Sie sind auf Seite 1von 9
Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO FABRICANTE/IMPORTADOR/FORNECEDOR Nome do Produto: Barrilha Leve/Barrilha Densa.
1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO FABRICANTE/IMPORTADOR/FORNECEDOR
Nome do Produto:
Barrilha Leve/Barrilha Densa.
Fabricante/Importador/Distribuidor:
SAIS NORDESTE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA.
Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, s/n, Rod BR-324, km 523,
Limoeiro do Bom Viver, CEP 44.097-324
Feira de Santana, Bahia,
CNPJ 04.777.143/0001-65,
Telefone de Emergência:
(75) 2101-7171
E-mail:
sac@saisnordeste.com.br
2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE OS INGREDIENTES
Este produto é uma
Substância
Nome Químico IUPAC:
Carbonato de Sódio
Nome Comercial:
Barrilha Leve / Barrilha Densa
Registro CAS:
497-19-8
Número EINECS:
207-838-8
Fórmula química:
Na 2 CO 3
Peso Molecular:
105,99 g/mol
Natureza Química:
Sal
Aplicações:
Tratamento de águas, vidro plano, recipientes, utensílios de vidro, lâmpadas
incandescente, fibra de vidro, silicato de sódio, bicarbonato de sódio,
detergentes, tratamento de couro, produção de papel, tintura, etc
Sinônimo:
Carbonato dissódico, sal dissódica de ácido carbônico, barrilha, soda ash,
trioxocarbonato dissódico.
Ingredientes ou impurezas que
contribuam para o perigo:
Não aplicável por se tratar de uma substância pura.
3. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS
Perigos mais importantes:
Produto não classificado como perigoso, não é inflamável, não é explosivo.
Estabilidade:
Estável.
Classificação do produto químico:
Grau Técnico.
Polimerização:
Não ocorrerá.
Efeitos do produto:
Efeitos adversos à saúde humana:
Contato com a pele:
Pode causar desidratação e reações alérgicas.
Contato com os olhos:

Partículas nos olhos por longos períodos podem causar severas irritações e danos aos tecidos do globo ocular. Inalação:

Pode causar irritação nasal e espirros. Ingestão:

Produto não tóxico, mas pode ser nocivo se ingerido em grandes quantidades, pode causar irritação imediata e possíveis danos à mucosa bucal e ao trato gastrointestinal.

Efeitos crônicos e subcrônicos:

Não conhecido

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

NFPA:

Saúde: 0 Inflamabilidade: Reatividade: 1 - Exposição pode causar irritação, mas apenas danos residuais leves.
Saúde:
0
Inflamabilidade:
Reatividade:
1 - Exposição pode causar irritação, mas
apenas danos residuais leves.
0 - Não irá pegar fogo.
1 - Normalmente estável, mas pode
tornar-se instável sob temperaturas e
pressões elevadas.
1
1
Efeitos ambientais: Não é um produto agressivo ou venenoso ao meio ambiente e nem poluente
Efeitos ambientais:
Não é um produto agressivo ou venenoso ao meio ambiente e nem poluente
nas condições normais e não biocumulativo, mas pode ser de fácil dissolução;
deve-se evitar sua entrada em cursos d’água podendo ser tóxico à vida
aquática caso haja derramamento em grande quantidade, pois ele atua
aumentando o pH da água.
Perigos físicos e químicos:
Eleva o pH da água; a decomposição térmica pode produzir óxidos óxidos de
carbono (CO n ).
Principais sintomas:
Irritante para peles e olhos. Se ingerido pode causar náuseas.
Classificação de perigo do produto
químico e o sistema de classificação
utilizado:
Produto não classificado como perigoso.
Visão geral de emergências:
Os Bombeiros devem usar EPI completo.
Elementos apropriados da rotulagem:
Irritante
Frases R:
Frases S:
36/37/38, 66
2, 8, 14 (ácidos), 20/21, 22, 24/25, 26,
28 (água e sabão), 29, 36/37/39, 45, 55,
62, 63, 64
Palavra de advertência ou frase de
perigo:
CUIDADO
4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS
Remover a vítima da zona de perigo, retirar as roupas contaminadas e chamar um médico se necessário.
Medidas de 1º socorros
Inalação:
Se houver suspeita de inalação, remover a vítima para um local arejado, se
necessário, procurar cuidados médicos.
Contato com a pele:
Lavar a parte atingida com bastante água e sabão; retirar e lavar a roupa
contaminada antes de usá-la novamente; se ocorrer irritação, procurar
assistência médica.
Contato com os olhos:
Lavar imediatamente com água corrente em abundância, no mínimo por 15
minutos; remover lentes de contato, se tiver; se ocorrer irritação, levar a
vítima a um médico oftalmologista.
Ingestão:

O produto não é considerado tóxico. NÃO INDUZIR O VÔMITO. Caso ocorra o vômito, manter a cabeça inclinada para o lado, mais baixa que o corpo evitando a aspiração das secreções. Lavar a boca com muita água. Beber vagarosamente bastante água para limpar o esôfago e diluir o conteúdo no estômago. Em estado de inconsciência ou convulsão, NÃO MINISTRAR LÍQUIDOS PELA BOCA. Em todos os casos, procurar imediatamente um médico.

Principais sintomas:

Apesar de não ser tóxico, pode ser irritante para peles e olhos. Se ingerido pode causar náuseas.

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

Ações que devem ser evitadas:

Nunca manipular o produto sem os EPI’s apropriados. Fontes de extremo calor ou fogo podem decompor o produto e produzir gases tóxicos (CO n ).

Proteção do prestador de socorros: Usar EPI completo conforme descrito nesta ficha. Não há antídoto
Proteção do prestador de socorros:
Usar EPI completo conforme descrito nesta ficha. Não há antídoto especifico.
Notas para o médico:
Caso ocorra intoxicação, o tratamento deve ser direcionado para o controle
dos sintomas e condições clínicas do paciente.
5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO
PRODUTO NÃO INFLAMÁVEL OU EXPLOSIVO
Limites de Inflamabilidade:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Risco de Incêndio:
Não existe em condições normais de uso e armazenagem. Produto não
inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente extintor.
Meios de extinção apropriados:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Meios de extinção não apropriados:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Perigos específicos referentes às
medidas:
Não aplicável.
Métodos especiais de combate a
incêndio:
Não aplicável.
Proteção para os bombeiros:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Perigos específicos da combustão do
produto químico:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
6. MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO
Precauções pessoais:
Isolar e sinalizar a área. Afastar os curiosos e esclarecer que é um produto
químico e não alimentício. Evitar contato com a pele, olhos e roupas.
Remoção de fontes de ignição:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Controle de poeira:
Cobrir o produto derramado com sacos ou lonas plásticas para evitar o levante
de poeira ou água. Utilizar máscara contra pó e óculos de proteção.
Prevenção da inalação e do contato
com a pele, mucosas e olhos:
Utilizar os EPI’s recomendados na seção 8 para manusear o produto e seus
resíduos.
Precauções ao meio ambiente:

Embora o produto seja de baixa periculosidade, manter o público afastado. Evitar que a contaminação do solo e a vegetação. O produto altera o pH da água, portanto é prudente evitar o acesso deste aos cursos d’água, lagos, açudes e redes de esgoto. Em caso de derramamento de soluções aquosas, fazer um dique de contenção de terra ou areia e, se possível, bloquear o vazamento. Utilizar serragem ou material absorvente inerte para recolher o produto mecanicamente.

Procedimentos de Emergência e Sistemas de alarme

Não aplicável.

Métodos para Limpeza:

Recuperação:

Recolher o material derramado para um recipiente adequado, que pode ser sacos plásticos, baldes, latões, etc.

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

Neutralização:

O Carbonato de Sódio é um neutralizante.

Disposição: Descartar conforme legislação vigente. Produto puro: contatar o fabricante. Materiais contaminados:
Disposição:
Descartar conforme legislação vigente.
Produto puro: contatar o fabricante.
Materiais contaminados: determinar se o despejo contendo este produto
pode ser manuseado pelo sistema de efluente industrial disponível ou por
outras unidades de despejo on-site. Se for necessário contratar uma empresa
externa, procurar uma com experiência em resíduo industrial. Verificar as
características do material a ser descartado e/ou dados físicos e reativos
fornecidos neste informativo para o produto puro.
Descarte da Embalagem: As embalagens devem ser descartadas
apropriadamente seguindo as regulamentações federais, estaduais e locais no
que diz respeito ao descarte destes resíduos.
Derramamentos / Vazamentos
Pequenas quantidades:
Recolher o material com pá para recuperação e descarte apropriado.
Grandes quantidades:
Avisar imediatamente ao fabricante, à Defesa Civil local, Corpo de Bombeiros,
Polícia Rodoviária pelos telefones constantes no verso da Ficha de Emergência.
7. MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Manuseio:
Manuseie de acordo com a boa higiene industrial e prática de segurança.
Medidas técnicas:
Prevenção da exposição do
trabalhador:
Em condições onde a exposição é excessiva, acima de 10mg/m³, aconselha-se
o uso de mascara contra pó. Cintos de segurança e cordas devem sempre ser
utilizados por pessoas que entram nos silos ou containeres de barrilha, para
facilitar o resgate em caso de acidente. Usar equipamento de proteção
apropriado descrito na seção 8.
Precauções e orientações para
manuseio seguro:
Nas operações de carga/descarga devem-se evitar quedas das embalagens
para não provocar furos e vazamento do produto. Não misturar com produtos
incompatíveis. Identificar as embalagens. Não comer, beber ou fumar quando
estiver manuseando o produto. O produto não é cáustico ou 4bsorvível pela
pele, não necessitando de proteção especial para manuseio, de qualquer
forma, deve-se evitar o contato do produto com a pele, mucosas e olhos.
Manusear o produto em local fresco e arejado. Não reutilizar a embalagem e,
como qualquer produto químico, deve ser mantido fora do alcance de crianças
e animais.
Medidas de Higiene:
A área de manuseio e armazenagem do produto deve ter pia. Lavar
cuidadosamente as mãos após o manuseio e antes de comer ou beber. Manter
os EPI’s sempre limpos e conservados observando a validade. Lavar as roupas
contaminadas antes de reusá-las e lavar as mãos antes e após o manuseio do
produto. Manter o ambiente de trabalho sempre limpo.
Armazenamento:
Medidas técnicas apropriadas:

Armazenar o produto em áreas frescas, cobertas e ventiladas, de preferência com temperaturas abaixo de 40°C. Manter as embalagens sempre fechadas e só abri-las mediante necessidade do uso.

Condições de armazenamento:

Adequadas:

Sacos:

com as filas, 30 cm aproximadamente distantes das paredes e com 20 sacos de

altura, no máximo.

Granel:

O piso deve ser forrado com paletes. O armazenamento é feito

Deve ser feito em armazéns coberto, obedecendo aos seguintes

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

critérios: somente deve ser armazenada a barrilha densa a granel; o piso deve estar seco e limpo.

Bigbags: Tem de ser impermeável, estar sobre paletes, coberto por lona e com empilhamento máximo
Bigbags:
Tem de ser impermeável, estar sobre paletes, coberto por lona e
com empilhamento máximo de um bigbag.
A Evitar:
Substâncias incompatíveis. Objetos estranhos sobre as embalagens ou a
granel, ambiente úmido, embalagem rasgada e bigbag com furos.
Prevenção de incêndio ou
explosão:
Produto não inflamável e nem explosivo. Carbonato de Sódio é um agente
extintor.
Produtos e materiais
incompatíveis:
Produtos com propriedades ácidas
Materiais seguros para embalagens:
Recomendadas:
Sacos de polietileno, papel kraft.
Granel (somente barrilha densa);
Bigbag impermeável.
Inadequadas:
Que sejam incompatíveis com o produto.
8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL
Parâmetros de controle específicos:
Limites de exposição ocupacional:
LT 10 mg/m³.
Procedimentos recomendados para
monitoramento:
Nos locais onde se manipulam produtos químicos deverá ser realizado o
monitoramento da exposição dos trabalhadores, conforme PPRA da NR-9.
Funcionários que manipulam produtos químicos em geral devem ser
monitorados biologicamente conforme PCMSO da NR-7.
Medidas de controle de engenharia:
Ambientes onde há manuseio de barrilha devem apresentar boa ventilação.
Equipamento de proteção individual apropriado:
Proteção respiratória:
Máscara contra pó.
Proteção das mãos:
Luvas de proteção.
Proteção dos olhos e da face:
Óculos de proteção.
Proteção da pele e do corpo:
Utilizar avental e roupas apropriadas para prevenir o contato com a pele. Os
tipos de auxílios para proteção do corpo devem ser escolhidos especialmente
segundo o posto de trabalho em função da concentração e quantidade de
substância.
Precauções especiais:

A existência de exaustores ou outra forma de renovação do ar ambiente é recomendável quando se manuseia regularmente a substância. Evitar o contato com a pele, olhos e roupas. Lava-olhos e chuveiros de emergência. Produtos químicos só devem ser manuseados por pessoas capacitadas e habilitadas. Os EPI’s devem possuir CA (Certificado de Aprovação). Seguir rigidamente os procedimentos operacionais e de segurança nos trabalhos com produtos químicos. Nunca usar embalagens de produtos químicos vazias para armazenar produtos alimentícios.

9. PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS

Propriedades físico-químicas

Estado físico

Sólido

Forma:

Barrilha Leve

Barrilha Densa

Grão

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

Propriedades físico-químicas Densidade: Barrilha Leve Barrilha Densa 0,47 a 0,63 g/cm³ 0,95 a 1,15 g/cm³
Propriedades físico-químicas
Densidade:
Barrilha Leve
Barrilha Densa
0,47 a 0,63 g/cm³
0,95 a 1,15 g/cm³
Cor
Branco
Odor
Inodoro
pH (@ 25°C 50g/L)
11,5
Ponto de ebulição
Não disponível
Ponto de fusão
851°C
Temperatura de decomposição
1.600°C
Solubilidade em água @ 20°C
220g/L com liberação de calor
Solubilidade em álcool @ 20°C
Levemente solúvel
Calor específico por formação @ 25°C
2,5x10 3 kcal/kg
Calor específico de fusão:
7,60 kcal/kg
Capacidade calorífica @ 25°C
0,248 Kcal/g.°C
10. ESTABILIDADE E REATIVIDADE
Estabilidade química:
Estável em condições normais de armazenamento e manuseio. Reage em
presença de fontes de calor. É extremamente higroscópico.
Reatividade:
Reage com água, liberando calor.
Possibilidade de reações perigosas:
Nenhuma em condições normais.
Condições a serem evitadas:
Sofre degradação e forte reação quando em presença de substâncias ácidas.
Misturas com água provocam reações exotérmicas.
Materiais ou substâncias incompatíveis:
Substâncias ácidas.
Produtos perigosos da decomposição:
A decomposição térmica pode produzir óxidos de carbono (CO n ).
Condições específicas:
Instabilidade:
Estável em condições normais de uso e estocagem.
Reações perigosas:
Nenhuma em condições normais.
Risco a polimerização:
Não ocorrerá.
11. INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS
Informações de acordo com as diferentes vias de exposição:
Toxicidade aguda:
Inalação:
Oral:
Dérmico:
LC50 (inalação, rato, 4h): 1150 mg/m³ (IUCLID).
LD50 (perioral, rato): 2,88 mg/Kg (IUCLID).
Apesar de não ser tóxico, pode ser irritante a peles e mucosas.
Toxicidade crônica:
Produto não é tóxico
Principais sintomas:
Apesar de não ser tóxico, pode ser irritante para peles e olhos. Se ingerido
pode causar náuseas.
Sensibilização:
Não disponível.

Efeitos específicos:

Nenhuma consequência conhecida para exposição prolongada. Produto não é considerado nem mutagênico e nem carcinogênico.

Efeitos locais:

Substância irritante, para as vias áreas, olhos e membranas mucosas. Provoca severa irritação em áreas com ferimento.

12. INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

Efeitos ambientais, comportamentos e impactos do produto:

Toxicidade aquática: Produto de fácil dissolução. Aumenta o pH da água e pode prejudicar a
Toxicidade aquática:
Produto de fácil dissolução. Aumenta o pH da água e pode prejudicar a biota.
Potencial bioacumulativo:
Não biocomulativo.
Impacto ambiental:
Os danos ao meio ambiente são compatíveis com os efeitos ao homem,
comprometendo principalmente os animais (em grandes quantidades).
Comportamento esperado:
A barrilha não é um produto agressivo ou venenoso ao meio ambiente, mas
pode ser de fácil dissolução, deve-se evitar sua entrada em cursos d’água, pois
atua aumentando o pH da água.
Outros efeitos adversos:
Não disponível.
13. CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO
Métodos recomendados para tratamento e disposição aplicados ao:
Produto:
Não descartar o produto em cursos d’água.
Restos de produto:
Apesar da barrilha não ser tóxica ou perigosa, os resíduos devem ser dispostos
e manuseados com o mesmo cuidado de qualquer lixo industrial, conforme
legislação vigente.
Embalagem usada:
Descartar embalagens vazias conforme legislação federal, estadual ou
municipal vigentes.
14. INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE
Regulamentações nacionais e
internacionais sobre transporte:
Produto não enquadrado na portaria em vigor sobre o transporte de produtos
perigosos.
Número ONU:
Não aplicável. Produto não classificado como perigoso.
Nome apropriado para embarque:
Rodoviário:
CARBONATO DE SÓDIO - BARRILHA LEVE/DENSA
Ferroviário:
CARBONATO DE SÓDIO - BARRILHA LEVE/DENSA
Fluviais:
CARBONATO DE SÓDIO - BARRILHA LEVE/DENSA
Marítimo:
Seguir IMDG:
SODIUM CARBONATE – SODA ASH LIGHT/DENSE
Aéreo:
Seguir IATA-DGR:
SODIUM CARBONATE – SODA ASH LIGHT/DENSE
Classe/subclasse de risco principal e
subsidiário:
Produto não classificado como perigoso.
Número de risco:
Não aplicável.
Grupo de embalagem:
Não aplicável.
Regulamentações adicionais:
Produto não é classificado como perigoso para transporte, de acordo com a
Resolução 420 de 12/02/2004 da ANTT.
15. REGULAMENTAÇÕES
Regulamentações específicas para o produto químico:
Devem-se seguir as legislações locais aplicáveis.

Outras referências de regulamentação:

FISPQ

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico em conformidade com ABNT NBR 14725-4:2009 corrigida em 26/01/2010, contendo as diversas informações sobre o produto químico descrito quanto à proteção, segurança, saúde e ao meio ambiente.

Transporte de produto perigosos:

Decreto nº. 96.044/1988, regulamento técnico para o transporte rodoviário de produtos perigosos.

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

Norma NBR 9734 que especifica a composição do conjunto de equipamentos de proteção individual (EPI) a ser utilizada no transporte rodoviário de produtos perigosos. Norma NBR 7500:2003 que especifica a exigência de sinalização para o transporte de produtos perigosos .

FDA Sodium carbonate - BC, REG, Boiler water additive -173.310; B&N, GRAS/FS, Cacao Prods -
FDA
Sodium carbonate - BC, REG, Boiler water additive -173.310; B&N, GRAS/FS,
Cacao Prods - Part 163; Cnd Vegs Part 155; In animal feeds - 582.1742; GRAS,
GMP -184.1742; MISC, REG, For use in potable water systems - 172.824; MISC,
< 0.2% in wash water - Used in washing or to assist in lye peeling of fruits and
vegs -173.315.
v. 21CFR184.1792
ANTT
Resolução N° 420, de 12/02/2004 - Instruções Complementares ao
Regulamento do Transportes Rodoviário e Ferroviário de Produtos Perigosos-
RTPP.
Associações de classes:
Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química
Associquim – Associação Brasileira dos Distribuidores de Produtos Químicos e
Petroquímicos
CFQ – Conselho Federal de Química
16. OUTRAS INFORMAÇÕES
Informações importantes, mas não especificamente descritas às seções anteriores:
As informações e recomendações constantes desta publicação são as mais recentes que temos em termos de risco, carac-
terísticas e manuseio, de acordo com as condições de uso recomendadas e foram pesquisadas e compiladas de fontes
idôneas, dos MSDS/FISPQ dos fornecedores e de legislações aplicáveis ao produto. Os dados desta Ficha referem-se a um
produto específico e podem não ser válidos onde esse produto estiver sendo usado em combinação com outros. Qualquer
uso indevido ou método de aplicação que não esteja descrito nesta ficha ou nos prospectos do produto, é de inteira
responsabilidade do usuário. O fabricante assegura que este produto está de acordo com a sua descrição química e é
adequado para a finalidade indicada, quando aplicado de acordo com a recomendação técnica feita pelos nossos
Consultores Técnicos. O comprador deve assumir o risco proveniente da aplicação incorreta do produto, bem como pelo
manuseio inadequado e por pessoas sensíveis a produtos químicos.
O fabricante não dá nenhuma outra garantia ou representação de qualquer tipo, expressa ou implícita, referente ao
produto, incluindo nenhuma garantia implícita de comercialização ou adequação das mercadorias para qualquer outra
finalidade. Qualquer controvérsia ou reclamação que possa surgir relacionada a este produto, ou quebra do mesmo, será
julgada de acordo com as leis comerciais vigentes.
Referências bibliográficas:
1.
ABNT NBR 14725-4:2009 corrigida em 26/01/2010;
2.
Decreto nº. 96.044/1988;
3.
Merck Index, 9ª edição;
4.
ChemDat – The Merck Chemical Database, v. 2.17.5, Ed. 2007’1 Brasil, jan/2007;
5.
Portaria 3214 de 08/06/78 do MTE - Ministério do Trabalho e Emprego;
6.
FDA Official Site, www.fda.gov;
7.
Manual de autoproteção - manuseio e transporte rodoviário de produtos perigosos – PP8 (ed. 2006);

8. Resolução N° 420, de 12/02/2004 da ANTT - Instruções Complementares ao Regulamento do Transportes Rodoviário e Ferroviário de Produtos Perigosos.

9. Laudos das matérias primas informadas pelo fornecedor;

10. La seguridad en los laboratorios de prácticas; Comisión de seguridad y salud laboral, 1995, Universidad de Alcalá, España;

11. Site: Atividades Rodoviárias, http://www.atividadesrodoviarias.pro.br;

12. NR-15 - Portaria 3214/78, Ministério do Trabalho e Emprego (NR-15, anexo XI);

13. Site CAS - Chemical Abstract Service, www.cas.org;

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA – Telefax: (75) 2101.7171

Av. Deputado Luis Eduardo Magalhães, km 523, s/n Feira de Santana/BA Telefax: (75) 2101.7171 www.saisnordeste.com.br

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

De acordo com ABNT NBR 14725-4:2009

BARRILHA LEVE / BARRILHA DENSA

14.

ABNT NBR 9734; ABNT NBR 7500:2003.

15. Legendas e abreviaturas: CAS » FDA » ABNT » IUPAC » EINECS » RTPP
15.
Legendas e abreviaturas:
CAS »
FDA »
ABNT »
IUPAC »
EINECS »
RTPP »
NBR »
ANTT »
LT - MP »
VM »
ACGIH »
TLV - TWA »
TLV – STEL »
IARC »
PPRA »
PCMSO »
IMDG »
IATA–DGR »
IDLH »
MSDS »
ONU »
REACH »
ECHA »
NFPA »
EPI/EPC »
BEI »
LC50 »
LD50 »
IUCLID »
ACGIH »
CEILING»
CEL »
NR »
OSHA »
NIOSH »
STEL »
ICAO »
Chemical Abstract Service (divisão da Sociedade Americana de Química – American Chemical Society, que produz os
Chemical Abstracts, um índice da literatura científica sobre a química e os ramos coligados);
Food and Drug Administration (órgão governamental dos Estados Unidos da América que faz o controle dos
alimentos, medicamentos, cosméticos, entre outros bem como o uso de produtos químicos na produção destes);
Associação Brasileira de Normas Técnicas;
União Internacional de Química Pura e Aplicada, que sistematiza a nomeação de produtos químicos;
European Inventory of Existing Chemical Substances - Inventário Europeu das Substâncias Químicas Existentes;
Regulamento do Transportes Rodoviário e Ferroviário de Produtos Perigosos da ANTT;
Norma Brasileira;
Agência Nacional de Transportes Terrestres;
Limite de tolerância – Média ponderada;
Valor máximo;
American Conference of Governmental Industrial Hygienists ;
Threshold Limit Value – Time Weighted Average 8 hours;
Threshold Limit Value – Short-Term Exposure Limit;
International Agency for Research on Cancer;
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais;
Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional;
International Maritime Dangerous Goods Code;
International Air Transport Association – Dangerous Goods Regulation;
Immediately Dangerous to Life or Health;
Material Safety Data Sheet - Ficha de Dados de Segurança de Material;
Organização das Nações Unidas
Registration, Evaluation, Authorisation of CHemicals - Registo, Avaliação e Autorização de Substâncias Químicas;
European Chemicals Agency - Agência Europeia das Substâncias Químicas;
National Fire Protection Association;
Equipamento de proteção individual/coletiva;
Biological Exposure Índices (Indicadores Biológicos de Exposição);
Lethal Concentration ( Concetração Letal para 50%);
Letal Dose (Dose Letal para 50%);
International Uniform Chemicals Information Database – Base de Dados Internacional de Informação Uniformizada
sobre as Substâncias Químicas
American Conference of Govermmental Industrial Hygienists - Conferência Americana de Higienistas Industriais
Governamentais;
Ceiling Limit (15 Minutos) (Limite Superior);
Corporate Exposure Limit (Limite de Exposição Corporativa);
Norma Regulamentadora;
Occupational Safety and Health Administration ( Administração em Saúde e Segurança Ocupacional);
National Institute for Ocupational Safety and Health (Instituto Nacional para a Saúde e Segurança Ocupacional);
Short Term Exposure Limit (15 Minutos) (Limite de Exposição a Curto Prazo);
International Civil Aviation Organization - Organização da Aviação Civil Internacional
Estrutura química:

Arquivo:

Autor:

Flávio Pimentel

 

1ª Edição:

22/05/12

Aprovado por:

Henrique Manzini

fispq-001-barrilha.docx

FISPQ Nº

001

Nº revisões:

02

Últ. revisão:

23/09/12

Revisado por:

Flávio Pimentel