Sie sind auf Seite 1von 34

Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Atributos mesuráveis do processo

 São poucos os atributos internos do processo que podem ser


medidos directamente. Vários autores indicam três tipos:
 Duração, quer do processo, quer das actividades.

 Esforço associado à execução das tarefas e aos agentes que as


executam.

 Localização e contagem de incidentes (erros, modificações, etc.)


ocorridos durante o desenvolvimento do processo.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Atributos mesuráveis do processo (cont.)

 Para aumentar a quantidade de informação fornecida por


estas medidas directas são usadas medidas indirectas
construídas a partir delas.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Atributos mesuráveis do processo

 Os atributos externos do processo tradicionalmente medidos


são a observabilidade, controlabilidade e a estabilidade. A
quantificação destes atributos é feita indirectamente com
recurso ao modelo de maturidade que classifica o processo
através da análise da totalidade dos seus atributos.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Modelo de maturidade
Nível Definição do Nível
1.Adhoc Inputs mal definidos
Output expectáveis Esforço Individual
Processo não controlado
2.Repetivel Inputs e limitações definidas
Recursos disponíveis avaliados
Outputs definidos Processos Básicos
Processo pouco definido

3.Definido Inputs e limitações definidas Documentado,


Recursos disponíveis avaliados
Outputs definidos
Normalizado,
Processo definido Integrado
4.Gerido Inputs e limitações definidas
Gestão, Controlo:
Recursos disponíveis avaliados
Outputs definidos Métricas
Processo definido e gerido
5.Optimizado Inputs e limitações definidas
Recursos disponíveis avaliados Busca de Melhoria:
Outputs definidos
Processo definido , gerido e optimizado
Ideias e Inovação
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Para cada nível


Observabilidade-Medidas Possíveis

Apenas depois do processo finalizado podem ser avaliados os recursos utilizados e medida a solução
obtida.

Tamanho e volatilidade dos Requisitos


Esforço, Limitações de custos e de calendário
Tamanho do Código e Documentação

Medidas de: Requisitos, Arquitectura, Testes, Códigos e Documentação


Esforço, Limitações de custos e de calendário por fase do processo
Medidas nos vários modelos da solução ao longo do processo

Uso das medidas obtidas em cada fase como informação para estabelecer prioridades de actuação nas
fases seguintes ou redesenho das anteriores.
Medidas de avaliação da eficiência da globalidade do processo.

Medidas das actividades usadas para melhorar o processo.


Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Para cada nível


Controlabilidade-Controlos Possíveis
Não é possível qualquer actividade de controle.

Controle das limitações:


Calendário
Orçamento
Normas gerais

Controle da evolução da qualidade dos sucessivos modelos que vão sendo construídos.
Controle dos riscos de desenvolvimento e produtividade no fim de cada fase.

Controle de cada fase pela avaliação permanente da eficiência de cada uma das suas
actividades.
Controle e disponibilidade dos recursos disponíveis fundamentados na avaliação continua do
processo

Controle da mudança do processo provocada pela optimização.


Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Medidas do produto
O produto é medido em Engenharia do Software pelo seu tamanho
(size) que é caracterizado por três conceitos que representam os
três atributos fundamentais que em conjunto o definem:

 Comprimento que refere o tamanho físico do produto;

 Funcionalidade pretende capturar a quantidade de funções


contidas num produto;

 Complexidade que diz respeito ao conjunto de recursos usados.


Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Definição de comprimento

 Comprimento é definido simplesmente como o tamanho físico


do produto.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Deficiências das medidas de comprimento

 Capturam um único aspecto do produto, nem sempre o mais


relevante para a gestão e melhoria do processo. Um programa
longo não pode ser classificado com segurança como mais
difícil de produzir que um outro mais curto com arquitectura
mais complexa.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Deficiências das medidas de comprimento

 São difíceis de aplicar quando se usam imagens de programação


visual e ambientes gráficos “Windows” onde os objectos pré-
criados são usados na codificação sendo o código escrito muito
menor que o comprimento dos objectos utilizados.

 Não tem em conta a reutilização de subrotinas, bibliotecas de


funções e primitivas que aumentam a produtividade e a qualidade
do código permitindo ao programador utilizar o seu esforço na
parte inovadora do problema.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Definição de funcionalidade

 O atributo do produto designado por funcionalidade pretende


capturar a quantidade de funções contidas num modelo de
solução.
 A funcionalidade de um software não pode ser medido directamente.
Pode construir-se métricas a partir de:

 Nº de Input’s;

 Nº de Output’s;

 Nº de Inquirições;

 Nº de Módulos de Software;

 Nº de Interface’s.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Medidas da funcionalidade
 São medidas que contrariamente ao comprimento, já fazem
uma abordagem mais abrangente dos atributos do produto e
dão origem a modelos de previsão que tem de ser calibrados
para cada instituição. Esses modelos podem ser utilizados com
sucesso por organizações muito estáveis em termos ambientes
de desenvolvimento e de desempenho das equipas.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Medidas da funcionalidade (cont.)

 São medidas globais.

 Todavia fundamentam a sua calibragem no passado obrigando


a que existam dados fiáveis com uma determinada duração.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Medidas da funcionalidade (cont.)


 Consideramos como desvantagens destas medidas :

 Implicitamente admitem que a empresa que tem o seu modelo


calibrado mantém as suas características de ambientes e
conhecimento e gestão dos recursos humanos imutáveis,
situação que consideramos muito pouco provável mesmo ao
longo de um único processo;

 A utilização destas medidas não permite reconhecer que cada


processo é um caso e existem questões sensíveis ao longo do
processo que podem alterar drasticamente o seu desfecho.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Medidas de Complexidade
 A noção de complexidade na engenharia do software aparece na
literatura com vários significados:
 A complexidade computacional é um atributo do problema que o produto
modeliza e soluciona.

 A complexidade algorítmica mede a complexidade do algoritmo


implementado para resolver o problema. Alguns autores neste caso
chamam-lhe eficiência.

 A complexidade estrutural pretende medir a complexidade do algoritmo


usado na solução.

 A complexidade cognitiva mede o esforço requerido para entender o


problema ou a solução.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Complexidades

 A complexidade do problema é diferente da complexidade da solução.


São conhecidas soluções complicadas de problemas simples e o mesmo
problema pode conduzir a soluções de diferentes complexidade.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Definição de complexidade

 A complexidade do problema é o conjunto dos recursos


necessários para implementar a solução óptima do problema.

 Pode ser calculado a partir da chamada Eficiência do algoritmo;


 É também calculado a partir da estrutura do algoritmo;
 Mede a complexidade da estrutura de dados;
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas

 Pela referida descrição mostrámos que cada métrica representa uma


única qualidade ou perspectiva do produto ou do processo. Há
inúmeros relatos do insucesso do seu uso nomeadamente na precisão
com que medem a realidade.

 Será que determinada métrica se aplica realmente à situação em que


estamos interessados:

 Suporta os objectivos originais?

 Vai de encontro às preocupações organizacionais?

 Revela a informação que precisamos?


Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)


Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)


 Estas métricas são dependentes das linguagens e dos
modelos utilizados para construir o produto que é
medido.

 Como tal, as métricas de complexidade não permitem


comparar programas escritos em linguagens diferentes
ou especificações e arquitecturas definidas usando
modelos distintos….normalização?
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)

 Nas várias fases de implementação de uma solução o Software


é representado por vários modelos diferentes. Requisitos,
especificação, documentação, interfaces com o utilizador,
código, são representados através de texto escrito, gráficos,
linguagem simbólica ou iconográfica, linguagem formal, código
binário, etc...
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)

 Assim, não existe uma medida aplicável a todos os modelos o


que torna impossível avaliar a evolução de uma solução ao
longo das várias fases do processo. Assim sendo, várias métricas
frequentemente incomparáveis e incompatíveis, tem de ser
usadas para medir cada tipo de modelo da mesma solução
durante o seu desenvolvimento.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)


 Constatamos ainda que o resultado da aplicação de uma métrica da
complexidade é, com frequência, um número com pouco significado
físico e do qual se desconhece a unidade de medida. Para a maioria
dessas medidas também não estão definidos, o que é um valor alto ou
o que é um valor baixo de complexidade. Obter conclusões a partir de
medidas com estas características é difícil. As actuais métricas de
complexidade permitem apenas comparar produtos medidos com a
mesma métrica que foram obtidos por processos definidos como
paradigma, ambiente e equipa de desenvolvimento idênticos.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Dificuldades no uso das métricas (cont.)


 Nova dificuldade surge quando se pretende estabelecer leis
fundamentais a respeito do produto ou do processo e nos
deparamos com a fragmentação das medidas existentes, cada
uma dizendo respeito a um ou dois aspectos singulares do
produto ou processo. A necessidade de usar várias medidas para
caracterizar o produto ou o processo globalmente e estabelecer
as leis fundamentais que os referem é difícil visto as medidas
serem frequentemente contraditórias e obtidas em tipo de
escalas diferentes.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Planeamento e controlo de Projectos

Plano sumário – Plano de Viabilidade

Âmbito do projecto;
Objectivos (técnicos, financeiros, outros);
Requisitos contratuais;
Tarefas programadas;
Recursos necessários;
Limitações financeiras;
Áreas de riscos.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Planeamento e controlo de Projectos (cont.)

Planeamento e controlo técnico trata:

 Definição do problema;
 Selecção da melhor alternativa;
 Estabelecimento de objectivos;
 Requisitos e especificações aperfeiçoados nas fases de planeamento;
 Coordenação técnica das equipas funcionais de modo a haver perfeita (?)
compatibilidade entre elas.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Planeamento e controlo de Projectos (cont.)

Funções e procedimentos desempenhados pelo


planeamento e controlo técnico:

 Determinação dos objectivos;


 Determinação dos requisitos;
 Elaboração do diagrama de fluxo de trabalho – DFT;
 Determinação das especificações das tarefas;
 Procedimento para controlo técnico de forma a garantir que os
objectivos são atingidos.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Planeamento e controlo de Projectos (cont.)

Planeamento e Controlo Administrativo - PCA

Objectivos – planear e controlar um projecto quanto aos aspectos:


 Tempo;
 Custos;
 Documentação.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA

Estrutura de Divisão do Trabalho – WBS

 Ferramenta básica do planeamento;


 Descrição gráfica do projecto com elevado grau de detalhe
permitindo um planeamento e controlo eficaz;
 Actividades funcionais para obtenção do produto.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA

WBS
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA

WBS
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA (cont.)

Benefícios com a utilização do WBS (Work Breakdown Structure)


no planeamento e controlo:

• Todos os envolvidos são forçados a interiorizar o projecto,


reduzindo a possibilidade de ocorrência de falhas e de omissões.
• Permite a identificação e eliminação de problemas potenciais e
define melhor o âmbito do trabalho.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA (cont.)

Planeamento e Controlo de Tempo:

 Preparação da rede do projecto;


 Elaboração dos cronogramas principais e parciais.

Permite uma definição precisa do tempo disponível para cada


tarefa a ser executada.
Licenciatura em Gestão e Informática

Gestão de Projectos de Software


instituto superior escola superior de
politécnico de Viseu tecnologia e gestão

Funções e procedimentos da equipa de PCA (cont.)

Planeamento e Controlo de Tempo (cont.):

Levantamento da situação do projecto com relação a datas através de


 relatórios escritos;
 contactos verbais;
 observação directa;
 registos e análises da situação – identificação de concluídas ou
não no tempo planeado, identificando as causas;
 acção correctiva – determinação da acção adequada para
solucionar o problema.