You are on page 1of 28

Aula 12 – Ciclo Otto e Ciclo

Diesel

Ciclo de Potência dos Motores
Alternativos
Deslocamento de todos cilindros:

V desl =N ciclo ( V max−V min ) =N ciclo A ciclo S
Taxa de compressão:

r v=

V max
V min

Ciclo de Potência dos Motores Alternativos Injeção de combustível Ou vela de ignição admissão Exaustão Trabalho líquido específico: w liq =∮ P dv=P mef ( v max−v min ) .

Ciclo de Potência dos Motores Alternativos Ciclo Mecânico X Ciclo Termodinâmico .

Ciclo Otto Mistura ar/combustível é ignitada por centelha  Aplicações até 250kW .automóveis  Problema comum: Detonação – limita a razão de compressão possível  .

Ciclo Otto  Ciclo Termodinâmico (internamente reversível) .

Ciclo Otto Rendimento térmico: η térmico = Q H −Q L QH ( u3 −u2 ) −( u 4 −u 1 ) = ( u3 −u2 ) T1 ( u4 −u1 ) η térmico =1− =1− T2 ( u3 −u 2 ) η térmico=1− 1 r k−1 v Cv Cv T4 ( ) ( ) T1 T3 T2 −1 −1 T2 T1 V2 k −1 ( ) ( ) = V1 T4 V3 = T3 V 4 =r kv −1 k−1 = então : T3 T 2 = T 4 T1 T3 T4 = T2 T1 1 r kv−1 .

Ciclo Otto Rendimento térmico x Taxa de compressão .

Ciclo Otto .

Ciclo Diesel Ar é comprimido até pressão alta o suficiente para auto-ignitar o combustível  Combustível é injetado no final do processo de compressão do ar.  Normalmente tem rendimento térmico melhor que o Otto e por isso usado para aplicações pesadas.  .

Ciclo Diesel  Ignição por Compressão – fornecimento de calor (injeção de combustível): 2-3 .

Ciclo Diesel Pela equação da energia temos: q H =u3 −u2 + 2 w 3 =u3 −u2 +P 2 ( v 3 −v 2 ) =h 3 −h 2 O rendimento do ciclo Diesel é dado por: η térmico =1− T1 ( ( T4 T1 kT 2 T 3 T2 −1 −1 ) ) .

Ciclo Diesel  Processo 2−3: u3 −u2 =2 q 3 −2 w 3 O rendimento é dado por: η térmico = W liq / m 2 Q3 / m =1− 4 Q 1/ m 2 Q3 / m =1− ( u4 −u1 ) 2 w 3 =p ( v 2 −v 3 ) ( h3 −h 2 ) Usando a taxa de compressão e T1 . a relação isentrópica no processo 3-4 pode ser expressada desta forma: V4 V3 = V4 V2 V3 V2 = V4 V2 V2 V3 sabendoqueV 1 =V 4 V1 V 2 V2 V 3 = r rc . Desde que: V 4 =V 1 . temos: V2 1 vr 2= vr 1= v r 1 V1 r V3 r = Onde: c V 2 T 3= V3 V2 T 2 =r c T 2 É chamado de razão de corte.

Ciclo Diesel Usando a relação anterior: v r 4= V4 V3 v r 3= u 1− u2 =C v ( T 4 −T 1 ) e h3 − h2 =C p ( T 3 −T 2 ) r v rc r3 Sabendo que: T2 T1 V1 ( ) = k −1 V2 =r k−1 T4 V = 3 T3 V4 k−1 r = c r ( ) ( ) e substituindo na equação do rendimento: η térmico =1− Cv T 1 ( ( T4 T1 C pT2 T3 T2 −1 −1 ) ) [ r kc −1 1 =1− k −1 k ( r c−1 ) r ] k−1 .

Ciclo Diesel .

Ciclo Otto x Ciclo Diesel .

determine:  1. A pressão média efetiva.Exercício – Ciclo Otto  Exemplo 10. No início do curso de compressão. Sabendo que a transferência de calor ao ar. a pressão é igual a 0. A pressão e a temperatura no estado final de cada processo do ciclo. O rendimento térmico  3. .1MPa e a temperatura é 15°C. por ciclo é igual 1800kJ/kg de ar.7  A relação de compressão num ciclo padrão a ar Otto é 10.  2.

1 MPa Modelo: gás ideal com calor especifico constante e avaliado a 300K  Análise: Equação da entropia para o processo de compressão 1-2  s 2 =s 1 Assim: T2 T1 V1 ( ) = V2 k −1 E P2 P1 = V1 k ( ) V2 .2 K P1 =0.Exercício – Ciclo Otto  Estado 1 T 1=288.

Exercício – Ciclo Otto  Primeira Lei da termodinâmica q H = 2 q3 =u 3 −u 2 =c v ( T 3 −T 2 ) Segunda Lei da termodinâmica para o processo de expansão 3-4 s 4 =s 3  Assim: T3 T4 = V4 ( ) V3 k−1 E P3 P4 V4 k ( ) = V3 .

287×288.827 =0.Exercício – Ciclo Otto  Também 1 η térmico =1− k −1 rv E Solução: 0.4 P2 =P1 r v =0.0827 m 3 / kg 10 Pmef = w liq v 1−v 2 .4 T 2 =T 1 r v =288.1×10 =2512 MPa V 2= 0.827 m ³ /kg 100  k −1 0.2×10 =723 K k 1.2 v 1= =0.

222 MPa =10 0.4 =2.12 PortantoP 4 =0.Exercício – Ciclo Otto 2 q 3 =c v ( T 3 −T 2 ) =1800 kJ / kg 1800 T 3 −T 2= =2510 K 0.717 T 3 =T 2 + 2 q3 /C v Portanto: T 3 =3234 K T3 P3 3234 = = =4.9 T3 T4 P3 P4 = V4 k−1 ( ) ( ) = V3 V4 V3 Portanto: P3 =11.5 K k =10 1.467 T 2 P2 723.4467 MPa .51 PortantoT 4 =1287.4 =25.

2−1287.4 =0.Exercício – Ciclo Otto 1 1 η térmico =1− k −1 =1− 0.602=60.602=60.5 kJ / kg w liq 1083.2 η térmico =1− 1800 w liq =1800−716.2 rv 10 Verificando o valor: 4 q1 =c v ( T 1 −T 4 ) =0.5 kJ / kg 716.5 Pmef = = =1456 kPa v 1−v 2 ( 0.827−0.5 ) =−716.0827 ) .5 =0.5=1083.717 ( 288.

determine:   1. O rendimento térmico  3.  2. A pressão e a temperatura em cada ponto do ciclo. A pressão média efetiva .8  Um ciclo padrão a ar Diesel apresenta relação de compressão igual a 20 e o calor transferido ao fluido de trabalho. é 1800kJ/kg. a pressão é igual a 0.1MPa e a temperatura é 15 °C. por ciclo. Sabendo que no início do processo de compressão.Exercício – Ciclo Diesel Exemplo 12.

1 MPa Modelo: gás ideal com calor especifico constante e avaliado a 300K  Análise: Equação da entropia para o processo de compressão 1-2  s 2 =s 1 Assim: T2 T1 V1 ( ) = V2 k −1 E P2 P1 = V1 k ( ) V2 .Exercício – Ciclo Diesel  Estado 1 T 1=288.2 K P1 =0.

Exercício – Ciclo Diesel  Primeira Lei da termodinâmica para o processo 2-3 q H = 2 q3 =c p ( T 3 −T 2 ) Segunda Lei da termodinâmica para o processo de expansão 3-4 s 4 =s 3  Assim: T3 T4 = V4 ( ) V3 k−1 .

04135 m ³ /kg 20 20  T2 T1 V1 ( ) = V2 k −1 =20 0.2 K .827 v 2= = =0.827 m ³ /kg 100 v 1 0.3145 → T 2 =955.4 =3.2 v 1= =0.287×288.Exercício – Ciclo Diesel  Também η térmico = w liq E qH Pmef = w liq v 1−v 2 Solução: 0.

1719 Portanto : T 4 =1265 K .2 T3 0.Exercício – Ciclo Diesel P2 P1 = V1 k ( ) V2 =20 1.629 MPa q H = 2 q3 =c p ( T 3 −T 2 ) =1800 kJ / kg 1800 T 3 −T 2= =1793 K Portanto : T 3=2748 K 1.11896 m 3 / kg V 2 T 2 955.004 V3 T3 2748 = = =2.11896 ( 0.827 = T4 0.29 →P 2 =6.4 =66.8769 Portanto : v 3 =0.4 ) =2.

Exercício – Ciclo Diesel q L =1 q 4 =c v ( T 1 −T 4 ) =0.1 1800 = 1099.6 =1400 kPa ( 0.827−0.2−1265 )=−700.717 ( 288.6 kJ / kg η térmico = Pmef = w liq qH w liq v 1−v 2 1099.6 = =61.4 kJ / kg w liq =1800−700.04135 ) .4=1099.