You are on page 1of 12

O que é lançamento?

Lançamento é o meio pelo qual se processa a escrituração.

Todos os fatos que ocorrem na empresa são registrados nos livros próprios,
através de uma técnica chamada lançamento. O lançamento dos seguintes elementos
essenciais:

a) local e data da ocorrência do fato;

b) conta a ser debitada;

c) conta a ser creditada;

d) histórico;

e) valor.

Exemplo:

Tendo em vista um fato ocorrido na empresa, o contabilista o registrará no livro


diário, através de um lançamento.

Fato: Compra de um automóvel, em dinheiro, conforme Nota Fiscal n° 171, da


Comercial de Veículos Confiança, por R$ 50.000,00.

Elaboração do lançamento, esquematização:

1°) Identificar o local e a data da ocorrência do fato:

No nosso exemplo, considere a sua cidade e a data de hoje.

2°) Verificar que documento foi emitido na operação:

Se não houver documento idôneo que comprove a ocorrência do fato (NF), este
não poderá ser contabilizado.

No nosso exemplo, o documento emitido foi a Nota Fiscal n° 171, da


Comercial de Veículos Confiança.
3°) Identificar os elementos envolvidos na operação:

Todo o fato ocorre em forma de troca. Logo, existem pelo menos dois elementos
envolvidos.

No nosso exemplo, os elementos envolvidos são:

- dinheiro;

- automóvel.

Compra-se o automóvel e, em troca, dá-se o dinheiro.

4°) Verificar no Plano de Contas que conta deveremos utilizar para registrar
cada um dos elementos identificados no item anterior:

O elemento dinheiro será registrado na conta Caixa, e o elemento automóvel, na


conta Veículos.

5°) Preparar o histórico do fato contábil:

O histórico consiste em relatar o fato. Este relato deve conter apenas os dados
necessários para o bom esclarecimento do evento. São indispensáveis os três
elementos a seguir:

- elemento transacionado;

- identificação do documento envolvido;

- nome da pessoa/empresa com quem se relacionou.

Assim temos:

Compra de um automóvel, conforme Nota Fiscal n° 171, da Comercial de


Veículos Confiança.

Quadro auxiliar da escrituração:

1) Para elementos Patrimoniais:

a) toda vez que aumentar o Ativo, debitar a respectiva conta;

b) toda vez que diminuir o Ativo, creditar a respectiva conta;

c) toda vez que aumentar o Passivo, creditar a respectiva conta;

d) toda vez que diminuir o Passivo, debitar a respectiva conta.


2) Para elementos de Resultados:

a) toda vez que ocorrem Despesas, debitar a respectiva conta;

b) toda vez que se realizam Receitas, creditar a respectiva conta.

Utilizando o quadro acima, aplicando os conceitos no exemplo da compra do


automóvel:

- a conta a ser debitada é Veículos (pois é conta do ativo (bens) que aumentou);

- a conta a ser creditada é Caixa (conta do ativo que diminuiu).

Desta forma, a escrituração contábil registra os acontecimentos nos livros,


através de técnicas próprias, com o objetivo de controlar o Patrimônio.

- RAZONETE

Todos os acontecimentos que ocorrem na empresa são registrados pela


Contabilidade, inicialmente no livro Diário e depois nos demais livros de escrituração.

Dentre os livros de escrituração, sem dúvida o mais importante para a


Contabilidade é o Razão, porque registra o movimento individualizado de cada uma
das contas movimentadas pela empresa.

Assim, após efetuados os lançamentos no Diário, o contabilista deve transcrevê-


los para o livro Razão.

Para entendimento didático, é comum a utilização dos Razonetes, ao invés do


livro Razão. Conhecidos como gráficos em T, conforme segue:

Exemplos de fatos contábeis:

1) Venda de um automóvel, à vista, por R$ 20.000,00;

2) Venda de mercadorias, à vista, por R$ 5.000,00.

Registro no Diário:

1) D – Caixa

C – Veículos

Recebido pela venda de automóvel ........ R$ 20.000,00


2) D – Caixa

C – Mercadorias

Recebido pela venda de mercadoras ........ R$ 5.000,00

Registros no Razonete:

Caixa Veículos Mercadorias


D C D C D C

1) 20.000,00 1) 20.000,00 2) 5.000,00


2) 5.000,00

- BALANCETE

Balancete é uma relação das contas extraídas do livro Razão, com seus
saldos devedores ou credores.

O principal objetivo das empresas é a obtenção do lucro. Mas o lucro é apenas


um dos resultados da gestão da empresa num determinado exercício, pois pode
ocorrer prejuízo.

Como as empresas apurar seus resultados?

Para apurar os resultados, no final do ano (exercício) as empresas adotam uma


série de procedimentos, tendo como ponto de partida a elaboração do Balancete, o
qual relaciona todas as contas utilizadas pela Contabilidade no período.

A partir do Balancete, procedem-se às demais providências visando à apuração


do resultado.

Assim, podemos concluir que a base da Contabilidade se assenta em três


procedimentos:

1. Registro dos fatos no livro Diário;

2. Registro dos fatos no livro Razão;

3. Elaboração do Balancete de Verificação.


Livro Diário: é o registro básico de toda a escrituração contábil. Nele devem ser
lançados, dia a dia, todos os atos ou operações que modifiquem ou possam vir a
modificar a situação patrimonial da empresa.

Deve ser encadernado com o termo de abertura e encerramento, devidamente


numerado e autenticado.

Livro Razão: é utilizado para “resumir” e “totalizar” por conta ou subconta, os


lançamentos efetuados no livro Diário.

É o reflexo do que foi lançado do Livro Diário.

Até 31/05 do ano seguinte, as empresas devem autenticar na Junta Comercial o


Livro Diário, que consta todas as movimentações que a empresa realizou. Juntamente
com ele vai o Balanço Patrimonial, a Demonstração do Resultado do Exercício,
devidamente assinados pelo Contador e pelo Empresário, e fica arquivado.
MODELO DE LANÇAMENTOS NOS LIVRO DIÁRIO E RAZÃO:

Utilizaremos somente um lançamento no exemplo, pois a idéia principal, é


aprender como funcionam os registros nos livros.

A operação é a seguinte:

1 – Integralização do capital social da empresa em 12/05/2009, no valor de R$


5.000,00 para cada sócio, sendo que o sócio 1 integralizou a quantia total em dinheiro,
e o sócio 2 integralizou, da seguinte forma: R$ 3.000,00 através de um computador, R$
1.000,00 em dinheiro, e R$ 1.000,00 em móveis (mesas e cadeiras).

Vamos ao registro:

Primeiro passo, é analisar o lançamento a ser feito, e identificar as contas.

O primeiro lançamento foi:

1 – Integralização do capital social da empresa em 12/05/2009:

- valor de R$ 5.000,00 para cada sócio:

Sócio 1: R$ 5.000,00 em dinheiro;

Sócio 2: R$ 3.000,00 através de um computador;


R$ 1.000,00 em dinheiro;
R$ 1.000,00 em móveis (mesas e cadeiras);

Veja que temos logo no início, com a integralização do Capital Social, a primeira
conta; como o sócio 1 integralizou em dinheiro, a conta Caixa também será utilizada; o
sócio 2 integralizou R$ 3.000,00 através de um computador, logo a conta Computador
representará esse valor; para os R$ 1.000,00 em dinheiro utilizaremos a mesma conta
Caixa, e mais R$ 1.000,00 em móveis, na conta Móveis.

Assim já identificamos as contas: Capital Social, Caixa, Computadores, Móveis.

Se fossemos utilizar os razonetes, ficaria assim:


Caixa Capital Social
D C D C

1) 5.000,00 1) 5.000,00
3) 1.000,00 2) 3.000,00
3) 1.000,00
4) 1.000,00
6.000,00 - - 10.000,00

Computadores Móveis
D C D C

2) 3.000,00 4) 1.000,00

3.000,00 - 1.000,00 -

Sabemos que as Contas que representam bens e direitos pertencem ao Ativo, e


que a conta Capital Social, pertence ao Patrimônio Liquido, e que fica no lado do
Passivo, assim nosso balanço no momento ficaria da seguinte forma:

BENS + DIREITOS (ATIVO) OBRIGAÇÕES EXIGÍVEIS (PASSIVO)


ATIVO PASSIVO
Caixa R$ 6.000,00
Computador R$ 3.000,00
Móveis R$ 1.000,00
Patrimônio Líquido
Capital Social R$ 10.000,00

TOTAL DO ATIVO R$ 10.000,00 TOTAL DO PASSIVO R$ 10.000,00


Veremos primeiro o registro no livro Diário, utilizaremos nesse primeiro
lançamento os 2 modelos de livros Diários:

1° Modelo (Com colunas)

Livro Diário

Empresa Exemplo Ltda.


CNPJ:04.008.342/0001-09

Data Conta a Debito Conta a Crédito Histórico Valor


12/05/09 Caixa Capital Social Integralização do capital referente ao Sócio 1 5.000,00
12/05/09 Caixa Capital Social Integralização do capital referente ao Sócio 2 1.000,00
12/05/09 Computadores Capital Social Integralização de parte do capital com um 3.000,00
computador, modelo X, do sócio 2
12/05/09 Móveis Capital Social Integralização de parte do capital do sócio 2, 1.000,00
com móveis para o escritório

Com os registros acima, terminamos a escrituração do livro diário, referente ao


1° lançamento, que foi a integralização do capital social da empresa.

Apenas para demonstração, existe também um segundo modelo de livro Diário


(sem colunas), conforme exemplo abaixo:

12/05/09 Caixa
a Capital Social
Integralização do capital referente ao Sócio 1 R$ 5.000,00

Os registros são feitos simultaneamente, nos 2 livros, ou seja, o mesmo registro


efetuado no livro Diário deve ser escriturado no livro Razão.

Vamos ao registro no livro Razão:

No livro razão o registro é feito em contas, e não por ordem de ocorrência.


Vamos supor que haverá uma página para cada conta.
Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 1

Conta: CAIXA
Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 DV
12/05/09 Integralização do capital referente ao sócio 1 5.000.00 5.000,00 DV
12/05/09 Integralização de parte do capital social em 1.000,00 6.000,00 DV
dinheiro, do sócio 2

Fechamos assim os registros na conta Caixa da integralização do capital,


referente a parte que foi feita em dinheiro.

Vamos agora, fazer o mesmo registro, referente a integralização da parte em


dinheiro, só que agora na conta Capital Social:

Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 2

Conta: CAPITAL SOCIAL


Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 CR
12/05/09 Integralização do capital referente ao sócio 1 5.000.00 5.000,00 CR
12/05/09 Integralização de parte do capital social em 1.000,00 6.000,00 CR
dinheiro, do sócio 2

Dessa forma referente a parte que foi feita em dinheiro, já temos tanto o registro
na conta, Caixa, como o registro na conta Capital Social.

Porém, ainda faltam alguns registros, vamos agora ao registro referente a


entrega do computador pelo sócio 2.
Se parte da integralização foi feita com um computador, logo teremos também
uma conta chamada Computadores:

Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 3

Conta: COMPUTADORES
Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 DV
12/05/09 Integralização de parte do capital com um 3.000.00 3.000,00 DV
computador, modelo X, do sócio 2

Teremos também mais um registro na conta Capital Social:

Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 2

Conta: CAPITAL SOCIAL


Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 CR
12/05/09 Integralização do capital referente ao sócio 1 5.000.00 5.000,00 CR
12/05/09 Integralização de parte do capital social em 1.000,00 6.000,00 CR
dinheiro, do sócio 2
12/05/09 Integralização de parte do capital com um 3.000.00 9.000,00 CR
computador, modelo X, do sócio 2

Percebam que os lançamentos ocorrem individualmente, cada um com seu


histórico, contendo todas as alterações ocorridas.
Vamos agora ao registro da última parte da integralização do sócio 2, que foi
feita com móveis. Teremos agora uma conta Móveis:

Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 4

Conta: MÓVEIS
Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 DV
12/05/09 Integralização de parte do capital do Sócio 2, 1.000.00 1.000,00 DV
com moveis para o escritório.

Logo, teremos mais um registro na conta Capital Social, vamos a ele:

Livro Razão
Empresa Exemplo Ltda.
CNPJ:04.008.342/0001-09 Página 2

Conta: CAPITAL SOCIAL


Data Histórico da Operação Debito Crédito Valor
Saldo Inicial 0,00 CR
12/05/09 Integralização do capital referente ao sócio 1 5.000.00 5.000,00 CR
12/05/09 Integralização de parte do capital social em 1.000,00 6.000,00 CR
dinheiro, do sócio 2
12/05/09 Integralização de parte do capital com um 3.000.00 9.000,00 CR
computador, modelo X, do sócio 2
Integralização de parte do capital do Sócio 2, 1.000.00 10.000,00 CR
com moveis para o escritório.

Terminamos assim os lançamentos que se referem à integralização do capital


social.

Vamos agora levantar um balanço com base nesses lançamentos. Para tal,
basta saber o saldo de cada conta e ir colocando no balanço, ou seja, as contas que
representem bens e direitos no lado do ativo, as contas que representem deveres e
obrigações, no lado do passivo, incluído ai, as contas do Patrimônio Liquido.

Utilizaremos então o livro razão:

- assim na conta Caixa temos R$ 6.000,00 de saldo;

- na conta Computadores temos R$ 3.000,00 de saldo;


- na conta Moveis, temos R$ 1.000,00 de saldo; e

- na conta Capital Social temos R$ 10.000,00 de saldo.

Logo, o nosso Balanço ficaria da seguinte forma:

ATIVO PASSIVO
ATIVO PASSIVO
Caixa R$ 6.000,00
Computador R$ 3.000,00
Móveis R$ 1.000,00
Patrimônio Líquido
Capital Social R$ 10.000,00

TOTAL DO ATIVO R$ 10.000,00 TOTAL DO PASSIVO R$ 10.000,00

Na prática a contabilidade atualmente é feita em programas de computadores,


basta somente efetuar o registro propriamente dito, pois o programa se encarregará de
efetuar o lançamento nos dois livros, simultaneamente.

Desta forma, o programa de contabilidade, se encarregará de quase tudo,


bastando informar corretamente os dados em ordem cronológica, como datas, contas
debitadas, contas creditadas, histórico, etc.