Sie sind auf Seite 1von 1

Descrição de disfunções neurológicas para atividade de

observação e formulação de hipóteses. Agnosia auditiva


Incapacidade de reconhecimento e distinção de sons na ausência
Afasias de quaisquer déficits auditivos. A neuroimagem revela lesões na
As regiões cerebrais implicadas nos processos de linguagem região temporal (córtex auditivo secundário. área 22 e parte da área
localizam-se no hemisfério esquerdo na grande maioria dos casos e 21 de Brodmann) no hemisfério cerebral direito.
compreendem a porção posterior do giro frontal inferior (área 44 de
Brodmann ou área de Broca). O terço posterior do giro temporal Astereognosia
superior (áreas 41 e 42 de Brodmann ou área de Wernicke), os giros Incapacidade de reconhecimento de objetos pelo tato, na ausência
angular (área 39) e supramarginal. e a porção temporal inferior (área de disfunção sensitiva. Geralmente determinada por lesões
37) e suas respectivas áreas de associação cortical e subcortical. envolvendo o giro pós-central contralateral.
Várias afecções neurológicas como infartos, doenças
degenerativas. ou lesões traumáticas podem determinar diferentes Desorientação vísuo-espacial
tipos de afasias, dependendo da localização das áreas Consiste na perda da habilidade de execução de tarefas
comprometidas. visualmente guiadas, na perda da capacidade de interpretação de
mapas e de localização na vizinhança ou mesmo dentro de casa. Os
Afasia de Broca (afasia de expressão, motora ou não fluente) aspectos de neuroimagem podem revelar áreas isquêmicas ou de
Caracteriza-se pelo comprometimento de estruturas localizadas hipoperfusão nas regiões têmporo-occipitais de predomínio à direita.
nas porções mais anteriores como a porção posterior do giro frontal
inferior ou área de Broca. Clinicamente observa-se reduzida Negligência Unilateral
produção com frases curtas, agramáticas e amelódicas. A Neste tipo de distúrbio de atenção, o paciente não percebe o meio
compreensão da linguagem verbal geralmente encontra-se externo nem seu hemicorpo contralateral à lesão. Sendo incapaz de
preservada e a capacidade de repetição, comprometida. explorá-los visualmente ou através do tato, na ausência de quaisquer
Os métodos de imagem (TC e RM) revelam lesões ou assimetrias déficits sensitivos, motores ou visuais. O quadro decorre de
na região frontal posterior e porção anterior da região têmporo- disfunção hemisférica direita, particularmente causada por insultos
parietal de predomínio à esquerda. Em casos de lesões vasculares, o isquêmicos ou estados pós-comiciais que afetam áreas como córtex
território comprometido pertence ao ramo superior (rolândico) da parietal posterior, córtex lateral pré-frontal, giro do cíngulo, striatum
artéria cerebral média esquerda. e tálamo.

Afasia de Wernicke (afasia de compreensão, sensorial ou Distúrbios das Praxias


fluente)
As estruturas comprometidas localizam-se nas porções mais Apraxias
posteriores como a porção posterior do giro temporal superior ou Consistem na incapacidade de realização de atos motores sob
ária de Wernicke e o córtex auditivo primário, no giro de Heschl. A comando ou imitação, na ausência de déficit de compreensão, de
compreensão da linguagem verbal e a repetição encontram-se sensibilidade ou da força muscular. São caracteristicamente
intensamente comprometidas, com fluência verbal preservada e determinadas por lesões parietais. Alguns tipos particulares de
conteúdo anormal com tendência a substituições (parafasias). Os apraxia incluem:
métodos de imagem revelam lesões têmporo-parietais no hemisfério
esquerdo, no território de irrigação do ramo inferior da artéria Apraxia ideomotora
cerebral média ipsolateral. É a inabilidade de realizar atos motores sob comando verbal,
embora esses atos sejam facilmente realizados de modo espontâneo.
Afasia global (afasia mista) Lesões do fascículo arqueado e da porção anterior do corpo caloso
Distúrbio significativo dos processos de compreensão e expressão podem ser responsáveis por esse tipo de distúrbio.
da linguagem. Geralmente associado a hemiparesia direita
determinado por extensas lesões nas áreas da linguagem, Apraxia ideatória
acometendo o território de irrigação da artéria cerebral média É a incapacidade de realizar certos movimentos seqüênciais na
esquerda. realização de um ato (como o exemplo clássico de tirar um cigarro
do maço e acendê-lo). embora cada movimento separado seja
Distúrbios de Percepção, Orientação Vísuo-espacial e Atenção executado facilmente. A localização precisa das estruturas afetadas
nessa disfunção neuropsicológica ainda é incerta.
Agnosias
Esse grupo de distúrbios da percepção refere-se à perda da Apraxia construtiva
capacidade de reconhecimento de estímulos nas modalidades É a incapacidade de reproduzir ou copiar um modelo visual
sensoriais visual, auditiva e na somestésica na ausência de apresentado, na ausência de distúrbios visuais, perceptivos ou
comprometimento do nível de consciência e da sensibilidade. As motores. Lesões parietais localizadas à direita, costumam determinar
estruturas anatômicas essenciais para os processos normais de quadros mais intensos, geralmente associados a negligência dos
percepção incluem os córtices primários visual, auditivo e elementos contralaterais. Quando à esquerda, cursam com afasia do
somestésico e as respectivas áreas de associação unimodais. tipo fluente.

Agnosia visual
Compreende a incapacidade de reconhecimento visual de objetos
na ausência de disfunções ópticas. Os métodos de neuroimagem
permitem a identificação de lesões têmporo-occipitais bilaterais,
geralmente de origem isquêmica, determinantes dessa condição.
Outros dois tipos particulares de agnosia visual podem ser
diferenciados:

alexia: refere-se à perda da capacidade de reconhecimento de


palavras escritas. Através dos métodos de neuroimagem pode-se
detectar lesões no território de irrigação da artéria cerebral posterior
esquerda, com comprometimento parcial do corpo caloso;

prosopagnosia: refere-se à incapacidade de reconhecimento de


faces, e seu substrato anatômico reside em lesões occipitais
inferiores bilaterais.