You are on page 1of 6

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO


ce.deg@esce.ips.pt

Cursos
Contabilidade e Finanças (Diurno)
Contabilidade e Finanças (Nocturno)
Gestão de Recursos Humanos
Marketing
Gestão da Distribuição e da Logística
Gestão de Sistemas de Informação

ESTATÍSTICA I

PROGRAMA

Ano lectivo: 2006/07


Responsável: Prof. Verónica Quítalo
Docentes:
Prof.ª Verónica Quítalo
Dr. Aníbal Vieira
Dr. César Correia
Dr.ª Helena Penalva
Dr. Rui Brites
Drª. Sandra Monteiro
Dr.ª Sandra Oliveira

Duração: 1 semestre
Aulas teóricas: 2 horas semanais
Aulas práticas: 2 horas semanais
A. ENQUADRAMENTO

Fornecer instrumentos fundamentais que permitem analisar e interpretar informação,


quer do ponto de vista descritivo dos dados, quer do ponto de vista probabilístico.

B. SÍNTESE DA DISCIPLINA

Conceitos e aplicações dos métodos de Estatística Descritiva.


A axiomática das probabilidades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes.
Diferentes tipos de variáveis aleatórias, suas características e propriedades.

C. OBJECTIVOS DA DISCIPLINA

No final da disciplina os alunos deverão:


 Ter adquirido competências ao nível do raciocínio lógico, capacidade de
abstracção e fundamentação;
 Aplicar os conceitos e métodos de Estatística Descritiva.
 Definir variável aleatória, calcular probabilidades e momentos.
 Conhecer e aplicar as diferentes distribuições teóricas no cálculo de
probabilidades
 Conhecer algumas aplicações na área das ciências empresariais.

D. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. ESTATÍSTICA DESCRITIVA

1.1 - Conceitos básicos


1.2 - Distribuições de frequências
1.3 - Medidas de localização
1.4 - Medidas de dispersão
1.5 - Medidas de assimetria
1.6 - Medidas de achatamento ou curtose

2. PROBABILIDADES

2.1 - Introdução
2.2 - Conceitos da teoria das probabilidades
2.2.1 - Experiência aleatória
2.2.2 - Espaço de resultados
2.2.3 - Acontecimentos
2.3 - Definição de probabilidade
2.4 - Axiomas da teoria das probabilidades
2.5 - Probabilidade condicional
2.6 - Acontecimentos independentes
2.7 - Teorema da probabilidade total
2.8 - Teorema de Bayes

3 - VARIÁVEIS ALEATÓRIAS DISCRETAS

3.1 - Definição de variável aleatória


3.2 - Função de probabilidade
3.3 - Função de distribuição
3.4 - Momentos ordinários e centrados de ordem K
3.5 - Média ou valor esperado
3.6 - Variância e desvio padrão

4 - DISTRIBUIÇÕES TEÓRICAS

4.1 - Introdução
4.2 - Distribuição de Bernoulli
4.3 - Distribuição Binomial
4.3.1 - Definição
4.3.2 - Expressões do valor médio e da variância
4.3.3 - A aditividade nas distribuições Binomiais
4.4 - Distribuição Hipergeométrica
4.5 - Relação entre as distribuições binomial e hipergeométrica
4.6 - Distribuição de Poisson
4.6.1 - Definição
4.6.2 - Expressões do valor médio e da variância.
4.6.3 - A aditividade nas distribuições de Poisson

5 - VARIÁVEIS ALEATÓRIAS BIDIMENSIONAIS DISCRETAS

5.1 - Função de probabilidade conjunta


5.2 - Função de probabilidade marginal
5.3 - Função de probabilidade condicionada
5.4 - Função de distribuição conjunta
5.5 - Independência de variáveis aleatórias
5.6 - Covariância e coeficiente de correlação linear

6 - VARIÁVEIS ALEATÓRIAS CONTÍNUAS

6.1 - Função de distribuição


6.2 - Função densidade de probabilidade
6.3 - Média ou valor esperado
6.4 - Variância e desvio padrão
6.5 - Distribuição Exponencial
6.5.1 - Definição
6.5.2 - Expressões do valor médio e da variância
6.5.3 - Relação entre as distribuições Exponencial e Poisson
6.6 - Distribuição Normal
6.6.1 - Definição
6.6.2 - Características da distribuição Normal
6.6.3 - Distribuição Normal Reduzida
6.6.4 - Aditividade da distribuição Normal

E. BIBLIOGRAFIA

Material de apoio às aulas colocado na reprografia e na página de internet da disciplina


http://www.esce.ips.pt/disciplinas/licenciatura/estatisticaI .

MURTEIRA, Bento, (1993) Análise Exploratória de Dados - Estatística Descritiva,


Lisboa , McGraw-Hill

MURTEIRA, Bento, et alii (2002) Introdução Estatística, Lisboa, McGraw-Hill

PENALVA, Helena e QUÍTALO, Verónica, (2003) Sebenta de Estatística I

REIS, Elizabeth, (1998) Estatística Descritiva, 4ªed, Lisboa, Ed. Sílabo.

REIS, Elizabeth, et alii, (1997) Estatística Aplicada, vol.I, Lisboa, Edições Sílabo

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

FONSECA, Jaime Raul Seixas,(2001)Estatística Matemática, vol. I, Lisboa, Edições


Sílabo

GUIMARÃES, Rui Campos e CABRAL, José,(1997) Estatística, Lisboa,McGraw-Hill.

KAZMIER, Leonard J., (1982), Estatística Aplicada à Economia e Administração,


McGraw-Hill

MCCLAVE, James T. et alii, (1998) Statistics for Business and Economics, Seventh
Edition, New Jersey, Prentice Hall International, Inc,

MOOD, Alexander M. et alii (1974), Introduction to the Theory of Statistics,


McGraw-Hill International Editions

MURTEIRA, Bento, (1990) Probabilidades e Estatística, vol. I, 2ª ed., Lisboa,


McGraw-Hill.

OLIVEIRA,Tiago, (1990) Probabilidades e Estatística, vol. I, Lisboa, McGraw-Hill

ROBALO, António,(1997) Estatística - Exercícios, 5ªed., vol.I, Lisboa, Edições


Sílabo
ROBALO, António,(2001) Estatística - Exercícios, 5ªed., vol.II, Lisboa, Edições
Sílabo

F. AVALIAÇÃO

1- Avaliação contínua

A avaliação contínua terá por base a realização de exercícios semanais nas aulas
práticas (a contar a partir de dia 5 de Março) e de um teste final global que terá lugar
após a conclusão das aulas, no período destinado à avaliação contínua.

A nota atribuída aos exercícios realizados durante as aulas práticas será dada de
acordo com a seguinte grelha:

Até 50% dos Entre 50% e 75% Entre 75% e 100%


exercícios certos dos exercícios dos exercícios
certos certos
Nota 0 valores 1 valor 2 valores

A nota final da disciplina por avaliação contínua consistirá na nota do teste final
global acrescida da nota atribuída aos exercícios realizados nas aulas práticas (sendo no
mínimo 0 e no máximo 20 valores).

O aluno fica aprovado se a nota final obtida de acordo com o exposto (arredondada às
unidades) for superior ou igual a 10 valores.

2 - Avaliação final (1ª época de exames)

A avaliação final é constituída por um exame.

O aluno fica aprovado se a nota final obtida (arredondada às unidades) for superior ou
igual a 10 valores.

3 - Época de recurso (2ª época de exames)

O sistema de avaliação é o mesmo que na avaliação final (1ª época)

4 - Época especial

O sistema de avaliação é o mesmo que na avaliação final (1ª época)

G. ATENDIMENTO AOS ALUNOS


Consultar a informação disponível junto dos gabinetes ou na página de internet da
disciplina http://www.esce.ips.pt/disciplinas/licenciatura/estatisticaI

Verónica Quítalo vquitalo@esce.ips.pt Gabiente C2.41


Aníbal Vieira acvieira@esce.ips.pt Gabiente C2.35
César Correia ccorreia@esce.ips.pt Gabinete C2.35
Helena Penalva hpenalva@esce.ips.pt Gabinete C2.41
Rui Brites rbrites@esce.ips.pt Gabinete C2.13
Sandra Monteiro smonteiro@esce.ips.pt Gabinete C2.38
Sandra Oliveira soliveira@esce.ips.pt Gabiente C2.39

Setúbal, 22 de Fevereiro de 2007