Sie sind auf Seite 1von 3

Pr.

Samuel Couto - 2009

A BEIRA DO TANQUE
João 5:2

O tanque de Betesda era incomum pelo fato de os judeus o haverem


transformado em um grande centro de peregrinação. O tanque
aparentemente era alimentado por uma corrente subterrânea.

O tanque se transformou em uma espécie de Casa dos Milagres - e


multidões de aleijados, paralíticos e deficientes se ajuntavam para esperar
que a água se movesse, com a esperança de serem os agraciados.

A Agitação da Água Criava Uma Reação em Massa

Talvez os ricos e os importantes pudessem conseguir que os pobres


ficassem de lado para deixar espaço para eles. Os que tivessem os amigos
mais fortes e saudáveis poderiam forçar os aleijados pobres de modo que o
seu amigo chegasse primeiro ao tanque. Com certeza só os mais ágeis e
alertas poderiam chegar primeiro à água.

Esta deve ter sido a cena quando vinha o grito: "A água - já! Rápido - ela
está se mexendo!" Que correria louca devia ser, com as esperanças
frustradas dos mais fracos e mais necessitados por haver uma pessoa mais
ágil chegado lá primeiro.

Um pobre aleijado ouviu estes gritos por 38 anos. Ele não tinha chance,
pois quando arrastava o seu corpo enfermo alguns centímetros, tudo já
havia terminado. Um outro entrava primeiro no tanque e não sobrava poder
para ajudá-lo.

Jesus foi atraído para um certo homem enfermo que jazia perto do tanque.
"Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos. Jesus, vendo-o
deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres
ser curado?" (João 5:5,6).
Pr. Samuel Couto - 2009

O ALEIJADO ERA EU

Este homem aleijado sem nome apresenta muitas faces e representa


multidões de cristãos que se vêem impotentes e em situação de desespero.
Jesus conhecia o que estava na mente de cada uma destas pobres e
indefesas almas.

Assim como Jesus sabia o que a mulher do poço estava pensando, Ele sabia
o que este homem fragilizado pensava. Talvez ele fosse o mais fraco e o
mais necessitado, o que suportara por mais tempo sua enfermidade.

Jesus era sempre atraído para a maior necessidade. Certamente trinta e oito
anos de esperanças frustradas, sofrimentos insuportáveis, e solidão, devem
ter lhe cobrado um alto preço.

Quantas vezes ele deve ter levantado uma mão envergonhada para os que
passavam rapidamente por ele buscando auxílio em suas dificuldades,
gritando, "Por favor, alguém me ajude! Sozinho eu não consigo!"

Por Que Jesus Perguntou ao Homem Inválido: "Queres Ser Curado?"

Será que as pessoas numa situação tão dolorosa não iriam todas querer ser
curadas? Com certeza o Senhor tinha uma boa razão para fazer uma
pergunta tão penetrante. A pergunta inferia que o homem poderia não ter
vontade de ser curado. Jesus sabia que ele havia estado naquela situação
deplorável por anos, e que havia sido gasto muito esforço em busca de
ajuda - mas neste particular dia de sábado, Jesus lhe perguntou: "Você
realmente quer ser curado?"

Existe um perigo na agonia e na dor prolongadas - que é o de se desistir no


final, acariciar o sofrimento, e simplesmente ir levando do jeito que as
coisas estão. Os puritanos chamavam isto de "abraçar a dor".
Pr. Samuel Couto - 2009

Certo pastor encontrou um adolescente vivendo em um porão escuro e


infestado de ratos. A sua cama era uma pilha de trapos imundos. Vivia
como um cão raivoso, e estava desesperadamente viciado em heroína.
Levou-o para um centro de recuperação de drogados, deu-lhe roupas novas,
uma cama limpa, boa alimentação, e muito amor e evangelho. Ele estava
infeliz e logo voltou para o seu cubículo.

A pergunta do Senhor implicava no fato de o homem não estar pronto para


enfrentar a responsabilidade que segue-se à cura. Veja a resposta imediata
do homem: "Senhor, não tenho ninguém" (João 5:7). "A culpa é de outro
alguém!" Isto soa como se a amargura houvesse se desenvolvido nele, e
apesar de ser tudo verdade, ela compunha parte do seu problema.

Ele não só estava deteriorado fisicamente, mas se degenerava mental e


espiritualmente devido à amargura. Suspeito que ele finalmente até tenha
desistido de ser curado.

É tão triste, mas real, que muitos dos que sofrem não consigam sobreviver
sem o seu sofrimento e a sua dor. Não estou falando das "muitas aflições
do justo" que todos suportamos às vezes. Falo das pessoas que edificaram
as suas próprias vidas em torno da dor, da aflição e do sofrimento.

Este Homem Foi Curado Porque Obedeceu à Palavra de Deus!

"...lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda" (João 5:8).

Mais tarde, depois da cura, Jesus o encontraria no templo. Uma palavra de


esperança na ressurreição havia ido até ele! Ele estava sendo desafiado:
Levanta pela fé; sê curado; junte-se aos vivos !

"Senhor - baseado unicamente na Tua palavra eu me levantarei, me


levantarei desta fragilidade que me aleija - e caminharei Contigo!"

Ninguém está longe demais, corrompido demais ou em estado


excessivamente desesperador - se houver um braço estendido em
humildade em direção a Deus, sempre haverá um milagre em alguém !

A palavra de esperança, de perdão, de misericórdia, de amor e restauração


chegou até você através desta mensagem. Implore alto! Guarde a Sua
palavra, arrependa-se, e aí levante-se - caminhe com o Senhor e seja
curado!