Sie sind auf Seite 1von 1

A crnica uma forma textual no estilo de narrao que tem por base fatos que acontecem em

nosso cotidiano. Por este motivo, uma leitura agradvel, pois o leitor interage com os acontecimentos e
por muitas vezes se identifica com as aes tomadas pelas personagens.

Voc j deve ter lido algumas crnicas, pois esto presentes em jornais, revistas e livros. Alm do
mais, uma leitura que nos envolve, uma vez que utiliza a primeira pessoa e aproxima o autor de quem
l. Como se estivessem em uma conversa informal, o cronista tende a dialogar sobre fatos at mesmo
ntimos com o leitor.

O texto curto e de linguagem simples, o que o torna ainda mais prximo de todo tipo de leitor e
de praticamente todas as faixas etrias. A stira, a ironia, o uso da linguagem coloquial demonstrada na
fala das personagens, a exposio dos sentimentos e a reflexo sobre o que se passa esto presentes nas
crnicas.

Vejamos de forma esquematizada as caractersticas da crnica:

Narrao curta;

Descreve fatos da vida cotidiana;

Pode ter carter humorstico, crtico, satrico e/ou irnico;

Possui personagens comuns;

Segue um tempo cronolgico determinado;

Uso da oralidade na escrita e do coloquialismo na fala das personagens;

Linguagem simples.

Portanto, se voc no gosta ou sente dificuldades de ler, a crnica uma dica interessante, pois
possui todos os requisitos necessrios para tornar a leitura um hbito agradvel!

Alguns cronistas (veteranos e mais recentes) so: Fernando Sabino, Rubem Braga, Luis
Fernando Verssimo, Carlos Heitor Cony, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Ernesto Baggio,
Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis, Max Gehringer, Moacyr Scliar, Pedro Bial, Arnaldo Jabor,
dentre outros

A crnica um gnero que tem relao com a ideia de tempo e consiste no registro de fatos do
cotidiano em linguagem literria, conotativa.

A origem da palavra crnica grega, vem de chronos (tempo), por isso que uma das
caractersticas desse tipo de texto o carter contemporneo.

A crnica pode receber diferentes classificaes:

- a lrica, em que o autor relata com nostalgia e sentimentalismo;


- a humorstica, em que o autor faz graa com o cotidiano;
- a crnica-ensaio, em que o cronista, ironicamente, tece uma crtica ao que acontece nas relaes
sociais e de poder;
- a filosfica, reflexo a partir de um fato ou evento;
- e jornalstica, que apresenta aspectos particulares de notcias ou fatos, pode ser policial, esportiva,
poltica etc.

Verwandte Interessen