Sie sind auf Seite 1von 11

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Certos tipos de peças, devido à sua forma, não podem ser medidos diretamente.Essas medições exigem auxílio de peças comple- mentares e controle trigonométrico, e é o assunto de nossa aula.

Por causa de sua forma, não é possível medir diretamente certos tipos de peças. Estamos nos referindo às peças prismáticas ou às chamadas peças de revolução, como, por exemplo, superfícies de prismas, com rasgo em V, calibradores cônicos, parafusos etc.

com rasgo em V, calibradores cônicos, parafusos etc. Existe, entretanto, um modo simples e confiável de
com rasgo em V, calibradores cônicos, parafusos etc. Existe, entretanto, um modo simples e confiável de
com rasgo em V, calibradores cônicos, parafusos etc. Existe, entretanto, um modo simples e confiável de

Existe, entretanto, um modo simples e confiável de medir essas peças. Trata- se de um processo muito empregado na verificação da qualidade. Nesse processo de medição é que usamos as peças complementares, como cilindros, esferas, meias esferas. Esses instrumentos devem ser de aço temperado e retificado, duráveis e com suas dimensões conhecidas.

meia esfera
meia esfera

As peças complementares são usadas na medição indireta de ângulos, especialmente quando se trata de medições internas e externas de superfícies cônicas. Desse modo, podemos calcular valores angulares de determinadas peças.

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações
Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações
Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações
Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações
Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações

A medição com peças complementares tem como base de cálculo duas relações trigonométricas elementares. Num triângulo retângulo em que é um dos ângulos agudos, teremos:

cateto oposto a a sen =sen = hipotenusa c cateto oposto a tg =tg =
cateto oposto a
a
sen =sen
=
hipotenusa
c
cateto oposto a
tg =tg
= a
cateto adjacente a
b

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Considerando o triângulo retângulo dado, podemos usar, também, as seguintes fórmulas:

ladosladosladosladoslados

sendosendosendosendosendo ososososos ângulosângulosângulosângulosângulos

c

=

a 2 + b 2
a
2
+ b
2

+ = 90º

a =

c 2 − b 2
c
2
− b
2

= 90

b

=

c 2 − a 2
c
2
− a
2

= 90

Exemplo:

Observe o triângulo abaixo e calcule c, sen e tg :

Dados:

a = 20 mm

b = 40 mm

Solução: c C = a 2 + b 2 c C = 20 2 +
Solução:
c C
=
a
2
+ b
2
c C
=
20
2
+ 40
2
c C
=
400 + 1600
c C
=
2000
C c
44,7

sen α = a

c

20

sen α =

44 ,7

sen 0,4472

tg α = a c tg α = 20 40
tg α = a
c
tg α = 20
40

tg 0,5000

sen 0,4472 tg α = a c tg α = 20 40 tg 0,5000 P/ as

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

O processo de medição com peças complementares (cilindros calibrados)

também é aplicado para medir encaixes rabos-de-andorinha. Para isso são

empregadas as seguintes fórmulas:

  D x =+  + D   α   tg 
D
x
=+
+ D
α
tg
2
(
L
) tg
α 
h
= 
 
2 
2 h
=
L
− 
 tg α 
2 h
tg α =
L −
y
y

YL

=−

  D  D +   α   tg  2
D
D
+
α
tg
2

D

0,9 · h

D

= cilindros calibrados para medição

 2 D 0,9 · h D = cilindros calibrados para medição 1 . 1 .
 2 D 0,9 · h D = cilindros calibrados para medição 1 . 1 .

1.1.1.1.1. Calcular xxxxx num encaixe macho rabo-de-andorinha, sendo:

L = 60,418

h = 10

= 60º

D 0,9 · h

A partir da fórmula:   D x =+  + D   α
A partir da fórmula:
D
x =+
+ D
α
tg
2
 D x =+  + D   α   tg  2 teremos:
teremos: 2 h 2 ⋅ 10 20 =− L = 60,418 − = 60,418 −=
teremos:
2 h
2
⋅ 10
20
=−
L
=
60,418
=
60,418
−=
tg
α
tg 60
1,732

= 48,871mm

60,418 11,547 = 48,871

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Assim:

 D x =+   + D  α    tg 2
D
x =+
+ D
α
 tg
2 
9
x = 48,871 +
 
60
tg
2

eD

0,9 · h

D 0,9 · 10 D 9,0mm

°


9 = 48,871 +

 9  °  tg 30
9
°
 tg 30

9 =

= 48,871 +

= 48,871 + 15,588 + 9 = 73,459  9  °  tg 30  9  =  = 48,871 +

x = 73,459 mm

2.2.2.2.2. Calcular yyyyy num encaixe fêmea rabo-de-andorinha, sendo:

= 35,000

h = 11,000

= 60º

Considerando a fórmula principal:

yL

=−

  D  D +   α   tg  2
D
D
+
α
tg
2
  D  D +   α   tg  2 obteremos inicialmente

obteremos inicialmente o valor de L usando a fórmula:

2 h   2 ⋅ 11  L = +    =
2 h
2
11
L =
+  
 =
35 ,000
+ 
 =
 tg
α
tg
60 
22
=
35 ,000
+
=+
35
12 ,702

1 ,732

L = 47,702 mm

Assim:

yL

=−

,000 + =+ 35 12 ,702 1 ,732 L = 47,702 mm Assim: yL =− D

D 9,9 mm

eD

0,9 · h 0,9 · 11

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

  9 , 9  9 9 ,  y = 47,702 −+ 
9
,
9
9 9
,
y =
47,702
−+
9 9
,
47,702
−+
9 9
,
 ⇒
 =
60
tg
tg 30 
2
9
,
9
47,702
−+ 9 9
,
 =
47,702
−+
(
9 9
,
17,147)
0,5773 
47,702 27,047 = 20,655

Y = 20,655 mm

3.3.3.3.3. Calcular xxxxx num encaixe macho rabo-de-andorinha, sendo:

L = 80,000 h = 20 = 60º Portanto:  2 h  2 ⋅
L
= 80,000
h
= 20
= 60º
Portanto:
2 h
2
20 
=
L
− 
 =
80
− 
 =
tg α
1,732 
40
80 −
=−
80
23
,094
=
56,906

1 ,732

= 56,906 Assim, teremos:   D x =+  + D  eD 0,9
= 56,906
Assim, teremos:
D
x
=+
+ D
eD
0,9 · h
α
tg
D 0,9 · 20
2
D
= 18 mm
18
x
=
56,906
++ 18
60
tg
2
18
x =+ 
56,906
+
18 
 tg 30
18
x
=+ 56,906
+ 18
=+ 56,906
 0,5773
x
= 56,906 + 49,177 = 106,083
x
= 106,083 mm
0,5773  x = 56,906 + 49,177 = 106,083 x = 106,083 mm ( 31,177 +

(

31,177

+

)

18

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

r h r xAr = ++ − ou x = B + + r α
r h
r
xAr
=
++
ou
x
=
B
+
+ r
α
α
tg
tg α
tg
2
2
h
r
r
x
= A
− r
ou
x
=−
B
− r
α
α
tg α
tg
tg
2
2

− r ou x =− B − r α α tg α tg tg 2 2

A = x (z + r)

B = A + y

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: ☞ http://fuvestibular.com.br/ A = x 2 (z + r) B = A + 2y A

A = x 2 (z + r)

B = A + 2y

http://fuvestibular.com.br/ A = x 2 (z + r) B = A + 2y A = x

A = x + (z + r)

B = A y

A = x 2 (z + r) B = A + 2y A = x +

A = x + 2(z + r)

B = A 2y

ObservaçãoObservaçãoObservaçãoObservaçãoObservação Os eixos-padrão devem ser escolhidos de modo que os contatos com as faces da peça que será medida situem-se, de preferência, a meia altura dos flancos.

situem-se, de preferência, a meia altura dos flancos. P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse:

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

É necessário verificar previamente se os ângulos considerados como refe-

rência para a medição correspondem às especificações no desenho. Com alguns exemplos veremos como se faz a medição de uma ranhura e um encaixe rabo-de-andorinha.

1.1.1.Medição1.1.

de ranhura interna, utilizando eixos-padrão, calculando o valor de xxx:xx

Dados:

A = 80

= 60º

r = 10

Fórmula:

A = x + (z + r)

sendo:

x = A (z + r)

r z Z = α tg 2 10 10 teremos: Z z = == 17,33
r
z
Z
=
α
tg
2
10
10
teremos:
Z z =
== 17,33
tg 30
0,577
portanto:
x
= A (z + r)
x
= 80 (17,33 + 10)
x
= 80 27,33
xxxxx
===== 52,6752,6752,6752,6752,67 mmmmmmmmmm
80 27,33 xxxxx ===== 52,6752,6752,6752,6752,67 mmmmmmmmmm 2 . 2 . 2 . M e d i

2.2.2.Medição2.2.

de um rabo-de-andorinha macho, por meio de eixos-padrão,

determinando o erro de largura, sendo uma medição XXX:XX

Dados:

B

h

= 60º

r = 12

X = 96,820

= 60

= 25

Fórmulas:

A

= B 2y = 60 (14,433 · 2) = 31,134

y

= h tg = 25 · tg 30º = 14,433

= 90º 60º = 30º

r 12

z == α tg 0,57735 2
z ==
α
tg
0,57735
2

= 20,786

90º 60º = 30º r 12 z == α tg 0,57735 2 = 20,786 P/ as

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Portanto, sendo a fórmula original:

A = X' 2 (z + r)

teremos:

X' = A + 2 (z + r)

Sendo:

X' = 31,134 + 2 (20,786 + 12)

X' = 96,706 mm

teremos X X' = 96,820 96,706 = 0,114

Teste sua aprendizagem. Faça os exercícios a seguir e confira suas respostas com as do gabarito.

Faça os cálculos e marque com X a resposta correta.

ExercícioExercícioExercício 11Exercício1Exercício 11 Calcule a medida yyyyy num encaixe fêmea rabo-de-andorinha.

a)a)a)a)a)

(

) 27,68;

b)b)b)b)b) (

) 29,22;

c)c)c)c)c)

(

) 33,45;

d)d)d)d)d) (

) 30,41.

ExercícioExercícioExercício 22Exercício2Exercício 22 Calcule a medida yyy.yy

a)a)a)a)a)

(

) 39,92;

b)b)b)b)b) (

) 33,39;

c)c)c)c)c)

(

) 29,53;

d)d)d)d)d) (

) 28,35.

y y a)a)a)a)a) ( ) 39,92; b)b)b)b)b) ( ) 33,39; c)c)c)c)c) ( ) 29,53; d)d)d)d)d) (
y y a)a)a)a)a) ( ) 39,92; b)b)b)b)b) ( ) 33,39; c)c)c)c)c) ( ) 29,53; d)d)d)d)d) (

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

ExercícioExercícioExercício 33Exercício3Exercício 33 Calcule a medida xxx.xx

a)a)a)a)a)

(

) 23,58;

b)b)b)b)b) (

) 22,29;

c)c)c)c)c)

(

) 19,69;

d)d)d)d)d) (

) 24,12.

ExercícioExercícioExercício 44Exercício4Exercício 44 Calcule a medida xxx.xx

a)a)a)a)a)

(

) 26,13;

b)b)b)b)b) (

) 25,75;

c)c)c)c)c)

(

) 26,75;

d)d)d)d)d) (

) 25,15.

x x a)a)a)a)a) ( ) 26,13; b)b)b)b)b) ( ) 25,75; c)c)c)c)c) ( ) 26,75; d)d)d)d)d) (
x x a)a)a)a)a) ( ) 26,13; b)b)b)b)b) ( ) 25,75; c)c)c)c)c) ( ) 26,75; d)d)d)d)d) (
c)c)c)c)c) ( ) 26,75; d)d)d)d)d) ( ) 25,15. P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse:

P/ as outras apostilas de Metrologia, Acesse: http://fuvestibular.com.br/telecurso-2000/apostilas/metal-mecanica/metrologia/