Sie sind auf Seite 1von 2

14/06/2015

BDQ Prova

DIREITO CONSTITUCIONAL II Simulado: CCJ0020_SM_201301630853 V.1 Fechar
DIREITO CONSTITUCIONAL II
Simulado: CCJ0020_SM_201301630853 V.1
Fechar

Aluno(a): ANDERSON MEIJIDE LEAL Desempenho: 0,1 de 0,5

Matrícula: 201301630853 Data: 14/06/2015 15:59:49 (Finalizada)

201301630853 Data: 14/06/2015 15:59:49 (Finalizada) 1 a Questão (Ref.: 201301768511) Pontos: 0,0 / 0,1

1 a Questão (Ref.: 201301768511)

Pontos: 0,0 / 0,1

(Questão 03 Exame 126 Tipo 1 - OAB-SP) - A Súmula Vinculante, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal, segundo o texto da Constituição da República, possui força vinculativa:

da Constituição da República, possui força vinculativa: diversa de qualquer outra decisão proferida pelo Supremo

diversa de qualquer outra decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal.

idêntica à decisão de mérito proferida em Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental.

idêntica à decisão de mérito proferida em Recurso Extraordinário.

idêntica à decisão de mérito proferida em Ação Direta de Inconstitucionalidade federal.

2 a Questão (Ref.: 201301767211) a Questão (Ref.: 201301767211)

Pontos: 0,1 / 0,1

OAB

- EXAME UNIFICADO 2010.2 Sobre o instrumento jurídico denominado Medida Provisória que não é lei, mas

tem

força de lei, assinale a afirmativa correta.

A sua eficácia dura sessenta dias contados da publicação,podendo a medida ser prorrogada apenas duas

A

sua eficácia dura sessenta dias contados da publicação,podendo a medida ser prorrogada apenas duas

vezes, ambas por igual período.

A não apreciação pela Câmara dos Deputados e, após, pelo Senado Federal, no prazo de

A

não apreciação pela Câmara dos Deputados e, após, pelo Senado Federal, no prazo de 45 dias contados

da publicação, tem como consequência apenas o sobrestamento da deliberação dos projetos de emenda à Constituição.

A edição de Medida Provisória torna prejudicado o projeto delei que disciplina o mesmo assunto

A

edição de Medida Provisória torna prejudicado o projeto delei que disciplina o mesmo assunto e que, a

par de já aprovado pelo Congresso Nacional, está pendente de sanção ou veto doPresidente da República.

Se a Medida Provisória perder efi cácia por decurso de prazo ou, em caráter expresso,
Se a Medida Provisória perder efi cácia por decurso de prazo ou, em caráter expresso,

Se a Medida Provisória perder efi cácia por decurso de prazo ou, em caráter expresso, for rejeitada pelo Congresso Nacional, vedada será sua reedição na mesma sessão legislativa.

vedada será sua reedição na mesma sessão legislativa. 3 a Questão (Ref.: 201301895681) VIII EXAME DE
vedada será sua reedição na mesma sessão legislativa. 3 a Questão (Ref.: 201301895681) VIII EXAME DE

3 a Questão (Ref.: 201301895681)

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

Pontos: 0,0 / 0,1

No intuito de garantir o regular exercício da prestação jurisdicional, a Constituição da República conferiu aos magistrados algumas prerrogativas. A respeito dessas prerrogativas, assinale a afirmativa correta.

A irredutibilidade de subsídios consiste na impossibilidade de redução do poder aquisitivo do subsídio do

A

irredutibilidade de subsídios consiste na impossibilidade de redução do poder aquisitivo do subsídio do

magistrado e não somente do seu valor nominal.

A inamovibilidade pode ser excepcionada no caso de relevante interesse público e desde que a
A inamovibilidade pode ser excepcionada no caso de relevante interesse público e desde que a

A

inamovibilidade pode ser excepcionada no caso de relevante interesse público e desde que a remoção

 

seja aprovada pela maioria absoluta do tribunal ou do CNJ.

O magistrado, apesar da vitaliciedade, pode perder o cargo por decisão administrativa da maioria absoluta

O

magistrado, apesar da vitaliciedade, pode perder o cargo por decisão administrativa da maioria absoluta

do tribunal ou do CNJ.

A aposentadoria dos magistrados seguirá regime jurídico diverso daquele aplicável aos servidores públicos
A aposentadoria dos magistrados seguirá regime jurídico diverso daquele aplicável aos servidores públicos

A

aposentadoria dos magistrados seguirá regime jurídico diverso daquele aplicável aos servidores públicos

em geral.

14/06/2015

BDQ Prova

Em razão da existência de limitação material implícita é pacífico na doutrina o entendimento de que medidas provisórias não podem regulamentar matérias de competência exclusiva do Congresso Nacional bem como privativa da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal;14/06/2015 BDQ Prova No caso de rejeição tácita de medida provisória é obrigatória a edição de

No caso de rejeição tácita de medida provisória é obrigatória a edição de decreto legislativo disciplinando os seus efeitos sobre as relações jurídicas por ela alteradas, sob pena de crime de responsabilidade do Presidente do Congresso Nacional;privativa da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal; Nada obsta no sistema constitucional vigente que

Nada obsta no sistema constitucional vigente que uma medida provisória seja convertida em lei ordinária por decurso de prazo, ou seja, tacitamente.de responsabilidade do Presidente do Congresso Nacional; Através da edição de medida provisória o Presidente da

Através da edição de medida provisória o Presidente da República está autorizado proceder a quaisquer modificações na Lei nº 6.815/80 que trata da situação jurídica do estrangeiro no Brasil, bem como alterar qualquer regra processual da Lei nº 8;078/90, que instituiu o Código de Defesa do Consumidor;lei ordinária por decurso de prazo, ou seja, tacitamente. 5 a Questão (Ref.: 201301768521) Pontos: 0,0

8;078/90, que instituiu o Código de Defesa do Consumidor; 5 a Questão (Ref.: 201301768521) Pontos: 0,0
8;078/90, que instituiu o Código de Defesa do Consumidor; 5 a Questão (Ref.: 201301768521) Pontos: 0,0
8;078/90, que instituiu o Código de Defesa do Consumidor; 5 a Questão (Ref.: 201301768521) Pontos: 0,0

5 a Questão (Ref.: 201301768521)

Pontos: 0,0 / 0,1

(Questão 05 Exame 129 Tipo 1 - OAB-SP) - Com a vigência da Emenda Constitucional n.º 45/2004, as súmulas do Supremo Tribunal Federal, até então aprovadas:

passaram a ter efeito vinculante, em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário, à administração pública direta e indireta, nas esferas federal, estadual e municipal e ao Congresso Nacional.súmulas do Supremo Tribunal Federal, até então aprovadas: não passaram a ter efeito vinculante. passaram a

não passaram a ter efeito vinculante.

passaram a ter efeito vinculante, em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário e à administração pública direta e indireta, nas esferas federal, estadual e municipal.Congresso Nacional. não passaram a ter efeito vinculante. passaram a ter efeito vinculante, somente em relação

passaram a ter efeito vinculante, somente em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário.

em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário.