Sie sind auf Seite 1von 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ELETROMECÂNICA E SISTEMAS DE POTÊNCIA ESP 1049 MEDIDAS ELÉTRICAS E ELETRÔNICAS PROFESSOR RODRIGO PADILHA VIEIRA

Ana Paula Zanatta

2902067

Vinícius Costa da Silveira

2920291

ATIVIDADE II Medidores de Energia Elétrica Digitais e Tarifa Branca

1. Tarifa Branca

A Tarifa Branca será uma nova opção de tarifa à Tarifa Convencional, que sinaliza aos consumidores a variação do valor da energia, conforme o dia e o horário de consumo, sendo oferecida para instalações em baixa tensão (127 V, 220 V, 380 V e 440 V)¹. Através deste sistema, o valor da energia elétrica consumida irá variar conforme os dias da semana e o horário do dia. O efeito direto desta medida, é uma readequação nos hábitos de muitos consumidores, ou na tomada de medidas para tornar mais eficaz o sistema energético ou ainda, “desafogar” as linhas de transmissão. Isto, devido ao fato de que no horário de ponta, a energia elétrica terá um valor maior, conforme demonstrado na Figura 1, e espera-se que o nível do pico de consumo seja inferior, após a implementação destes sistema tarifário. Também, espera-se uma alteração na curva de carga dos consumidores, de modo que a utilização de energia elétrica aumente nos períodos em que o sistema de geração tem capacidade ociosa. Com a Tarifa Branca, durante a semana, haverá distinção entre a cobrança no horário de ponta, anterior e posterior ao horário de ponta e fora de ponta, porém, em feriados nacionais e fins de semana, o valor cobrado será sempre o de fora de ponta (Figura 1). Apesar de ser um atrativo, é necessário conhecer o perfil de consumo antes de aderir à tarifa², pois para haver benefícios é necessário reduzir ao máximo o consumo no horário de ponta, evitando, por exemplo, um dos hábitos mais comentados que é o banho utilizando chuveiro elétrico. Aderir à Tarifa Branca será uma opção do consumidor que deverá formalizar esta solicitação junto à distribuidora da região. ¹ANEEL, página oficial. <http://www.aneel.gov.br/area.cfm?idArea=781>

² TR Soluções. Tarifa branca. <http://www.tarifabranca.com.br>

Figura 1 – Preço da energia elétrica em diferentes horários, pela Tarifa Branca. 2. Utilização

Figura 1 Preço da energia elétrica em diferentes horários, pela Tarifa Branca.

2. Utilização de Medidores Inteligentes no Brasil De acordo com as Resoluções Normativas da ANEEL nº 502³ de 7 de agosto de 2012 e nº 602 4 de 11 de fevereiro de 2014, deve ser possível, através dos sistemas de medição instalados nas unidades consumidoras adeptas da tarifa branca, apurar o consumo de energia elétrica ativa em pelo menos quatro postos tarifários. Além disso, o início e o fim de cada posto devem ser programáveis, e o valor de energia elétrica ativa consumida acumulada por posto tarifário e a identificação do posto tarifário corrente devem ser visualizáveis. É opcional a implantação de um sistema de telecomunicação que facilite o acesso às informações pelo consumidor e pela distribuidora.

às informações pelo consumidor e pela distribuidora. Figura 2 – Medidor eletrônico polifásico bidirecional

Figura 2 Medidor eletrônico polifásico bidirecional Landis+Gyr modelo E34.

4 http://www.aneel.gov.br/cedoc/ren2012502.pdf

5 http://www.aneel.gov.br/cedoc/ren2014602.pdf

6 http://www.landisgyr.com.br/product/e34a/

O modelo E34A 6 da marca Landis+Gyr (Figura 2) é um exemplo de medidor inteligente

fabricado no país aprovado pelo Inmetro. Este medidor eletrônico de energia elétrica ativa e reativa, polifásico, bidirecional, classe de exatidão B (1%), fornece as seguintes grandezas:

Energia e demanda ativa;

Energias reativa indutiva e capacitiva;

Valores instantâneos de corrente, tensão e fator de potência.

O E34A também proporciona a programação multi-tarifa (até 4 postos tarifários) e apresenta a opção de troca de dados remotamente junto à distribuidora da região.

3. Utilização de Medidores Inteligentes na Irlanda Na Irlanda os estudos com relação à cobrança por utilização de energia elétrica em concordância com o horário em que a mesma é utilizado, já estão bem avançados. As tarifas TOU (Time of Use) foram previamente consideradas, através de estudos realizados em 2011 8 , como possivelmente enquadradas nos seguintes valores:

Das 8am às 5pm: € 0,13 por kWh;

Das 5pm às 7pm: € 0,32 por kWh;

Das 7pm às 11pm: € 0,13 por kWh;

Das 11pm às 8am: € 0,10 por kWh;

A página oficial do órgão SEAI Sustainable Energy Authority of Ireland determina

que, dentre as diversas funções que podem estar presentes nos medidores inteligentes, variando de acordo com o fabricante, essencialmente são requeridas as seguintes funções:

Armazenar o perfil de consumo de períodos curtos (por exemple a cada 15 minutos);

Distinguir entre e armazenar informações sobre consumo e geração de energia

elétrica, possibilitando fluxo bidirecional.

Comunicação eletrônica entre um controle central e entre cada medidor inteligente,

permitindo que leituras sejam transmitidas sem a necessidade de um funcionário para realiza-las.

Receber instruções para interromper ou retomar o fornecimento de energia.

É reconhecido também por eles que a medição inteligente é demasiadamente cara e

complexa, estabelecendo desafios que exigem de um sistema final, idealmente:

7 CER Decision Paper. Smart Metering High Level Design. Appendix B.

8 Sustainable Energy Authority in Ireland SEAI, página oficial. <http://www.seai.ie/>

9 Comission for Energy Regulation CER, página oficial. <http://www.cer.ie/>

Ser capaz de integrar-se com os sistemas já difundidos de empresas e aos sistemas de redes inteligentes, com vida útil entre 15 e 20 anos;

Incorporar padrões abertos e interoperabilidade entre o medidor e a concessionária

que “vende” a energia;

Ser capaz de gerenciar uma grande quantia de fluxo de dados e garantir altos níveis de segurança contra intervenções impróprias.

A CER Comission for Energy Regulation liderou a implementação de um projeto 7 de

medidores inteligentes, entre 2009 e 2010 com a participação de investidores do setor energético. Neste projeto, a empresa ESB Networks instalou 10 mil medidores inteligentes em diferentes cidades do país em pequenas e médias empresas e em residências, além de prover aproximadamente 1000 displays internos para residências na tentativa de determinar

a melhor opção de tecnologia em que a empresa deveria investir. Em Outubro de 2014 8 , foram tomadas decisões a respeito da regulação que daria suporte

à introdução das tarifas variáveis, ou TOU, para residências e pequenas e médias empresas no ramo de eletricidade e gás, tendo o cuidado de, em etapas anteriores, garantir que o sistema tarifário seria:

De fácil compreensão por parte dos consumidores;

Motivador aos consumidores;

Passível de escolha aos consumidores, com diversos planos tarifários;

Flexível ao permitir competição e inovação;

Assim, verifica-se o quão avançada a legislação encontra-se nesse aspecto e quão cuidadosos foram os estudos realizados, considerando variáveis de todas as escalas, englobando desde a tecnologia a ser utilizada e funções exigidas pelos medidores, até características do sistema tarifário. Um dos modelos de medidores eletrônicos utilizados na fase de testes para cobrança de tarifas horárias, é o Elster A1140 10 , que oferece um sistema modular que permite comunicação remota, onde o medidor pode ser integrado a um sistema AMR, podendo ter um modem acoplado em um compartimento na sua região inferior, o qual é alimentado por meio de uma porta serial. Ou seja, não é necessária uma conexão externa. Dentre as características deste equipamento, estão:

Precisão: kWh Classe 1 ou 2, kVArh Classe 2 ou 3;

Método para distinção de tarifas;

10 http://www.elster.ru/en/443.html

Display em cristal líquido;

Portas de comunicação ótica IEC 62056-21;

Relógio e calendário internos, com bateria de backup;

15 anos de vida útil;

Design compacto;

Duplo isolamento (invólucro de policarbonato, revestido por vidro);

Índice de proteção IP 53.

Além de oferecer:

Comunicação serial RS232;

Fonte de tensão para módulos externos;

Saída SO (EN 62053-31) ou por relé pulsante;

Detecção de remoção de tampa;

Autonomia por bateria, permitindo leitura mesmo quando há queda de energia;

permitindo leitura mesmo quando há queda de energia; Figura 3 – Medidor Elster A1140 1 0

Figura 3 Medidor Elster A1140 10 .

10 http://www.elster.ru/en/443.html