Sie sind auf Seite 1von 13
Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Sumário

A

2

B

3

C

3

D

4

E

5

F

6

G

6

I

7

J

7

L

8

M

8

N

9

O

9

P

9

R

10

S

11

T

11

V

12

Fontes consultadas

12

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

A

ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) órgão responsável pela normalização técnica no Brasil. É uma entidade privada, sem fins lucrativos, designada como único Foro Nacional de Normalização pela Resolução n.º 07 do Conmetro, de 24/08/1992.

Acabamento fase final da produção de uma publicação, posterior à im- pressão. Pode incluir, por exemplo, dobra, refile, grampea- mento, encadernação, aplicação de verniz e plastificação.

Adaptação nova versão baseada em uma ou mais versões de uma obra, buscando torná-la acessível a determinado tipo de leitor ou a finalidade diferente daquela a que se destinava. A adaptação pode implicar em alteração de gênero literário da obra, res- peitando os valores do original.

Adaptador pessoa que executa a adaptação de uma obra; pessoa que modifica o conteúdo de uma obra para outra edição, objeti- vando atualizá-la ou adaptá-la a público específico, gênero literário ou finalidade diferente daquela a que se destinou, sempre respeitando os valores do original.

Adobe Acrobat Professional programa que manipula arquivos em formato PDF. Com ele

é possível juntar arquivos, extrair páginas, gerar formulários, resguardar informações, etc.

Adobe Reader programa gratuito usado apenas para leitura de arquivos em formato PDF.

Agradecimento texto em que o autor agradece a instituições e/ou pessoas que tenham contribuído para a realização da obra. É um elemento pré-textual, deve ser constituído de texto conciso e impresso em página ímpar. Eventualmente os agradecimentos podem estar incluídos na apresentação, quando esta é feita pelo autor.

.ai extensão dos arquivos criados a partir do programa Adobe Illustrator.

Alinhamento

disposição dos elementos gráficos (imagem e texto) em linha reta, tendo como referência o topo, a base, o lado esquerdo,

o lado direito ou o centro.

Anais tipo de publicação periódica, que relata eventos acontecidos durante o ano em uma organização. Os Anais da Câmara dos Deputados são constituídos pelo conjunto das atas das ses- sões realizadas ordenadas cronologicamente, encadernadas por sessão legislativa e recolhidas ao Arquivo da Câmara.

Anais de Congresso conjunto das notas taquigráficas, resumos, trabalhos e infor- mes de eventos (seminário, congresso, audiência pública).

Anexo parte complementar, que apresenta afinidade com o texto principal, podendo ser um conjunto de documentos, esta- tísticas, tabelas, gráficos, ilustrações ou outros textos que geralmente não são produzidos pelo autor da obra.

Anuário publicação seriada editada anualmente, geralmente no início ou no final de cada ano, que apresenta o desenvolvimento de um plano, resume as atividades da instituição ou apresenta os registros de dados e estatísticas.

Apêndice parte da obra que o autor planeja e elabora para ser acres- centada ao final, servindo de continuação ou complemento. Distingue-se do anexo, cujo conteúdo, geralmente, não é produzido pelo autor da obra.

Apresentação texto que traz informações sobre propósitos do autor, amplitu- de e importância da obra, público a que se destina, instituições promotoras, patrocínios recebidos e circunstâncias em que foi elaborado o trabalho. Elemento pré-textual da obra; não obri- gatório. Inicia em página ímpar e é assinada pelo autor, editor, autoridade ou por pessoa de reconhecida competência.

Arquivo aberto qualquer arquivo digital que possa ser aberto no seu programa de origem (ou em outro programa), sendo possível alterá-lo, acres- centando ou retirando informações. A depender do programa em que foi gerado, deve ser enviado para outro computador dentro de um pacote para que seja aberto sem perda de características.

Arquivo digital conjunto de bits que formam uma unidade lógica interpretá- vel por computador. Os formatos de arquivos digitais podem ser: texto, imagem, som, vídeo, compactados, bancos de da- dos e executáveis.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Arquivo fechado

Assinatura visual

arquivo digital adequado para impressão remota, pois con-

ver Marca.

tém na sua estrutura todas as informações necessárias para uma impressão em alta resolução, como textos, ilustrações, imagens e fontes. Pode ser gravado com as extensões .pdf, .eps, .ps ou .prn, sendo que a extensão .pdf corresponde a um arquivo mais leve.

Audiolivro original ou cópia de livro reproduzido em mídia sonora. Livro falado, livro sonoro.

Arte-finalista profissional que verifica e ajusta diversos detalhes de um arquivo digital, preparando-o para impressão, de forma a ga- rantir que o trabalho final saia conforme o projetado.

Autor pessoa física criadora de obra literária, artística ou científica. A proteção concedida ao autor poderá aplicar-se a pessoas jurídicas, em casos específicos.

B

Bibliografia indicação de fontes úteis relacionadas a textos, que podem ou não ter sido utilizadas na elaboração da obra; literatura recomendada.

Bitmap imagem digital formada por pixels que, diferentemente da imagem vetorial, perde resolução ao ser ampliada.

.bmp extensão das imagens bitmap.

Boneca exemplar de uma publicação feito na etapa de criação do tra- balho, impresso e montado em tamanho real e com material

C

(papel e encadernação) similar ao que será usado na publi- cação final. Serve para se avaliar todas as características do produto gráfico, para que sejam corrigidos erros antes da produção em série. Também chamado de boneco.

Braile sistema de escrita com caracteres em relevo, desenvolvido por Louis Braille para permitir aos cegos a leitura de textos.

Briefing questionário respondido pelo cliente sobre detalhes do traba- lho a ser desenvolvido. Serve para orientar o designer gráfico ou o ilustrador no processo de criação do projeto gráfico ou ilustração da publicação e, assim, garantir que os objetivos de comunicação da publicação sejam alcançados.

Cabeça parte superior da página. Também conhecida como cabeça de página, cabeceira da página e título corrente.

Caderno grupo de 8, 16 ou 32 páginas dobradas e cortadas, que, jun- tamente com outros cadernos, forma o miolo da publicação.

Capa elemento externo que reveste e protege o corpo do livro. Pode ser confeccionada em material flexível ou rígido.

Capitular

recurso gráfico utilizado para marcar o início de um texto com

a ampliação do corpo da primeira letra do primeiro parágrafo.

A sua aplicação é opcional.

Catalogação na fonte descrição bibliográfica de uma publicação, contendo infor- mações sobre autoria, título, edição, local, data, número de páginas. Deve estar impressa no verso da folha de rosto e é internacionalmente identificada pela sigla CIP.

.cdr extensão dos arquivos criados a partir do programa Corel Draw.

Chapado cor uniforme (sem retícula), em um só tom, impressa sobre uma área do papel.

Clichê peça metálica em forma de uma figura que se deseja marcar, em alto ou baixo relevo, em uma superfície de papel.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

CMYK abreviação das cores: ciano, magenta, amarelo e preto. Origi- nalmente: cyan, magenta, yellow, black. Essas cores são usa- das no processo de impressão offset e, misturadas entre si, formam as demais cores da escala Europa.

Coautor/coautoria trabalho conjunto entre duas ou mais pessoas para a concep- ção de uma mesma obra.

Coedição trabalho conjunto entre instituições e/ou editoras para elabo- ração e publicação de produtos editoriais.

Colofão registro das informações, na última página do miolo, referentes ao nome da gráfica impressora, à data de impressão e a dados sobre a editoração, tais como formato, tipos e famílias, papel, etc.

Contorno linha que envolve imagens, fotos, desenhos, etc.

D

Cor especial cor diferente das cores básicas de impressão offset (CMYK), especificada em escalas especiais, como a escala Pantone. Pode ser opaca, metálica ou fluorescente. Geralmente é usa- da em conjunto com as cores do processo CMYK.

Corel Draw programa vetorial para a elaboração de desenhos vetoriais bidimensionais, desenvolvido pela Corel Corporation, similar ao Illustrator, da Adobe Systems Incorporated. Sua extensão é .cdr.

Corpo tamanho da letra, medida em pontos tipográficos, sendo que um ponto equivale a 0,376 mm.

Créditos indicação de pessoas e/ou instituições, identificando a natu- reza da contribuição intelectual, artística, técnica ou adminis- trativa na elaboração da obra, bem como as fontes de onde foram extraídas as imagens e os textos inseridos na obra.

Dedicatória oferecimento da obra como homenagem a pessoas e/ou a instituições. É um elemento pré-textual e deve ser constituído de texto conciso, impresso em página ímpar.

Depósito legal exigência estabelecida na Lei nº 10.944, de 14 de dezembro de 2004, de depósito na Biblioteca Nacional de um exemplar de to- das as publicações produzidas em território nacional, por qual- quer meio ou processo, objetivando assegurar a coleta, a guarda e a difusão da produção intelectual brasileira. As publicações pro- duzidas na Câmara dos Deputados devem também ser deposita- das no Centro de Documentação e Informação da Casa, sendo um exemplar para a Biblioteca e outro exemplar para o Arquivo.

Desenho vetorial desenho gerado a partir de descrições geométricas de for- mas, que pode ter suas dimensões alteradas sem que haja perda na qualidade da imagem.

Design editorial especialidade do design gráfico que cuida do planejamento visual e da produção gráfica de publicações, como livros, jor- nais, revistas, informativos, relatórios, catálogos, etc.

Design gráfico atividade que se caracteriza por planejar os aspectos funcio-

nais, visuais e de produção de peças gráficas, geralmente impressas, que servem de suporte para a comunicação de di- versos tipos de mensagens, de modo a trazer conforto visual, segurança, credibilidade e satisfação do consumidor sobre informações, produtos e serviços.

Designer gráfico profissional qualificado para desenvolver trabalhos gráficos nas áreas de identidade visual, design editorial (publica- ções), design promocional (divulgação), design ambiental (sinalização), design de embalagem, design de interação (in- terfaces eletrônicas) e tipografia.

Diagramação disposição de elementos de texto e de imagem de acordo com as diretrizes estabelecidas no projeto gráfico de uma publicação.

Diagramador profissional responsável pela diagramação de um produto editorial.

Direito de autor direito exclusivo que têm os autores de autorizar o uso dos seus trabalhos sob qualquer forma. Possui natureza híbrida, compre- endendo atributos do direito moral e do direito patrimonial. O mesmo que direitos autorais.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Direito moral direito não patrimonial que tem o autor sobre suas criações, compreendendo o direito ao respeito do nome da obra, o di- reito de divulgação e o direito de emenda ou retirada de circu- lação. É imprescritível, inalienável e irrenunciável.

Direito patrimonial

Dobra vinco ou marca que fica na parte em que se dobrou o papel. Lugar onde se sobrepõem as duas partes de uma folha.

Domínio público ocorre quando, esgotado o prazo legal de proteção aos direi- tos autorais patrimoniais, a obra passa a pertencer à coletivi- dade. Pode se dar também pela vontade (expressa) do autor.

o direito exclusivo de utilizar, fruir e dispor da obra literária, artística ou científica. Parte do direito autoral, cedível e tem- porário, que confere um monopólio de exploração de uma obra com um proveito pecuniário.

é

DPI (dots per inch / pontos por polegada)

é

uma medida relacionada à composição de imagens bitmap,

Distribuição atividade que tem por fim a oferta da produção editorial ao público. Na Câmara dos Deputados, a distribuição de mate- rial impresso é regulada pelo Ato da Mesa nº 30/2008.

que expressa o número de pixels que existem em uma po- legada linear na superfície onde a imagem é apresentada. Também é comum se referir a essa medida com o termo “re- solução da imagem”.

E

E-book ver Livro digital.

Elementos pós-textuais elementos que complementam o trabalho. Vêm após o texto principal da obra. Exemplos: anexos, apêndices, etc.

Edição (1) trabalho de composição, editoração e arte-finalização de um livro.

Elementos pré-textuais elementos que antecedem o texto, com informações que ajudam na sua identificação e utilização. Aparecem antes do texto princi- pal da obra. Exemplos: apresentação, agradecimento, etc.

Elementos textuais parte da publicação em que é exposto seu conteúdo; consti- tuem o núcleo do trabalho, o miolo do livro.

Edição (2) todos os exemplares de uma obra produzidos a partir de um original ou matriz. Uma nova edição tem de ter por base um novo molde; no caso de o molde ser o mesmo, não se pode falar de nova edição, mas de nova tiragem ou reedição.

Editor pessoa ou instituição responsável pela preparação dos origi-

nais, direção, supervisão e distribuição de um produto editorial

e a quem se atribui o direito exclusivo de reprodução da obra.

Editoração preparação técnica de originais com vistas à publicação, in- cluindo procedimentos de normalização e de revisão da for- ma e do conteúdo.

Editoração eletrônica processo de editoração realizado exclusivamente por meio de programas de computador.

Elementos externos elementos que compõem a parte externa de uma publicação

e servem para sua identificação e proteção. São elementos

externos: marcador, sobrecapa, capa, folha de guarda, lom-

bada, goteira e orelhas.

E-livro ver Livro digital.

.eps (Encapsulated Postscript) extensão para arquivo de imagem, que preserva as caracte- rísticas vetoriais quando aberta em programas como Illustra- tor, Corel Draw e InDesign e, por isso, garante melhor qua- lidade de impressão. Quando arquivos com essa extensão são abertos em programas de edição de imagem, como o Photoshop, são transformados em pixels (bitmap).

.ePub extensão de arquivo, livre e aberto, para leitura de textos em diversos tipos e tamanhos de tela. Hoje o ePub é considerado

o padrão internacional de livro digital.

E-reader dispositivo eletrônico portátil que possibilita a leitura de livro digital.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Escala Europa conjunto das cores resultantes da combinação das cores bá- sicas CMYK.

Escala Pantone tabela com amostras das tintas fabricadas a partir da combi- nação de pigmentos especiais (diferentes das cores CMYK),

F

desenvolvida pela Pantone Inc. Cada cor da tabela possui um número de identificação.

Extensão identificação do tipo do arquivo, que consiste de 2 a 4 ca- racteres, precedidos por um ponto, adicionados no final do nome de um arquivo.

Faca de corte fita ou conjunto de fitas de metal afiadas, geralmente fixadas so- bre uma placa de madeira, dispostas a constituir uma forma de- terminada, usada para o corte de impressos com feitio especial.

Faca de dobra fita ou conjunto de fitas de metal sem fio usadas para marcar ou vincar o papel no local onde deverá ser dobrado, geral- mente conjugadas com a faca de corte.

Família tipográfica conjunto de tipos cujo traçado, em qualquer corpo ou variante (claro / negrito, redondo / itálico, largo / estreito), apresenta as mesmas características estruturais e cujo desenho básico é identificado por um nome.

Ficha catalográfica conjunto de dados descritivos de uma publicação, que tem como objetivo facilitar o intercâmbio internacional da infor- mação bibliográfica. Deve ser impressa no verso da folha de rosto. Ver também Catalogação na fonte.

Filigrana ver Marca d’água.

Fio elemento gráfico representado por uma linha de comprimen- to e espessura variável.

Folder prospecto constituído por uma só folha impressa com uma ou mais dobras.

G

Folder grampeado prospecto constituído por duas ou mais folhas impressas, unidas por grampos localizados na dobra.

Folha pedaço de papel não dobrado.

Folha de guarda folha, geralmente em branco e de papel mais espesso, colo- cada no início e no final de um volume com o propósito de proteger a obra.

Folha de rosto página que contém os dados essenciais de uma publicação. Elemento pré-textual e obrigatório, constituído de anverso e verso.

Fonte tipográfica conjunto de tipos de uma família tipográfica em uma variante (negrito, itálico, etc.).

Formato forma e dimensões do produto editorial. Ao se especificar as medidas de um material, a primeira sempre correspon- de à largura e a segunda, à altura. Costuma-se informar o formato da publicação aberta e também fechada, para se evitar dúvidas.

Fotolito película transparente de acetato onde se grava, por meio di- gital, a imagem criada no computador. A chapa utilizada nas impressoras do sistema offset é gravada a partir do fotolito.

.gif (Graphics Interchange Format / Formato para Intercâmbio de Gráficos) extensão para arquivo de imagem bitmap de tamanho reduzi- do. Muito usado em sites da internet.

Glossário lista, em ordem alfabética, de palavras ou expressões técni- cas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizadas no texto, acompanhadas das respectivas definições.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Goteira parte oposta à lombada, corresponde à concavidade formada pelo corte das folhas.

I

Gramatura peso em gramas de uma folha de papel de área igual a 1 m². É expressa em g/m². A gramatura influencia as demais proprieda- des do produto, como a espessura. Por isso, costuma-se dizer que quanto maior for a gramatura, mais “grosso” será o papel.

Identidade visual conjunto de elementos gráficos que possibilita caracterizar e representar visualmente e de forma sistematizada uma enti-

Impressão sob demanda modelo de negócio em que a impressão do produto editorial se dá somente após sua venda.

dade, um produto ou um serviço. Pode também ser desen- volvida para marcar vários elementos como pertencentes a um grupo ou coleção.

.indd extensão dos arquivos criados a partir do programa InDesign.

Ilustração imagem criada para representar um texto ou um conceito, utilizada na capa ou no miolo do produto editorial.

InDesign programa para elaboração de trabalhos editoriais, desenvol- vido pela empresa Adobe Systems Incorporated. Sua exten- são é .indd.

Ilustrador profissional especializado na criação de ilustrações.

Índice

Illustrator programa vetorial para a elaboração de desenhos vetoriais bidimensionais, desenvolvido pela Adobe Systems Incorpo- rated, similar ao Corel Draw. Sua extensão é .ai.

lista de termos (nome de pessoas, lugares, assuntos e ou- tros) selecionados em um documento e ordenados segundo determinado critério, com o objetivo de facilitar a localização de informações contidas no texto. Elemento pós-textual da obra, não obrigatório.

Imprenta informações sobre a editora, o local e a data de publica- ção que devem estar presentes na parte inferior da folha de rosto.

ISBN (International Standard Book Number) é um sistema internacional padronizado de numeração e identificação de títulos de livros e folhetos em uma determi- nada edição. Aplicável também a softwares e livros em outros

ISSN (International Standard Serial Number)

Impressão (1) transferência do trabalho criado no computador para o papel. Essa transferência é geralmente feita por impressoras laser

suportes. Seu uso é regulado pela norma técnica internacio- nal da International Standards Organization – ISO 2108

ou offset.

é

o identificador aceito internacionalmente para individualizar

o

título de uma publicação seriada, tornando-o único e defi-

Impressão (2)

nitivo. Seu uso é definido pela norma técnica internacional da

ver Tiragem.

International Standards Organization –ISO 3297.

J

.jpg (Joint Photographic Experts Group) extensão para arquivo de imagem bitmap, que possibilita tor- nar o arquivo mais leve que outras extensões.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

L

Laminação cobertura da capa com uma película plástica de proteção. Pode ser fosca ou brilhante.

Leiaute esboço de qualquer trabalho de design gráfico em que são apresentados todos os elementos visuais básicos do que está sendo criado.

LIDA (Livro Digital Acessível)

é um produto desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para

Cegos, em formato CD-ROM, utilizável em qualquer compu- tador, que oferece ao leitor cego ou com baixa visão amplas possibilidades e facilidades na exploração de textos, tanto em áudio quanto em letras ampliadas.

Livro

é a transcrição do pensamento, por meio de uma técnica de

escrita, registrada em qualquer suporte. (Dicionário do livro).

M

Livro digital versão digital de um livro, dispensa o papel como suporte; arquivo com textos produzidos ou convertidos em diversos formatos (.pdf, .doc, .epub) para leitura em dispositivos ele- trônicos específicos (computadores, celulares, PDAs, etc.).

Livro eletrônico ver Livro digital.

Logotipo representação gráfica de uma empresa, pessoa, organização, etc. composta apenas por tipos. Ver Assinatura visual.

Lombada parte do livro, oposta ao corte das folhas, em que os cader- nos são unidos à capa. Pode ser “quadrada” (colada ou cos- turada) ou “canoa” (grampeada).

Mancha de texto ver Mancha gráfica.

Mancha gráfica a área, dentro das margens do papel, destinada ao texto prin- cipal e às imagens do documento.

Manual livro com orientações essenciais para ser usado como obra de consulta e que serve de referência constante para o desen- volvimento de um produto editorial.

Marca representação gráfica de uma empresa, pessoa, organização, etc. formada pelo conjunto de símbolo e tipos. Ver Assinatura visual.

Marcador fita ou outro material ligado à cabeça da lombada. É um ele- mento opcional, usado para identificar as páginas no proces- so de leitura.

Marca de corte segmentos de linha inseridos no arquivo enviado para impres- são da capa e do miolo da publicação para orientar o refile.

Marca d’água marca feita durante a fabricação do papel, visível quando ob- servado em contraluz. Também chamada de filigrana.

Marca de dobra segmentos de linha tracejada inseridos no arquivo para de- monstrar os locais onde deverão ser feitas as dobras.

Margem espaço deixado livre nos quatro lados de uma página, entre a mancha gráfica e as marcas de corte ou as marcas de dobra.

Miolo conjunto de folhas que constituem o interior de uma publica- ção, onde é impresso o seu conteúdo.

Monocromia impressão realizada com apenas uma cor qualquer. Por exemplo: miolo da publicação em preto chapado e reticulado (tons de cinza).

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

N

Negativo imagem com o tom inverso ao do original. Ou seja, o que é claro fica escuro e vice-versa.

Normalização de publicações aplicação de normas técnicas que visam uniformizar as operações de produção no processo de elaboração de um produto editorial.

O

Normatização de publicações conjunto de regras e padrões técnicos, aplicados durante o desenvolvimento de um produto editorial, destinados a orien- tar e facilitar o trabalho dos editores e favorecer a unifica- ção dos produtos.

Offset sistema de impressão indireta em que a imagem a ser im- pressa é gravada numa chapa instalada num dos cilindros da máquina impressora. A cada rotação do cilindro que con- tém a chapa, os pontos a serem impressos recebem tinta e a transferem para um outro cilindro de borracha, que final- mente imprime a folha de papel. Existem máquinas de offset planas (alimentadas por folhas individuais de papel) e offset rotativas (alimentadas por uma bobina de papel).

P

Open Type fontes tipográficas desenvolvidas pela Adobe Systems Incor- porated para uso em computador.

Orelha cada uma das extremidades laterais da capa ou da sobrecapa da publicação, fica dobrada para dentro e geralmente contém informações sobre o editor ou o autor e sua obra.

Pacote conjunto dos arquivos utilizados na editoração de uma publi- cação, como textos, ilustrações, imagens e fontes.

Página cada uma das faces da folha de papel do produto editorial impresso.

Papel AP ver Papel offset.

Papel couché tipo de papel que possui uma camada de revestimento que o torna mais liso e uniforme, o que valoriza as cores impressas no sistema offset. Geralmente é usado em publicações com imagens. Pode ser fosco ou brilhante.

Papel offset papel branco, liso, sem revestimento, utilizado para diversos tipos de impressão (papel comum).

.pdf (Portable Document Format / Formato de Documento Portátil) extensão de arquivo que pode conter várias páginas, visua- lizável e imprimível em praticamente todas as plataformas.

Possui a mesma aparência dos documentos originais e pre- serva as informações dos arquivos de origem – textos, dese- nhos, vídeos, 3D, mapas, ilustrações, fotos. O arquivo PDF possibilita a visualização do conteúdo independentemente do programa em que o arquivo foi gerado. O arquivo em formato PDF é chamado de “arquivo fechado” e é utilizado como ar- quivo confiável para impressão offset.

margem inferior de um livro. Também conhecido como roda- pé e pé de página.

Percentual de cor é a porcentagem de cor usada em um determinado elemento gráfico, em relação ao branco do papel, que indica a intensi- dade da cor. Ver também retícula.

Periódico publicação seriada que se apresenta sob a forma de revista, boletim, anuário e outras, editada em fascículos com identi- ficação numérica e/ou cronológica, circulando em intervalos prefixados (periodicidade), por tempo indeterminado, com a colaboração, em geral, de diversas pessoas, tratando de as- suntos diversos, dentro de uma política editorial definida.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Photoshop programa de tratamento e manipulação de imagens, da Ado- be Systems Incorporated, que trabalha especialmente com o formato bitmap.

Pixel menor ponto que forma uma imagem digital, sendo que o conjunto de milhares de pixels formam a imagem inteira. A quantidade de pixels em uma polegada linear determina a re- solução da imagem.

Plastificação cobertura do papel em ambos os lados com um plástico grosso. Ver também Laminação.

Policromia impressão realizada com várias cores, geralmente mais que três. Termo usado também como sinônimo de Quadricromia, ou seja, impressão com as quatro cores básicas da escala Europa.

Pré-impressão verificação e preparação de um arquivo para impressão off- set, quando se observa diversas características do arquivo, para se garantir que o produto seja impresso como planejado.

Prefácio texto que justifica ou esclarece a obra. Elemento pré-textual, não obrigatório, iniciado em página ímpar. Pode ser escrito pelo autor ou por outra pessoa e deve ser mantido a cada reedição da obra.

Preto e branco diz-se de qualquer trabalho impresso somente com a cor pre- ta e seus percentuais, ou seja, tons de cinza. O branco é a cor do suporte (papel). Não existe impressão em branco ou com cor branca no processo offset.

R

Produto bibliográfico publicação oficial de caráter técnico, científico, informativo, normativo, histórico, político, educativo, cultural, artístico ou literário, em diferentes formatos ou suportes, produzida ou editada sob a responsabilidade ou em parceria com a Coor- denação Edições Câmara dos Deputados, do Centro de Do- cumentação e Informação.

Programa vetorial programa que utiliza vetores na construção dos arquivos, como o Corel Draw ou o Illustrator.

Programação visual ver Design gráfico.

Projeto gráfico planejamento das características gráfico-visuais de um pro- duto editorial, como tipografia, estilos de textos, cores, ele- mentos gráficos, mancha gráfica, etc., e também das suas características de produção, como tipo de impressão, de acabamento, de papel, formato, etc.

Prova exemplar impresso previamente para conferir e liberar um produto editorial para impressão definitiva.

.psd extensão dos arquivos criados a partir do programa Photoshop.

Publicação não periódica documento completo em um único volume ou em vários volumes e com conteúdo organizado segundo um encade- amente lógico.

Publicação oficial documento, bibliográfico ou não, em qualquer formato ou suporte, produzidos ou editados sob a responsabilidade, às expensas, com a participação ou por ordem da Câmara dos Deputados no cumprimento de sua missão institucional.

Reedição nova edição de uma obra devido a mudança do editor e/ou modificações no conteúdo, na forma gráfica, na apresenta- ção. A cada reedição é atribuído um número de ordem (ex.:

2ª edição, 5ª edição, etc.). No caso de uma publicação ser editada em mais de um tipo de mídia, novo número de ISBN deve ser atribuído.

Referência bibliográfica relação ordenada das obras utilizadas pelo autor, podendo aparecer no final de cada capítulo ou da obra.

Refile tipo de acabamento do produto editorial impresso e montado (com capa e miolo juntos – colados / costurados), caracte- rizado pelo corte final com guilhotina, que dá o tamanho e formato finais do produto.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Resolução da imagem capacidade de um sistema óptico ou de um procedimento fotográfico para reproduzir com nitidez os menores detalhes de uma imagem. É representada pela medida DPI (pixel/pol ou ponto/pol).

Retícula malha de pequenos pontos que, quando aplicada sobre ima-

S

gem de tom contínuo, cria variações de meio-tom, a depen- der do tamanho e da distância entre os pontos. Ver também Percentual de Cor.

RGB (Red, Green, Blue / Vermelho, Verde, Azul)

o sistema de cores RGB é utilizado para a reprodução de ima- gens coloridas com luz em dispositivos eletrônicos, como monitores, datashows e câmeras fotográficas.

Sangrar fazer com que um elemento gráfico (forma, linha, imagem, cor, etc.) chegue até uma ou mais bordas da página, de forma que não exista margem ao redor dele no produto final.

Símbolo desenho simplificado, elaborado para representar grafi- camente uma ideia ou conceito, sem necessariamente ser acompanhado de um texto. Ver Assinatura Visual, Marca.

T

Sobrecapa cobertura solta, de papel ou outro material, que protege ou en- volve a capa da publicação. Pode cobrir o livro por inteiro ou parcialmente. Contém diretrizes equivalentes às da capa, po- dendo informar ainda sobre outras obras do autor ou do editor.

Sumário lista que enumera, na ordem em que se sucedem, as princi- pais divisões, capítulos, seções e outras partes de um do- cumento, com a indicação das respectivas páginas iniciais. Elemento pré-textual e obrigatório em uma obra.

Termo de cessão de direitos autorais patrimoniais documento escrito que transfere total ou parcialmente os di- reitos patrimoniais do autor a terceiros, devendo constar o objeto da cessão e as condições de exercício de direito.

.tif (Tagged Image File Format) extensão para arquivo de imagem bitmap com elevada defi- nição para impressão.

Tipo cada uma das letras do alfabeto, números, sinais de pontua- ção, cifras e outros sinais destinados à produção de mensa- gens escritas. Ver Tipografia e Família Tipográfica.

Tipografia repertório de fontes selecionadas para um determinado tra- balho gráfico. Ver Família Tipográfica.

Tipologia estudo sistemático das diversas fontes, quanto a forma, clas- sificação, criação, desenvolvimento, evolução histórica, utili- zação, aplicações, etc.

Tiragem total de exemplares impressos de uma edição.

Titular do direito autoral aquele legitimado a exercer o direito sobre a obra. Os direitos do autor poderão ser total ou parcialmente transferidos a ter- ceiros, pessoa física ou jurídica.

Tons de cinza

característica de arquivo ou imagem digital que utiliza apenas

o preto e seus percentuais (cinzas) na sua composição.

True Type fontes tipográficas desenvolvidas pela Microsoft para uso em computador.

Type 1 fontes tipográficas desenvolvidas pela Adobe Systems Incor- porated para uso em computador.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

V

Vazar diz-se de qualquer elemento gráfico que utiliza a cor de fun- do, aplicado sobre uma área determinada (chapada ou reti- culada).

Verniz solução de resinas utilizada em artes gráficas para proteger, realçar e dar brilho a impressos, na totalidade de uma super- fície do papel (verniz total) ou em áreas determinadas (verniz localizado). É aplicado após a impressão das cores.

Vetor desenho definido matematicamente por uma série de pontos unidos por linhas, que pode ser ampliado e reduzido várias vezes sem perda de definição.

Vetorizar transformar uma imagem bitmap em um desenho vetorial. A vetorização é feita utilizando-se programas vetoriais, como o Illustrator ou o Corel Draw.

Fontes consultadas

AMBROSE, Gavin; HARRIS, Paul. Formato. Porto Alegre: Bookman, 2009. 176 p.

Impressão e acabamento. Porto Alegre: Bookman, 2009. 176 p.

Layout. Porto Alegre: Bookman, 2009. 176 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMA TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002. 24 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMA TÉCNICAS. NBR 6029: informação e documentação: livros e folhetos: apresen- tação. Rio de Janeiro, 2002. 9 p.

ASSOCIAÇÃO DOS BIBLIOTECÁRIOS DO DISTRITO FEDERAL. Editoração de publicações oficiais. Brasília: Departamen- to de Imprensa Nacional, 1987. 248 p.

ASSOCIAÇÃO DOS DESIGNERS GRÁFICOS DO DISTRITO FEDERAL. Experimente design estrategicamente. Brasília, 2008. Disponível em: <http://www.telecentros. desenvolvimento.gov.br/_arquivos/capacitacao-empresarial/Design- Grafico.pdf. Acesso em: 22 fev. 2011.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE REVISTAS. Guia Aner de serviços gráficos. São Paulo, 2008. Disponível em:

<http://www.aner.org.br/Conteudo/1/imagens/ guiagraficas.pdf>. Acesso em: 22 fev. 2011.

BRASIL. Ministério da Agricultura e do Abastecimento. Embrapa. Manual de editoração. Brasília: Embrapa, 2001. 414 p.

BRASIL. Ministério da Ciência e Tecnologia. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. ISSN. Disponível em: <http://www.ibict.br/secao.php?cat=ISSN>. Acesso em 22 fev. 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Editora MS: guia do autor e do editor. 2. ed. Brasília, 2004. 59 p.

BRASIL. Presidência da República. Publicações oficiais brasileiras: guia para editoração. Brasília, 2010. 220 p.

CÓDIGO de catalogação anglo-americano. 2.ed. São Paulo: FEBAB, 1983. v. 1.

CONCEITOS e definições: os principais conceitos e definições da área de atuação da Arquivar e da gestão estratégica da informação. Disponível em: <http://www. arquivar.com.br>. Acesso em 22 fev. 2011.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008. 451 p.

DICIONÁRIO Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 2.922 p.

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

Glossário de termos utilizados na normalização e editoração de produtos editoriais

FARIA, Maria Isabel; PERICÃO, Maria da Graça. Dicionário do Livro: da escrita ao livro eletrônico. São Paulo: Edusp,

2008. 768 p.

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL. ISBN: manual do editor. 7. ed. Rio de Janeiro, 2009. 58 p.

GLOSSÁRIO: conheça alguns termos utilizados na fabricação de papéis. Disponível em: <http://www.suzano.com.br>. Acesso em 22 fev. 2011.

GLOSSÁRIO: guia do profissional do livro. Disponível em: <http://www.amigosdolivro. com.br/materias.php?cd_se- cao=439>. Acesso em 22 fev. 2011.

GLOSSÁRIO de dtp e termos usados em design e produção gráfica. Disponível em: <http://www.lightseed.com.br/glos- sario/>. Acesso em 22 fev. 2011.

GLOSSÁRIO de termos da internet. Disponível em: <http://www. websitehouse.net/glossario.htm>. Acesso em: 22 fev.

2011.

MALAGUTI, Cyntia. ABC do design: 313 termos técnicos em design. São Paulo: SEBRAE, 2004.

MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 1998.

NOVO dicionário Aurélio da língua portuguesa: versão eletrônica. 4. ed. s.l.: Positivo, 2009.

RABAÇA, Carlos Alberto; BARBOSA, Gustavo Guimarães. Dicionário de comunicação. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier,

2002. 795 p.

RIBEIRO, Antonia Motta de Castro Memória. Catalogação de recursos bibliográficos: AACR2R em MARC 21. 4. ed. Brasília, 2009.