Sie sind auf Seite 1von 3

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO AULA 05 – Atos Administrativos 01.

AULA 05 Atos Administrativos

01. (CESPE/DPE-SE/2012) O ato da administração, praticado pela administração pública no exercício da função administrativa, pode ser regido tanto pelo direito público quanto pelo direito privado, ao passo que o ato administrativo rege-se, necessariamente, pelo direito público.

02. (CESPE/TJAL/Analista Administrativo/2012) Todo ato praticado no exercício da função administrativa consiste em ato da administração.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO AULA 05 – Atos Administrativos 01.

03. (CESPE/TJDFT/Analista Judiciário/2015) É passível de revogação, por motivos de conveniência e oportunidade, o ato administrativo consistente em emissão de certidão que ateste, em favor de um administrado, determinada situação fática.

04. (CESPE/TJDFT/Oficial de Justiça/2015) Situação hipotética: Poucos dias depois de determinado ato administrativo de autoridade competente ter concedido licença e férias a servidor do TJDFT, verificou-se que o servidor não tinha direito à licença. Novo ato foi, então, praticado, retirando-se a concessão da licença e ratificando-se a concessão das férias. Assertiva: Nesse caso, o ato posterior convalidou o anterior, por meio de ratificação.

05. (CESPE/TJDFT/Técnico Judiciário/2015) Configura-se abuso de poder por desvio de poder no caso de vício de finalidade do ato administrativo, e abuso de poder por excesso de poder quando o ato administrativo é praticado por agente que exorbita a sua competência.

06. (CESPE/TRE-RS/Analista Judiciário/2015) A respeito dos atos administrativos, assinale a opção correta.

a) A administração pública pode revogar atos como certidões, atestados e votos, tendo a revogação, nesses
a)
A administração pública pode revogar atos como certidões, atestados e votos, tendo a
revogação, nesses casos, efeitos ex nunc.
b)
O
objeto do
ato
administrativo
não pode ficar sujeito
a condição, ou seja, a cláusula que
subordine o efeito do ato a evento futuro e incerto.
c)
A presunção de veracidade, considerada um dos atributos do ato administrativo, diz respeito
aos fatos, razão pela qual, quando a administração pública alega determinado fato, presume
ser este verdadeiro, tal como sucede com os atestados, as declarações e as certidões.
d)
Sendo necessária a homologação da autoridade superior para que a dispensa de licitação
produza efeitos, o ato da dispensa será considerado ato administrativo complexo.
e)
Para a exoneração de servidor público decorrente da anulação do concurso público no qual fora
aprovado e que viabilizou sua posse no cargo, não se exigem a instauração de processo
administrativo e a garantia do contraditório, já que a anulação do certame pressupõe a
ocorrência de ilegalidade.
07. (CESPE/TRE-MT/Analista Administrativo/2015) A anulação dos atos administrativos, a título
de controle judicial, consiste na possibilidade de o Poder Judiciário rever os atos administrativos
por motivo de conveniência ou oportunidade.

08. (CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) O controle dos atos administrativos realizado pela administração pública denomina-se tutela administrativa e possibilita que o próprio ente que produziu o ato avalie sua legalidade, de ofício ou após provocação.

09. (CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) O ato administrativo discricionário praticado por agente incompetente dever ser revogado pela administração.

10. (CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) Os atos administrativos discricionários independem de motivação, ainda que neguem direitos, diferentemente dos atos vinculados, para os quais se exige motivação e que são de cumprimento obrigatório pelo administrador público.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO 11. (CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) Quando da realização

11.

(CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) Quando da realização do controle de legalidade dos atos administrativos que pratica, a administração pública deve revogar, de ofício ou mediante provocação do interessado, quaisquer atos que tenham sido praticados com violação da lei.

12.

(CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) A convalidação de ato administrativo que apresente defeito sanável depende de decisão judicial, sendo permitido à administração apenas declarar a nulidade de seus atos, e não convalidá-los.

13. (CESPE/TRE-MT/Técnico

Judiciário/2015)

O

princípio

da

autotutela

da

administração

dispensa o contraditório, ainda que tenham decorrido efeitos concretos do ato a revogar.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO 11. (CESPE/TRE-MT/Analista Judiciário/2015) Quando da realização

Motivo e motivação equivalem-se juridicamente.

Ordem de serviço é o ato por meio do qual um órgão consultivo manifesta opinião.

Licença é o ato pelo qual a administração concorda com um ato jurídico já praticado.

A

lei

14.

(CESPE/TRE-MT/Técnico Judiciário/2015) Assinale a opção correta, no que diz respeito aos atos administrativos.

a)

b)

c)

d)

e)

pode atribuir efeitos ao silêncio administrativo, inclusive para deferir pretensão ao

administrado.

Se um ato administrativo for perfeito e eficaz, será também válido.

15.

(CESPE/TJPB/Juiz/2015) Em uma ação judicial, caso considere legítimo ato da administração pública que tenha anulado a revogação de outro ato administrativo, o juiz deverá reconhecer que a anulação do ato administrativo de revogação produz efeitos ex tunc.

16.

17.

(CESPE/FUB/Auditor/2015) A presunção de legitimidade ou de veracidade de determinado ato administrativo produz a inversão do ônus da prova, ou seja, a atuação da administração é presumidamente fundada em fatos verdadeiros e em observância à lei, até prova em contrário.

A União ao alugar um imóvel administrativo. atos administrativos,
A União
ao
alugar um imóvel
administrativo.
atos
administrativos,

(CESPE/TRE-MS/Técnico Judiciário/2014) Com referência aos atos administrativos, assinale a opção correta.

a)

b)

c)

particular para instalar nova sede de um TRE, pratica ato

Ato administrativo é a declaração do Estado que produz efeitos jurídicos imediatos, com observância da lei, sob regime jurídico de direito público ou privado e sujeita a controle pelo Poder Judiciário.

Competência é um dos elementos do ato administrativo que faculta ao agente a transferência de atribuições a outros agentes públicos, as quais, uma vez delegadas, não poderão ser avocadas pelo delegante.

d) Os
d)
Os

quando editados, avocam para si a presunção absoluta de

legitimidade.

e)

O motivo do ato não se confunde com a motivação da autoridade administrativa, pois a motivação diz respeito às formalidades do ato.

18.

(CESPE/STF/Técnico Judiciário/2013) A publicidade é fator de eficácia e requisito de moralidade dos atos administrativos; entretanto, a publicação de atos irregulares não os convalida.

19.

(CESPE/CNJ/Analista Judiciário/2013) Todos os atos administrativos são imperativos e decorrem do que se denomina poder extroverso, que permite ao poder público editar provimentos que vão além da esfera jurídica do sujeito emitente, interferindo na esfera jurídica de outras pessoas, constituindo-as unilateralmente em obrigações.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO 20. (CESPE/MIN/Analista/2014) Suponha que determinada secretaria

20. (CESPE/MIN/Analista/2014) Suponha que determinada secretaria de Estado edite ato administrativo cujo conteúdo seja manifestamente discriminatório. Nessa situação, podem os administrados recusar-se a cumpri-lo, independentemente de decisão judicial, dado que de ato ilegal não se originam direitos nem se criam obrigações.

21. (CESPE/STF/Técnico Judiciário/2013) A demolição de um prédio pela administração pública, em razão do iminente risco de desabamento, constitui exemplo de ato autoexecutório, cujo fundamento jurídico é a necessidade de salvaguardar, com rapidez e eficiência, o interesse público.

22. (CESPE/MDIC/Agente Administrativo/2014) Suponha que determinado ato administrativo, percorrido seu ciclo de formação, tenha produzido efeitos na sociedade e, posteriormente, tenha sido reputado, pela própria administração pública, desconforme em relação ao ordenamento jurídico. Nesse caso, considera-se o ato perfeito, eficaz e inválido.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO 20. (CESPE/MIN/Analista/2014) Suponha que determinada secretaria

23. (CESPE/PMCE/2014) A licença é ato administrativo unilateral e discricionário pelo qual a administração pública faculta ao particular o desempenho de atividade material ou a prática de ato que, sem esse consentimento, seria legalmente proibido.

24. (CESPE/DPU/2015) Os atos administrativos negociais são também considerados atos de consentimento, uma vez que são editados a pedido do particular como forma de viabilizar o exercício de determinada atividade ou a utilização de bens públicos.

25. (CESPE/FUB/2015) Permissão é o ato administrativo, por meio do qual a administração pública declara formalmente que os requisitos legais e regulamentares foram preenchidos. Esse ato é editado no exercício de competência vinculada e constitui o direito de um particular ao exercício de uma profissão ou atividade privada determinada.

DIREITO ADMINISTRATIVO: Curso CESPE – 250 Questões Professor LUÍS GUSTAVO 20. (CESPE/MIN/Analista/2014) Suponha que determinada secretaria