You are on page 1of 6

EXCELENTÍSSIMO JUIZ...

(juízo competente para apreciar a demanda proposta)
EMENTA: PREVIDENCIÁRIO. REVISÃO DE BENEFÍCIO.
CORREÇÃO DOS 24 SALÁRIOS-DE-CONTRIBUIÇÃO
ANTERIORES AOS 12 LTIMOS PELA VARIAÇÃO DA
ORTN!OTN.
PARTE AUTORA, (nacionalidade), (estado civil), (profissão),
portador(a) do documento de identidade sob o n.º..., CPF sob o n.º...,
residente e domiciliado(a) na rua.., bairro.., cidade.., estado.., CEP...,
vem a presença de Vossa Excelncia propor a presente
AÇÃO JUDICIAL PARA REVISÃO DE BENEFÍCIO
PREVIDENCIÁRIO
contra o INSTITUTO NACIONAL DO SE"URO SOCIAL
#INSS$, pessoa !ur"dica de direito p#blico, na pessoa do seu
representante le$al, domiciliado na rua..., bairro..., cidade..., estado...,
CEP..., pelos fatos e fundamentos %ue a se$uir adu&.
1. FATOS
'
( Parte (utora ) titular de benef"cio previdenci*rio vinculado ao +nstituto
,acional de Previdncia -ocial . +,--, conforme comprovam os documentos anexos.
/corre %ue a renda mensal inicial do benef"cio da Parte (utora não foi calculada
corretamente, tendo como base os 01 (trinta e seis) #ltimos sal*rios2de2contribuição. 3al fato
se deveu a não aplicabilidade do "ndice de variação nominal da /43,5/3, aos 67 (vinte e
%uatro) sal*rios2de2contribuição anteriores aos #ltimos '6 (do&e), como adiante ser*
demonstrado.
8estarte, busca a tutela !urisdicional do Estado para ver $arantido o seu direito.
2. FUNDAMENTAÇÃO DE M%RITO
( Parte (utora teve seu benef"cio concedido anteriormente 9 vi$ncia da
Constituição Federal de ':;;, )poca em %ue, por expressa determinação le$al, corri$iam2se
apenas os vinte e %uatro sal*rios2de2contribuição anteriores aos do&e #ltimos tomados em
consideração no per"odo b*sico de c*lculo da renda mensal inicial. 3al sistem*tica vin<a
estabelecida no art. 0º da =ei n.º >.;:?5@0, posteriormente alterada pela =ei n.º 1.6'?5@>, %ue
diminuiu para trinta e seis meses o per"odo b*sico de c*lculo 2 PAC.
(ssim, na presente demanda pretende a Parte (utora ver corri$idos os vinte e
%uatro sal*rios2de2contribuição, anteriores aos do&e #ltimos, pela variação nominal da
/43,5/3,, pois foram eles corri$idos pelos "ndices estabelecidos pelo Binist)rio da
Previdncia e (ssistncia -ocial.
3al entendimento deveu2se 9 interpretação final"stica do art. 'º da =ei n.º 1.760,
de '@5?15@@, %ue estabeleceu, in verbisC
( correção de disposição le$al ou estipulação de ne$Dcio !ur"dico de expressão
monet*ria de obri$ação pecuni*ria, somente poder* ter por base a variação nominal
da /43,.
,ão poderia ser diferente. / 8= n.º @'?51: e a =ei n.º >;:?5@0 apenas
autori&avam a fixação dos "ndices de correção monet*ria dos sal*rios2de2contribuição
anteriores aos #ltimos do&e meses pelo Binist)rio do 3rabal<o e Previdncia -ocial. (t) o
advento da =ei n.º 17605@@, dada a ausncia de indexação normativa oficial, a autori&ação
si$nificou ampla liberdade ao Executivo na escol<a de "ndices. Contudo, ao ele$er a
/43,5/3, como "ndice oficial de atuali&ação das obri$açEes pecuni*rias, a =ei n.º 17605@@
6
pFs fim 9 liberdade de %ue $o&ava a (dministração, para determinar %ue um "ndice espec"fico
fosse adotado.
/s sal*rios2de2contribuição, fatores de c*lculo %ue são do sal*rio2de2benef"cio,
ori$inam2se de obri$ação pecuni*ria, mais especificamente, de sal*rio ou remuneração,
advindos de relação contratual ou de lei, o %ue l<es confere ine$*vel car*ter de obri$ação
pecuni*ria. ,este sentido, transcrevo parte do voto do Eminente Gui& do 3ribunal 4e$ional
Federal da 7H 4e$ião, 8r. /svaldo (lvare&, proferido em +ncidente de Iniformi&ação de
Gurisprudncia na (pelação C"vel nº :?.?7.'??>;2?54-C
(...) se o ar$umento ) de %ue o sal*rio2de2contribuição ) um mero fator de c*lculo
para c<e$ar2se ao sal*rio2de2benef"cio, certamente não deixa ele, sal*rio2de2
contribuição, de conter uma extraordin*ria car$a de obri$ação pecuni*ria decorrente
de lei, tradu&ida em moeda corrente nacional, vinculada 9 Previdncia -ocial e ao
seu prDprio trabal<o, de cun<o p#blico e privado, da %ual o se$urado não tem como
omitir2se.
/ %ue se infere da interpretação sistem*tica do arti$o 'º e par*$rafos 'º e 6º, da
=ei n.º 1.7605@@, foi a finalidade de fixar indexador monet*rio padrão, a corri$ir todos os
valores expressos em moeda corrente nacional %ue restaram desatuali&ados pela investida
inflacion*ria e %ue ten<am sido estabelecidos le$al ou contratualmente.
(l)m disso, os "ndices aplicados pelo então Binist)rio da Previdncia e
(ssistncia -ocial estiveram sempre a%u)m dos indexadores oficiais, o %ue importou em
efetivos danos de ordem financeira aos se$urados, %ue laboraram e contribu"ram 9
Previdncia esperando ter uma aposentadoria di$na e vi*vel.
/ fato ) %ue tal procedimento $erou pre!u"&o ile$al 9 Parte (utora, o %ue demanda
reparação. (ssim, sendo titular de benef"cio concedido no re$ime anterior ao da =ei n.º
;.6'05:', ) de ser aplicado ao c*lculo da renda mensal inicial o disposto na -#mula n.º ?6 do
3ribunal 4e$ional Federal da 7H 4e$ião, observando2se o novo valor da renda mensal inicial
para fins de aplicação do disposto no arti$o >; do (to das 8isposiçEes Constitucionais
3ransitDrias.
3ranscrevo a referida -#mulaC
Para o c*lculo da aposentadoria por idade ou por tempo de serviço, no re$ime
precedente 9 =ei nº ;.6'0, de 67 de !ul<o de '::', corri$em2se os sal*rios2de2
contribuição, anteriores aos do&e #ltimos meses, pela variação nominal da
/43,5/3,.
0
,o mesmo sentido ) a -umula n.º @ do 3ribunal 4e$ional Federal da 0H 4e$iãoC
Para a apuração da renda mensal inicial dos benef"cios previdenci*rios concedidos
antes da Constituição Federal de ':;;, a correção dos 67 (vinte e %uatro) sal*rios2
de2contribuição, anteriores aos #ltimos '6 (do&e), deve ser feita em conformidade
com o %ue prev o arti$o 'º da =ei 1.7605@@.
Esse tamb)m ) o entendimento do 3ribunal 4e$ional Federal da 'H 4e$iãoC
P4EV+8E,C+J4+/. P4/CE--I(= C+V+=. 4EBE--( /F+C+(=.
8EC(8E,C+(. P4E-C4+KL/. APOSENTADORIA POR TEMPO DE
SERVIÇO #DIB.: 2&!'(!1)&*$. CÁLCULO DA RMI. ATUALIZAÇÃO DOS
SALÁRIOS DE CONTRIBUIÇÃO. CORREÇÃO DOS 24 SALÁRIOS DE
CONTRIBUIÇÃO ANTERIORES AOS 12 LTIMOS. POSSIBILIDADE.
C/44EKL/ B/,E3J4+(. GI4/- 8E B/4(.
'. Muando não se tratar de sentença l"%uida, inaplic*vel o N 6º do arti$o 7@> do
CDdi$o de Processo Civil, posto %ue descon<ecido o conte#do econFmico do pleito.
3amb)m não incide o N 0º desse arti$o, tendo em vista %ue a sentença não se
fundamentou em !urisprudncia do plen*rio ou s#mula do -upremo 3ribunal
Federal, ou do tribunal superior competente. (ssim, %uando ausente a determinação
de remessa pelo !u"&o a %uo, o 3ribunal dever* con<ec2la de of"cio.
6. / pra&o decadencial para revisão de c*lculo da 4enda Bensal +nicial sD passou a
vi$orar a partir de '? de de&embro de '::@, a partir da publicação da =ei nº.
:.>6;5:@, %ue alterou a redação do caput do art. '?0 da =ei nº. ;.6'05:'. / pra&o
para os benef"cios concedidos anterior a ela começa a correr de sua publicação
(4esp.'.0?0.:;;5PEO 'H -eção). / a!ui&amento da ação ocorreu em ?@5''56??0,
dentro do decnio da vi$ncia dessa norma afasta a decadncia.
0. ( situação dos autos abran$e relação de trato sucessivo, de forma %ue,
subsistindo o prDprio direito de fundo, a in)rcia da titular macula com a prescrição
as prestaçEes anteriores ao %Pin%Pnio %ue precede 9 propositura da ação. ,esse
sentido, a -#mula nº. ;> do -3G.
7. % +,-./0-, , 12304+32567-0, 78 497:058 59 ;29 84 <07:9 9 ;2,:38 4,=>3084-59-
-87:30?20@A8 ,7:9308394 ,84 58B9 C=:0D84E +,3, 9/90:8 59 ->=-2=8 59 ?979/.-084
+39<0597-0>3084 -87-950584 ,7:94 5, CF!&&E 59<,D 48/393 ,:2,=0B,@A8
D879:>30, 59 ,-8358 -8D , <,30,@A8 5,4 ORTN!OTN !BTNE 784 :93D84 5, L90
7F. G.42*!HH. A440DE 8 ,2:83E 49758 :0:2=,3 59 ?979/.-08 +39<0597-0>308 -87-95058
9D 5,:, ,7:93083 #2&!'(!1)&* - /=. G$ I CF!&&E /,B 124 I ,+=0-,@A8 5, ORTN!OTN
7, ,:2,=0B,@A8 584 4,=>3084-59--87:30?20@A8 2:0=0B,584 78 +93.858 ?>40-8 59
->=-2=8 58 ?979/.-08.
(...)
(34F' (C ??':1>>2>;.6??;.7.?'.0;?? 5BQ, 4elator 8es. Federal Francisco (ssis
Aetti, 8GI de 0?5''56?'6, sem $rifo no ori$inal)
,este norte, i$ualmente resta pacificada a !urisprudncia do -uperior 3ribunal de
Gustiça, conforme os arestos transcritosC
O STJ :9D +394:0J0,58 , :949 59 ;29E 78 39J0D9 ,7:93083 I L90 &21*!)1E 9 ,7:94
5, +38D2=J,@A8 5, C,3J, M,J7, 59 1)&&E 84 4,=>3084-59--87:30?20@A8
,7:9308394 ,84 C=:0D84 58B9 D9494E +,3, 9/90:8 59 ->=-2=8 59 ,+8497:,5830, +83
05,59 82 +83 :9D+8 59 493<0@8E 59<9D 493 -8330J0584 +9=8 .750-9 59 <,30,@A8
78D07,= 5, ORTN!OTN.
7
(4E-P ';>?;754G 2 >H 3 2 4el. Bin. Vicente =eal 2 8GI 602''2:;, p 661, sem $rifo
no ori$inal)
P4EV+8E,C+J4+/. RENDA MENSAL INICIAL. CRIT%RIO DE
CORREÇÃO. BENEFÍCIO CONCEDIDO ANTES DA CONSTITUIÇÃO.
ORTN!OTN. APLICAÇÃO. P/--+A+=+8(8E.
'. E4:, C83:9 :9D 97:9750D97:8 /03D,58 78 497:058 59 ;29E +,3, 84 ?979/.-084
-87-950584 ,7:94 5, C874:0:20@A8 F9593,= 59 1)&&E ,+=0-,-49 , <,30,@A8 5,
ORTN!OTN 7, -8339@A8 584 24 #<07:9 9 ;2,:38$ 4,=>3084 59 -87:30?20@A8
,7:9308394 ,84 12 #58B9$ C=:0D84.
6. 4ecurso especial con<ecido em parte e, nesta extensão, provido.
(-3G. 4E-P . (7;?0@154G. 4elatorC Bin. Fernando Qonçalves. Rr$ão Gul$adorC
-exta 3urma. 8ata da decisãoC 6?5?056??0, fls. '>>, sem $rifo no ori$inal).
P4EV+8E,C+J4+/. AE,EFSC+/ CONCEDIDO ANTES DA CF!&&. RENDA
MENSAL INICIAL. CÁLCULO. SALÁRIOS-DE-CONTRIBUIÇÃO.
CORREÇÃO MONETÁRIA. ORTN!OTN. ÍNDICE APLICÁVEL.
'. C8748,7:9 97:9750D97:8 +,-0/0-,58 5, EJ3KJ0, T93-903, S9@A8E 784
?979/.-084 +39<0597-0>3084 -87-950584 ,7:94 5, C874:0:20@A8 F9593,= 59 1)&&E 78
->=-2=8 5, 3975, D974,= 070-0,=E 59<9D 493 -8330J0584 84 24 4,=>3084-59-
-87:30?20@A8 ,7:9308394 ,84 12 C=:0D84 +9=, <,30,@A8 5, ORTN!OTN.
6. 4ecurso con<ecido e provido.
(4Esp 7:;00; 5 4,, 4elator(a) Binistra =(I4+3( V(T, 8G 0?5?156??0 p. 0?',
sem $rifo no ori$inal)
4essalta2se %ue os reflexos do art. >; do (8C3 são autom*ticos, uma ve& %ue
obtida uma nova renda mensal o padrão de e%uivalncia resta elevado, implicando,
i$ualmente, revisão da renda mensal atual.
Portanto, <* o direito 9 revisão do benef"cio previdenci*rio recebido pela Parte
(utora como reflexo da utili&ação do "ndice previsto no art. 'º da =ei n.º 17605@@ na correção
dos sal*rios2de2contribuição anteriores aos do&e #ltimos, dentro do per"odo utili&ado para o
calculo da m)dia contributiva.
*. RELUERIMENTOS
8iante do exposto, re%uerC
'. ( citação do +nstituto ,acional do -e$uro -ocial . +,--, na pessoa do seu
representante le$al, para %ue responda a presente demanda, no pra&o le$al, sob pena de
reveliaO
>
6. ( concessão do benef"cio da !ustiça $ratuita em virtude da Parte (utora não
poder arcar com o pa$amento das custas processuais e <onor*rios advocat"cios sem pre!u"&o
do seu sustento ou de sua fam"lia, condição %ue expressamente declara, na forma do art. 7º da
=ei n.º '.?1?5>?O
0. ( condenação do +nstituto ,acional do -e$uro -ocial . +,-- para revisar a
renda mensal inicial aplicando a variação da /43,5/3, na correção dos sal*rios2de2
contribuição anteriores aos do&e #ltimos meses, com os reflexos do art. >; do (8C3, bem
como pa$ar as parcelas atrasadas, monetariamente corri$idas desde o respectivo vencimento e
acrescidas de !uros moratDrios, ambos incidentes at) a data do efetivo pa$amentoO
7. ( condenação do +nstituto ,acional do -e$uro -ocial . +,-- para arcar com as
custas processuais e <onor*rios advocat"ciosO
>. 4e%uer, ainda, provar o ale$ado por todos os meios de prova admitidos em
direito, especialmente pela via documental anexa.
8*2se 9 causa o valor de 4U... (valor da causa)
Pede deferimento.
(Cidade e data)
(,ome, assinatura e n#mero da /(A do advo$ado)
4ol de documentosC
...
1