You are on page 1of 14

Giovana Carranza - Administração

Curso de Administração Geral – Módulo XI

22. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Uma organização vem
enfrentando uma situação de conflito trabalhista nas últimas semanas. Seu diretor executivo tem
adotado uma postura nem assertiva, nem cooperativa, buscando outras saídas para que o conflito se
torne menos intenso e para que se obtenham informações adicionais com o tempo.

Tal postura deixa claro que o diretor executivo assumiu um estilo de administração de conflitos de

(A) compromisso (B) acomodação

(C) colaboração (D) competição

(E) Evitação

GABARITO: E

23 (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) O processo de globalização, hoje


em curso na sociedade, demanda da administração das organizações ações cada vez mais plurais e
interdependentes, que garantam melhores desempenhos organizacionais e que promovam maior
qualidade de vida para as pessoas.

Dessa forma, o processo de governança corporativa consiste em um conjunto de

(A) ações de planejamento, organização, liderança, execução e controle dos processos administrativos
que possibilitam maior produtividade organizacional.

(B) variáveis, tais como tarefa, estrutura, pessoas, tecnologia e ambiente que, por funcionarem de
maneira interdependente, permitem maior competitividade organizacional.

(C) estratégias financeiras, logísticas, de marketing e de recursos humanos que, por integrarem
sistemicamente a administração, possibilitam maior produtividade organizacional e competitividade de
mercado.

(D) mecanismos com a finalidade de monitorar a gestão e o desempenho das organizações, de forma
que os interesses dos administradores estejam de acordo com os interesses dos proprietários, dos
acionistas, do conselho de administração e da diretoria.

(E) regulamentações e dispositivos legais do governo com a finalidade de estabelecer as políticas


tributárias relacionadas à gestão corporativa.

1 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


GABARITO: D

24. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Vivemos em uma sociedade de
conhecimento, em que a informação é, paradoxalmente, o recurso mais valioso e que, constantemente,
nos sobrecarrega de tal modo que negligenciamos sua riqueza e profundidade. Nesse mundo, a gestão
desse conhecimento e o seu desenvolvimento [...] tornam-se um dos mais importantes conceitos da
prática administrativa.

CLEGG, S.; KORNBERGER, M.; TYRONE, P. Administração e organização: uma introdução à teoria e à prática. Porto Alegre:
Bookman, 2011. p. 346. Adaptado.

Nesse sentido, em relação à gestão do conhecimento e à aprendizagem organizacional, tem-se que

(A) a gestão diz respeito aos aspectos coletivos, enquanto a aprendizagem diz respeito aos aspectos
individuais do conhecimento.

(B) a gestão envolve a evolução do conhecimento e é fase subsequente à aprendizagem, que se


caracteriza pela acumulação do conhecimento organizacional.

(C) a gestão se concentra na criação, disseminação e transformação do conhecimento, enquanto a


aprendizagem envolve a mudança no estado de conhecimento existente na organização

(D) ambas são sinônimas e dizem respeito à acumulação e à evolução do conhecimento organizacional.

(E) ambas são processos da prática administrativa, responsáveis, respectivamente, pela mudança e pelo
comportamento organizacional.

GABARITO: C

25. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Uma empresa que esteja
considerando a concessão sucessiva de descontos como forma de alavancar suas vendas deverá levar
em conta que esse tipo de estratégia

(A) significará forte diferencial competitivo em relação à concorrência.

(B) aumentará necessariamente os lucros da organização.

(C) servirá como instrumento eficiente de relações públicas.

(D) terá influência nula sobre o resultado das vendas quando não houver a concessão de descontos.

(E) poderá comprometer a percepção de valor da marca no longo prazo.

2 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


GABARITO: E

26. (CESGRANRIO / BNDES - Profissional Básico – Administração) Sobre a recente evolução do conceito
de responsabilidade social, considere as afirmativas abaixo.

I - O conceito de responsabilidade social corporativa vem amadurecendo quanto à capacidade de sua


operacionalização e mensuração, subdividindo-se em vertentes do conhecimento, tais como, por
exemplo: responsividade social corporativa, performance social corporativa e inovação social, entre
outras.

II - Desde o início do século XX, após os debates filosóficos sobre a obrigação de as corporações
promoverem o avanço tecnológico, os termos responsabilidade social corporativa e responsividade
social corporativa passaram a ter seus conceitos associados.

III - No final do século XX, a literatura sobre responsabilidade e responsividade social corporativa, por
ter passado a ser alvo de atenção de autores da área acadêmica ligada à ética dos negócios, assumiu um
aspecto mais normativo.

É correto o que se afirma em

(A) I, apenas

(B) II, apenas

(C) I e III, apenas

(D) II e III, apenas

(E) I, II e III

GABARITO: C

27. (CESGRANRIO/2013/BNDES-Profissional Básico–Administração) A definição mais aceita para


desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual,
sem comprometer a capacidade de atender às necessidades das futuras gerações. Essa definição surgiu
na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para
discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação
ambiental.

Disponível em:
<http://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/questoes_ambientais/desenvolvimento_sustentavel/>.

Acesso em: 5 jun. 2012.

3 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


Nesse sentido, a sustentabilidade não deve ser utilizada genericamente como um “clichê”. Ela
representa um conceito que se expande em três dimensões principais, a saber:

(A) ideológica, política e social

(B) econômica, ambiental e social

(C) política, econômica e cultural

(D) geopolítica, geoeconômica e histórica

(E) histórico-cultural, ideológica e geopolítica

GABARITO: B

28 (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Competitividade, inovação,


empreendedorismo, interdependência, foco no cliente, sustentabilidade, responsabilidade social,
governança corporativa, todos são pressupostos correntes das abordagens contemporâneas da
Administração. Em muitas delas, entretanto, esses pressupostos são implementados por meio de
práticas administrativas, fundamentadas em medidas prescritivas e em rotinas padronizadas.

Essas medidas prescritivas e rotinas padronizadas estão originariamente estabelecidas nos(as)

(A) critérios do benchmarking

(B) princípios da administração científica

(C) regras da reengenharia

(D) medidas do Balanced Scorecard

(E) características do sensemaking

GABARITO: B

29. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) O diretor de uma indústria
nacional solicita a criação de uma campanha institucional para sua agência. Nesse caso, as propagandas
da empresa irão enfatizar

(A) a comparação com a marca líder no segmento

(B) a segurança, a confiabilidade e a tradição da marca

4 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(C) o preço mais competitivo do que o da concorrência

(D) os atributos e os diferenciais de seus produtos

(E) os serviços prestados por sua equipe de representantes

GABARITO: B

30 (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Recentemente, uma empresa


farmacêutica europeia adquiriu 49% das ações de um laboratório nacional. O presidente da companhia
nacional afirmou que estavam procurando, há algum tempo, um sócio estratégico, não apenas para
expandir os negócios da empresa, mas também para agregar valor ao negócio. Com a chegada desse
sócio, a expectativa é investir em uma nova fábrica, visando a uma plena incorporação de parte dos
medicamentos europeus ao portfólio de comercialização no Brasil.

A aliança estratégica em questão mostra-se interessante para as duas empresas, pois permite a(o)

(A) criação de um ambiente competitivo favorável, via conluio tácito.

(B) entrada em novos mercados e segmentos

(C) saída de setores ou segmentos de menor desempenho

(D) melhora do desempenho de operações atuais

(E) gerenciamento da incerteza, via portfólio de opções Reais.

GABARITO: B

31. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Uma empresa pode traçar
estratégias diferentes no momento de decidir se o abastecimento de seus produtos será realizado a
partir de um único fornecedor ou de mais de um deles. Essas opções são conhecidas como single-
sourcing e multi-sourcing, respectivamente.

Uma DESVANTAGEM inerente ao single-sourcing consiste em

(A) dificuldade de encorajar o comprometimento do fornecedor.

(B) dificuldade maior de obter economias de escala.

(C) dificuldade maior para desenvolver sistemas de garantia da qualidade eficazes.

5 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(D) esforço maior requerido para a comunicação.

(E) flutuações no volume da demanda afetarem mais o fornecedor.

GABARITO: E

32. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Para expandir seus negócios, a
indústria metalúrgica Alpha adquiriu a indústria Zeta. Logo em seguida, adquiriu a indústria Ômega,
passando à condição de empresa de grande porte - AZO S/A. De forma a garantir eficiência, eficácia e
efetividade nesse processo de crescimento e expansão, a empresa AZO S/A adotou três práticas
administrativas distintas, mas interdependentes. Primeiro, assumiu práticas gerenciais para adaptação à
nova realidade do negócio, implementando procedimentos e técnicas para acompanhar o
desenvolvimento da organização, minimizando os riscos e maximizando as oportunidades relacionadas
ao processo de transformação do negócio.

Em seguida, avaliou a percepção compartilhada dos membros da empresa em relação às experiências


no trabalho, de forma a promover a adaptação dos comportamentos individuais às demandas
organizacionais. E, por último, buscou promover a integração interna e a adaptação externa da nova
empresa ao ambiente, desenvolvendo crenças, valores e hábitos comuns à organização.

Dessa forma, quais foram, respectivamente, as práticas administrativas adotadas pela empresa,
descritas no texto?

(A) Gestão da mudança, administração do clima organizacional e administração da cultura


organizacional.

B) Gestão da mudança, administração do comportamento organizacional e administração da cultura


organizacional.

(C) Administração do comprometimento organizacional, administração do processo decisório e


administração do clima organizacional.

(D) Administração do clima organizacional, administração do comportamento organizacional e


administração do processo decisório.

(E) Administração do processo decisório, administração do comprometimento organizacional e


administração da cultura organizacional.

GABARITO: A

6 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


33. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) A realidade organizacional é
constituída e construída a partir da comunicação e também da falta de comunicação adequada. Assim
sendo, pode-se dizer que a comunicação é um meio poderoso de estabelecer e de reforçar a realidade
organizacional.

A respeito do processo de comunicação organizacional, considere as afirmações abaixo.

I - A comunicação organizacional é compreendida como uma forma ativa de criar, desenvolver e manter
relacionamentos e valores compartilhados, culturas comuns e metas acordadas, bem como de
estabelecer os meios para atingi-las.

II - O empowerment, na medida em que permite ao trabalhador maior responsabilidade pelo


planejamento e controle do seu próprio trabalho, decisão e participação ativas na administração,
favorece a comunicabilidade e a sociabilidade organizacionais.

III - Qualidade de Vida no Trabalho é o conjunto de ações organizacionais voltadas para a implantação
de melhorias e inovações gerenciais e tecnológicas no ambiente de trabalho, requerendo uma política
de comunicação que dissemine, estimule e consolide uma cultura organizacional centrada em valores,
crenças e ideias voltadas para o bem-estar individual e coletivo.

É correto o que se afirma em

(A) I, apenas

(B) III, apenas

(C) I e III, apenas

(D) II e III, apenas

(E) I, II e III

GABARITO: E

34. (CESGRANRIO / 2013 / BNDES - Profissional Básico – Administração) Observa-se que, se, por um lado,
o conceito de cidadania empresarial vem tendo maior receptividade pelas empresas, na medida em que
está recebendo, na prática, uma conotação de gestão de relações comunitárias; por outro lado, o
conceito de responsabilidade social se vem consolidando como um conceito intrinsicamente
interdisciplinar, multidimensional e associado a uma abordagem sistêmica [...]. Conclui-se que o
conceito de cidadania empresarial, para não ter sua prática limitada a projetos específicos, precisa ser
desenvolvido num espectro mais amplo, permeando toda a organização, incorporando a performance
social corporativa e tendo, como pano de fundo, o desenvolvimento sustentável.

ASHLEY, P.A.; COUTINHO, R.B.G.; TOMEI, P.A. Responsabilidade Social

Corporativa e Cidadania Empresarial: uma análise conceitual comparativa.

Disponível em: <www.agenda21empresarial.com.br>. Acesso em: 5 jun. 2012.

7 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


Considerando-se os aspectos expostos no texto acima, o conceito de responsabilidade social
corporativa requer, para sua construção teórica e aplicação prática, a sua incorporação à orientação
estratégica da empresa. Tal orientação está refletida em:

(A) execução rígida do planejamento das etapas de produção

(B) adoção de perspectivas normativas restritas aos interesses dos gerentes

(C) obrigatoriedade da incorporação dos trabalhadores como acionistas da empresa

(D) estratégias em busca da intensificação incessante do lucro

(E) desafios éticos para as diferentes dimensões do negócio

GABARITO: E

CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I

35. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) Para a realização de um processo


seletivo adequado, a área de recursos humanos precisa identificar os atributos físicos, psicológicos e os
conhecimentos necessários ao desempenho satisfatório dos cargos a serem preenchidos.

O inventário dos atributos necessários ao cargo é denominado

(A) teste vocacional

(B) desenho de cargo

(C) levantamento profissiográfico

(D) técnica dos incidentes críticos

(E) ficha de solicitação de pessoal

GABARITO: C

36 (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) O planejamento, a execução e o


controle das atividades existentes em uma organização empresarial são fundamentais na gestão dos
negócios. Um dos instrumentos fundamentais para a boa gestão do negócio é o orçamento.

Nesse sentido, para que o orçamento possa ser considerado um instrumento que contribua para o
desenvolvimento da empresa, ele deve

8 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(A) ser realizado apenas pelas empresas de grande porte, tendo em vista a quantidade de recursos
humanos e financeiros necessários para sua elaboração.

(B) ser elaborado pela área financeira, considerando as informações da área de vendas e produção, que
visam o lucro.

(C) ser elaborado pela administração, tendo em vista a confidencialidade dos dados financeiros da
empresa.

(D) projetar os mesmos valores para o ano seguinte já que, se houver aumento de demanda, esses
dados garantirão o orçamento do próximo ano.

(E) abranger a empresa como um todo, facilitando diversas tomadas de decisões e visando a atingir os
objetivos propostos.

GABARITO: E

37. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) Carlos foi contratado para estruturar
o setor de compras de uma distribuidora de materiais para exames de laboratório. Essa distribuidora
está localizada em uma cidade de médio porte, no interior de Minas Gerais. A distribuidora compra a
maior parte de seus produtos de empresas localizadas em São Paulo e atende a clínicas, hospitais e
laboratórios de uma região próxima à cidade em que está localizada.

Nessa situação, Carlos deveria adotar

(A) centralização das atividades de compras, de forma a padronizar os procedimentos de compra.

(B) centralização das atividades de compras, para atender às necessidades específicas do processo
produtivo da empresa.

(C) centralização das atividades de compras, para garantir agilidade nas compras.

(D) descentralização das atividades de compras, para garantir a qualidade uniforme dos materiais
adquiridos.

(E) descentralização das atividades de compras, de forma a obter maiores descontos.

GABARITO: A

9 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


38. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) O Quadro abaixo representa uma
planilha de movimentação de estoque de uma determinada empresa.

O estoque médio e a taxa de cobertura do primeiro mês são, respectivamente,

(A) 4500 e 4,5

(B) 4500 e 1,5

(C) 1500 e 4,5

(D) 1500 e 4

(E) 1500 e 1,5

GABARITO: E

39. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) O gerente de uma fábrica de artefatos
de cristal de médio porte encontra discrepâncias entre o estoque físico e o estoque contábil da
empresa. Para apurar essas discrepâncias, o gerente deve, inicialmente, realizar um(a)

(A) planejamento do inventário

(B) inventário físico dos materiais

(C) estocagem intermediária

(D) redefinição do arranjo físico (layout) do almoxarifado

(E) codificação dos materiais

10 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


GABARITO:B

40. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) Um microempreendedor, em função


do aumento da demanda dos produtos vendidos em sua empresa, identificou a necessidade de destinar
um espaço da empresa para ser o almoxarifado.

Para que o almoxarifado possa atender às necessidades da empresa, é preciso que vários aspectos de
sua estruturação sejam acatados visando à melhoria das atividades da empresa.

Uma das consequências da estruturação de um almoxarifado que se constitui em melhoria para a


empresa é a(o)

(A) rigidez do arranjo físico, impedindo alterações em seu layout.

(B) dispensa do registro do material que é retirado.

(C) garantia de que os requisitos mínimos de segurança individual e coletiva sejam atendidos.

(D) aumento das perdas por desvio de materiais.

(E) aumento da utilização de equipamentos para a movimentação dos materiais.

GABARITO: C

41. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) Uma empresa de materiais eletro-
eletrônicos está organizando a sua área de produção e precisa de que essa área esteja bem integrada à
área de compras.

Essa integração é necessária porque a área de compras

(A) faz o controle de qualidade dos produtos acabados produzidos pela empresa, agregando valor ao
produto final.

(B) tem a função importante de cuidar para que os níveis de estoque da empresa estejam sempre
equilibrados, de acordo com o fluxo de produção.

(C) determina o fluxo de produção, programando a compra dos insumos necessários e negociando os
melhores preços.

(D) é a responsável pelo recebimento das mercadorias.

11 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(E) é responsável pelas paradas programadas no processo produtivo.

GABARITO: B

42. (CESGRANRIO / 2013 / LIQUIGAS – Assistente Administrativo I) A administração adequada dos


materiais em uma empresa precisa de que o almoxarifado seja operacionalizado e controlado
apropriadamente. Para isso, é necessário que os itens do almoxarifado estejam classificados.

Essa classificação exige várias etapas, dentre as quais a

(A) definição do espaço físico adequado

(B) definição das técnicas de estocagem

(C) codificação alfabética

(D) codificação alfanumérica

(E) Catalogação

GABARITO: E

Cesgranrio / 2013 / LIQUIGAS - Profissional Júnior – Administração

43. (Cesgranrio / 2013 / LIQUIGAS - Profissional Júnior – Administração) A gestão contemporânea de


pessoas reconhece os diversos atores como parceiros da organização, os quais esperam retornos
diferenciados e, para tal, trazem contribuições de diferentes naturezas. Nesse sentido, os empregados
contribuem, dentre outras coisas, por meio de

(A) capital de risco e investimento

(B) compra e consumo do produto final

(C) conhecimento e competência

(D) insumo básico e tecnologia

(E) matéria-prima

12 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


GABARITO: C

44. (Cesgranrio / 2013 / LIQUIGAS - Profissional Júnior – Administração) Um diretor de recursos humanos
pretende modificar a abordagem pela qual as pessoas são vistas na organização. Dentre os aspectos
fundamentais que se apresentam na moderna gestão de pessoas, ele optou por valorizar a percepção
de que as pessoas são “o principal ativo organizacional que agrega inteligência ao negócio”. Ele decidiu
valorizar a abordagem que considera as pessoas como

(A) ativadores de recursos organizacionais

(B) capital humano da organização

(C) parceiros da organização

(D) recursos organizacionais

(E) talentos fornecedores da organização

GABARITO: B

45. (Cesgranrio / 2013 / LIQUIGAS - Profissional Júnior – Administração) A avaliação de desempenho é


um importante mecanismo para o desenvolvimento da gestão de pessoas. Tal avaliação possui seus
objetivos, mas a sua condução também pode apresentar pontos fracos e, por isso, receber críticas de
diversas naturezas. As críticas devem ser analisadas cuidadosamente uma vez que algumas podem ser
verdadeiras devido à má utilização dos métodos.

É um objetivo da avaliação de desempenho e não uma crítica à sua condução

(A) reduzir a incerteza do colaborador em busca de consonância organizacional.

(B) promover situações de recompensa ou punição pelo desempenho.

(C) produzir resultados inócuos cujo valor agregado está baseado em fatores alheios à organização e às
pessoas.

(D) garantir a efetividade pelo processo de preenchimento de formulários.

(E) desenvolver o processo de forma a permitir a iniquidade e a tendenciosidade.

GABARITO: A

13 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


46. (Cesgranrio / 2013 / LIQUIGAS - Profissional Júnior – Administração) Uma empresa decidiu adotar a
Avaliação Participativa por Objetivos (APPO) visando à superação das críticas aos métodos tradicionais
de avaliação de desempenho, como por exemplo, considerar as pessoas como homogêneas e
padronizadas ao estabelecer as etapas e os procedimentos no processo de avaliação.

Nesse sentido, NÃO é uma etapa da APPO a(o)

(A) formulação de objetivos consensuais

(B) retroação intensiva, contínua e conjunta

(C) negociação com gerente sobre alocação de recursos e meios

(D) incorporação de percepções de clientes e fornecedores internos

(E) comprometimento pessoal com objetivos formulados conjuntamente

GABARITO: D

14 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?