Sie sind auf Seite 1von 42

Biomateriais Uma Introdução.

Biomateriais – Uma Introdução. Andreza de Sousa Andrada Itabira, 10 de setembro de 2013.

Andreza de Sousa Andrada

Itabira, 10 de setembro de 2013.

Seis definições de um Biomaterial

1. non-viable material used in a medical device,

intended to interact with biological systems - ESB

Consensus Conference I.

 

2.

material

intended

to

interface

with

biological

systems to evaluate, treat, augment or replace any tissue, organ or function of the body - ESB Consensus

Conference II.

Esta é uma versão refinada que exclui materiais não- viáveis

Seis definições de um Biomaterial

3. synthetic, natural or modified natural material intended to be in contact and interact with the biological system - ISO não recomendada pois implica que “tecidos” são biomateriais.

4. any substance (other than a drug), synthetic or natural, that can be used as a system or part of a system that treats, augments, or replaces any tissue, organ, or function of the body. Dorland Medical não recomendada pois não faz referências à interfaces.

Seis definições de um Biomaterial

5. solid materials which occur in and are made by living organisms, such as chitin, fibrin or bone. Larousse Science não recomendada pois limita a origem

biológica.

6. a systemically and pharmacologically inert substance designed for implantation within or in corporation with living systems - The Clemson University Advisory Board for Biomaterials. Quando biomateriais era visto como algo inerte para atingir biocompatibilidade, o que não é mais o caso.

“Biomateriais são substâncias das quais podem ser fabricados dispositivos que interagem com sistemas biológicos”.

Implante de titânio

dentário.

sistemas biológicos” . Implante de titânio dentário. ( Cortesia de Simmer, Inc.) Uma válvula cardíaca

(Cortesia de Simmer, Inc.)

Uma válvula cardíaca artificial.

Vários componentes da prótese total do quadril, incluindo (a) tronco,

(b) cabeça do fêmur, (c) um acetábulo

AC de alumina, e (d) uma base metálica para o acetábulo AC.

fêmur, (c) um acetábulo AC de alumina, e ( d) uma base metálica para o acetábulo

(Getty/RF.)

Lente intraocular

fêmur, (c) um acetábulo AC de alumina, e ( d) uma base metálica para o acetábulo

Exigências: Exemplos:

Biomateriais odontológicos

Não causa irritação gengival

Ligação ao dente sem causar infiltração

Não ser dissolvido ou sofrer erosão pela saliva

Resistência mecânica, resistência ao desgaste,

• Resistência mecânica, resistência ao desgaste, compatibilidade de módulos de elasticidade. • Boas

compatibilidade de módulos de elasticidade.

Boas propriedades estéticas

Mínimas variações dimensionais, tempo de trabalho

adequado e radiopacidade

Biomateriais odontológicos

Para refletir:

Considere as seguintes características de um dente natural que devem ser satisfeitas para se conseguir um implante de

dente com sucesso: uma resistência de 100-140 MPa em

flexão, uma interface biologicamente ligada com células epiteliais, tecido gengival e osso.

Lentes de Contato

Propriedades óticas

Estabilidade química

Transmissibilidade de oxigênio

Permitir escoamento da lágrima

Resistência à deposição de lípídeos

Fácil de limpar

de oxigênio • Permitir escoamento da lágrima • Resistência à deposição de lípídeos • Fácil de

Sistemas de liberação controlada/prolongada de

drogas

Mais efetivos e de baixas doses

Dosagem constante por um longo período de tempo

Tratamento local

Fácil de manipular e de baixo custo

• Dosagem constante por um longo período de tempo • Tratamento local • Fácil de manipular

Scaffolds usados para engenharia de tecidos

Permite fácil penetração de células, distribuição e

proliferação.

Permeabilidade do meio de cultura

Vascularização in vivo (uma vez implantado)

Manutenção dos fenótipos celulares

Propriedades mecânicas adequadas

Biodegradação controlada

Facilidade de fabricação

celulares • Propriedades mecânicas adequadas • Biodegradação controlada • Facilidade de fabricação

Ciência Muldisciplinar

Ciência Muldisciplinar

Biomateriais

Biomateriais Inorgânicos Orgânicos Metais Cerâmicas Polímeros
Biomateriais
Inorgânicos
Orgânicos
Metais
Cerâmicas
Polímeros

Biomateriais compósitos

Materiais

Vantagens

Desvantagens

Exemplos

Polímeros

     

Nylon,

Fáceis de moldar, Propriedades mecânicas e físicas

Baixa resistência mecânica, Deformam com o tempo,

Suturas, Enxertos vasculares, Hip socket

Polietileno,

Polipropileno,

Poliuretanos,

ajustáveis,

Podem degradar,

(acetábulo), Lentes

Silicone,

Modificação

Absorve água e proteínas, Desgaste,

intraoculares

Teflon,

superficial,

Dacron,

Biodegradáveis,

Acrilatos,

Imobilizam células.

Contaminação

PGA, PLA, Politetrafluoretileno Polimetilmetacrilato

superficial, Difícies

de esterilizar.

Metais (Titânio e suas ligas,

Alta resistência,

Problemas com

Substituição de

Ligas de Co-Cr, Aço

Reistência a fadiga,

corrosão,

juntas,

inoxidável (316 L

Reistência ao desgaste , Facilidade de fabricação,

Densos, Alto módulo, Sensibilidade à íons metálicos e

Placas e parafusos, Implantes

18Cr-14Ni-2,5Mo

ASTM F138), NiTi, Amálgama

odontológicos

(AgSnCuZnHg),

Facilidade de

toxicidade.

Ouro, Ligas de Au-Ag- Cu-Pd.

esterilizar,

Dúcteis

Biomateriais metálicos

Propriedades de ligas de metais selecionados, usados em aplicações ortopédicas.

de metais selecionados, usados em aplicações ortopédicas. Note que o módulo de elasticidade do osso (na

Note que o módulo de elasticidade do osso (na direção da carga) está perto de 17 GPa.

QUESTÃO DA INCOMPATIBILIDADE ENTRE MÓDULOS DE ELASTICIDADE Remodelação óssea.

Biomateriais

metálicos

– Remodelação óssea. Biomateriais metálicos ( © Science Photo Library/Photo Researchers, Inc.)

(© Science Photo Library/Photo Researchers, Inc.)

Aplicação de haste intramedular e parafusos de travamento para estabilizar a fratura da tíbia.

Materiais

Vantagens

Desvantagens

Exemplos

Cerâmicas

     

Alumina,

Muito

Baixa resistência à tração,

Implantes

Zircônia,

biocompatíveis,

odontológicos,

Biovidros, Fosfatos de

Inertes,

Baixa tenacidade à

Cabeça femoral

cálcio, Carbonatos de cálcio

Alta resistência à compressão, Resistência à corrosão e ao

fratura, Difíceis de fabricar, Alto módulo (incompatibilidad

(prótese de quadril), Revestimento de implantes odontológicos e

desgaste.

e com o osso)

ortopédicos.

Compósitos

     

Carbono-carbono

Menos densos Menor

Dificuldade de processamento

Implantes de juntas Reforços

Cerâmica-polímero

susceptibilidade à

 

odontológicos

fratura por fadiga Menor susceptibilidade à corrosão

Biomateriais cerâmicos

Biomateriais cerâmicos Radiografias mostrando o quadril Normal (A), com Artrose (B) e do quadril do mesmo

Radiografias mostrando o quadril Normal (A), com Artrose (B) e do quadril do mesmo paciente mostrado em B após a Artroplastia (C).

Aplicações dos biomateriais

Área

Substituição de parte danificada ou doente

Assiste a cicatrização

Melhoria de função

Correção de anormalidades

Correção de problemas estéticos

Auxilia no diagnóstico

Auxilia em tratamentos

Exemplos

Junta de quadril artificial, máquina de diálise renal

Suturas, placas e parafusos para ossos

Marcapasso cardíaco, lentes intraoculares, implante coclear

Marcapasso cardíaco

Implante de seio, aumento de tecidos moles

Sondas, catéter

Catéteres, drenos

Aplicações dos biomateriais

Órgão

Exemplos

Coração

Marcapasso cardíaco, válvula de coração artificial, coração artificial Oxigenadores

Pulmão

Olhos

Lentes de contato, lentes intraoculares

Ouvido

Implante coclear Placas e parafusos Máquina de diálise de rim (hemodiálise) Catéter

Ossos

Rim

Bexiga

Critérios para seleção de Biomateriais

Propriedades Mecânicas e Químicas.

Efeitos biológicos não desejáveis: carcinogênico, tóxico,

alergênico ou imunogênico.

Possibilidade

de

processar,

reprodutibilidade.

fabricar

e

esterilizar

com

boa

Relação custo/benefício aceitável.

Dados sobre o ambiente biológico

Dados sobre o ambiente biológico

Características de um biomaterial Performance adequada

1. Definição de Biocompatibilidade habilidade de um material ter um desempenho satisfatório quando em contato com um meio biológico, em uma dada aplicação

(William, 1987).

Biocompatibilidade Características: Envolve a aceitação de um

implante artificial pelos tecidos ao redor do material implantado

bem como pelo corpo.

Características de um biomaterial Performance adequada

Refere-se a todas as reações interfaciais entre o material e o tecido adjacente (vizinho) e suas consequências (toxicidade,

inflamação, aceitação, irritação, alergia, câncer).

Bulk

Material

Bulk Material
Bulk Material
aceitação, irritação, alergia, câncer). Bulk Material Adsorbed layer of water, ions & proteins Cells in
aceitação, irritação, alergia, câncer). Bulk Material Adsorbed layer of water, ions & proteins Cells in

Adsorbed layer of

alergia, câncer). Bulk Material Adsorbed layer of water, ions & proteins Cells in biological fluid Surface

water, ions &

proteins

Cells in

biological

fluid

Surface Layer

of Material

Características de um biomaterial Performance adequada

2. Biofuncionalidade: desempenho mecânico do material na

função a que se propõe restaurar, pelo tempo desejado.

Conjunto

de

propriedades

que

a

um

determinado

dispositivo

a

capacidade

de

desempenhar

uma

função

desejada.

3. Bioadesão: favorece o intercrescimento ósseo.

Reações superficiais implante-tecido (depende do material e do tecido).

4. Disponibilidade e obtenção:

5. Estabilidade Química e Térmica:

6. Resistência à corrosão:

7. Custo e Reprodutibilidade:

8. Sucesso do implante:

Tipos de interação implante-tecido

1.

Tóxico resulta na morte do tecido adjacente.Ex: elemento radioativo com U e Th.

2.

Não tóxico e bioinerte formação de uma cápsula de tecido

fibroso de espessura variável ao redor do implante. Ex:

zircônia, alumina, titânio.

3.

Não Tóxico e Bioativo induz uma atividade biológica específica a partir de uma ligação implante-tecido.

4.

Não tóxico e Absorvível o material é absorvido (incorporado) pelo tecido adjacente: o implante é susbtituído pelo novo tecido formado. Ex: fosfatos de cálcio solúveis (TCP e TTCP) e apatitas carbonatadas.

Biomaterial não tóxico e bioinerte:

A cápsula pode aumentar em espessura.

A cápsula pode calcificar e endurecer.

A presença de cápsulas pode resultar em concentrações de tensão

1.

2.

3.

localizadas.

Os efeitos da infecção podem ser aumentados.

A cápsula pode se separar do dispositivo.

Produtos da corrosão podem se acumular.

4.

5.

6.

Bioatividade

Análise da Solução

SBF

pH Ca Si P

Estudo da superfície

XRD FTIR MEV EDS TEM

Análise da Solução SBF pH Ca Si P Estudo da superfície XRD FTIR MEV EDS TEM
Análise da Solução SBF pH Ca Si P Estudo da superfície XRD FTIR MEV EDS TEM

1 dia

Análise da Solução SBF pH Ca Si P Estudo da superfície XRD FTIR MEV EDS TEM

7 dias

SBF
SBF
Análise da Solução SBF pH Ca Si P Estudo da superfície XRD FTIR MEV EDS TEM

60 dias

Bioatividade

Bioatividade

Resposta Biológica

Resposta positiva dada pelo tecido do biomaterial em termos de aderência e proliferação de diferentes células.

Superfície do biomaterial parece ser biocompatível a vários

tipos de células macrófagos, fibroblastos, osteoclastos, osteoblastos e células do ligamento periodontal.

Resposta Biológica

Resposta Biológica

Resposta Biológica

Importância destes fenômenos:

A) superfície do material define a densidade e modo de adsorção características químicas e de projeto do implante.

B) interação entre células e proteínas adsorvidas define a possibilidade de fixação das células.

C) adesão e proliferação das células e regeneração do tecido.

Evolução da Ciência de Biomateriais e

Tecnologia

1 ª generação (desde 1950) Meta: Bioinércia

2 ª generação (desde 1980) Meta: Bioatividade

3 ª generação(desde 2000) Meta: Regeneração de tecido funcional

Teste de Biomateriais

Físico e Mecânico

Biológico

Avaliação in vitro

Avaliação in vivo Avaliação funcional Avaliação clínica

Teste de Biomateriais

Cell culture, cytotoxicity (Mouse L929 cell line)

Hemolysis (rabbit or human blood)

Mutagenicity (Ames test)

Systemic injection, acute toxicity (Mouse)

Sensitization (Guinea pig)

Pyrogenicity (Rabbit)

Intramuscular implantation (Rat, rabbit)

Blood compatibility

Long-term implatation.

ISO 10993 and EN 30993

ISO 10993-1: guidance on selection of tests

ISO 10993-2: Animal welfare requirements

ISO 10993-3: Test for genotoxicity, carcinogenicity and reproductive toxicity

ISO 10993-4: Selection of tests for interactions with blood

ISO 10993-5: Tests for cytotoxicity: In vitro methods

ISO 10993-6: Test for local effects after implantation

ISO 10993-7: Ethylene oxide sterilization residuals

ISO 10993-8: Clinical investigation

ISO 10993-9: Degradation of materials related to biological testing

ISO 10993-10: Tests for irritation and sensitization

ISO 10993-11: Tests for systemic toxicity

ISO 10993-12: Sample preparation and reference materials

Sucesso x Falha

Perguntas essenciais:

(1) O que representa uma boa performance?,

(2) Quem deve ser o responsável pela falha dos dispositivos “resposta inapropriada do hospedeiro,”

(3) Quais são as relações custo/riscos ou custo/benefício para o implante ou a terapia de reparo?

Deterioração de Biomateriais

Corrosão

Degradação

Calcificação

Carregamento mecânico

Combinado

Some Key Questions in Biomaterials

Can patient retain her/his body part (hip, tooth, eye lens, heart,

etc)?

If

replacement

recovery?

necessary,

how

do

patient

obtain

an

optimal

Artificial material or autologous tissue? Replacement organ?

If artificial material, which?

Functionality? Prosthesis design?

Cyclic mechanical loading? Durability of prostheses? Patient age.

Biocompatibility? Integration.

Blood compatibility?

Immune reactions? Chemical tolerability?

Cell differentiation?

Ethics

(animals,

humans,

funding/maximal

company

earning,

Johnson & Johnson (www.jnj.com)

Biomet INC (www.biomed.com)

Strycker Howmedica Osteonics (www.osteonis.com)

Sulzer Orthopedics Ltd (www.sulzerotho.com)

Zimmer (www.zimmer.com)

Merck & Co Inc (www.merck.com)

Nobel biocare/AstraZeneca/Pacesetter AB/Q-med/Artimplant/Doxa

SLABO Sociedade Latino Americana de Biomateriais e Órgãos Artificiais

www.slabo.org.br

de Biomateriais e Órgãos Artificiais www.slabo.org.br BIOMAT NET www.biomat.net www.teinternational.org
BIOMAT NET
BIOMAT NET

www.biomat.net

www.teinternational.org

e Órgãos Artificiais www.slabo.org.br BIOMAT NET www.biomat.net www.teinternational.org www.tissue_engineering.net
e Órgãos Artificiais www.slabo.org.br BIOMAT NET www.biomat.net www.teinternational.org www.tissue_engineering.net

www.tissue_engineering.net