Sie sind auf Seite 1von 15

2014

RISCOS BIOLOGICOS

2014 RISCOS BIOLOGICOS FACULDADE UNINOVE Curso de Nutrição e Dietética.

FACULDADE UNINOVE Curso de Nutrição e Dietética.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Sumario.

  • 1. Risco.

  • 2. Equipamentos Essenciais de Segurança

  • 3. Contenção Primária:

  • 4. Contenção Secundária:

  • 5. Nível de biossegurança-grau

  • 6. Materiais Biológicos

  • 7. Agentes Biológicosbactérias

  • 8. Amostras Biológicas

  • 9. Os riscos Biológicos

10.Formas de Veiculação de agentes patogênicos 11.Os agentes biológicos 12.Grupo de Risco 1

13.Grupo de Risco 2 14.Grupo de Risco 3 15.Grupo de Risco 4 16. Bibliografia utilizadas.

2

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Professor solicitante. Robson Alexandre

Trabalho Elaborado pelos alunos:

ALBERTO FIRMININO DA SILVA

BERNADETE D. OLIVERA NAKAJIMA

BEATRIZ XAVIER MENDES

TATIANE TORRICELLI CAMARA

ZENILDA DE SOUZA SANTOS

RA.2814100444

RA.2814100081

RA.2814100192

RA.2814100365

RA.2814100452

3

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Definições:

  • 1. Risco: é a probabilidade de ocorrência de efeitos adversos à saúde humana, animal e ao ambiente.

2. Equipamentos Essenciais de Segurança: são os equipamentos de proteção individuais e coletivos que permitem a contenção primária (EPIs).

  • 3. Contenção Primária: meios de proteção aos profissionais e ao ambiente laboratorial na exposição aos agentes de risco, atingida por meio de boas práticas e do uso de equipamentos de proteção individual ou coletivo apropriado.

4. Contenção

Secundária:

é

a

proteção aos

profissionais e ao ambiente à exposição aos agentes

de risco, mediante a combinação de aspectos relacionados à infraestrutura laboratorial e às práticas ou procedimentos operacionais.

  • 5. Nível de Biossegurança-grau de contenção necessário para permitir o trabalho com materiais biológicos de forma segura para os seres humanos, os animais e o ambiente. Consistem na combinação de práticas e técnicas de laboratório, equipamentos de segurança e instalações laboratoriais.

4

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

  • 6. Materiais Biológicos Todo material que contenha informação genética e seja capaz de autorreprodução ou de ser reproduzido em um sistema biológico: Inclui os organismos cultiváveis e microrganismos (entre eles bactérias, fungos filamentosos, leveduras e protozoários); as células humanas, animais e vegetais, as partes replicáveis destes organismos e células (bibliotecas genômicas, plasmídeos, vírus e fragmentos de DNA clonado) e os organismos ainda não cultivados. (Adaptado de: Working Partyon Biotechnology,da Organização da Cooperação para o Desenvolvimento EconômicoOCDEfevereirode2001).

  • 7. Agentes Biológicosbactérias; fungos; vírus; clamídias; riquétsias; microplasmas; príons; parasitas (protozoários e metazoários), linhagens celulares se outros organismos;

  • 8. Amostras Biológicas provenientes de animais e seres humanos: Sangues, urina, escarros, secreções, peças cirúrgicas, biópsias etc; Organismos Geneticamente Modificados (OGM)

  • 9. Os riscos Biológicos são de correntes da exposição à agentes potencialmente patogênicos que podem causar infecções graves;

10. Formas de Veiculação de agentes patogênicos:

-Aeróssois; -Poeiras; -Alimentos; -Instrumentos laboratoriais; -Água; -Culturas; -Amostras biológicas (sangue, urina, escarros, secreções, etc).

5

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

11. Os agentes biológicos patogênicos para o homem, animais e plantas são distribuídos em classes de risco biológico em função de diversos critérios tais como:

A gravidade da infecção,

 

Do nível de sua capacidade de se disseminar no meio ambiente,

Estabilidade,

Endemicidade,

 

Modo de transmissão,

 

Da existência ou não de medidas profiláticas, como

vacinas e

da

existência

ou

não de tratamentos

eficazes;

Alguns outros fatores são também considerados como as perdas econômicas que possam gerar, vias de infecção, existência ou não do agente no País e sua capacidade de se implantar em uma nova área onde seja introduzido.

6

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Grupo de Risco 1 (baixo risco individual e para a comunidade):

Inclui os agentes biológicos conhecidos por não causarem doenças no homem ou nos animais adultos sadios. Exemplos: Lactobacilos sp. e Bacillus subtilis.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 1 (baixo risco

Saccharomyces cerevisiae

Constituído de microrganismos que provavelmente não causam doenças no homem ou nos animais.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 1 (baixo risco

Agaricusbisporus

7

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Grupo de Risco 2 (moderado risco individual e limitado risco para a comunidade): inclui os agentes biológicos que provocam infecções no homem ou nos animais, cujo potencial de propagação na comunidade e de disseminação no meio ambiente é limitado, e

para os quais existem medidas terapêuticas e profiláticas eficazes.

Exemplos: Schistosoma mansoni e Vírus da Rubéola.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 2 (moderado risco

Salmonella typhimurium

Inclui germes patogênicos capazes de causar doenças em seres humanos ou animais.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 2 (moderado risco

Staphylococcus aureus

8

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Grupo de Risco 3 (alto risco individual e moderado risco para a co- munidade): inclui os agentes biológicos que possuem capacidade de transmissão por via respiratória e que causam patologias huma- nas ou animais, potencialmente letais, para as quais existem usual- mente medidas de tratamento e/ou de prevenção. Representam ris- co se disseminados na comunidade e no meio ambiente, podendo se propagar de pessoa a pessoa. Exemplos: Bacillus anthracis e Vírus da Imuno deficiência Humana (HIV).

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 3 (alto risco

Mycobacterium tuberculosis

Inclui germes patogênicos que costumam causar doença grave em seres humanos ou animais. Alto risco individual, baixo risco para a comunidade.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 3 (alto risco

Yersiniapestis

9

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Grupo de Risco 4 (alto risco individual e para a comunidade):

inclui os agentes biológicos com grande poder de transmissibilidade por via respiratória ou de transmissão desconhecida. Até o momento não há nenhuma medida profilática ou terapêutica eficaz contra infecções ocasionadas por estes. Causam doenças humanas e animais de alta gravidade, com alta capacidade de disseminação na comunidade e no meio ambiente. Esta classe inclui principalmente os vírus. Exemplos: Vírus Ebola e Vírus Lasso.

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO Grupo de Risco 4 (alto risco

Ebola Vírus

Inclui germes patogênicos que costumam causar doença grave em seres humanos ou animais. De fácil transmissão entre os seres humanos. Alto risco individual. Auto risco comunitário.

10

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE BIOSSEGURANÇA

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE
CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE

11

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE BIOSSEGURANÇA

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE
CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE

12

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

GRUPOS DE RISCOS E NÍVEIS DE BIOSSEGURANÇA

Grupos de Risco

Nível de Biossegurança

 

Rotinas de Trabalho

Equipamentos de Segurança

1

Nível Básico 1

Boas

Práticas

de

Manipulação

 

-

(BPM)

 

2

Nível Básico 2

BPM + EPIs + Sinal de alerta RB

CBS

(câmara

de

segurança

biológica)

 

3

Contenção

Nivel 2 + EPIs especiais + Controle

CBS e outro meio de contenção

Nível 3

de Acesso e Fluxo de ar direcionado

primário

4

Contenção Máxima Nível 4

Nível 3 + Entrada Hermeticamente fechada, chuveiro saída, tratamento especial do lixo

CBS classe III ou roupas com pressão positiva, autoclaves especiais, filtração de ar

13

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Doença ou Ag. Etiolog.

Nº Organismo (carga)

Via de Inoculação

Malária

 
  • 10 Ingestão

Sífilis

 
  • 57 Intradérmico

Febre Tifóide

 
  • 105 Ingestão

Cólera

 
  • 108 Ingestão

Escherichia coli

 
  • 108 Ingestão

Shiguelose

 
  • 108 Ingestão

Sarampo

0,2

Inalação

Poliovírus

2

Ingestão

Coxsackie A21

18

Inalação

Influenza A2

790

Inalação

Encefalite venezuelana

1

Subcutâneo

14

CLASSIFICAÇÃO DE AGENTE BIOLÓGICO DE ACORDO COM GRUPO DE RISCO

Fonte Consultada:

BRASIL. Ministério da Saúde. Diretrizes Gerais para o Trabalho em Contenção com Material Biológico. Série A. Normas e Manuais

Técnicos. Brasília:

Editora

MS,

2004,

http://www.saude.gov.br/editora

60

p.

In:

GRIST, N.R.Manual de biossegurança para o laboratório. São Paulo: Livraria Santos Editora, 1995, 133p.

HIRATA, M.H.Manual de biossegurança. São Paulo: Editora Manole Ltda, 2002, 496

15