Sie sind auf Seite 1von 9

Curso: Técnico de Informação e Animação Turística

Módulo: STC5 (Redes de Informação e Comunicação)


Formador: João Reis
Formando: Jorge Santos nº13
Redes de Informação e Comunicação

 Aspectos Socioeconómicos do Desenvolvimento e da Implementação das TIC:


o Aspectos gerais (Desigualdade Social, Inovação, Comunicação e Redes
Sociais);
o Relação entre Desenvolvimento Económico e utilização das TIC;
o A Importância do Investimento e Investigação nas TIC;
o A Importância da Matemática no contexto do desenvolvimento das TIC;
o Elementos tecnológicos que estruturam as Redes de Informação;
o A Aplicação das TIC nos Múltiplas Actividades Humanas (Produção,
Comércio, Serviços, etc. …);
o Limitações das TIC no Contexto Social.
o Aspectos gerais (Desigualdade Social, Inovação, Comunicação e Redes
Sociais);

Se as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação, têm a capacidade de


criar grandes oportunidades para a educação – não só como ferramenta
educativa e de aprendizagem, mas também como veículo facilitador da
comunicação do acesso à mesma –, elas também podem acentuar a
discriminação social, uma vez que o acesso às mesmas é desigual. São
precisamente as pessoas que vivem em situação de maior exclusão aquelas
que menos possibilidades têm de aceder às TIC, devido à condição financeira
e cultural em que vivem: ou lhes faltam os meios financeiros para ter
computador e internet em casa ou lhes faltam os incentivos para usar as
potencialidades dos mesmos. A estes excluídos juntam-se outros, que
encontramos também no meio dos professores: aqueles que pelo seu perfil,
idade ou falta de tempo, embora sendo pessoas socialmente integradas, não
conseguem adquirir competências neste domínio e acabam por se tornar info-
excluídos.
As TIC são um elemento fundamental da sociedade baseada em
conhecimento e um complemento importante das actividades de I&D.
No entanto, ao contrário das formas tradicionais de investimento em capital,
as TIC representam um tecnologia de aplicação geral cuja contribuição para o
crescimento da produtividade e da economia é maior que o efeito directo dos
sectores produtores de TIC. As TIC são também um elemento central para o
êxito da inovação das economias modernas.
o Relação entre Desenvolvimento Económico e utilização das TIC;

O sector informático é considerado pela União Europeia um elemento


fundamental para o progresso técnico e modernização do tecido empresarial.
“A aposta e investimento nas oportunidades que surgem neste domínio são
imperativos para tornar a Europa mais competitiva”
“o papel que assumem para a melhoria da sua competitividade, tornam a
indústria pouco vulnerável às várias cenarizações da economia portuguesa e
mundial”, ou seja, em qualquer cenário, as Tecnologias de Informação serão
vitais para a competitividade da economia, sendo que a chave para o sucesso
é a especialização.
Para o responsável de marketing da Galileu, empresa portuguesa que presta
serviços na área da informática, comunicação e formação profissional, “a
população está sensibilizada para a importância das TIC no progresso
nacional, contudo, o investimento neste sector é ainda muitas vezes
desequilibrado, revelando-se pouco eficiente”. Gabriel Augusto acredita que
“as estratégias de inovação e modernização de infra-estruturas devem ser
suportadas por investimentos em formação, e desenvolvimento das
competências e capacidades dos recursos humanos das empresas”
O Estado português empenhou-se, portanto, nos últimos anos, na
dinamização do sector informático, com o apoio aos projectos empresariais
que visam a utilização das TIC, e com a sensibilização de Portugal para a sua
importância, contribuindo sobretudo para o combate à infoexclusão
Em Portugal já se aposta, desde 2005, neste investimento nas TIC, e as
previsões apontam para a continuação do crescimento que se tem verificado,
até 2010. Em Novembro de 2005 o Conselho de Ministros aprovou um
documento de referência, e compromisso público, visando a aplicação duma
estratégia de crescimento e competitividade, baseada no conhecimento, na
tecnologia e na inovação. O Governo lança o Plano Tecnológico, com o
objectivo de “desenvolver e reforçar a competitividade das empresas”, numa
óptica de modernização do país
o A Importância do Investimento e Investigação nas TIC;

A UE planeia investir mais de 9 mil milhões de euros na investigação em


tecnologias da informação e das comunicações (TIC). Esta é, de longe, a maior
rubrica orçamental do 7º Programa-Quadro de Investigação da Europa, no
qual vigorará até 2013 – sendo uma prioridade fixada pela UE, que reconhece
assim a importância das TIC para o crescimento e a competitividade da
Europa.
Terá também como objectivo assegurar que a investigação em TIC beneficiará
não apenas a economia europeia, mas também a sociedade, de modo a
permitir uma melhoria da vida diária em áreas como os transportes, a
eficiência energética e os cuidados de saúde.
A UE tem vindo a assumir, no quadro do relançamento Estratégia de Lisboa, a
utilização generalizada das tecnologias da informação e comunicação (TIC)
nos serviços públicos, nas PME e a nível doméstico como instrumento
fundamental para o crescimento e emprego.
O sector das TIC é crescentemente importante no contexto da UE.
As TIC são um poderoso motor de crescimento e emprego. As TIC são
instrumentais na criação de vantagens competitivas das empresas, quer ao
nível da eficiência dos processos produtivos, quer na concepção de novos
modelos de negócio, quer ainda em processos de decisão mais eficazes. A
utilização das TIC permite encurtar distância a mercados e globalizar a
presença das empresas.
As tecnologias de informação não serão apenas um elemento essencial para a
inovação e competitividade da economia, mas poderão contribuir para
responder a questões de grande impacto com as quais hoje se debatem as
sociedades, nomeadamente o envelhecimento, diversidade cultural e
mobilidade.
o A Importância da Matemática no contexto do desenvolvimento das
TIC;

A partir da utilização das TIC nas aulas de matemática o aluno tem condições
de compreender conceitos, fundamentos e cálculos com o auxílio do
computador e a orientação do professor. A instrumentalização da Escolas é de
importância vital, para que o ensino não torne-se arcaico. Afinal uma Nação
que deseja ser desenvolvida necessita investir e fornecer tecnologia.
A disciplina “Informática no Ensino da Matemática” tem como principal
finalidade preparar os alunos (futuros professores) para a utilização
pedagógica das TIC no processo de ensino aprendizagem e familiarizar os
alunos com o software educativo, recursos multimédia e serviços/informação
na Internet, disponível para a utilização em sala de aula ou actividades de
complemento curricular.
As TIC podem contribuir, sem dúvida, para uma melhoria do ensino e
aprendizagem da matemática, pois grande parte dos jovens gosta das TIC e
essas poderão ser um factor de motivação e interesse.
“A Matemática ensinada de maneira tradicional, às vezes, é cansativa e não
motiva os alunos. As TIC têm como finalidade ajudar o professor e o aluno na
construção do aprendizado de maneira mais prazerosa e agradável.”
o Elementos tecnológicos que estruturam as Redes de Informação;

Os sistemas funcionais básicos das tecnologias de informação e comunicação


(armazenagem e transferência de dados, construção, articulação e
apresentação de informação).
Os diversos tipos de tecnologias de informação e comunicação,
caracterizando as suas dimensões individual e colectiva (terminais e redes).
Principais elementos, estrutura e dinâmicas das redes informáticas fechadas
(intranet) e abertas (internet).
Aplicação das tecnologias de informação e comunicação nas múltiplas
actividades humanas (produção, comércio, serviços, comunicação social, etc.).
Limitações no desempenho e aplicação associadas à componente tecnológica
das tecnologias de informação e comunicação.
Um dos meios mais populares e mais utilizados na comunicação interpessoal é
o correio electrónico. As características marcantes deste serviço são:
Grande velocidade de transmissão de mensagens;
Possibilidade de anexar ficheiros;
Envio simultâneo para diversos destinatários.

Durante alguns anos o correio electrónico foi o serviço da Internet mais


utilizado, tendo contribuído para a sua divulgação e popularização na
comunidade académica e científica.
Outro serviço de profusa utilização na comunicação e divulgação de
informação, com particular interesse para a troca de experiências, é
constituído pelas mailing lists (listas de distribuição de correio). As mailing lists
são temáticas, tendo como destinatários os utilizadores de correio electrónico
que as subscreveram.
Qualquer subscritor poderá enviar mensagens para o servidor de correio
electrónico que gere a mailing list. Nalguns casos, a equipa editorial
selecciona as mensagens, noutros casos, não há filtragem quanto ao conteúdo
de informação.
Após a recepção de novos contributos enviados através de mensagens, essas
novas mensagens são enviadas para todos os subscritores dessa mailing list.
As tecnologias de informação e comunicação entraram definitivamente nas
nossas vidas. Estamos cada vez mais dependentes delas, tanto no contexto
privado como no local de trabalho, de tal modo que seria impossível
concebermos um mundo sem elas.
O telemóvel é, sem dúvida, uma dessas tecnologias de comunicação mais
utilizadas. Se há cerca de uma década este dispositivo era dispensável,
actualmente não conseguimos sair à rua sem ele.

Nas TIC podemos reflectir sobre as várias tecnologias de comunicação que


utilizamos no contexto privado, relacionando-as com os perfis sociais dos
indivíduos.

Tópicos de Exploração:

I - Identificar diferentes usos sociais das funcionalidades dos telemóveis, por


exemplo, consoante as idades dos indivíduos (jogos versus agendas).
II - Compreender o uso dos telemóveis como objectos simbólicos de status
social.
III - Explorar evoluções futuras no uso dos telemóveis e discutir as suas
consequências, positivas e negativas, nas relações e práticas sociais.

I - Identificar as componentes principais de um telemóvel: antena, ecrã de


cristais líquidos, teclado, microfone, bateria, etc.
II - Compreender o telemóvel como um equipamento celular, discutindo a
relação entre a potência utilizada e o princípio de funcionamento.
III - Explorar as novas tecnologias de funcionamento do telemóvel,
distinguindo as potencialidades e limitações das redes: GSM, GPRS, 3G.

I - Identificar com precisão a presença de ondas electromagnéticas em


fenómenos naturais e em aplicações tecnológicas (a luz que chega do sol, ou
as ondas de rádio e televisão que chegam aos receptores, por exemplo).
II - Compreender as características gerais das ondas electromagnéticas:
velocidade de propagação da onda, frequência, período e comprimento de
onda.
III - Explorar as relações fundamentais entre as características gerais das
ondas electromagnéticas: frequência, velocidade de propagação e
comprimento de onda; campo E, campo B e direcção de propagação;
amplitude e intensidade da onda (por exemplo, o comprimento de onda de
uma onda electromagnética é tanto maior quanto menor for a frequência; a
intensidade da onda é proporcional ao quadrado da amplitude; a direcção do
campo E, do campo B e de propagação são perpendiculares entre si; etc.).
o A Aplicação das TIC nas Múltiplas Actividades Humanas (Produção,
Comércio, Serviços, etc. …);

Em casa:
- Analise de receias e despesas domesticas
- Gestão contas bancárias
- Agendas e planos pessoais
- Organização de diversos tipos de informação
- Informação cultural/didáctica
- Jogos

Na indústria:
- Controlo Produção
- Segurança industrial
- Desenho e manufactura assistido por computador

No comércio
- Gestão stocks e inventários
- Codificação de produtos
- Terminais de pagamento automático

Na medicina/investigação científica
- Diagnósticos
- Analises Clínicas
- Telemedicina

Actividade bancária/financeira
- Projecções financeiras
- Gestão Contas
- Terminais automáticos

No ensino/formação
- Gestão escolar
- E-learning
- Instrução assistida por computador

Na gestão empresarial
- Planeamento de projectos e objectivos
- Análise financeira e contabilidade
- Gestão recursos humanos
- Área administrativa e secretariado