You are on page 1of 7

ENGENHEIRO ELETRÔNICO

BREVE HISTÓRICO

* SUBÁREA DA ENGENHARIA ELÉTRICA:

A Engenharia Eletrônica é um campo da engenharia preocupado com o estudo de componentes elétricos e
de dispositivos de semicondutores, e é classificado como uma subárea dentro do campo da engenharia
elétrica.

* ÁREA RELATIVAMENTE RECENTE:

A Engenharia Eletrônica é uma área relativamente recente que surgiu a partir de melhorias tecnológicas da
invenção do telégrafo no século XIX e com o desenvolvimento no século XX de aparelhos de rádio e telefone;
com o resultado da Segunda Guerra Mundial como o advento do radar, do sonar, dos sistemas de
comunicação e de outros sistemas com fins de aplicação bélica. Em 1948 surgiu o transistor (que veio para
substituir as válvulas termiônicas usadas em aparelhos telefônicos da época) e em 1960 o circuito integrado
(CI) viria a revolucionar a indústria eletrônica.

* O TERMO ENGENHARIA ELETRÔNICA:

O termo em si surgiu em meados de 1950, após os desenvolvimentos tecnológicos que ocorreram durante os
anos de 1940. Durante os anos que precederam a segunda guerra o assunto era conhecido como "engenharia
de rádio" e apenas no final dos anos 50 com o desenvolvimento da tecnologia aplicado às maquinas, como
dispositivos e componentes elétricos, o termo engenharia eletrônica começou a surgir.

O QUE FAZ UM ENGENHEIRO ELETRÔNICO.

O engenheiro eletrônico projeta e desenvolve componentes, equipamentos e sistemas eletroeletrônicos,
empregados em automação industrial, sistemas de geração, transmissão e distribuição de eletricidade e
eletrônica de consumo (aparelhos de rádio, TV e vídeo). Ele entende de materiais eletroeletrônicos, sistemas
de medição e de controle, desenvolvimento de sistemas, sistemas embarcados, equipamentos biomédicos e
informática médica.

PERFIL PROFISSIONAL

O Engenheiro Eletrônico é um profissional de formação generalista, que atua na área de materiais eletro-
eletrônicos; sistemas de medição e de controle eletro-eletrônico.

Lida com grandezas elétricas de pequena amplitude, porem com elevadas frequências. O profissional em
Engenharia Eletrônica deve ser proficiente em várias áreas do conhecimento, como a Matemática, a Física, a
Estatística e os tópicos específicos da Eletrônica. Deve também ter conhecimentos básicos acerca de outras
engenharias.

O Engenheiro Eletrônico deve ter um bom conhecimento dos diversos materiais elétricos e magnéticos usados
na área e também saber lida como a programação de microcomputadores.

1

Boa parte do trabalho que permite esse avanço é realizado pelo Engenheiro Eletrônico. “Devem ter capacidade de preencher as lacunas do desenvolvimento industrial”. garantindo assim uma constante procura por profissionais desta área. controle de aceleração. computador de bordo. através de cursos de especialização. boa parte dos automóveis já sai de fábrica com injeção eletrônica. Em suas atividades. mais do que estar informado. DESAFIOS DO ENGENHEIRO ELETRÔNICO O desafio do engenheiro eletrônico é estar sempre por dentro das novas tecnologias. dessa forma. . graças ao amplo mercado que encontra. projeta e especifica materiais. ou mesmo. Porém. eletromecânicos. de instrumentação. gestão. 2 . mas no caso dele (de um engenheiro eletrônico) problemas relacionados a sistemas eletrônicos. freio ABS.Esta área está sempre se reinventando. logística. painéis digitais. um engenheiro eletrônico precisa ser criativo. de segurança patrimonial e de eletrônica embarcada. ainda mais no mundo em que vivemos. interagir com a indústria e garantir a sustentabilidade estão entre as tarefas do engenheiro do século 21 . A cada dia que passa ela se torna mais presente. Boa parte do trabalho que permite esse avanço é realizado pelo Engenheiro Eletrônico. A desvantagem é que o engenheiro eletrônico deve conseguir aliar o trabalho ao estudo permanente. processos e automação. o profissional dessa área deve saber propor soluções originais para os problemas. componentes. tornando os aparelhos usados no dia a dia cada vez mais inteligentes. poderá atendê-las. o que não chega a ser um grande problema. que são muitas. de áudio/vídeo. projeta. concentrado. a legislação e os impactos ambientais. . desde a área de indústria de eletroeletrônicos até a automobilística.Perfil desejado das engenharias e dos engenheiros. pois em todas as partes do mundo. sensores e atuadores de transmissão e recepção de dados. Outra obrigação é identificar as necessidades do mercado. dispositivos e equipamentos eletro-eletrônicos. opera e mantem sistemas eletrônicos e sistemas de medição O que isso quer dizer? Não tão diferente de qualquer outro engenheiro. produção. alarmes e muitos outros aparatos. a segurança. deve considerar a ética. HABILIDADES E ATRIBUIÇÕES 1 – Um engenheiro eletrônico planeja. onde as informações são facilmente encontradas e disseminadas.Criar novas tecnologias para preservar os recursos naturais. A eletrônica e os microprocessadores estão causando uma revolução na eletrônica embarcada. A eletrônica e os microprocessadores estão causando uma revolução na eletrônica embarcada. A fluência em inglês é também muito importante. Isso requer um engenheiro com conhecimentos profundos e integrados de tecnologia. tanto para criar quanto para resolver problemas. ELETRÔNICA EMBARCADA = É a eletrônica desenvolvida para a aplicação móvel. ópticos. instala. . magnéticos. como vantagens da carreira estão todas as oportunidades que esse engenheiro pode abraçar. como automóveis. aviões etc. bastando estar atento para as oportunidades. inovando e automatizando.Ele estuda. tornando os aparelhos usados no dia a dia cada vez mais inteligentes.

Sistema de medição pode ser o conjunto de equipamentos destinados a monitorar alguma grandeza. consertos e substituições de peças. Inversor: é um dispositivo elétrico capaz de converter um sinal elétrico CC em um sinal elétrico CA MERCADO DE TRABALHO INDUSTRIAL. a desenvolver circuitos eletrônicos para aquisição de dados (por exemplo. Informática. transmissão de dados por radiofreqüência. Essa expressão também pode designar o princípio do medidor. Executa serviços de manutenção de máquinas. umidade. 3 – Realiza estudos de viabilidades técnico-econômica O objetivo desse estudo é obter projeções sobre o potencial de um determinado investimento. SISTEMA DE MEDIÇÃO . 2 – Coordenar e supervisionar equipes de trabalho O papel de qualquer engenheiro no ambiente de trabalho é de auxiliar sua equipe e para isso é preciso que ele saiba interagir com seus colegas.projetar equipamentos eletrônicos destinados à automação de linhas de produção industrial. 4 – Executa. constrói. instalação de equipamentos eletro/eletrônicos. (manômetros) e medidores de temperatura (termômetros) são alguns exemplos. pressão). . tais como as áreas Industrial. instrumentação e diagramação elétrica. Numa máquina de refrigeração. Na área industrial. a desenvolver circuitos eletrônicos para aquisição de dados (por exemplo. e a atuar no desenvolvimento de componentes eletroeletrônicos em geral. transmitir ou processar informações além do controle de processos. projeta. 3 . pressão). os termômetros vão indicar a temperatura do ambiente controlado. áudio. Desenvolver serviços de expansão de telefonia e de transmissão de dados por imagem e som. que saiba opinar e esteja sempre preparado para ouvir críticas. o egresso deverá projetar equipamentos eletrônicos destinados à automação de linhas de produção industrial. entre outros. domínio com inversores. temperatura. e a atuar no desenvolvimento de componentes eletroeletrônicos em geral TELECOMUNICAÇÕES.SISTEMAS ELETRÔNICOS . partes e componentes. etc. e portanto. Automação. a maneira que ele trabalha. avalia e fiscaliza obras e serviços técnicos.são circuitos formados por componentes elétricos e eletrônicos com o objetivo principal de representar. Medidores de pressão. transmissão de dados por radiofreqüência. O egresso do curso de Engenharia Eletrônica estará habilitado a atuar em diversas áreas. Domótica. áudio. bem como realização de testes. temos os manômetros que indicam as pressões do gás nos diferentes pontos da máquina. Instrumentação Eletrônica. efetuar reparos. decidir se o projeto deve ir adiante. sistemas e dispositivos que realizam medições. assim como projetando e construindo equipamentos para telefonia e comunicação em geral e de processamento digital de sinais INSTRUMENTAÇÃO ELETRÔNICA. Microeletrônica. testa e especifica instrumentos. Telecomunicações. motores e equipamentos eletro/eletrônicos em geral. de grande absorção de mão de obra pelo mercado de trabalho. entre outros. temperatura. umidade. armazenar. Engenharia Biomédica.

Arquitetura e Agronomia em nível superior e em nível médio. projeto e especificação. Durante os anos que precederam a segunda guerra o assunto era conhecido como "engenharia de rádio" e apenas no final dos anos 50 o termo engenharia eletrônica começou a surgir. tal como definido pelo MEC e CREA no Brasil. planejamento. e do rádio e telefone no início do século 20. ou seja. Atividade 03 . registro de dados e atuadores. os chamados sinais elétricos ou eletrônicos. poderá projetar e desenvolver equipamentos para realização de medidas.Estudo de viabilidade técnico-econômica. sistemas e equipamentos como: transistores. telecomunicações e de entretenimento. coordenação e orientação técnica. especialmente durante a "era da válvula". automação e telecomunicação. no final do século 19. A engenharia eletrônica a partir do desenvolvimento tecnológico nas indústrias do telégrafo. os cursos de engenharia eletrônica são tradicionalmente dados como conteúdo da engenharia elétrica. rapidamente sucedida pela era da miniaturização em larga escala. na manutenção ou criação de equipamentos medico hospitalares. Historicamente considerada mera subdivisão da engenharia elétrica. com o advento do radar. assim como no Brasil. Empresas desenvolvedoras de tecnologias médicas. ficam designadas as seguintes atividades: Atividade 01 . DE 29 JUN 1973 Art. bem como projetar. RESOLUÇÃO Nº 218. fabricar e testar circuitos integrados (chips) para sistemas de computação. instalados em indústrias. Atividade 02 . atendendo às necessidades de implantação.Estudo. funcionamento. dosonar.Para efeito de fiscalização do exercício profissional correspondente às diferentes modalidades da Engenharia.Supervisão. ganhou autonomia plena com o advento da "era do semicondutor". circuitos integrados e placas de circuito impresso. entre outros. dispositivos. 4 . Pode atuar também na Domótica. O Engenheiro eletronico está habilitado a trabalhar também no ramo da engenharia biomédica. 1º . comércios ou residências. Em 1948 surgiu o transistor e em 1960 o circuito integrado (CI) viria a revolucionar a indústria eletrônica. Centros de Pesquisa. DIFERENÇA ENTRE AS ENGENHARIAS A engenharia eletrônica é uma área de Engenharia que lida com grandezas elétricas de pequena amplitude e de elevadas frequências. Na Automação o engenheiro eletronico tem competências em um amplo espectro no mercado de trabalho. Nos Estados Unidos.Nas áreas de Instrumentação e Microeletrônica. Hospitais e etc. A maior parte do desenvolvimento dessa disciplina ocorreu durante o período da segunda guerra mundial. A engenharia eletrônica cuida da energia elétrica sob os micro-aspectos de controle. O estudo da engenharia eletrônica fornece meios para o desenvolvimento de componentes. manutenção e operação de sistemas automatizados. dos sistemas de comunicação e de outros sistemas com fins de aplicação bélica. em automação residencial e predial.

mensuração e controle de qualidade. Atividade 07 .Execução de desenho técnico.Fiscalização de obra e serviço técnico.Condução de trabalho técnico. sistemas de medição e controle elétricos. referentes a materiais elétricos e eletrônicos. montagem.Vistoria. Art. Atividade 17 . Atividade 18 . montagem e reparo.o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução. equipamentos eletrônicos em geral.Condução de equipe de instalação. Atividade 10 .Compete ao ENGENHEIRO ELETRICISTA ou ao ENGENHEIRO ELETRICISTA. arbitramento. operação. Atividade 14 . 8º . seus serviços afins e correlatos. extensão. assessoria e consultoria. equipamentos. laudo e parecer técnico. Atividade 09 . Eletric. materiais e máquinas elétricas. Art. avaliação. Atividade 16 . ensaio e divulgação técnica. seus serviços afins e correlatos.Assistência.Desempenho de cargo e função técnica.Elaboração de orçamento. Atividade 06 . experimentação. Atividade 11 . 5 .Operação e manutenção de equipamento e instalação.Produção técnica e especializada. Atividade 15 . MODALIDADE ELETROTéCNICA: I .o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução. Atividade 13 .Atividade 04 . sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico. Atividade 12 .Direção de obra e serviço técnico. MODALIDADE ELETRôNICA ou ao ENGENHEIRO DE COMUNICAçãO: I . Atividade 08 . análise. distribuição e utilização da energia elétrica.Execução de obra e serviço técnico. sistemas de comunicação e telecomunicações.Padronização. reparo ou manutenção.Compete ao ENGENHEIRO ELETRôNICO ou ao ENGENHEIRO ELETRICISTA. 9º .Execução de instalação. pesquisa. transmissão. referentes à geração.Ensino. perícia. Atividade 05 . Tabela de Títulos Profissionais Resolução 473/02 121-08-00 Engenheiro Eletricista Engenheira Eletricista Eng.

sendo o mais utilizado o silício. Ou seja o inversor solar é fundamental para que você possa usar a energia fotovoltaica para alimentar os utensílios elétricos que você usa no dia-a- dia. A parte que Rogério apresentou explica mais detalhadamente sobre conversores de energia elétrica.121-08-01 Engenheiro Eletricista . pois o custo de fabricação e instalação dos painéis solares ainda é muito elevado. A corrente alternada é a que usamos em nossas casas e empresas.Eletrotécnica ENERGIA SOLAR Estes sistemas são capazes de gerar energia elétrica através das chamadas células fotovoltaicas.Eletrônica 121-11-03 Engenheiro Industrial .Vantagens  A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa e renovável. Outro problema é a dificuldade de armazenamento da energia solar.Eletrônica 121-08-02 Engenheiro Eletricista . presente em alguns materiais. e fator de potência baixo).Desvantagens  A energia solar ainda é pouco utilizada no mundo. pois não polui o meio ambiente e não acaba.  As centrais necessitam de manutenção mínima. .  Existe variação nas quantidades produzidas de acordo com a situação climatérica (chuvas. que trata da conversão estática de energia elétrica em suas diversas formas. INVERSORES O papel principal do inversor solar no sistema fotovoltaico é inverter a energia elétrica gerada pelos painéis. com alta eficiência (baixas perdas) e qualidade (baixa poluição elétrica: harmônicos de tensão e corrente.Eletrotécnica 121-09-00 Engenheiro em Eletrônica 121-10-00 Engenheiro em Eletrotécnica 121-11-02 Engenheiro Industrial . As células fotovoltaicas são geralmente montadas em módulos ou painéis solares fotovoltaicos e são capazes de transformar a radiação solar diretamente em energia elétrica através do chamado “efeito fotovoltaico”.  Deve funcionar em paralelo com outras fontes de energia devido a variação da quantidades produzidas. . 6 . neve). Existem basicamente três tipos de conversores: CC/CC CA/CC . de corrente continua (CC) para corrente alternada (CA). O Seu papel secundário é garantir a segurança do sistema e medir a energia produzida pelos painéis solares. além de que durante a noite não existe produção alguma.Retificador CC/CA – Inversor CONVERSORES ESTÁTICOS Toda a adequação da energia elétrica provinda de fontes alternativas se dá por meio de equipamentos de Eletrônica de Potência.

7 . Na operação interligada à rede. a aplicação acontece nos sistemas de transmissão em corrente contínua. aumentam bastante as perdas. diodos. com frequência.A conversão estática (sem partes móveis) é proporcionada por semicondutores de potência (transistores. sua importância é permitir a integração de geradores CA assíncronos à rede. normalmente de alta tensão. Conversores CC-CC: Podem adequar o nível da tensão proveniente de fontes de energia CC. Conversores CC/CA . em modo linear. Na transmissão. Em princípio. quando há tensão e corrente simultaneamente na chave. forma e amplitude fixas. Conversores CA-CC . uma conexão síncrona com a rede. células a combustível ou baterias. por exemplo na subestação de Uruguaiana . tiristores. e outras chaves eletrônicas). Também há sua aplicação na interligação de sistemas assíncronos como. às necessidades das cargas. definidas pelo sistema de controle. consequentemente.RETIFICADORES: Na geração. dado que a tensão é definida pelo sistema. como painéis fotovoltaicos. de potência na rede.INVERSORES: O inversor deve fornecer uma tensão (ou corrente) alternada. a saída deve ser independente de eventuais alterações na alimentação CC. por meio de uma conversão de CA para CC. Ao processo de retificação segue uma conversão CC-CA e. As antigas formas de conversão. então. o inversor é responsável pela injeção (ou absorção) de corrente e.RS que interliga os sistemas brasileiro (60 Hz) e argentino (50 Hz). na carga (situação de operação ilhada) ou na rede CA.