Sie sind auf Seite 1von 23

11/02/2010

Visitantes online: 2

Linhaça

Receitas:
Linhaça

Faça reeducação Alimentar sorte

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO
PAULO, Mulher

Histórico
07/02/2010 a 13/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
20/12/2009 a 26/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
+ veja mais

Categorias
Confira algumas receitas culinárias e tratamentos de beleza preparados à base dessa Todas as Categorias
Citação
semente para saciar a fome e cuidar da pele Alimentação saudável
tabela nutricional
Dicas Saudáveis
Datas comemorativas!O que
fazer?
Alimentos Funcionais
Sucos e receitas de beleza

Uva com hortelã (rejuvenescedor e digestivo) Outros sites


meu twitter
Ingredientes: 1 xíc. (chá|) de uva sem as sementes (deixar a pele); ½ maço de hortelã Maisa Alves - O Blog Feliz da
Vida
(talos e folhas); 1 col. (sobrem.) de sementes de linhaça; 1 copo de água mineral. BOL - E-mail grátis
Blog da Debbie
Blog da Andrezza
Preparo: bata tudo no liquidificador e sirva imediatamente o mundo das marcas

Creme de maçã e linhaça (intestinos, hormônios e cérebro) Votação


Ingredientes: 2 maçãs (sem cascas e sementes); 1 col. (sopa) de semente de linhaça e Dê uma nota para meu blog

suco fresco de limão.

Preparo: bata todos os ingredientes e sirva imediatamente

Vitamina de manga e linhaça (sistema imunológico, pele, olhos e cabelos)


Ingredientes: 1 col. (sopa) de sementes de linhaça pré-hidratada (à noite) em ½ copo de
água; 1 manga picada; 1 col. (chá) de sumo de gengibre ralado; suco de 1 limão. O que é isto?
Opções: substitua a manga por mamão formosa ou caqui. Calculadora IMC

Peso: kgs
Preparo: bata no liquidificador as sementes de linhaça com a água, e coe. Bata o leite de
Altura: m cm
linhaça obtido com a manga, o sumo de gengibre e o suco de limão, até ficar cremoso.
Tome no desjejum, pela manhã com granola ou musli, ou no lanche da tarde. calcular

Dieta e Saude

Máscara hidratante de leite de linhaça


Ingredientes: 1 col. (sopa) de sementes de linhaça; 1 xíc. (chá) de camomila; 2 a 3 gotas
de óleo essencial de lavanda. Tabela para
Classificação - Adultos
Preparo: à noite, prepare 2 ½ (xíc.) de chá de camomila, 1 para tomar antes de deitar e a IMC Classificação
segunda para deixar de molho (durante a noite inteira) as sementes de linhaça. Pela abaixo de
Abaixo do Peso
20
manhã triture-as no liquidificador e coe com uma peneira fina. Acrescente as gotas de
20 a 25 Peso Ideal
óleo essencial de lavanda e misture bem. Cubra os olhos com 2 chumaços de algodão 25 a 30 Sobrepeso
umedecidos em chá de camomila gelado e aplique a máscara de leite de linhaça em todo 30 a 35 Obesidade Moderada
o rosto, colo e pescoço, previamente limpos com um sabonete de argila. Mantenha-se 35 a 40 Obesidade Severa
deitada e relaxada, deixando a máscara agir por cerca de 30 a 40 minutos. Retire com 40 a 50 Obesidade Mórbida
água corrente e natural. Passe um hidratante com FPS ao final do tratamento. Opcional: acima de
Super Obesidade
melhor aplicar ao final da tarde ou à noite. 50
ASBS = American Society
for Bariatric Surgery

Leia este blog no seu celular


Fonte: livro A importância da Linhaça na Saúde, de Conceição Trucom, editora Alaúde.

Categoria: Alimentos Funcionais


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 20h18
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

Linhaça

1ª parte Linhaça ( Linum usitatissimum )

O nome botânico da linhaça é Linum usitatissimum da família


Linaceae.
Meninas, um dia destes estava a almoçar em um restaurante e sempre com o meu
potinho de linhaça triturado (neste caso o efeito é mais de fibras do que suas
propriedades nutracêuticas, para o efeito funcional deveria ser triturado na hora, mas
vamos concordar que na correria do dia-a-dia não há tempo para tantas tarefas), aí uma
senhora me perguntou sobre o que continha no potinho . expliquei sobre a Linhaça, como
se ela tivesse obrigação de saber do que se tratava, e para meu espanto não fazia idéia
da existência da Linhaça, mais tarde ao pensar sobre o ocorrido e lembrando da
fisionomia daquela senhora interessadíssima nas minhas explicações resolvi colocar aqui
algumas informações sobre esta maravilha chamada Linhaça.

Foto: Flor de linho e semente de linhaça)

Categoria: Alimentos Funcionais


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 19h43
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

Linhaça (parte 2)

Os Tipos de Linhaça Linhaça ( Linum usitatissimum )

Existem dois tipos de semente de linhaça: Marrom e Dourada


A linhaça marrom, nativa da região mediterrânea, já está
adaptada ao solo brasileiro e ao clima quente.
Apresenta casca um pouco mais dura e resistente, o que pode diminuir a
biodisponibilidade dos seus nutrientes.

A linhaça dourada cresce em climas mais frios. Geralmente é


importada do Canadá. Tem a casca mais fina e seu sabor é mais
suave do que o da linhaça marrom. “Estudos já demonstram que
não existe diferença significativa na atividade antioxidante e quantidade
de nutrientes nos dois tipos de linhaça”.

Veja a composição nutricional de 15 g da Semente de Linhaça:

Valor calórico 43 Kcal


Carboidratos 1 g
Proteínas 2 g
Gorduras totais 3 g
Gorduras Saturadas 0 g
Gorduras Trans 0 g
Fibra alimentar 3 g
Ômega-3 58%
Ômega-6 16 %
Sódio 7,8 mg

Fonte: http://www.sustentabilidade.com.br

Categoria: Alimentos Funcionais


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 19h38
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]
Linhaça Parte 3

Linum usitatissimum
Poucos sabem mas do caule retira-se as fibras para fazer o linho!!! Aquele tecido (nobre) usado
para confeccionar roupas.
Das sementes extrai-se o óleo que é utilizado nas indústrias de tintas e resinas. Contudo, além
destas aplicações, o óleo de linhaça é usado como um nutracêutico, por ser rico em ácidos
linolêicos, conhecidos como Ômega 3, que promove uma ação protetora para o coração e vasos
sangüíneos.
As sementes da linhaça são utilizadas como complemento alimentar, sendo adicionadas a massas,
pães, bolos e cereais. As sementes podem ser usadas, ainda, como laxativas.
Como veêm esta planta é utilizada quase na sua totalidade.
Estudos demonstram que o óleo de linhaça reduz o colesterol total e o mau colesterol(LDL),
conferindo uma proteção cardiovascular. Age ainda como antiinflamatório ao lupus-eritematoso e
como antialérgico.
O óleo de linhaça possui substâncias parecidas como os estrogênios (hormônios femininos) somente
que de ação mais atenuada, melhorando a absorção de cálcio, prevenindo, por exemplo, a
osteoporose.
Por isso a constância no tratamento tem que ser levada a sério....
Estes fitoestrógenos parecem ter, também uma ação antiestrogênica, ou seja confere uma ação
contra os tumores dependentes do estrogênio, prevenindo sobretudo o câncer de mama, através de
uma ação nutracêutica direta nos receptores dos órgãos alvos, ou seja a linhaça mais de 20
substância anticancerígenas e uma dessas substâncias é a lignina, esta liga-se aos receptores da
célula, evitando a formação de tumores(*).
O óleo de linhaça, como já referido, exerce ação protetora sobre o sistema cardiovascular pela ação
do Ômega 3 e, também, pelo fitoestrógeno que faz parte da sua composição, melhorando a
elasticidade das artérias, e desta forma a irrigação sangüínea.
O óleo de linhaça possui ação antioxidante contra os radicais livres, que quando em excesso,
provocam doenças crônico degenerativas e envelhecimento precoce.
Como se vê, trata-se de importante aliado na suplementação alimentar, ajudando a promover o
equilíbrio orgânico. Pode-se observar, o óleo de linhaça é um importante nutracêutico, que quando
bem indicado, pode ser de grande valia para saúde.

Lembre-se sempre: a diferença entre o remédio e o veneno estão na porção, o fato da linhaça
ser um alimento natural não elimina a necessidade de seu consumo com consciência e
responsabilidade, então converse com o seu nutricionista e veja qual a melhor hora e como
ingerir a linhaça.

Sugestão de uso da linhaça

À noite deixar de molho 1 colher (chá) de semente de linhaça em 1/2 copo de água filtrada e coar, tomar toda água.
ou liquidificar (juntamente com a água do molho), no preparo dos sucos desintoxicantes, com frutas, folhas, raízes e limão.
(*)fonte: site www.docelimao.com.br

Categoria: Alimentos Funcionais


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 19h34
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

30/01/2010

Mitos e Verdades sobre alimentação

"FAZER JEJUM EMAGRECE?"

MITO - O jejum pode ser muito perigoso para o organismo, pois numa forma de defesa, o
metabolismo torna-se mais lento e a perda de peso não ocorre de maneira normal, ou
seja, além de fazer mal à saúde, a perda de peso é basicamente às custas da perda de
líquidos celulares e massa muscular, e portanto não é eficaz. O que ocorre é justamente
o contrário, no retorno à dieta normal, o organismo se recupera e passa a aumentar o
peso, tentando manter uma reserva maior de energia armazenada (gordura) para se
prevenir no caso de um próximo jejum.
"NÃO COMER CARBOIDRATOS EMAGRECE?"

MITO - Uma dieta com restrição de carboidratos deixa de fornecer o combustível principal
para o corpo gerar energia. A forma de defesa do organismo para compensar a falta do
alimento é retirar esta energia de suas reservas (glicogênio do músculo e do fígado). É
verdade que a perda de glicogênio muscular, pode levar a uma perda de água, e
conseqüentemente perda de peso, mesmo em curto espaço de tempo, mas no retorno à
dieta normal ou habitual, o músculo se recupera e o peso aumenta. E a gordura nesta
história? Em curto prazo, continua intacta, no mesmo lugar. O fator mais prejudicial
decorrente da retirada total dos carboidratos da dieta é a adaptação inicial, que ocasiona
hipoglicemia. A queda do açúcar no sangue diminui as funções cerebrais ocasionando
moleza, sonolência, perda de memória, perda do poder de concentração e muita dor de
cabeça. Em alguns casos, desmaios com risco de acidentes. O excesso de carboidratos
aumenta a gordura corporal rapidamente, mas a retirada total é muito prejudicial.

"BEBER LÍQUIDOS DURANTE AS REFEIÇÕES ENGORDA?"

MITO - Vai depender da qualidade e quantidade deste líquido. É recomendado um copo


pequeno de água sem gás às refeições a fim de ajudar no processo de digestão,
principalmente porque uma dieta saudável deve conter alimentos ricos em fibras, o que
aumenta a necessidade de água a fim de auxiliar o trânsito intestinal. Em relação aos
outros líquidos, a quantidade recomendada é a mesma, mas deve-se atentar para as
calorias, caso contrário a resposta para esta questão é positiva. As bebidas gaseificadas
e concentradas (sucos) não são recomendadas pelo efeito no funcionamento digestivo.
Pode "empurrar" os alimentos aumentando o volume do estômago ou ainda, diminuir a
velocidade de esvaziamento gástrico ou ainda, competir com a digestão dos alimentos,
dificultando o aproveitamento dos nutrientes. Para quem tem gastrite ou hérnia de hiato
nunca são indicados líquidos às refeições, para não distender o estômago.

"CERVEJA DÁ BARRIGA?"

MITO - Não existe uma relação do tipo da bebida com o aumento da gordura corporal. É o
estilo de vida de cada um que contribui para o aparecimento das "gordurinhas" em locais
indesejados. Homens têm maior probabilidade de aumentar a gordura abdominal quando
há sobras calóricas. Outros fatores relacionados são os acompanhamentos que, em
geral, são petiscos calóricos, como pastéis, queijos à milanesa, frango à passarinho,
amendoins, etc. A quantidade excessiva de cerveja também é outra razão, pois na
maioria das vezes o consumo extrapola 1 copo. Sabendo que uma lata de cerveja tem
em média 135 Kcal, mais os petiscos, é só fazer as contas no final do happy hour! E o
pior de tudo, no horário em que devíamos comer menos calorias (noite).

"COMER O DIA TODO ENGORDA?"

MITO - O organismo trabalha por ciclos, portanto o ideal é oferecer quantidades


suficientes de energia ao organismo, de acordo com sua necessidade. O número mínimo
de refeições por dia é 4, sendo, o café da manhã, o almoço, um pequeno lanche à tarde
e o jantar. Se o café da manhã for muito cedo e o almoço tarde, também precisamos
incluir um pequeno lanche entre estas refeições, como uma fruta, por exemplo. O
importante é não ficar longos períodos em jejum, pois o metabolismo, que é a capacidade
de transformar os alimentos em energia, fica mais lento e diminuído, como uma forma de
defesa do organismo, e assim, além de gerar alguns prejuízos ao nosso organismo,
como dor de cabeça, fraqueza e perda de peso às custas de massa muscular, a fome
fica incontrolável na próxima refeição, levando ao aumento do volume, e portanto
possível aumento de peso corporal.

"TOMAR ÁGUA EM JEJUM EMAGRECE"

MITO - A água por si só não pode destruir ou diminuir as células de gordura. Está errado
dizermos que beber água emagrece. A água ajuda na manutenção do equilíbrio orgânico,
sendo fundamental para um bom funcionamento do intestino, para a hidratação das
células e para a ativação de todas as enzimas do organismo. Água é importante ao longo
do dia, e no mínimo devíamos ingerir 1 ml de água por cada caloria consumida no dia.

"COMER CARBOIDRATO À NOITE ENGORDA"

MITO - Na verdade não é o carboidrato que engorda e sim seu acompanhamento. Alguns
destes alimentos apresentam em sua composição uma quantidade grande de gorduras, o
que aumenta seu valor calórico e faz engordar. A dica é consumir carboidratos ricos em
fibra e pobres em gordura, principalmente pelo fato de necessitarmos de uma quantidade
menor de energia a noite. O que vale é diminuir a quantidade de todos os grupos de
alimentos neste período (noturno) e não apenas dos carboidratos, pois comparando com
a proteína, a quantidade de calorias por grama é a mesma. Além de diminuir as
quantidades totais da última refeição do dia, a composição é um fator importante para
manter o peso. Se o prato da noite for basicamente carboidrato, com pouca ou nenhuma
proteína (carnes ou queijos) e ainda sem fibras ( legumes e verduras), a absorção dos
carboidratos fica muito facilitada e o nível do açúcar no sangue aumenta rapidamente.
Enquanto o nível de açúcar está alto, o organismo se utiliza desta fonte de energia e
inibe a utilização de gordura corporal como forma de energia. Durante o sono, o nosso
corpo usa mais gordura corporal do que açúcar dos músculos e do sangue como forma
de energia, e o ideal é permitir que o organismo trabalhe da forma natural. Cuidado com
a composição e com a quantidade do jantar. Equilíbrio é a palavra chave. (consulte
sempre um nutricionista para orientar).
"COMENDO BANANAS NÃO TEREI MAIS CÃIMBRAS"

MITO - Normalmente as pessoas associam as cãimbras à falta de potássio, e como a


banana é uma fruta rica em potássio, acreditam que o consumo da mesma inibe o
aparecimento da cãimbras. Isto realmente acontece mas não é esta a causa principal.
Cãimbras normalmente aparecem com esforço muscular e aumento de ácido láctico
(derivado do glicogênio) nos mesmos, pela incapacidade do organismo remover este
"lixinho" dos carboidratos utilizados nos músculos. As outras prováveis causas são
deficiência de cálcio, comum em gravidez por exemplo, e com isto uma alteração na
contração muscular, com cãimbras, e ainda a desidratação que leva a perdas
importantes de sódio e potássio (comum com uso de diuréticos e grandes perdas de suor
no exercício) e isto também altera a capacidade de contração e descontração muscular,
levando também a cãimbras. Assim, a falta de potássio não é a primeira causa de
cãimbras, mas a banana colabora com uma quantidade de carboidrato (uma banana
média tem mais de 20 gramas de carboidrato), e se for bem digerida (já que o tempo de
digestão é variável e individual) pode colaborar como fonte de energia. Sem dúvida a
banana pode ajudar, mas como a falta de nutrientes não é a única causa para o
aparecimento das cãimbras, não se pode dizer que apenas o consumo de alimentos ricos
em potássio e cálcio seja a solução. Além disso, ainda não se sabe muito bem o
mecanismo de origem das câimbras, portanto, é melhor procurar um especialista da área
no caso de repetições freqüentes de caimbrãs.

"POSSO COMER APENAS UMA BARRA DE CEREAIS PARA ATINGIR MINHA NECESSIDADE
DIÁRIA DE FIBRAS"

MITO - É só observar a quantidade de fibras em gramas por unidade. Em média, uma


barra de cereais tem de 1 a 4g de fibras, sendo que a recomendação diária para um
indivíduo saudável é de 25 a 30g./dia, imagine quantas barras você teria que comer
diariamente para atingir a necessidade de fibras apenas com este alimento?

Portanto, a melhor maneira de atingir a recomendação é incluir mais alimentos crus nas
refeições, como folhas verdes e frutas, ao ingerir frutas evite ao máximo desprezar a
casa ou bagaço, quando possível (ex.: maça com casca/ laranja ingerir com bagaço).

Categoria: Alimentação saudável


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 01h04
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

29/12/2009

Compare o leite-de-soja com o Leite de vaca


Muitas pessoas questionam sobre a substituição do leite de vaca pelo leite de soja.

É importante entender que apesar das duas bebidas serem fontes de proteína, elas
pertencem a grupos alimentares diferentes.

O leite de vaca é de origem animal, na piramide alimentar pertence ao grupo do leite e


derivados. Através da proteína, nos fornece aminoácidos que o nosso corpo não é capaz
de produzir, excelente fonte de cálcio e boa fonte de magnésio, potássio, sódio e
vitaminas A, D e algumas do complexo B.

Devido à lactose (açúcar do leite), esta bebida também é fonte de energia.

A bebida extraída da soja é fonte de proteína de origem vegetal e pertence ao grupo das
leguminosas. Vitaminas, minerais e propriedades antioxidantes (isoflavonas) se
destacam em sua composição.

Estudos indicam que tais substâncias antioxidantes atuam na redução das taxas do
colesterol ruim (LDL) no sangue e, conseqüentemente diminui o risco do
desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de exercerem também atividade
hormonal, equilibrando a quantidade do hormônio estrógeno no organismo feminino
podendo amenizar, dessa forma, os sintomas da menopausa. O leite de soja pode e
deve ser consumido, independente do consumo do leite de vaca.

Existem pessoas que são intolerantes à lactose, então nesse caso é excluído da
alimentação o grupo do leite e derivados, dessa forma torna-se essencial um
acompanhamento com um nutricionista, para que assim possa ser indicado um cardápio
adequado, visando atingir todas as necessidades nutricionais.

Mas se a pessoa simplesmente não gostar do leite, sente desconforto com este alimento
é interessante que haja a ingestão por outro alimento do mesmo grupo alimentar (iogurte,
queijos, etc.).

Vamos as comparações nutricionais:

As quantidades comparadas correspondem a 200 mililitros, ou um copo

Soja: foi utilizado 26g(=3col de sopa) do extrato solúvel de soja em pó para 200 ml de água

1. Calorias *
Embora estejam quase empatados, o leite de vaca é ligeiramente mais calórico do que o extrato
leitoso da leguminosa — popularmente conhecido como leite-de-soja.
Leite-de-soja ............120 calorias
Leite de vaca ............121 calorias

2. Proteína *
Indispensável na construção dos músculos, esse nutriente é encontrado em maior quantidade no
leite-de-soja.
Leite-de-soja ........... 8 g
Leite de vaca ........... 6,2 g
Lembrando que alimentos de origem animal tem melhor absorção da Proteína pelo nosso
organismo.

3. Gordura *
Nós precisamos dela para produzir hormônios.
Os dois tipos de leite apresentam quantidades semelhantes, mas o de vaca ganha a disputa,
com uma quantidade discretamente maior.
Leite de vaca ..................6 g
Leite-de-soja ..................4 g

4. Cálcio
Para fortalecer o esqueleto, aposte no leite de vaca — campeão disparado quando o assunto é o
mineral.
Leite de vaca .................246 mg
Leite-de-soja .................. 93,34 mg

5. Magnésio
Ele é importante para a fixação do cálcio nos ossos.

Sem contar que contribui para o bom funcionamento do coração e do sistema imunológico.
Nesse quesito, é o leite-de-soja que sai na frente.
Leite-de-soja ................... 56,16 mg
Leite de vaca ................... 20 mg

6. Fósforo
O mineral ajuda o corpo a gerar energia e colabora com o sistema nervoso, além de ser parceiro
do cálcio para fortalecer o esqueleto.
Leite de vaca ................ 164 mg
Leite-de-soja .................. 168 mg

7. Potássio
O leite de soja (extrato solúvel em pó) contém mais do nutriente, importantíssimo para as
contrações musculares.
Leite de vaca ................. 266 mg
Leite-de-soja ................. 417 mg

Observem porém que estas bebidas não tem exatamente os mesmos componentes nutricionais,
por isso, não podem ser substitutas. FONTES: TACO: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos
(Campinas, 2004 - versão 2)

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 03h44


[ (1) Apenas 1 comentário ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

Overdose de calorias

“Comer demais afeta padrões cerebrais do hipotálamo, região que, entre outras
funções, controla o equilíbrio de energia no organismo”, avisa o pesquisador
Dongsheng Cai, que acaba de publicar um estudo no periódico
científico americano Journal Cell. Dongsheng e sua equipe
observaram a alteração na massa cinzenta de ratos que foram
alimentados além da conta. Uma das hipóteses dos cientistas
é que essa pane provoca uma resistência à leptina, um
hormônio importante no controle do apetite. Daí o ganho de
peso. “Esperamos que a descoberta leve a novos
medicamentos para corrigir esse mecanismo”, afirma
Dongsheng Cai.
Lembre-se nada é proibido, podemos comer de tudo desde que
sejamos orientados por um Nutricionista para que sejamos
criteriosos com os alimentos e as porções que iremos ingerir.

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 02h09


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

23/12/2009

Feliz Natal !!!!

Agradeço€ todos os visitantes e participantes, que


ajudaram-me a escrever este blog durante todo o ano
de 2009!!

Conto com vocês em 2010, onde será um ano de


inovações e realizações para todos nós!!

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 17h58


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

02/12/2009
Pessoal

Hoje estou mais feliz....e aqui postarei uma homenagem para quem é responsável por
todo meu sucesso!!!! Meu Marido

Que Deus abençoe nossos caminhos para que juntos possamos desfrutar de
todas vitórias!!!

Papai do céu deve estar muito feliz pelo seu desempenho aqui na Terra, vc é um
vitorioso....

AMO VOCÊ!!!!!

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 13h37


[ (1) Apenas 1 comentário ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

24/11/2009

Estudo comprova:
Um terço dos adultos e 70% dos adolescentes consomem açúcar em
excesso

Além de não ter valor nutricional, o açúcar em excesso foi associado ao déficit de
nutrientes.

Mais de um terço dos adultos e idosos e 70% dos adolescentes consomem açúcar além
do limite estabelecido pela OMS e pelo Ministério da Saúde, revela um estudo feito pela
USP (Universidade de São Paulo) com mais de 2.000 moradores da cidade de São
Paulo.

O Brasil é um dos principais produtores mundiais de açúcar proveniente da cana, e não


há estudos populacionais que investiguem o alto consumo entre os brasileiros.

Os resultados são fruto de duas pesquisas feitas a partir de um mesmo banco de dados. Uma delas
focou na análise dos adultos e idosos e a outra, no consumo dos adolescentes. Os trabalhos
investigaram a ingestão do açúcar presente nos alimentos industrializados e do de adição (aquele
que é acrescentado aos preparados).

Entre as pessoas com consumo excessivo, o açúcar representa, em média, 12% das calorias
ingeridas diariamente, contra os 10% recomendados. Em alguns casos, esse valor chegou a 25%.
Embora o valor não seja tão alto, ele causa preocupação.

"O valor de 10% já é o limite. Além disso, o maior consumo de açúcar associou-se à menor ingestão
de alguns nutrientes, como proteína, fibras, zinco, ferro, magnésio, potássio, vitamina B6 e folato",
diz a nutricionista Milena Bueno, uma das autoras da pesquisa.

Doce vício

Os alimentos açucarados além de causar cáries, levam facilmente ao ganho de peso fator
agravado porque normalmente esses produtos contêm gorduras. E a obesidade está relacionada
a várias doenças. Estudos sugerem que os doces despertem uma espécie de vício. Quando
passamos a ingerir doces, nosso organismo fica insaciável e quer mais.

A maior prevalência do consumo exagerado ocorre nos adolescentes. Mas a pesquisa revelou que,
em média, 37% dos adultos e idosos abusam do doce. Entre as mulheres adultas, 40% ultrapassam
os limites, contra 35% dos homens. Nos idosos, as taxas são 30% e 23%, respectivamente.

Os refrigerantes foram os maiores responsáveis pelo excesso de açúcar consumido por


adolescentes e adultos. Nos mais jovens, a bebida responde por 34,2% do açúcar ingerido pelos
meninos e 32% do açúcar ingerido pelas meninas. Já os alimentos achocolatados em pó
representam 11% do consumo.

Entre os idosos, a principal fonte foi o açúcar de adição. "Provavelmente pelo consumo em cafés e
chás", acredita a nutricionista Milena Bueno. Mas itens como bolachas recheadas, bolos prontos,
sucos industrializados e cereais matinais também contribuíram.

Amostra representativa

A pesquisa ouviu 793 adolescentes, 689 adultos e 622 idosos. Os voluntários, todos residentes em
São Paulo, foram selecionados a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios,
do IBGE, e responderam a um questionário detalhado sobre a consumo de alimentos no dia anterior.
"É uma amostra que pode ser considerada representativa do município de São Paulo", diz a
nutricionista Ana Carolina Colucci, também autora do trabalho.

"Podemos extrapolar os dados para regiões com as mesmas características, ou seja, a população
urbana de grandes cidades brasileiras", acrescenta Milena Bueno.

Outras conclusões do estudo revelaram que mulheres consomem mais açúcar do que os homens e
que não há diferenças significativas em razão do nível socioeconômico.

"Não esperávamos encontrar essa alta prevalência de adolescentes com consumo acima do limite
máximo", diz Ana Carolina Colucci.

"Isso é preocupante principalmente se considerarmos que o açúcar de adição não é componente


essencial à dieta, devendo ser inserido de maneira restrita tanto em relação à frequência quanto à
quantidade em uma alimentação saudável", lembra ela.

Para diminuir a dose diária de açúcar, é possível mudar alguns hábitos, como evitar acrescentar o
alimento a sucos e vitaminas e diminuir as colheradas em bebidas como café e chás. "Também vale
substituir o açúcar branco pelo demerara ou pelo mascavo, que têm a mesma quantidade de
calorias, mas menos aditivos químicos", recomenda a nutricionista Luciana Bruno.
Vale lembrar: uma colher de sopa de açucar refinado€tem 100 calorias
Fonte: folha on-line matéria de GABRIELA CUPANI
€da Folha de S.Paulo

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 13h38


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]
Reduzir bebida emagrece mais do que cortar comida, diz pesquisa

As calorias ingeridas por meio de bebidas influenciam mais na perda de peso do que
aquelas consumidas por alimentos sólidos. A constatação vem de um estudo da Johns
Hopkins School of Medicine, que avaliou 810 adultos com idades entre 25 e 79 anos.

Os pesquisadores acompanharam os voluntários por 18 meses e monitoraram a redução


de consumo de líquidos e alimentos sólidos. Nos primeiros seis meses, observaram que
a redução de somente uma porção de bebidas açucaradas (como refrigerantes e sucos
industrializados) foi responsável, isoladamente, pela perda de meio quilo no período.

Já a diminuição de peso foi cinco vezes menor quando houve restrição da mesma
quantidade de calorias ingeridas por alimentos sólidos. "A hipótese é que regulamos
melhor a ingestão de calorias sólidas do que de líquidas. Isso significa que é mais fácil
exagerar quando bebemos do que quando comemos", disse à Folha Benjamin Caballero,
professor da Johns Hopkins e líder do estudo.

Para especialistas brasileiros, as calorias ingeridas por bebidas geralmente não são
contabilizadas e levam ao exagero de consumo. "Essas calorias são importantes,
principalmente se falarmos dos refrigerantes, que têm excesso de açúcar. O consumo
dessas bebidas tem crescido em países em desenvolvimento e está nitidamente
relacionado à obesidade", diz o endocrinologista Walmir Coutinho, da Sociedade
Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

O primeiro mecanismo de regulação da saciedade começa na mastigação e é uma das


hipóteses para o explicar por que é mais difícil regular a ingestão de bebidas do que de
alimentos sólidos. Ao mastigar e deglutir um alimento, são estimuladas regiões no
cérebro responsáveis por regular a satisfação. Outra hipótese está no açúcar presente
em boa parte dos líquidos ingeridos. Essa substância é um carboidrato simples de rápida
absorção e estimula a produção de insulina, um hormônio que favorece o estoque da
energia ingerida em forma de gordura. "A ingestão do mesmo valor calórico em proteínas
não engordaria tanto", diz Coutinho.

Editoria de Arte/Folha Imagem


Erros

Entre os principais erros apontados pelos especialistas, está a ideia de que suco de
frutas tem poucas calorias. "Quando a pessoa precisa perder peso, a opção é sempre
ingerir bebidas não calóricas ou usar sucos com muito poucas calorias, como de acerola,
limão e maracujá", diz o endocrinologista Márcio Mancini, presidente da Abeso
(Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Nota da Nutricionista: Para um copo de suco de frutas necessita de mais de uma porção
de frutas.

Outro problema, aponta Mancini, está no uso de isotônicos quando a prática de


exercícios não é intensa. Um frasco desse tipo de bebida contém cerca de cem calorias,
quase o mesma quantidade presente em um copo de refrigerante. Segundo o
especialista, a única bebida com calorias essencial ao organismo é o leite de vaca, por
ser fonte de cálcio.

Álcool

Bebidas alcoólicas têm um processo de absorção diferenciado e, no estudo da Johns


Hopkins, não exerceram influência na perda de peso de maneira significativa. Isso
porque o organismo não tem capacidade de transformar o álcool presente na bebida em
gordura. No entanto, bebidas fermentadas e coquetéis oferecem calorias por meio de
outras substâncias presentes no líquido.

"No caso do vinho ou cerveja, por exemplo, metade das calorias são normalmente
absorvidas pelo organismo", lembra Mancini. Os coquetéis oferecem calorias por meio do
açúcar e de outros ingredientes utilizados na preparação.
Fonte: folha on-line

http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u546541.shtml

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 01h50


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

26/10/2009

Caminhada...tudo de bom!!!
Caminhada reduz hipertensão em idosos!!!!
"Alimentação saudável aliada com Atividade Física, formam uma dupla campeã para uma vida
saudável", isto todos nós ouvimos o dia inteiro, não é novidade para nínguem, mas sempre há
dúvidas em relação ao que ouvimos, até que ponto realmente isso é verdade, é o que mais ouço de
meus pacientes.

Sempre estamos procurando milagres que sejam eficazes para manutenção de nossa saúde, sem
ter que suar a camisa, isso é natural do ser humano, a lei do mínimo esforço, acredito que é mais
prazeroso estar em um lugar arejado e com uma vista linda em dias quentes saboreando um
sorvete...que delicia.... do que estar a suar a camiseta caminhando num parque....mas para estar na
praia ou na piscina no próximo final de semana, queremos estar em forma, assim nos sentiremos
mais feliz... não é?

Para acalmar e orientar minhas pacientes sempre estou em busca de novas técnicas para sanar
qualquer dúvida que venham a ter, ai me deparei com este estudo "recente" em que o resultado
mostrou ser eficaz a favor da caminhada.....

Este estudo foi feito com pessoas de 60 a 75 anos e mostrou resultados positivos, imaginem o que
uma simples caminhada pode fazer por você!!!

Um estudo de mestrado feito na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São


Paulo (USP), comprovou que a caminhada reduz a pressão arterial em idosos na primeira hora e nas
24 horas subsequentes.

– Uma única sessão de caminhada é eficaz na redução da pressão arterial – afirma a fisioterapeuta
e autora da pesquisa, Leandra Lima, acrescentando que essa atividade física pode levar o
"hipertenso leve" a diminuir de forma gradativa ou até a não usar medicamentos.

A pesquisa foi feita entre 2007 e 2009 com 23 idosos, entre 60 e 75 anos, faixa etária em que a
hipertensão é mais agressiva. Dos pesquisados, 12 tinham pressão normal e 11 eram hipertensos.
Cada um fez uma sessão de 40 minutos de caminhada em pista (com 5 minutos de aquecimento e
outros 5 de desaquecimento), com medições de pressão arterial antes e depois da atividade.

Uma semana após a caminhada, Leandra monitorou as pressões desses idosos durante 40 minutos
em repouso. Segundo a fisioterapeuta, a pressão arterial sistólica (quando o coração se contrai e
bombeia o sangue no corpo) caiu, em média, 14 milímetros de mercúrio (mmHg) na primeira hora
após a caminhada e 3 mmHg em 24 horas. E a pressão diastólica (quando o coração relaxa)
diminuiu, em média, 4 mmHg na primeira hora e 2 mmHg em 24 horas.

Um exemplo médio: se a pessoa tinha pressão alta de 140x90 mmHg, reduziu para
126x86 mmHg na primeira hora e 137x88 mmHg em 24 horas.
Fonte: As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Esta notícia confirma o que há muito já se comentava e os médicos


incansavelmente prescreviam para seus pacientes, desde 1982
onde foi publicado pelo Journal of the American Medical
Association, estudo comprovando que homens em boa forma
possuem 50% menos chances de sofrer ataque cardíaco do que os
sedentários.
Por isso a importância de procurar profissionais (especializados)
para iniciar suas atividades, por exemplo se você não pratica
nenhuma atividade física há muito tempo tem que procurar seu
médico(1) para fazer uma avaliação.
O Nutricionista(2) também deve ser consultado para saber se sua
alimentação esta de acordo com sua rotina, ele fará uma avaliação
nutricional de acordo com suas necessidades, por isso este
profissional deverá saber da sua real condição alimentar para que
médico e paciente tenham sucesso nesta nova etapa de sua vida.
Professor de Edução Física(3), é importante pois ele é que irá
orientá-lo quais seriam os exercícios ideais para sua idade,peso, e
condicionamento físico.
Mas muita atenção consulte sempre o médico(1) cardiologista para saber
exatamente como esta seu condicionamento físico, somente ele poderá avaliar sua
situação e depois procure o profissional de Educação Física para que ele possa te
orientar na melhor conduta para praticar atividade física.

Nutricionista(2):Único profissional que pode prescrever dietas,


bem como prestar consultoria e assessoria em nutrição.(incisos VI
e VIII do Art. 3º da LEI Nº 8.234, DE 17 DE SETEMBRO DE 1.991 - DOU 18/09/1991.

Professor de Educação Física (3): profissional habilitado para €orientações ao


€estilo de vida ativo, com a utilização da prática de exercícios físicos como forma de
saúde, lazer e bem-estar.

Cuidados que valem uma vida!!!!

Vamos nos mexer........ o verão esta chegando!!!!!!!

Categoria: Dicas Saudáveis


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 13h17
[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]
05/10/2009

Adoçantes ou açucares?

Em 28/04/2009 postei neste Blog, uma matéria sobre adoçantes, e percebi que as
pessoas ainda tem muitas dúvidas a respeito, para tentar sanar algumas dúvidas volto
com o assunto pautado em outras pesquisas:

Enfatizando que todos os açúcares elevam a glicose no organismo. Do ponto de vista


químico são todos iguais, são principalmente frutose, glicose, sacarose e maltose. O
mel contém minerais, vitaminas e enzimas, a amilase, além de água, mas no nosso
corpo tem o mesmo efeito final, fonte de energia. As frutas são aproveitadas do
mesmo modo. A rapadura, o açúcar mascavo e o melado de cana, também contém
minerais e vitaminas da cana de açúcar. O acúcar refinado (= sacarose), é o açúcar
da cana de açúcar que passa por um processo para ficar bem fino e branquinho, no
qual são adicionados substâncias que não tem valor nutricional, como o cal. Eu não
costumo adicionar açúcar no suco de frutas, nem no chá, somente em preparações
como sobremesas, as quais não são constantes em casa, mas de vez em
quando e porções pequenas não fazem tanto mal. O melhor é utilizar pouco açúcar,
porque além de engordar pode viciar. Os adoçantes, eu trato como medicamento ,
toda cautela é pouco.

Veja esta pesquisa que foi divulgada pela revista científica Behavioral
Neuroscience:
Pesquisadores norte-americanos concluíram recentemente que o consumo de adoçante no
lugar do açúcar para redução da ingestão de calorias pode ser uma grande armadilha.

Segundo estudo realizado na Universidade de Purdue, em Indiana, a sacarina prepara o corpo


para ingestão de grande quantidade de calorias estimulando o sistema digestivo. Mas se as
calorias não vêm, o organismo fica desregulado e passa a exigir mais comida ou passa a
queimar menos calorias, provocando aumento de peso maior do que o verificado na ingestão de
açúcar.

O estudo está gerando polêmica desde que foi publicado, na revista científica
Behavioral Neuroscience,(ano:2006). O principal argumento para não criar um
alarde entre a população é o fato de ter sido feito exclusivamente com ratos, e
não com seres humanos.

Segundo o dr. Marcio Mancini, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da
Síndrome Metabólica (ABESO) e chefe da Liga de Obesidade Infantil do Hospital das Clínicas da FMUSP,
isso não significa que as pessoas devam interromper o uso de adoçantes.

“Os seres humanos têm outros estímulos sensoriais, emocionais e cognitivos que regulam o impulso em
relação aos alimentos. Isso significa que, além da regulação imposta pelos nutrientes ingeridos, comemos
por influência dos sentidos, das emoções, e escolhemos com inteligência, o que não acontece com os
ratos. É por isso que os estudos não podem ser interpretados de forma simplista demais”.

De acordo com o especialista, o fato de os ratos terem consumido mais ração, e ganho mais peso quando
comeram o iogurte com adoçante, se comparados aos que comeram o iogurte com açúcar, não deve ser
motivo para substituir o adoçante pelo açúcar.

“Será um erro. O brasileiro, em média, já consome mais do que o dobro das calorias recomendadas pela
OMS (Organização Mundial da Saúde) sob a forma de açúcar. Enquanto o máximo seria de 10%,
consumimos em média 19%”.
Para a Fundação Britânica de Nutrição, o tema requer mais pesquisas, pois o resultado deste estudo ainda
não prova que os adoçantes são prejudiciais às dietas dos humanos.

O estudo

Cientistas acompanharam a alimentação de 17 ratos divididos em dois grupos. O primeiro


recebeu iogurte adoçado com sacarina, enquanto o segundo tinha o alimento acrescido de
açúcar. Depois do iogurte, os animais receberam suas dietas normais.

Decorridas cinco semanas, o grupo que recebia iogurte com açúcar teve aumento de peso de
72g, ou mais de 20%. No outro, alimentado com sacarina, os ratos ganharam 88g, consumiram
mais calorias e tiveram aumento de 5% na taxa de gordura do corpo.

Para Susan Swithers, uma das autoras da pesquisa, a experiência indica que outros adoçantes
artificiais, como o aspartame ou o acessulfame K, podem ter o mesmo efeito da sacarina.

Referência(s)
Time. Can Sugar Substitutes Make You Fat? Disponível em
http://www.time.com/time/health/article/0,8599,1711763,00.html?xid=feed-cnn-topics. Acessado em
12/09/2009.

Swithers SE, Davidson TL. A Role for Sweet Taste: Calorie Predictive Relations in Energy Regulation by Rats.
Purdue University, Behavioral Neuroscience. 2008;122(1):161–173. Disponível em
http://www.apa.org/journals/releases/bne-feb08-swithers.pdf. Acessado em 16/09/2009.

Fonte:

http://www.nutritotal.com.br/noticias/?acao=bu&id=324

Mandem suas perguntas, e assim que possível responderei a todas dúvidas pertinentes ao
assunto.

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 21h00


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

25/09/2009

A Concha e a Pérola
Para gerar outra vida, a concha recebe a areia, que incomoda,fere, e magoa, mas que,
por defesa e ânsia de criação, a ostra envolve com camadas e camadas de *Nácar
puro...
(Como proteção, envolve o mínimo grão com sua melhor produção) E este, ínfimo grão
mutante,de mais um entre milhares torna-se único.
Aquele que, burilado pelo tempo e pelo esforço,pelo doar-se constante de sua agora
origem, torna-se pérola...
Que se mostra, vive, e brilha, apenas e tão somente quando a concha se abre...
Ouse, nesta vida, ser concha!
Permita-se, nesta vida, ser pérola!
Quando alguém te magoar ou te ferir, revista-se da mais preciosa jóia de Deus: cubra-se
de amor e ternura.
Se seguirmos o exemplo da concha,o ódio não terá como se desenvolver, o amor se
estenderá e será o revestimento mais belo e precioso que será dado em troca de toda
areia da vida que venha nos ferir.
(*)nácar: Mistura orgânica que é secretada por células ectodérmicas do manto de certas espécies de moluscos. E que
faz parte da composição das conchas.( Novo dicionário básico da língua portuguesa - Folha/Auréliopag 449).

beijos e feliz final de semana a todos

Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 13h34


[ (0) Comente ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

08/09/2009

Alimento Funcional x Não Funcional

ALIMENTO FUNCIONAL X NÃO FUNCIONAL


EX: ARROZ INTEGRAL X ARROZ BRANCO (refinado)
Se alguém tentar convencer você a trocar os grãos branquinhos e macios por aqueles mais escuros,
aparentemente não muito simpáticos, diga sim. O aspecto pode não ser dos mais inspiradores, mas
o arroz integral é campeão em matéria de vantagens nutricionais comparado ao branco.

O ARROZ INTEGRAL é envolto por uma película que é justamente o que o mantém integral. Esta
película segura o germe do grão que juntos formam uma dupla designada FARELO. Os farelos são
ricos em vários compostos ativos, entre eles as fibras (que estimulam o funcionamento intestinal), os
fitatos (que protegem o organismo do depósito de chumbo (trabalho do Dr. Jaime-Amaya - Unicamp),
os ácidos graxos insaturados, as proteínas e vitaminas B1 principalmente. Podemos então
considerá-lo um alimento funcional.
O ARROZ BRANCO, por sua vez, não contém esta película porque ela foi retirada no processo da
refinação. Portanto, este arroz não contém farelo, não podendo ser indicado como alimento
funcional.

Diferenças entre eles:


Branco
* O tempo de cozimento é por volta de 15 a 20 minutos;
* Tem menor teor de gordura;
* O processo de polimento destrói 1/3 do ferro e 80% do cálcio, além de eliminar as fibras do arroz
branco.
Integral
* Demora cerca de 45 minutos para cozinhar (quanto mais tempo você deixar de molho, melhor);
* Tem maior teor de fibras, que ajudam a queimar calorias e a prevenir câncer;
* É rico em vitaminas do complexo B, tem maior teor de minerais como o zinco, que estimula o
sistema imunólogico, cálcio e ferro, que favorece o trabalho dos músculos.
* Reduz o risco de disfunções intestinais;
* Auxilia no metabolismo de glicose nos diabéticos;
* Protege o sistema nervoso;
* Isento de glúten, pode ser consumido pelos celíacos;
* Possui aproximadamente 1,5g de fibras em 50g, frente a 0,03 do arroz branco convencional;
* Por essas características citadas, ele é considerado um alimento funcional (alimentos que contêm
substâncias ou nutrientes que forneça beneficios à saúde, seja como prevenção ou tratamento de
doenças).

Sobre os tipos de Arroz: (Curiosidade)

€Parboilizado : concentra€ vitaminas do complexo B, importantes para manter a saúde dos nervos, pele,
olhos , cabelos, fígado, assim como a tonicidade muscular do aparelho gastroentestinal. Essa riqueza se
preserva apesar do processamento de parboilização que consiste num processo hidrotérmico no qual o arroz em
casca é imerso em água potável a uma temperatura acima de 58º C, seguidos de gelatinização parcial ou total do amido e secagem.
Durante este processo de parboilização, o arroz sofre um pré - cozimento, no qual os nutrientes da casca são passados integralmente para o
grão. O arroz parboilizado é naturalmente mais nutritivo, pois nenhum composto químico é adicionado ao processo. Seu sabor característico e
seu tom amarelado, são decorrentes da mudança da estrutura do amido e fixação dos nutrientes, o que indica que o arroz parboilizado tem
preservadas suas propriedades nutritivas naturais.

NEGRO Ainda não é muito popular por aqui, embora seja conhecido na China há milhares de anos. Era
chamado de arroz proibido por ser um alimento exclusivo do imperador. Contém pitadas de ferro e,
portanto, pode ser útil para afastar a anemia.

ARBÓREO O mais usado para fazer risoto, ele concentra bastante amido, o que confere aquela
consistência cremosa. Também tem uma incrível capacidade de absorver condimentos.

INTEGRAL (falado anteriormente) Este tipo mantém a camada externa do grão, o farelo. Além de
conservar vitaminas do complexo B, contém fibras benéficas ao intestino. Para quem estranha o
sabor,tente esta dica: refogue com um pedacinho de canela e um dente de cravo, além de bastante
cebola.

POLIDO (já mencionado neste texto) O arroz do dia-a-dia não é dos mais nutritivos, mas ainda assim é
fonte de carboidratos e proteínas. Seu empobrecimento se deve à retirada da casca no beneficiamento,
embora já existam nos supermercados versões enriquecidas com minerais como zinco e ferro.

Referências Bibliográficas:
CASTRO, E. da H. de; VIEIRA, N.R. de A.; RABELO, R.R.; SILVA, S.A. da. Qualidade de grãos em arroz. Santo Antônio de Goiás:
Embrapa Arroz e Feijão, 1999. 30p.
PITOMBEIRA, J.B. Cultura do arroz. (Notas de aula) Fortaleza, 2000. 65p.
€

Categoria: Alimentos Funcionais


Escrito por Claudete Nyarady Nutricionista às 20h35
[ (1) Apenas 1 comentário ] [ envie esta mensagem ] [ link ]

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]