Sie sind auf Seite 1von 11
DESAFIO PROFISSIONAL CURSOS: GEOGRAFIA, HISTÓRIA E MATEMÁTICA SÉRIE: 6ª SÉRIE DISCIPLINAS NORTEADORAS: EDUCAÇÃO E

DESAFIO PROFISSIONAL

CURSOS: GEOGRAFIA, HISTÓRIA E MATEMÁTICA SÉRIE: 6ª SÉRIE

DISCIPLINAS NORTEADORAS: EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE, ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA, LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO, TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL.

O

Desafio

Profissional

é

um

aprendizagem que tem por objetivos:

procedimento

metodológico

de

ensino-

Favorecer a aprendizagem. Estimular a corresponsabilidade do aluno pelo aprendizado eficiente e eficaz. Promover o estudo dirigido a distância. Desenvolver os estudos independentes, sistemáticos e o autoaprendizado. Oferecer diferentes ambientes de aprendizagem. Auxiliar no desenvolvimento das competências requeridas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação. Promover a aplicação da teoria e conceitos para a solução de problemas práticos relativos à profissão. Direcionar o estudante para a busca do raciocínio crítico e a emancipação intelectual.

Para atingir esses objetivos, você deverá seguir as instruções na elaboração do Desafio Profissional ao longo do semestre, sob a orientação do tutor à distância, considerando as disciplinas norteadoras.

A sua participação nesta proposta é essencial para o desenvolvimento de competências e habilidades requeridas

A sua participação nesta proposta é essencial para o desenvolvimento de competências e habilidades requeridas na sua atuação profissional.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

Ao concluir as etapas propostas neste desafio, você terá desenvolvido algumas competências e habilidades que constam nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Geografia, História e Matemática.

Capacidade de expressar-se escrita e oralmente com clareza e precisão; Capacidade de compreender, criticar e utilizar novas ideias e tecnologias para a resolução de problemas; Capacidade de aprendizagem continuada, sendo sua prática profissional também fonte de produção de conhecimento; Domínio dos métodos e técnicas pedagógicas que permitam a transposição dos conhecimentos para os diferentes níveis de ensino. Domínio das diferentes concepções metodológicas que referenciam a construção de categorias para a investigação e a análise das relações sócio- históricas; Capacidade de problematizar, nas múltiplas dimensões das experiências dos sujeitos históricos, a constituição de diferentes relações de tempo e espaço; Competência para trabalhar, de maneira integrada e contributiva, em equipes multidisciplinares. Competência para utilizar os recursos da informática.

OBJETIVO DO DESAFIO

Analisar e refletir sobre a situação apresentada, que parte de uma circunstância hipotética, porém bem comum, nos ambientes escolares, com o intuito

de proporcionar uma possível solução, por meio da prática interdisciplinar e do uso das novas

de proporcionar uma possível solução, por meio da prática interdisciplinar e do uso das novas tecnologias aplicadas ao contexto educacional.

PRODUÇÃO ACADÊMICA

Elaboração de um Projeto Interdisciplinar, a partir de um estudo de caso, voltado às turmas do Ensino Médio de uma escola estadual hipotética, viabilizando um ambiente virtual de aprendizagem e de socialização.

DESAFIO PROFISSIONAL

Tiago é um professor que atua em uma escola estadual, no Ensino Médio matutino, atendendo turmas do 1º, do 2º e do 3º ano. Ele se depara com uma situação de cyberbullying ou bullying digital, fica incomodado com essa ocorrência e acaba promovendo uma prática interdisciplinar para tentar reverter a situação presenciada e promover uma dinâmica diferenciada, por meio do uso das novas tecnologias, no espaço virtual.

Assim que terminou sua graduação, o professor Tiago começou a dar aulas em uma escola estadual, como contratado temporário, atendendo alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Com o passar do tempo e em pleno exercício da profissão, Tiago resolveu se efetivar e investiu nos estudos para prestar um concurso público, pois percebera que era na sala de aula que se realizava e onde conseguia estabelecer uma relação de troca e de crescimento diante do contato com os alunos. Diante dessa constatação, Tiago estudou, prestou um concurso público e passou, efetivando-se em uma escola próxima ao local onde morava.

Assim que assumiu o seu concurso, Tiago conseguiu estabelecer uma relação muito amistosa com seus

Assim que assumiu o seu concurso, Tiago conseguiu estabelecer uma relação muito amistosa com seus alunos, que se encantavam com a forma como o professor conduzia as aulas, instigando os discentes a buscarem o conhecimento e a se envolverem nos contextos de aprendizagem “criados” em suas aulas.

O tempo foi passando e Tiago acabou assumindo algumas turmas do Ensino

Médio. Ele logo percebeu que seriam turmas mais difíceis, pois aqueles adolescentes e jovens viviam em meio a um turbilhão de sentimentos, de ações e de reações,

processos tão conturbados quanto a própria fase em que se encontravam. No entanto, o professor envolveu-se e resolveu aceitar o novo desafio com a mesma intensidade com a qual vinha trabalhando com suas turmas do Ensino Fundamental. Certa vez, quando estava apresentando, aos alunos do 3º ano, aspectos concernentes a algumas questões de socialização, percebeu que um mal-estar acabou se instalando na sala de aula. Diante do ocorrido, Tiago, sentindo-se incomodado, resolveu investigar e perguntou aos alunos o motivo da movimentação negativa durante a abordagem daquele assunto. Tamanha foi a surpresa do professor, quando um dos alunos da sala pediu licença e acabou deixando a aula, que se encerrou em meio a muito desconforto. Depois do ocorrido, o professor resolveu investigar e descobriu que aquele

aluno estava sofrendo preconceito nas redes sociais, por parte de alguns colegas de sala. Pelo fato de ser obeso, ele estava sendo motivo de “ataques” em todas as redes sociais das quais participava, o que vinha causando muito transtorno e desavenças entre ele e alguns colegas da sala, que acabavam instigando outros alunos, de outras turmas, a disseminarem essa fala nas redes sociais.

O professor logo percebeu que o que estava acontecendo era uma situação de

cyberbullying ou bullying digital, circunstância que estava causando muitos transtornos ao aluno ofendido, em função da rápida dispersão dos comentários proferidos nas redes sociais. Com essa constatação, Tiago lançou uma proposta de execução de um projeto interdisciplinar, envolvendo todas as turmas do Ensino Médio, por meio do uso das tecnologias, para a elaboração de um blog informativo e conscientizador, a fim de

promover uma ação, no ambiente virtual, que pudesse viabilizar informações e conhecimentos que ajudassem a

promover uma ação, no ambiente virtual, que pudesse viabilizar informações e conhecimentos que ajudassem a acabar com as práticas preconceituosas nesse ambiente e, consequentemente, no contexto escolar de uma forma geral. Diante do lançamento dessa proposta, de imediato, os demais professores se dispuseram a colaborar, já apresentando possibilidades de intervenção para a efetivação desse projeto. Matemática, por exemplo, contribuiria com o levantamento estatístico de dados a respeito do bullying digital, identificando as formas como essa prática acontece; a professora de Língua Portuguesa auxiliaria com a escolha de textos e as produções escritas que se fizessem necessárias para as postagens no blog; o professor de Informática colaboraria, apontando os caminhos, via recursos tecnológicos, para a elaboração do referido blog, tornando-o uma possibilidade de interação com textos, imagens, vídeos, dados estatísticos, depoimentos, etc., para o conhecimento do assunto e a conscientização a respeito do preconceito e da disseminação dessa prática nas redes sociais. A partir da situação apresentada, para produzir o seu Desafio Profissional, você se colocará no lugar do professor Tiago, o coordenador desse Projeto Interdisciplinar que, hipoteticamente, a princípio, será aplicado ao longo de um semestre, envolvendo as disciplinas de História, Geografia, Matemática, Língua Portuguesa e Informática e todas as turmas do Ensino Médio do turno matutino, que serão levadas a pesquisar, levantar dados, selecionar textos, vídeos e imagens, produzir depoimentos, etc., para “alimentar” um blog informativo e conscientizador a respeito das formas de cyberbullying ou bullying digital, com o intuito de promover o conhecimento, a discussão e a reflexão sobre as demandas que envolvem as formas de preconceito, especialmente aquelas que acontecem no ambiente virtual. Para elaborar o seu Desafio Profissional, atente-se aos seguintes passos:

Passo 1 Nesse passo, você deverá criar uma situação, considerando uma escola hipotética, apresentando quais

Passo 1

Nesse passo, você deverá criar uma situação, considerando uma escola hipotética, apresentando quais são as formas mais comuns de preconceito com as quais os alunos convivem ou sobre as quais têm conhecimento, se conhecem alguém que já sofreu ou se eles mesmos já sofreram o cyberbullying ou bullying digital. Esses dados serão utilizados e distribuídos nas etapas do Projeto Interdisciplinar.

Passo 2

Nesse passo, pense em estratégias a serem aplicadas em um projeto interdisciplinar, a fim de esquematizar as ações a serem desenvolvidas para a elaboração do projeto do blog. Esses dados deverão ser apresentados na Metodologia.

Passo 3

Nesse passo, após definidas as atividades a serem executadas para a formulação do blog, definir e programar as ações e o cronograma de implementação, o público-alvo e, também, os responsáveis pela pesquisa, elaboração e execução do blog, dados que deverão constar no projeto.

Passo 4

Nesse passo, após a realização dos passos anteriores, você vai elaborar o Projeto Interdisciplinar, que deve conter:

1) Apresentação: parte inicial que apresenta o tema e a motivação do projeto.

2) Objetivo Geral: o que a escola pretende alcançar com o referido projeto e qual

2) Objetivo Geral: o que a escola pretende alcançar com o referido projeto e qual o impacto desse projeto no espaço escolar e na interação social realizada nesse espaço.

3) Objetivos Específicos: objetivos mais detalhados e particularizados, que, mantendo a coerência com o objetivo geral, representam as soluções a serem buscadas.

4) Justificativa: informações que comprovam a relevância do projeto e quem será beneficiado com a efetivação dele.

5) Metodologia: os caminhos que serão realizados para a aplicação do projeto, ou seja, como professores e alunos articularão as ideias e executarão as ações durante a elaboração do blog e a apresentação dele à comunidade escolar e geral.

6) Atividades: apresentação das atividades que acontecerão durante a execução do projeto, por meio das tecnologias, dos textos, dos vídeos, das imagens, etc.

7) Recursos: o que será necessário para a efetivação do projeto – recursos humanos, recursos didáticos e recursos tecnológicos.

8) Avaliação: forma como será feito o acompanhamento, o registro e a verificação dos resultados obtidos a partir da realização do projeto.

9) Resultados esperados: discussão sobre o possível alcance do projeto, ou seja, o que se espera obter em termos de resultado.

10) Referências: relação dos materiais consultados e utilizados para a elaboração do projeto.

Este Desafio Profissional poderá ser realizado individualmente ou em grupos de até cinco alunos. O

Este Desafio Profissional poderá ser realizado individualmente ou em grupos de até cinco alunos. O importante é que todos os envolvidos participem, ativamente, da pesquisa e da elaboração de todos os passos indicados.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Para ajudá-lo na preparação deste Desafio Profissional, é importante que você entre em contato com algumas questões pertinentes ao contexto criado. Em primeiro lugar, é preciso entender o que compreende o cyberbullying ou bullying digital, uma forma de agressão moral, que se dá por meio dos veículos de

comunicação, sejam eles viabilizados pela internet (e-mails, mensagens instantâneas, redes sociais, webcams, etc.) ou pelo telefone celular, televisão, etc., visto que essa prática tem se configurado como uma realidade na contemporaneidade. Para isso, acesse o link indicado e procure se apropriar das

características

desse

tipo

de

prática.

Link:

<http://www.cartaforense.com.br/conteudo/artigos/cyberbullying-uma-agressao-

que-vai-alem-do-mundo-virtual/12225>. Acesso em: 1º nov. 2016. Além disso, para que você tenha condições de compreender como as tecnologias têm sido inseridas no contexto educacional, em função da importância dessa prática na atualidade, acesse o site PORVIR: O futuro se aprende, que está disponível em: <http://porvir.org>. Acesso em: 1º nov. 2016. Trata-se de uma ótima opção para quem tem interesse em conhecer e se inteirar de ações inovadoras no

âmbito da educação. Esse é considerado um site de referência nesse sentido. Caso você queira apropriar-se de mais informações a respeito do uso das tecnologias e das inovações no ambiente escolar, acesse o link do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação, disponível em: <http://www.mcti.gov.br/>. Acesso em: 1º nov. 2016. Esse é um portal governamental que traz notícias sempre atualizadas a respeito de projetos e de parcerias relacionadas à tecnologia e à inclusão digital.

Por fim, é preciso entender como um blog se constitui e qual a importância dessa

Por fim, é preciso entender como um blog se constitui e qual a importância dessa ferramenta para a educação. Na atualidade, é preciso desenvolver novos contextos de interação e de aprendizagem, que levem o educando à utilização de formas alternativas, criativas e estimulantes no processo de ensino e de aprendizagem. Para isso, os recursos disponíveis são muitos, e as tecnologias e a internet têm sido aliadas imprescindíveis para a efetivação de uma educação inovadora e consistente. Nesse contexto, o estudo do weblog, ou blog, em sua forma mais comum, serve como ferramenta de apoio ao processo educacional, visto que possibilita a inserção nos mais variados temas e conteúdos de forma diferenciada e inovadora. Trata-se de uma possibilidade de colocar os adolescentes e os jovens diante de uma situação delicada e importante, por meio de um recurso estimulante e facilitador das interações e da divulgação de informações e de conhecimentos. Link de acesso:

<http://www.virtual.ufc.br/solar/aula_link/uca/proposta/parada01_cid2/para_saber_

mais/011tcc3.pdf>. Acesso em: 1º nov. 2016.

POSTAGEM DO DESAFIO PROFISSIONAL

Postar no Ambiente Virtual a versão final do Desafio Profissional em arquivo único no formato .doc / .docx, (Word), para a avaliação e do tutor à distância.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Desafio Profissional: Nota – 0 a 4 pontos.

Observância à padronização e às orientações para a construção do projeto.

PADRONIZAÇÃO A atividade deve ser estruturada de acordo com a seguinte padronização: 1. Em páginas

PADRONIZAÇÃO

A atividade deve ser estruturada de acordo com a seguinte padronização:

1. Em páginas de formato A4;

2. com margens esquerda e superior de 3cm, direita e inferior de 2cm;

3. fonte Times New Roman ou Arial tamanho 12, cor preta;

4. espaçamento de 1,5 entre linhas;

5. se houver citações com mais de três linhas, devem ser em fonte tamanho 10, com um recuo de 4cm da margem esquerda e espaçamento simples entre linhas;

6. com capa, contendo:

6.1.nome de sua Unidade de Ensino, Curso e Disciplinas; 6.2.nome completo e RA do(a) aluno(a); 6.3.título da atividade; 6.4.nome do tutor(a) à distância (EAD); 6.5.cidade e data da entrega, apresentação ou publicação.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL.

Ministério

da

Educação.

Diretrizes

Curriculares

Nacionais

de

Geografia,

História

e

Matemática.

Brasília:

MEC,

2001.

Disponível

em:

<http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12991>.

Acesso

em:

nov. 2016.

LIMA, Maria Cecília. Leitura e escrita como práticas discursivas: ensino, discurso e mudança da prática discursiva e social. Pelotas: Educat, 2001.

MORAN, José M.; MASETTO, Marcos T. (orgs.); BEHRENS, Marilda A. (orgs.). Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21. ed. Campinas: Papirus, 2013.

DUK, Cynthia. (org.) Educar na diversidade : material de formação docente. Brasília: Ministério da Educação,

DUK, Cynthia. (org.) Educar na diversidade: material de formação docente. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, 2005.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1996.

MEYER, Dagmar Estermann. “Etnia, raça e nação: o currículo e a construção de fronteiras e posições sociais”. In: COSTA, M. V. (Org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

COMO CITAR ESTE DESAFIO PROFISSIONAL

FIGUEIREDO, Adriana G. F. Desafio Profissional de Geografia, História e Matemática. [On-line]. Valinhos, 2016, p. 01-11. Disponível em:

<www.anhanguera.edu.br/cead>. Acesso em: nov. 2016.