Sie sind auf Seite 1von 25

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

MAKING MODERN LIVING POSSIBLE EnvelopesEnvelopes dodo CompressorCompressor xx EnvelopeEnvelope dada
MAKING MODERN LIVING POSSIBLE
EnvelopesEnvelopes dodo CompressorCompressor xx EnvelopeEnvelope dada AplicaAplicaççãoão
AA basebase dede umum sistemasistema seguroseguro
created by NEWTO DA SILVA
Envelope Envelope do do Compressor Compressor Definição e características • Estabelece os limites operacionais que

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Definição e características

• Estabelece os limites operacionais que permitem uma operação segura do compressor.

• Indica limites para:

pressão e temperatura de evaporação; pressão e temperatura de condensação; superaquecimento;

• Mudou

compressor.

refrigerante,

mudou

o

envelope

do

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Exemplo 1 R-22 BRSC – E&T

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Exemplo 1

R-22
R-22

BRSC – E&T

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Exemplo 2 R-404A BRSC – E&T

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Exemplo 2

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Exemplo 2 R-404A BRSC – E&T
R-404A
R-404A

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Conceito fundamental Compressor funcionando SEMPRE dentro do envelope

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Conceito fundamental

Compressor funcionando SEMPRE dentro do envelope

=

Equipamento seguro, confiável

menos sujeito a quebras

BRSC – E&T

temperatura condensação

temperatura condensação Envelope Envelope do do Compressor Compressor Conceito fundamental operação insegura

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Conceito fundamental operação insegura operação segura operação restrita ou pressão condensação
Conceito fundamental
operação insegura
operação segura
operação restrita
ou
pressão condensação

BRSC – E&T

temperatura evaporação

ou

pressão evaporação

segura operação restrita ou pressão condensação BRSC – E&T temperatura evaporação ou pressão evaporação

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites B A C E D BRSC

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

B A C E D
B
A
C
E
D

BRSC – E&T

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites   Problema Conseqüência Principais

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

 

Problema

Conseqüência

Principais possíveis causas

   

Degradação do óleo,

Baixa pressão de evaporação, vazamento de refrigerante, alta pressão de condensação, condensador sujo, presença de ar e umidade, etc.

A

Temperatura de descarga elevada.

carbonização, travamento do compressor.

   

Pressão elevada, acima do

Condensador sujo, ventilador queimado, recirculação de ar quente, presença de ar e umidade, etc.

B

Pressão condensação elevada .

permitido, quebra mecânica.

   

Corrente elevada, acima dos

 

C

Pressão de evaporação elevada.

limites do motor. Queima ou desarme do motor.

Carga térmica excessiva, principalmente na partida do compressor.

   

Falta pressão para bombear

Baixa temperatura externa, controle de condensação não atuando, baixa carga de refrigerante.

D

Pressão condensação baixa.

refrigerante no sistema, válvula de expansão não fornece capacidade total.

   

Superaquecimento do motor

Vazamento de refrigerante, válvula de expansão travada ou bloqueada por gelo, etc.

E

Pressão de evaporação baixa.

(resfriado por gás), formação de arco elétrico, instabilidade (scrolls).

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites   Problema Conseqüência Principais

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

 

Problema

Conseqüência

Principais possíveis causas

   

Degradação do óleo,

Baixa pressão de evaporação, vazamento de refrigerante, alta pressão de condensação, condensador sujo, presença de ar e umidade, etc.

A

Temperatura de descarga elevada.

carbonização, travamento do compressor.

   

Pressão elevada, acima do

Condensador sujo, ventilador queimado, recirculação de ar quente, presença de ar e umidade, etc.

B

Pressão condensação elevada .

permitido, quebra mecânica.

   

Corrente elevada, acima dos

 

C

Pressão de evaporação elevada.

limites do motor. Queima ou desarme do motor.

Carga térmica excessiva, principalmente na partida do compressor.

   

Falta pressão para bombear

Baixa temperatura externa, controle de condensação não atuando, baixa carga de refrigerante.

D

Pressão condensação baixa.

refrigerante no sistema, válvula de expansão não fornece capacidade total.

   

Superaquecimento do motor

Vazamento de refrigerante, válvula de expansão travada ou bloqueada por gelo, etc.

E

Pressão de evaporação baixa.

(resfriado por gás), formação de arco elétrico, instabilidade (scrolls).

BRSC – E&T

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites   Problema Conseqüência Principais

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

 

Problema

Conseqüência

Principais possíveis causas

   

Degradação do óleo,

Baixa pressão de evaporação, vazamento de refrigerante, alta pressão de condensação, condensador sujo, presença de ar e umidade, etc.

A

Temperatura de descarga elevada.

carbonização, travamento do compressor.

   

Pressão elevada, acima do

Condensador sujo, ventilador queimado, recirculação de ar quente, presença de ar e umidade, etc.

B

Pressão condensação elevada .

permitido, quebra mecânica.

   

Corrente elevada, acima dos

 

C

Pressão de evaporação elevada.

limites do motor. Queima ou desarme do motor.

Carga térmica excessiva, principalmente na partida do compressor.

   

Falta pressão para bombear

Baixa temperatura externa, controle de condensação não atuando, baixa carga de refrigerante.

D

Pressão condensação baixa.

refrigerante no sistema, válvula de expansão não fornece capacidade total.

   

Superaquecimento do motor

Vazamento de refrigerante, válvula de expansão travada ou bloqueada por gelo, etc.

E

Pressão de evaporação baixa.

(resfriado por gás), formação de arco elétrico, instabilidade (scrolls).

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites   Problema Conseqüência Principais

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

 

Problema

Conseqüência

Principais possíveis causas

   

Degradação do óleo,

Baixa pressão de evaporação, vazamento de refrigerante, alta pressão de condensação, condensador sujo, presença de ar e umidade, etc.

A

Temperatura de descarga elevada.

carbonização, travamento do compressor.

   

Pressão elevada, acima do

Condensador sujo, ventilador queimado, recirculação de ar quente, presença de ar e umidade, etc.

B

Pressão condensação elevada .

permitido, quebra mecânica.

   

Corrente elevada, acima dos

 

C

Pressão de evaporação elevada.

limites do motor. Queima ou desarme do motor.

Carga térmica excessiva, principalmente na partida do compressor.

   

Falta pressão para bombear

Baixa temperatura externa, controle de condensação não atuando, baixa carga de refrigerante.

D

Pressão condensação baixa.

refrigerante no sistema, válvula de expansão não fornece capacidade total.

   

Superaquecimento do motor

Vazamento de refrigerante, válvula de expansão travada ou bloqueada por gelo, etc.

E

Pressão de evaporação baixa.

(resfriado por gás), formação de arco elétrico, instabilidade (scrolls).

BRSC – E&T

Envelope Envelope do do Compressor Compressor Entendendo os limites   Problema Conseqüência Principais

EnvelopeEnvelope dodo CompressorCompressor

Entendendo os limites

 

Problema

Conseqüência

Principais possíveis causas

   

Degradação do óleo,

Baixa pressão de evaporação, vazamento de refrigerante, alta pressão de condensação, condensador sujo, presença de ar e umidade, etc.

A

Temperatura de descarga elevada.

carbonização, travamento do compressor.

   

Pressão elevada, acima do

Condensador sujo, ventilador queimado, recirculação de ar quente, presença de ar e umidade, etc.

B

Pressão condensação elevada .

permitido, quebra mecânica.

   

Corrente elevada, acima dos

 

C

Pressão de evaporação elevada.

limites do motor. Queima ou desarme do motor.

Carga térmica excessiva, principalmente na partida do compressor.

   

Falta pressão para bombear

Baixa temperatura externa, controle de condensação não atuando, baixa carga de refrigerante.

D

Pressão condensação baixa.

refrigerante no sistema, válvula de expansão não fornece capacidade total.

   

Superaquecimento do motor

Vazamento de refrigerante, válvula de expansão travada ou bloqueada por gelo, etc.

E

Pressão de evaporação baixa.

(resfriado por gás), formação de arco elétrico, instabilidade (scrolls).

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Componentes Componentes de de Prote Prote ç ç ão ão Conceito fundamental Uma proteção só

ComponentesComponentes dede ProteProteççãoão

Conceito fundamental

Uma proteção só é efetiva se:

1. For corretamente SELECIONADA e

2. For corretamente REGULADA ou AJUSTADA e

3. Estiver FUNCIONANDO perfeitamente.

BRSC – E&T

Protegendo Protegendo o o Compressor Compressor Termostato de Descarga A Pressostato de Alta B C

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Protegendo Protegendo o o Compressor Compressor Termostato de Descarga A Pressostato de Alta B C E
Protegendo Protegendo o o Compressor Compressor Termostato de Descarga A Pressostato de Alta B C E

Termostato de

Descarga

A
A

Pressostato

de Alta

Compressor Termostato de Descarga A Pressostato de Alta B C E D Controle de condensação BRSC
B C E D Controle de condensação BRSC – E&T
B
C
E
D
Controle de
condensação
BRSC – E&T
B C E D Controle de condensação BRSC – E&T Regulador de pressão de cárter (KVP)
B C E D Controle de condensação BRSC – E&T Regulador de pressão de cárter (KVP)

Regulador de

pressão de

cárter (KVP)

ou Válvula

expansão com

MOP

Pressostato

de Baixa

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Protegendo Protegendo o o Compressor Compressor Cada problema, uma solução   Problema Possíveis Proteções /

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Cada problema, uma solução

 

Problema

Possíveis Proteções / Produtos

A

Temperatura de descarga elevada.

Termostato de descarga.

B

Pressão condensação elevada .

Pressostato de alta KP5.

   

Válvula reguladora de pressão de cárter (KVL);

C

Pressão de evaporação elevada.

Válvula de expansão com MOP; Válvula de expansão eletrônica (grandes capacidades).

   

Controle de condensação, podendo utilizar:

Pressostato de alta KP5.

D

Pressão condensação baixa.

• Válvula KVR + NRD

• Controlador de ventilador de condensador XGE.

E

Pressão de evaporação baixa.

Pressostato de baixa KP1.

BRSC – E&T

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Termostato de descarga – Maneurop Recíproco e Scroll

A
A
Termostato de descarga – Maneurop Recíproco e Scroll A • Temperatura de descarga < 135 °

• Temperatura de descarga < 135°C

Kit código Danfoss 7750009

• Instalar na linha de descarga a

150mm da conexão de descarga do compressor e interligar à lógica de comando do quadro elétrico (deve ter reset manual).

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

A
A

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Termostato de descarga – Bock

o o Compressor Compressor Termostato de descarga – Bock • Temperatura de descarga < 135 °

• Temperatura de descarga < 135°C

Kit código Danfoss 191U3385

• Instalar na conexão própria do compressor e interligar ao MP10 (terminais 3 e 4).

191U3385 • Instalar na conexão própria do compressor e interligar ao MP10 (terminais 3 e 4).

BRSC – E&T

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Pressostato de alta – KP5

B
B
o o Compressor Compressor Pressostato de alta – KP5 B • CUT OUT = Pressão que
o o Compressor Compressor Pressostato de alta – KP5 B • CUT OUT = Pressão que

CUT OUT = Pressão que abre o

contato elétrico (desliga o circuito);

CUT IN = Pressão que fecha o

circuito elétrico (liga o circuito);

• A escala indica valores de CUT OUT;

CUT OUT – Diferencial = CUT IN

• Utilizar KP5 com rearme manual.

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

C
C

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Válvula reguladora de pressão de sucção ou cárter – KVL

reguladora de pressão de sucção ou cárter – KVL IMPORTANTE para TÚNEIS e CÂMARAS de RESFRIAMENTO

IMPORTANTE para TÚNEIS e CÂMARAS de RESFRIAMENTO e de CONGELAMENTO

AJUSTE = Pressão abaixo da qual a

válvula começa a abrir (dar passagem);

A pressão em questão é após a válvula (cárter do compressor);

Deve ser montada imediatamente antes do compressor;

Não mantém a pressão constante;

Aumenta o tempo de processo.

BRSC – E&T

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Válvula de expansão com MOP

UNIVERSAL
UNIVERSAL
Compressor Válvula de expansão com MOP UNIVERSAL C MOP BRSC – E&T • MOP = M
C
C
MOP
MOP

BRSC – E&T

de expansão com MOP UNIVERSAL C MOP BRSC – E&T • MOP = M aximum O

MOP = Maximum Operational Pressure;

MOP = Motor Overload Protection;

• Pressão de sucção acima da qual a válvula está totalmente fechada;

Aumenta o tempo de processo.

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

D
D

ControleControle dede CondensaCondensaççãoão

Válvula reguladora de pressão de condensação – KVR+NRD

Válvula reguladora de pressão de condensação – KVR+NRD • AJUSTE = Pressão acima da qual a

AJUSTE = Pressão acima da qual a válvula KVR começa a abrir (dar passagem);

• A pressão em questão é antes da

válvula (condensador);

• Obrigatório o uso de tanque de líquido;

• Não mantém a pressão constante;

BRSC – E&T

Temp.Temp. CC°Temp.Temp. CC

45454545

40404040

35353535

30303030

D
D
V2
V2

ControleControle dede CondensaCondensaççãoão

Controle de condensação por pressostato de alta – KP5

Religa V2 Desliga V2 Religa V1 Desliga V1 V2 on V2 off V2 on V1
Religa V2
Desliga V2
Religa V1
Desliga V1
V2 on
V2 off
V2 on
V1 on
V1 off
V1 on
V1 off
V1 on
BRSC – E&T
V2 on V1 on V1 off V1 on V1 off V1 on BRSC – E&T V1
V1
V1

CUT OUT = Pressão acima da qual (re)liga o ventilador;

CUT IN = Pressão abaixo da qual desliga o ventilador;

• A escala indica valores de CUT OUT;

CUT OUT – Diferencial = CUT IN

• Utilizar KP5 com rearme automático a

diferencial ajustável.

• KP5 interligado na linha de descarga/líquido.

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

D Controle Controle de de Condensa Condensa ç ç ão ão Controle de condensação por
D
D

ControleControle dede CondensaCondensaççãoão

Controle de condensação por controlador de velocidade SAGINOMIYA - XGE

condensação por controlador de velocidade SAGINOMIYA - XGE • para ventiladores monofásicos 220V, de até 3
condensação por controlador de velocidade SAGINOMIYA - XGE • para ventiladores monofásicos 220V, de até 3

para ventiladores monofásicos 220V,

de até 3 Amp.

conectar na linha de descarga/liquido.

conexão com defletor para schrader.

BRSC – E&T

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Pressostato de baixa – KP1

E
E
o o Compressor Compressor Pressostato de baixa – KP1 E • CUT OUT = Pressão que
o o Compressor Compressor Pressostato de baixa – KP1 E • CUT OUT = Pressão que

CUT OUT = Pressão que abre o

contato elétrico (desliga o circuito);

CUT IN = Pressão que fecha o

circuito elétrico (liga o circuito);

• A escala indica valores de CUT IN;

CUT IN – Diferencial = CUT OUT

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Protegendo Protegendo o o Compressor Compressor Cada solução, um ajuste , que pode estar CERTO

ProtegendoProtegendo oo CompressorCompressor

Cada solução, um ajuste , que pode estar CERTOCERTO ouou ERRADOERRADOERRADOERRADO !!

estar CERTO CERTO ou ou ERRADO ERRADO ERRADOERRADO ! ! Ajuste do KP5 Ajuste do KP1
estar CERTO CERTO ou ou ERRADO ERRADO ERRADOERRADO ! ! Ajuste do KP5 Ajuste do KP1
estar CERTO CERTO ou ou ERRADO ERRADO ERRADOERRADO ! ! Ajuste do KP5 Ajuste do KP1
estar CERTO CERTO ou ou ERRADO ERRADO ERRADOERRADO ! ! Ajuste do KP5 Ajuste do KP1
Ajuste do KP5 Ajuste do KP1 Ajuste da KVL
Ajuste do KP5
Ajuste do KP1
Ajuste da KVL

Pois o compressor pode operar fora do envelope.

ainda que o ponto de projeto esteja dentro dele !

BRSC – E&T

Envelope Envelope da da Aplica Aplica ç ç ão ão Definição e características • É

EnvelopeEnvelope dada AplicaAplicaççãoão

Definição e características

• É obtido em função dos ajustes e regulagens feitas nas proteções (KP1, KP5, KVL, etc.)

• Delimita

os

possíveis

pontos

de

operação

do

compressor.

• Permite visualizar possíveis problemas antes que eles ocorram.

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Envelope Envelope da da Aplica Aplica ç ç ão ão Recomendações importantes USAR DGT Envelope

EnvelopeEnvelope dada AplicaAplicaççãoão

Recomendações importantes

USAR DGT
USAR
DGT
Envelope de operação do Equipamento
Envelope de
operação do
Equipamento

• O envelope do equipamento deve permanecer dentro do envelope do compressor.

• Ajustar pressostato de alta e de baixa segundo envelope do equipamento.

• Verificar superaquecimento mínimo e máximo para todos pontos dentro do envelope do equipamento.

• Implementar método de controle da temperatura de condensação.

• Verificar necessidade do termostato de descarga (DGT).

BRSC – E&T

Confiabilidade Confiabilidade do do Equipamento Equipamento Qualquer que seja o problema num circuito de refrigeração,

ConfiabilidadeConfiabilidade dodo EquipamentoEquipamento

Qualquer que seja o problema num circuito de refrigeração, sempre quem irá quebrar é o compressor !

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Confiabilidade Confiabilidade do do Equipamento Equipamento Outros inimigos do compressor RETORNO DE ÓLEO INSUFICIENTE

ConfiabilidadeConfiabilidade dodo EquipamentoEquipamento

Outros inimigos do compressor

RETORNO DE ÓLEO INSUFICIENTEdo do Equipamento Equipamento Outros inimigos do compressor UMIDADE NO SISTEMA BRSC – E&T RETORNO DE

UMIDADE NO SISTEMA
UMIDADE
NO
SISTEMA

BRSC – E&T

RETORNO DE LÍQUIDO
RETORNO
DE
LÍQUIDO
SUJEIRA NO SISTEMA
SUJEIRA
NO
SISTEMA
MIGRAÇÃO DE LÍQUIDO
MIGRAÇÃO
DE
LÍQUIDO
FALTA DE MANUTENÇÃO
FALTA
DE
MANUTENÇÃO
MAKING MODERN LIVING POSSIBLE CompressoresCompressores ee UnidadesUnidades CondensadorasCondensadoras created by Newto
MAKING MODERN LIVING POSSIBLE
CompressoresCompressores ee UnidadesUnidades CondensadorasCondensadoras
created by Newto da Silva

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

CompressorCompressor

Finalidade

Compressor Compressor Finalidade • Comprimir e circular o fluido refrigerante pelo sistema. • Ele comprime vapor

• Comprimir e circular o fluido refrigerante pelo sistema.

• Ele comprime vapor superaquecido, aumentando sua pressão e temperatura.

• Só deve comprimir fluido refrigerante no estado de vapor.

BRSC – E&T

aumentando sua pressão e temperatura. • Só deve comprimir fluido refrigerante no estado de vapor. BRSC
Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor O

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Por dentro do compressor

í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor O desenho do pistão permite uma alta

O desenho do pistão permite uma alta eficiência volumétrica (menor reexpansão do gás).

BRSC – E&T

do compressor O desenho do pistão permite uma alta eficiência volumétrica (menor reexpansão do gás). BRSC

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Válvula

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Por dentro do compressor

í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Válvula de segurança (30bar). By-pass entre descarga

Válvula de segurança (30bar). By-pass entre descarga e sucção quando aberta.

BRSC – E&T

Por dentro do compressor Válvula de segurança (30bar). By-pass entre descarga e sucção quando aberta. BRSC
Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Protetor

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Por dentro do compressor

í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Protetor térmico interno acoplado ao motor elétrico,

Protetor térmico interno acoplado ao motor elétrico, abre os contatos com 105°C e fecha com 60°C.

BRSC – E&T

Protetor térmico interno acoplado ao motor elétrico, abre os contatos com 105 ° C e fecha

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Pré

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Por dentro do compressor

í procos procos Maneurop Maneurop Por dentro do compressor Pré aquecedor do óleo do cárter (serpentina

Pré aquecedor do óleo do cárter (serpentina da descarga) e no fundo cerâmicas imantadas para atrair metais.

BRSC – E&T

do óleo do cárter (serpentina da descarga) e no fundo cerâmicas imantadas para atrair metais. BRSC
Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Opcionais Resistência de cárter: Mantém

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Opcionais

Resistência de cárter:

Mantém o óleo aquecido diminuindo o risco de partida inundada.

Opcionais Resistência de cárter: Mantém o óleo aquecido diminuindo o risco de partida inundada. BRSC –

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Funcionamento BRSC – E&T

CompressoresCompressores RecRecííprocosprocos ManeuropManeurop

Funcionamento

BRSC – E&T
BRSC – E&T
Compressores Compressores Rec Rec í í procos procos Maneurop Maneurop Funcionamento BRSC – E&T

CompressorCompressor

Compressor Compressor Seleção catalogo – dados necessários • • Capacidade frigorífica • Temperatura de

Seleção catalogo – dados necessários

Capacidade frigorífica

Temperatura de evaporação

Temperatura de condensação

Superaquecimento

Sub-resfriamento

Fluido

BRSC – E&T

• Sub-resfriamento • Fluido BRSC – E&T = = carga térmica < temp. câmara > temp.
• Sub-resfriamento • Fluido BRSC – E&T = = carga térmica < temp. câmara > temp.

== carga térmica < temp. câmara > temp. ambiente estipulado no cat. estipulado no cat. R$, M.Obra, etc.

= carga térmica < temp. câmara > temp. ambiente estipulado no cat. estipulado no cat. R$,

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Compressor Compressor Carga térmica BRSC – E&T

CompressorCompressor

Carga térmica

Compressor Compressor Carga térmica BRSC – E&T
Compressor Compressor Carga térmica BRSC – E&T
BRSC – E&T
BRSC – E&T

CargaCarga TTéérmicarmica

Fontes de calor

Carga Carga T T é é rmica rmica Fontes de calor BRSC – E&T • Transmissão

BRSC – E&T

T T é é rmica rmica Fontes de calor BRSC – E&T • Transmissão de Calor

Transmissão de Calor

• pelas paredes da câmara

• pelo teto da câmara

• pelo piso da câmara

Carga de Produto

• Resfriamento

• Congelamento

• Sub-Resfriamento

• Respiração

• Embalagem

Cargas Internas

• Pessoas

• Empilhadeiras

• Equipamentos

• Iluminação

Infiltração de Ar

Cargas relacionadas ao Equipamento

• Degelo

• Motoventiladores

• Calor de Reaquecimento

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

CompressorCompressor

Compressor Compressor Temperatura de evaporação. T.T.evev=T.=T.câmcâm--△△△△△△△△tevtev T.câmT.câm

Temperatura de evaporação.

T.T.evev=T.=T.câmcâm--△△△△△△△△tevtev T.câmT.câm T.evT.ev
T.T.evev=T.=T.câmcâm--△△△△△△△△tevtev
T.câmT.câm
T.evT.ev

BRSC – E&T

T.T.evev=T.=T.câmcâm--△△△△△△△△tevtev T.câmT.câm T.evT.ev BRSC – E&T T.câm>T.ev

T.câm>T.ev

CompressorCompressor

Compressor Compressor Temperatura de condensação. T.T.condcond=T.ext+=T.ext+△△△△△△△△tcdtcd T.extT.ext

Temperatura de condensação.

T.T.condcond=T.ext+=T.ext+△△△△△△△△tcdtcd T.extT.ext T.condT.cond
T.T.condcond=T.ext+=T.ext+△△△△△△△△tcdtcd
T.extT.ext
T.condT.cond
T.T.condcond=T.ext+=T.ext+△△△△△△△△tcdtcd T.extT.ext T.condT.cond T.cond>T.ext BRSC – E&T

T.cond>T.ext

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

CompressorCompressor

Fluido refrigerante.

Compressor Compressor Fluido refrigerante. Deve se levar em consideração os seguintes dados: • Faixas de trabalho

Deve se levar em consideração os seguintes dados:

• Faixas de trabalho

• Custo da obra

• Qualidade da mão de obra que executará a instalação

• Custo operacional (consumo energético)

• Qualidade da mão de obra que executará a instalação • Custo operacional (consumo energético) BRSC

BRSC – E&T

• Qualidade da mão de obra que executará a instalação • Custo operacional (consumo energético) BRSC

CompressorCompressor

Compressor Compressor Exemplo – um mesmo regime BRSC – E&T

Exemplo – um mesmo regime

Compressor Compressor Exemplo – um mesmo regime BRSC – E&T

BRSC – E&T

Compressor Compressor Exemplo – um mesmo regime BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Unidade Unidade Condensadora Condensadora Seleção catalogo – dados necessários • • Capacidade frigorífica

UnidadeUnidade CondensadoraCondensadora

Seleção catalogo – dados necessários

Capacidade frigorífica

Temperatura de evaporação

Temperatura ambiente

Superaquecimento

Sub-resfriamento

Fluido

BRSC – E&T

• Sub-resfriamento • Fluido BRSC – E&T = = carga térmica < temp. câmara = temp.
• Sub-resfriamento • Fluido BRSC – E&T = = carga térmica < temp. câmara = temp.

== carga térmica < temp. câmara = temp. da casa máq. estipulado no cat. estipulado no cat. R$, M.Obra, etc.

carga térmica < temp. câmara = temp. da casa máq. estipulado no cat. estipulado no cat.
Unidade Unidade Condensadora Condensadora Seleção catalogo – dados necessários 4343ººCC 35 35 º º C

UnidadeUnidade CondensadoraCondensadora

Seleção catalogo – dados necessários

Condensadora Seleção catalogo – dados necessários 4343ººCC 35 35 º º C C Observação: Deve se
4343ººCC
4343ººCC

3535ººCC

Observação: Deve se levar em consideração a temperatura máxima do ambiente onde será instalada a unidade.

BRSC – E&T

BRSC – E&T

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

Unidades Unidades Condensadoras Condensadoras Herm Herm é é ticas ticas Por dentro da unidade condensadora

UnidadesUnidades CondensadorasCondensadoras HermHermééticasticas

Por dentro da unidade condensadora

COMPONENTES

- Compressor

- Condensador

- Tanque de líquido

- Filtro secador

- Pressostato de alta

- Pressostato de baixa

- Caixa elétrica

- Proteções elétricas (opc.)

- Visor de líquido (opc.)

- Acumulador (opc.)

- Separador de óleo (opc.)

- Carenagem (opc.)

- Resistência cárter (opc.)

Acumulador (opc.) - Separador de óleo (opc.) - Carenagem (opc.) - Resistência cárter (opc.) BRSC –

BRSC – E&T

OutrosOutros ProdutosProdutos

Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Filtro pós-queima DAS Filtro bifluxo DMB
Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Filtro pós-queima DAS Filtro bifluxo DMB

BRSC – E&T

Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Filtro pós-queima DAS Filtro bifluxo DMB

Filtro pós-queima

DAS

Filtro bifluxo

DMB

Envelope de Compressor x Envelope da Aplicação

OutrosOutros ProdutosProdutos

Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Válvulas 4 vias Válvulas expansão bifluxo TEX-2 TRE-X TDEBX
Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Válvulas 4 vias Válvulas expansão bifluxo TEX-2 TRE-X TDEBX

BRSC – E&T

Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Válvulas 4 vias Válvulas expansão bifluxo TEX-2 TRE-X TDEBX
Outros Outros Produtos Produtos BRSC – E&T Válvulas 4 vias Válvulas expansão bifluxo TEX-2 TRE-X TDEBX

Válvulas 4 vias

Válvulas expansão bifluxo

TEX-2

TRE-X

TDEBX

FIM FIM
FIM FIM

FIMFIM