Sie sind auf Seite 1von 14

Técnicas pra

inventar,
Escrever e contar
Estórias.
Discentes: Clemair
Izabella
Henrique
Rafael
Raycauan
Timotio
Intr odução
Inventar, contar ou escrever estórias é brincar com versos,
com rimas ou simplesmente com palavras.
Contando estórias, o professor conhece o aluno.
Contar estórias é uma forma de educar.
Através das estórias, despertamos a criatividade,
imaginação e o lado lúdico.
As estórias incentivam a oralidade, leitura e escrita.
Técnicas par a contar
estórias
O contador de estórias deve aprender a
colocar e expressão através da
modulação da voz, sendo mais suave ou
forte, suficientemente clara para que
todos ouçam, junto com os movimentos
das mãos e expressões faciais;
Fazer predominar a ação sobre a
descrição;

Dar-lhe tanto quanto possível um cunho de


veracidade, mostrando objetos, fazendo
gestos, imitando expressões dos animais
para que as crianças viva as situações;
Emprestar ênfase as principais passagens a fim de
mais destacá-las e melhor agravá-las;

Permitir que as crianças façam perguntas,


respondendo-as com a devida atenção dando-lhe
significado especial e também dirigir perguntas a
crianças que estejam participando menos da narração;

Fazer marionetes e contar estórias com eles para maior


entusiasmos das crianças, fixando mais elas na estória
que esta sendo contada.
Técnicas par a inventar
Estórias
Criar personagens bem característicos, que
permitam á criança facil identificação, consigo
e com as demais pessoas que a cercam;
Movimentá-las, dentro da cena, de modo a
corresponder aos interesses da criança;
Aproveitar, no desenvolvimento da estoria,
atos e conhecimento que representem
experiências já vividas pela criança, ou que
sejam do seu conhecimento;
Dar a estória uma conclusão feliz de forma
a provocar na criança uma reação
positiva, em que seus desejos e simpatias
possam ser atendidos e satisfeitos.
Técnicas para
escr ever Estórias
As estórias devem destacar situações que têm paralelo
com a vida e sugerem soluções;
Elas sempre devem simbolizar os vôos da imaginação
humana e plantar ideais heróicos e venturosos nas
mentes das crianças.
Deve-se criar um herói que será o personagem principal
de uma ou mais estórias.
Os demais personagens devem ser
descritos de formar sucinta, assim como
os ambientes que se desenvolve a estória.
As idéias e as palavras usadas devem ser
apropriadas ao nível das crianças e conter
alguma referência ao ambiente nos lares
destas
Uma boa técnica é colocar-se no lugar da
criança, o que instintivamente ajudará a
quem conta a história a usar o vocabulário
A estória tem que ter uma moral, porém, os alunos
devem inferir a moral da Estória sem que o professor
a diga diretamente.
O escritor deve ser criativo para que mesmo um
assunto desinteressante e enfadonho possa se tornar
vívido para as crianças.
A Estória não estará completa sem uma sessão de
perguntas e respostas.
Clique para editar os estilos do texto mestre
Segundo nível
● Terceiro nível

● Quarto nível

● Quinto nível

Conclusão
As estórias alimentam a imaginação,
promovem a interpretação, são essenciais
para o desenvolvimento da criatividade,
da socialização, da linguagem, da
expressão corporal e oral, da capacidade
de opinar, argumentar e escolher, da
coordenação motora, da expressão
artística.
Clique para editar os estilos do texto mestre
Segundo nível
● Terceiro nível

● Quarto nível

● Quinto nível

Verwandte Interessen