Sie sind auf Seite 1von 3
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Antropologia Disciplina:

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Instituto de Ciências Humanas e Filosofia

Departamento de Antropologia

Disciplina: Etnografias do Oriente Médio

Professora: Gisele Fonseca Chagas

E-mail: giselechagas@id.uff.br

Horário das aulas: Segundas e quartas-feiras, 16h às 18h

Ementa:

A proposta deste curso é introduzir os (as) alunos (as) nos temas e questões que norteiam o campo de estudos antropológicos sobre o Oriente Médio. Para tanto, discutiremos etnografias que abordam diversos aspectos/questões que estruturam a vida social em diferentes contextos médio-orientais contemporâneos, tais como as dinâmicas étnicas, religiosas, políticas e de gênero que são diferentemente produzidas e mobilizadas pelos atores sociais. O curso está dividido em três partes: a primeira está voltada para familiarizar os alunos com a região e as narrativas sobre ela, abordando, em linhas gerais, sua configuração histórica e diversidade étnica e cultural. Na segunda parte, focaremos em leituras de etnografias que lidam, a partir de diferentes perspectivas teóricas, com as questões acima relacionadas. A bibliografia procurará focar na diversidade e dinamismo que marcam a vida social no Oriente Médio e poderá ser alterada de acordo com os interesses dos alunos. Já na terceira parte, o foco será na dimensão transnacional que conecta as sociedades do Oriente Médio com suas comunidades diaspóricas, sobretudo no Brasil. Espera-se que, ao final do curso, o/a aluno/a possa ter uma compreensão mais nuançada e interessada a respeito do Oriente Médio através da perspectiva antropológica.

Metodologia: aulas expositivas e de debates dos textos indicados. Exibição de documentários e filmes seguidos de debate, além da participação de professores convidados. Caso haja interesse da turma, podemos fazer visitas de campo, em caráter exploratório, em alguns espaços relacionados à diáspora médio-oriental no Rio de Janeiro (igrejas, mesquita e mussalas (salas de oração), dentre outras).

Avaliação: 1 Seminário em grupo e 2 trabalhos (a serem discutidos com a turma).

Obs.: o curso começará na segunda semana de agosto, no dia 11 de agosto, por conta da 29ª RBA. Na ocasião, será entregue o programa com bibliografia e seções de leituras definidas.

Bibliografia geral do curso

ABU-LUGHOD, Lila (ed.). Remaking women. Feminism and Modernity in the Middle East. Princeton:

Princeton University Press, 1996.

Melodrama egípcio: uma tecnologia do sujeito moderno?. Cad. Pagu [online]. 2003, n.21 [cited

2014-07-23], pp. 75-102 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 83332003000200005&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0104-8333. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-

83332003000200005

As mulheres muçulmanas precisam realmente de salvação? Reflexões antropológicas sobre o relativismo cultural e seus outros. Rev. Estud. Fem.[online]. 2012, vol.20, n.2 [cited 2014-07-23], pp. 451- 470 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 026X2012000200006&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0104-026X. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-

026X2012000200006.

ASAD, Talal. The Idea of an Anthropology of Islam. Washington: Georgetown University, 1986.

Genealogies of Religion: Discipline and Reasons of Power in Islam and Christianity. Baltimore: John Hopkins University Press, 1993.

BARBOSA, Gustavo. Brigas de Galo pelo Avesso – Fazendo “Sexo” e Desfazendo “Gênero” em Chatila, Líbano . In Revista de Antropologia, USP, 2011.

CHAGAS, Gisele Fonseca. Female Sufis in Syria: Charismatic Authority and Bureaucratic Structure. In:

Charles Lindholm. (Org.). The Anthropology of Religious Charisma. Ecstasies and Institutions. 1ed.Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2013.

Sufismo, carisma e moralidade: uma etnografia do ramo feminino da tariqa Naqshbandiyya- Kuftariyya em Damasco, Síria. Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense, 2011.

DEEB, Lara. An Enchanted Modern. Gender and public piety in Shi´i Lebanon. Princeton and Oxford:

Princeton University Press, 2006.

DIAS, Amanda. Histoires peintes. Des artistes au camp de Beddawi. Cultures & Conflits, n. 68, p.149-164, 2007b. http://conflits.revues.org/index6953.html

EICKELMAN, Dale. The Middle East and Central Asia: An Anthropological Approach. New Jersey:

Prentice Hall, 2002.

EICKELMAN, Dale & PISCATORI, James. Muslim Politics. Princeton: Princeton University Press, 1996.

GEERTZ, Clifford. Observando o Islã. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

GILSENAN, Michael. Recognizing Islam: Religion and Society in the modern Middle East.

HOURANI, Albert. Uma História dos Povos Árabes. SP: Cia da Letras, 1994.

HEFNER, Robert W. & ZAMAN, M.Qasim. Schooling Islam: the culture and politics of modern Muslim education. Princeton: Princeton University Press, 2007.

KARAM, John Tofik. Um outro arabesco: etnicidade sírio-libanesa no Brasil neoliberal. São Paulo: Martins

Fontes, 2009.

KEDDIE, N.R., BARON,B. Women in Middle Eastern History. Shifting Boundaries in sex and gender. New

Haven: Yale University Press, 1991.

MAHMOOD, Saba. Teoria feminista, agência e sujeito liberatório: algumas reflexões sobre o revivalismo

islâmico no Egipto. Etnográfica [online]. 2006, vol.10, n.1, pp. 121-158. ISSN 0873-6561.

Politics of Piety: The Islamic Revival and the Feminist Subject. New Jersey: Princeton University

Press, 2005.

MONTENEGRO, Silvia; Benlabbah, Fatiha. (Org.). Muçulmanos no Brasil: comunidades, instituições e

identidades. 1ed.Rosario, Argentina: Universidad Nacional de Rosario Editora, 2013.

PINTO, Paulo G. H. R. & CHAGAS, Gisele Fonseca. Dossiê Exílios: Etnografias de Campos de Refugiados

Palestinos no Líbano (artigos de Jihane Sfeir, Amanda Dias, Leonardo Schiocchet e Gustavo Barbosa).

Antropolítica, n.35,

http://www.revistas.uff.br/index.php/antropolitica/issue/current/showToc

em

2013.

Disponível

PINTO, Paulo G.H.R. Islã: religião e civilização. Uma abordagem antropológica. SP: Editora Santuário,

2010.

The

Anthropologist and the Initiated: reflections on the Ethnography of Mystical Experience

among the Sufis of Aleppo, Syria. Social Compass 57(4), p.464-478, 2010.

Etnicidade e Nacionalismo Religioso entre os Curdos da Síria. Antropolítica: Revista

Contemporânea de Antropologia e Ciência Política, n. 1 (2. sem. 95). Niterói : EdUFF, 2005.

SALAMANDRA, Christa. A New Old Damascus: Authenticity and Distinction in Urban Syria. Bloomington: Indiana University Press, 2004

SCHIOCCHET, Leonardo. Palestinian Refugees in Lebanon: Is the Camp a Space of Exception? In Mashriq

& Mahjar, Vol 2, No.1, summer 2014.

Identidades Sociais No Líbano: Sectarismo, Etnicidade e Outras Variáveis. In Variações

Interétnicas (eds. Faleiros, Rodrigo & Baines, Stephen). Brasília: GERI (Grupo de Estudos de Relações

Interétnicas) e editora da UnB com CAPES, IEB, CEPPAC and FUNAI, 2012.

WEDEEN, Lisa. Ambiguities of Domination: Politics, Rethoric and Symbols in Contemporary Syria.

Chicago: University of Chicago Press, 1999.