Sie sind auf Seite 1von 1

Acrdo

Tribunal da Relao do Porto


Processo n. 2055/09.3TVPRT.P1 - 2. Seco
Data: 13/09/2011

Sumrio:
1. Violao do dever de sigilo profissional Nulidade do depoimento;
2. A nulidade do depoimento produzido com infrao ao dever de segredo
profissional produz uma nulidade secundria, porque inominada, nos
termos do art. 201, n. 1 Cdigo de Processo Civil, e encontra-se sujeita
ao regime geral das nulidades processuais;
3. Da infrao da obrigao de segredo, poder resultar para a testemunha
que a infrinja sujeio a responsabilidade civil e penal;
4. Ressalva-se o segredo profissional dos advogados, para o qual existe a
norma reforada constante do disposto no art. 87. n. 5 do Estatuto da
Ordem dos Advogados, segundo a qual no podem fazer prova em juzo as
declaraes feitas por advogado em violao do segredo profissional; e,
5. E, nesse sentido, tendo a testemunha Tcnico Oficial de Contas prestado
o seu depoimento em audincia de julgamento, sem se ter escusado a
depor ou, de outra banda, sem a parte que no o ofereceu como
testemunha invocado a invalidade do depoimento, ficou sanada a nulidade
decorrente da prestao de depoimento e, em consequncia, pode valorarse o depoimento prestado pelo citado Tcnico Oficial de Contas, ainda que
em violao da obrigao de segredo profissional, constante do Cdigo
Deontolgico da profisso.