Direito Regras Jurídicas Editadas pelo Estado - Estrutura
04.2. Juspositivismo:
- Direito Positivo (escrito)
Direito
Regras Jurídicas
Editadas pelo
Estado
- Estrutura Normativa (independe de valores / conteúdo)
- Obrigação jurídica
Regra jurídica válida
Conflito entre Direito Natural e Direito Positivo Doutrina Doutrina Jusnaturalista Juspositivista
Conflito entre Direito Natural
e Direito Positivo
Doutrina
Doutrina
Jusnaturalista
Juspositivista
04.3. Realismo Jurídico: Direito Realidade Planos dos fatos - Decisões dos Tribunais Normas X Válidas
04.3. Realismo Jurídico:
Direito
Realidade
Planos dos fatos
- Decisões dos Tribunais
Normas
X
Válidas
Eficazes em
sua aplicação
Valores
Dir. natural
Norma superior
Dir. Posit
04.4. Historicismo Jurídico: Evolução Costumes Direito Histórica crenças Volksgeist X Vontade do legislador
04.4. Historicismo Jurídico:
Evolução
Costumes
Direito
Histórica
crenças
Volksgeist
X
Vontade do legislador
Filosofia e Direito na Antiguidade: - Ordem cronológica: Sofistas Sócrates Platão Aristóteles
Filosofia e Direito na Antiguidade:
- Ordem cronológica:
Sofistas
Sócrates
Platão
Aristóteles
01. Sofistas: - Observações: - Compromisso com a verdade não verdade única convencimento - Arte
01. Sofistas:
- Observações:
- Compromisso com a verdade
não verdade única
convencimento
- Arte Retórica
argumentação
falar em público
persuasão
02. Sócrates: - Observações: C osmo og a l i A ntropo og a l
02. Sócrates:
- Observações:
C
osmo og a
l
i
A
ntropo og a
l
i
- Escritos petrificam
x
palavras não
- Ironia Socrática “Sei que nada sei”
- Dialética
Dialética: Dialética Exortação Indagação Refugação Maiêutica - Virtudes (STJCP - juristas)
Dialética:
Dialética
Exortação
Indagação
Refugação
Maiêutica
- Virtudes (STJCP
-
juristas)
03. Platão: - Visão dupla do universo Mundo das Ideias Mundo das Aparências Dialética /
03. Platão:
- Visão dupla do universo
Mundo das Ideias
Mundo das Aparências
Dialética / Justiça Ideal
- Fases (Diálogos Platônicos): 1ª fase 2ª fase 3ª fase Moral Justiça Ideal Coercibilidade Organização
- Fases (Diálogos Platônicos):
1ª fase
2ª fase
3ª fase
Moral
Justiça Ideal
Coercibilidade
Organização das
leis
- Cidade Platônica Ideal =
Realização de justiça
04. Aristóteles: Mundo ideal Mundo material Dialética e Analítica
04. Aristóteles:
Mundo ideal
Mundo material
Dialética
e
Analítica
- Dialética x Analítica - Direito (contrapõe) Lei natural Lei comum Justo por natureza Justiça
- Dialética
x
Analítica
- Direito (contrapõe)
Lei natural
Lei comum
Justo por natureza
Justiça natural
X
Lei por convenção
Lei particular
Justo por convenção
Justiça legal
- Justiça: - HÁBITO - Meio para o bem - Virtude Hábito de se fazer
-
Justiça:
- HÁBITO
- Meio para o bem
- Virtude
Hábito de se fazer as coisas justas
Bilateral
- Características
Preferencial
Igualdade / Lei / bem comum
- Justiça Espécies Distributiva / Condecorativa Particular Retificadora Justiça Natural Política Legal
-
Justiça
Espécies
Distributiva / Condecorativa
Particular
Retificadora
Justiça
Natural
Política
Legal
- Lei: Jurídicos Condutas Norma e aspectos comportamentos Morais - Finalidade - Escritas - Classificação
- Lei:
Jurídicos
Condutas
Norma
e
aspectos
comportamentos
Morais
- Finalidade
- Escritas
- Classificação
- Costumeiras
- Máxima Aristotélica: “Tratar igualmente os iguais, desigualmente os desiguais na medida de suas desigualdades”
- Máxima Aristotélica:
“Tratar igualmente os iguais, desigualmente os desiguais
na medida de suas desigualdades”
- Equidade
x
Critério equitativo
- Critério da equidade para se aplicar a igualdade na
justiça no caso concreto
Filosofia e Direito na Modernidade - Contratualismo - Sociedade moderna Estado de natureza Estado Civil
Filosofia e Direito na Modernidade - Contratualismo
- Sociedade moderna
Estado de natureza
Estado Civil (Político)
Contratualismo
(Contrato social)
- John Locke
- Destacam-se:
- Thomas Hobbes
- Jean Jacques Rousseau
1. John Locke: Estado de Natureza Estado Civil (Político) - Leis naturais - Autoridade su
1. John Locke:
Estado de Natureza
Estado Civil (Político)
- Leis naturais
- Autoridade su erior
p
-Não há poder superior
- Penas
- Poder de castigar
Contrato Social
Estado de natureza
Estado civil
2. Thomas Hobbes: Estado de Natureza Estado Civil (Político) - Guerra -Soberania (reunião das vontades)
2. Thomas Hobbes:
Estado de Natureza
Estado Civil (Político)
- Guerra
-Soberania
(reunião das vontades)
- Vontade individual
-Estado
(Vontade Soberana)
- Leis Positivas
- Leis Naturais
Contrato Social
3. Jean Jacques Rousseau: Estado de Natureza Estado Civil (Político) - Estado de liberdade Transforma
3. Jean Jacques Rousseau:
Estado de Natureza
Estado Civil (Político)
- Estado de liberdade
Transforma ão da for a
em direito
ç
ç
- Desigualdade
(homem mais forte/fraco)
Contrato Social
Filosofia do Direito Contemporâneo: - Hans Kelsen: - Direito como norma jurídica - Neutralidade Elementos:
Filosofia do Direito Contemporâneo:
- Hans Kelsen:
- Direito como norma jurídica
- Neutralidade
Elementos:
- Norma superior (hierarquia das normas)
- Coação
- Interpretação (não interpretação única)
- Sistema normativo fechado (norma válida) - Críticas ao sistema fechado - Norma hipotética fundamental
- Sistema normativo fechado (norma válida)
- Críticas ao sistema fechado
- Norma hipotética fundamental
- Obs. Norma é o sentido de um ato pelo qual uma
conduta é prescrita, permitida ou facultada, no sentido
de adjudicada a competência de outrem.
- Miguel Reale: - Teoria Tridimensional (Sistema aberto): Norma Valor Fato
- Miguel Reale:
- Teoria Tridimensional (Sistema aberto):
Norma
Valor
Fato