Sie sind auf Seite 1von 22

Introdução às TIC

9º Ano

Aulas 01 e 02
Introdução aos computadores
Introdução

ƒ O que é um computador?

ƒ O que é um Sistema Operativo?

ƒ O que são programas de computador?

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 2


Unidades funcionais do computador
ƒ Computador = hardware + software
ƒ Hardware = CPU + memória + periféricos de entrada e
saída
ƒ Software = sistema operativo + aplicações

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 3


Unidades funcionais do computador
ƒ CPU (unidade central de processamento)
ƒ ALU (unidade lógica e aritmética)
ƒ realiza operações sobre os dados:
ƒ aritméticas (soma, subtracção, divisão, produto, ...)
ƒ lógicas (negação, conjunção, disjunção, ...)
ƒ CU (unidade de controlo)
ƒ controla a ordem de execução das instruções dos programas
ƒ controla as transferências de dados entre as unidades
periféricas e a memória
ƒ controla as transferências de dados entre a memória e a ALU
ƒ Registos (memória interna)
ƒ memória extremamente rápida (baixos custos de acesso) mas
igualmente cara, pelo que é escassa
ƒ contém, em princípio, dados que vão ser (ou foram) utilizados
num espaço de tempo curto
ƒ registos de controlo de execução e do estado do processador

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 4


Unidades funcionais do computador
ƒ Periféricos
ƒ De entrada
ƒ rato
ƒ teclado
ƒ scanner
ƒ ...
ƒ De saída
ƒ monitor (placa gráfica)
ƒ impressora
ƒ data-show
ƒ ...
ƒ De entrada/saída
ƒ placa de rede
ƒ gravador de CD/DVD
ƒ portas USB (pen-drives, flashcards, máquinas digitais,...)
ƒ ...

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 5


Unidades funcionais do computador
ƒ Memória

≈bytes

≈Kb

≈Mb

≈Gb, Tb

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 6


Armazenamento de dados
ƒ o bit (binary digit)
ƒ 1/0, on/off, true/false, ...
ƒ notações e sistemas de numeração

ƒ qual a grande vantagem do sistema binário? e desvantagem?

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 7


Armazenamento de dados
ƒ exercícios
ƒ 23810 = ?2 = ?16
ƒ 100101112 = ?16 = ?10
ƒ 3F16 = ?2 = ?10

ƒ a unidade mais pequena de informação é o bit

ƒ no entanto, o tamanho padrão utilizado para a manipulação e


armazenamento de dados binários nos equipamentos informáticos é o
byte (8 bits)
ƒ desafio: qual a vantagem da utilização do sistema hexadecimal em
relação ao decimal?
ƒ desafio: qual a capacidade de representação de um byte (quantos
números diferentes consegue representar)?

ƒ Múltiplos da unidade...
ƒ 1 Kb = 1024 bytes
ƒ 1 Mb = 1024 Kb
ƒ 1 Gb = 1024 Mb
ƒ 1 Tb = 1024 Gb
ƒ ...

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 8


Armazenamento de dados
ƒ para representar valores numéricos o problema
parece estar resolvido

ƒ como representar valores alfabéticos?

ƒ tabela ASCII (american standard code for


information interchange)
ƒ O código ASCII representa todos os caracteres do
alfabeto, os dígitos de 0 a 9, os sinais de pontuação, além
de outros caracteres especiais
ƒ a cada número entre 0 e 255 (entrada da tabela ASCII) é
feito corresponder um caracter
ƒ assim é possível representar os caracteres com bits
(armazenam-se como números)
ƒ desafio: quantos bits são necessários para armazenar
um caracter?

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 9


Armazenamento de dados

ƒ os dados de um programa são armazenados na


memória principal

ƒ cada posição de memória tem um endereço

ƒ uma visão (muito simplista) de um programa


consiste numa sequência de operações sobre os
seus dados:
ƒ operações aritméticas/lógicas (realizadas na CPU)
ƒ operações de leitura e escrita na memória principal

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 10


Armazenamento de dados
ƒ visão (muito simplificada) da memória principal

Endereço Dado

03C0 'O'
03C1 'L'
03C2 'Á'
... ...
0FFD 03C1
0FFE -
0FFF 354
1000 16

ƒ normalmente, este nível de pormenor não interessa


ao utilizador

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 11


Sistema Operativo
ƒ Relembrar
ƒ Computador = hardware + software
ƒ Hardware: parte física da máquina (conjunto de componentes,
normalmente electrónicos)
ƒ Software: conjunto de programas executados no computador
ƒ SW de sistema: o sistema operativo gere directamente o
hardware (a baixo nível)
ƒ SW de aplicação: programas do utilizador utilizam o hardware
invocando rotinas do sistema operativo

ƒ Como vimos anteriormente, a um nível baixo o sistema é


demasiado complexo para ser gerido pelo utilizador

ƒ É até demasiado complexo (existem infinitas configurações


de hardware) para ser gerido directamente pelas aplicações

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 12


O que é um SO?

ƒ Um sistema operativo (SO) é um gestor de recursos

ƒ Toma a forma de um conjunto de rotinas de SW que


permitem aos utilizadores e programas de aplicação
aceder aos recursos do sistema (CPU, memória, discos,
etc…) de maneira segura, eficiente e abstracta

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 13


O que é um SO?

ƒ Exemplificando:

ƒ Um SO garante o acesso seguro a uma impressora


permitindo acesso a uma aplicação de cada vez e deixando as
restantes em fila de espera

ƒ Um SO permite um uso eficiente da CPU suspendendo


programas que não a estão a utilizar (e cedendo o processador
aos que têm computação útil para realizar)

ƒ Um SO fornece abstracções convenientes (como ficheiros


em vez de localizações no disco) que permitem aos
programadores trabalhar isolados dos detalhes do hardware
específico de cada máquina

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 14


sistema operativo
ƒ Posicionamento arquitectural (visão simplista)

Utilizador

SW Aplicação

Sist Operativo

Hardware

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 15


sistema operativo
ƒ Posicionamento arquitectural (visão detalhada)

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 16


Arquitectura de um SO

ƒ O kernel do SO tem controlo directo sobre o HW


ƒ Efectua a gestão de baixo-nível do hardware (i.e. tratamento
de interrupções de dispositivos de HW, partilha do processador
entre processos concorrentes, alocação de memória…)

ƒ Serviços básicos e independentes do hardware são


fornecidos a programas de nível mais alto através de um
conjunto de rotinas de sistema (system call library)
ƒ Criar, escrever e ler ficheiros
ƒ Abrir e fechar ligações de rede
ƒ Iniciar a execução de programas, …

ƒ Programas de aplicação (processador de texto, folha de


cálculo, …) e utilitários do sistema (programas simples mas
muito úteis que são fornecidos com o SO) fazem chamadas a
estas rotinas

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 17


Arquitectura de um SO

ƒ As aplicações e utilitários do sistema são lançadas


usando uma shell (uma linha de comandos textual)
ou um GUI (Graphical User Interface), que permitem
interacção directa com o utilizador

ƒ SO’s (e diferentes variantes do mesmo SO) podem


distinguir-se pelas rotinas de sistema, utilitários de
sistema e interface com o utilizador que fornecem

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 18


Programas

ƒ Uma coisa é utilizar o sistema operativo e as


aplicações do mercado (ponto de vista do utilizador)

ƒ Outra bastante distinta é construir os programas à


medida das necessidades (ponto de vista do
programador)

ƒ No entanto, o programador é também utilizador do


sistema operativo e de programas de aplicação

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 19


Programas

ƒ Mas então, o que é um programa?

ƒ Um programa é um conjunto de instruções com uma


sequência lógica e previamente estabelecida que permite
a execução de tarefas pela plataforma (hardware +
sistema operativo)

ƒ No fundo, permitem a um computador funcionar:


possibilitam que todas as capacidades disponíveis num
computador sejam utilizadas
ƒ Em benefício do utilizador final
ƒ Sem que este tenha que gerir a complexidade do sistema
ao nível do hardware

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 20


Programas
ƒ Os programas podem ser genericamente descritos
por:
ƒ Variáveis: posições de memória onde é possível
armazenar temporariamente todos os dados que sejam
processados por um programa: números, textos,
gráficos, etc.

ƒ Constantes: representam valores numéricos ou


alfanuméricos que não são alterados ao longo da
execução de um programa

ƒ Procedimentos: sub-conjuntos reutilizáveis de


instruções que especificam o que deve ser feito com as
variáveis e as constantes (e.g., determinam as operações
a realizar sobre os dados)

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 21


Programas
ƒ Os programas são executados pela CPU

ƒ Têm, por isso, que ser escritos em (ou convertidos


para) a "linguagem dos processadores": o código-
máquina

ƒ O código-máquina é uma linguagem de muito baixo


nível (as instruções são sequências de bytes não
inteligíveis)

ƒ Tudo isto está escondido do utilizador, que pode


desfrutar tranquilamente do trabalho dos
programadores do SO e das aplicações

Duarte, N. :: 2006 :: Introdução às TIC 9 22